Concordiense

10 set11:37

Concordiense quebra recorde brasileiro de arremesso de peso

O concordiense Darlan Romani conseguiu mais um feito importante em sua carreira, na disputa do arremesso do peso, no Campeonato Brasileiro Sub 23, realizado no Estádio Willie Davids, em Maringá/PR.

O atleta de Concórdia quebrou, nada menos, do que quatro recordes com a marca de 20,48 metros: recorde brasileiro de adultos, recorde sul-americano sub 23 e recorde do Campeonato.

- Estou muito feliz por superar a marca dos 20 metros, que era meu objetivo desde o início do ano – comentou o atleta de 21 anos, que agora vai em busca dos 21 metros.

- Temos que ter sempre novas metas para crescer – disse o atleta.

Desde 2011, Darlan, que treina com o cubano Justo Navarro, no Centro Nacional de Treinamento Caixa/Sesi, da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), em Uberlândia/MG, melhorou a sua marca no peso em 2,02 m.

- Isso me deixa animado para continuar a trabalhar duro, pensando em representar o Brasil da melhor forma possível – disse o arremessador.

*com informações do CBAt.


Comente aqui
17 jul14:23

Concordiense não deveria estar no voo 3054 da TAM

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Rodrigo Müzell – Enviado Especial/São Paulo | rodrigo.muzell@zerohora.com.br


Além de Simone Westrupp, outras duas mulheres catarinenses decidiran de última hora entrar no voo 3054. A comissária de bordo Cássia Negretto, 28 anos, de Concórdia, voltava a SP, onde morava, depois de trabalhar no voo São Paulo/Porto Alegre. Embarcou no lugar de uma colega. Dali a dois dias, iria provar o vestido de noiva. Marli Pedro Santos, 51 anos, nascida em Lauro Müller, que morava em Porto Alegre, era gerente de recursos humanos. Resolveu entrar no avião para acompanhar uma nova funcionária. Nenhuma das três deveria estar naquele voo.


O acidente do voo 3054 da TAM foi no dia 17 de julho de 2007. O Airbus da TAM que levava 187 passageiros e tripulantes de Porto Alegre a São Paulo, incluindo 93 gaúchos, atravessou a pista do aeroporto de Congonhas e explodiu contra um prédio repleto de trabalhadores, matando 199 pessoas.


Cássia sempre ligava para tranquilizar a família, desta vez não ligou

Era próximo das 19 horas quando Fabrício Negretto assistiu ao acidente aéreo da TAM pelo noticiário. Na hora ele ficou preocupado, pois sua irmã, Cássia Negretto, estava capacitando uma equipe de aeromoças.

– Ela não estava fazendo mais voos nacionais mas foi dar treinamento para uma equipe nova – lembrou.

Na hora ele tentou ligar para a irmã, mas Cássia não atendeu.

– Ela sempre ligava para dizer que estava bem quando ocorria algum acidente, mas desta vez ela não ligou – lembrou o irmão.

A família ficou angustiada. Mas tinha a esperança de que ela poderia estar em algum voo internacional para Nova Iorque ou Londres e por isso não atendia o celular. Cássia, que estava com 28 anos, trabalhava na TAM desde os 20 anos. Ela tinha realizado o sonho de voar em viagens internacionais.

No dia do acidente Fabrício havia mandado mensagem para a irmã via celular, mas não tinha falado com ela. A aflição aumentou quando buscaram o número do voo e começaram a comparar com a escala de trabalho. À uma hora da manhã veio o comunicado oficial da empresa. Cássia estava entre as vítimas.

>> Familiares de vítimas do acidente da TAM se reúnem para dia de homenagem. No final da tarde, será inaugurada, ao lado do aeroporto de Congonhas, a Praça Memorial 17 de Julho

O corpo foi um dos últimos a ser reconhecido e só chegou a Concórdia, sua terra natal, dez dias depois. Ela foi enterrada no dia 28 de julho no Cemitério Municipal de Concórdia.

Fabrício diz que a família pretende transferir os restos mortais da irmã para o litoral, onde estão o outro irmão, Ricardo, e a mãe, Alita. A mãe mudou-se de Concórdia após a morte da filha e foi morar próximo de Fabrício, que está em Blumenau. O outro irmão, Ricardo, está em Rio do Sul.

Passados cinco anos a família ainda não superou o acidente.

– A gente quase nem toca no assunto para não gerar mais sofrimento- justificou Fabrício.

Cada vez que fala da irmã, surge na mente imagens dela. A mãe, quando lembra da filha, desanda em choro.

- Minha mãe ainda está em tratamento psicológico – contou Fabrício. Ele lembrou que a TAM bancou somente o primeiro ano de tratamento.

A família também não recebeu indenização e não sabe se o noivo, com quem ela casaria no dia 2 de dezembro de 2007, recebeu algo. –Não temos mais contato com ele- disse o irmão.

Fabrício prefere lembrar das coisas boas, como ver os lugares em que Cássia esteve e comentar. Uma dos lugares que faz lembra da irmã é Londres, onde ela fez várias fotos.

Cássia não pode ver o nascimento das duas sobrinhas, filhas de Fabrício, com 3,5 anos, e de Ricardo, com quatro anos. Mas as duas ajudam a mãe de Cássia a voltar a ter momentos felizes.



Comente aqui
17 mai12:34

34ª Semana Concordiense de Enfermagem

Compromisso social, participação e lutas da Enfermagem é o eixo central da 34ª Semana Concordiente de Enfermagem, que acontece nesta quinta-feira, dia 17, no Auditório da UnC – campus de Concórdia.

Segundo a coordenadora do Curso de Enfermagem, Tatiana Gaffuri da Silva, o evento marca as discussões em torno da divulgação do papel social e da participação da categoria nas lutas pela assistência de qualidade.

O evento que iniciou nesta manhã tem a participação do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) de SC. Pela parte da tarde, os membros do COREN e da ABEn e profissionais locais participarão de entrevista a ser realizada pela coordenadora de Psicologia da UnC, Tainara Nesi.

A programação continua à noite, com um Fórum de discussão sobre o tema Cuidado de Enfermagem- Inovação e ética, com diversos profissionais da área.


Comente aqui
07 mai15:30

Justiça dá prazo para Garotinho editar imagens em seu blog

A Justiça do Rio determinou na quinta-feira, dia 3 de maio, que o ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) retire de seu blog as imagens da concordiense Jordana Kfuri, então noiva do empresário Fernando Cavendish, dono da Delta Construções, das fotos em que ela aparece durante viagem do Governador Sérgio Cabral a Paris, em 2009. O juiz Wilson Marcelo determinou a retirada das imagens atendendo a um pedido de liminar do pai de Jordana, que alegou o uso indevido da imagem da filha falecida. A ordem deve ser cumprida em 48 horas, sob pena de multa de R$ 500.000,00.

Antes da decisão, a irmã de Jordana, a arquiteta Garna Kfuri, afirmou ao GLOBO que houve uso indevido de imagem.

— Houve uso da imagem da minha irmã para fins eleitoreiros e políticos — explicou Garna, antes de ser concedida a liminar.

Jordana morreu após a queda de um helicóptero no sul da Bahia, em junho de 2011, quando era casada com o empresário Fernando Cavendish. Também morreram no acidente o filho de Jordana, de 3 anos, a jornalista Fernanda Kfuri e seu filho de 2 anos, a babá Norma Assunção, o piloto Marcelo Mattoso de Almeida e Mariana Noleto, namorada de Marco Antonio, filho de Sergio Cabral. Familiares das irmãs Kfouri, dos filhos delas e da babá ainda lutam na Justiça pela apuração da tragédia e punição dos culpados.

Sobre o vazamento das imagens, Garna diz que não teve acesso a arquivos digitais de Jordana:

— Quando minha irmã faleceu, pedi para o Fernando (Cavendish) as fotos dela. Ele fez um DVD com fotos da Jordana, dela com as meninas (filhas gêmeas fruto do casamento com Cavendish), mas a gente nunca teve acesso. Nunca tivemos acesso ao computador dela (Jordana). Ele (Cavendish) empacotou as coisas pessoais da minha irmã e despachou para Concórdia (onde vive a mãe, em Santa Catarina). Não veio nada de computador, nada de foto — conta Garna, que responde sobre rumores de que as fotos teriam vazado pela família: — É o mais fácil de se deduzir, né? Não precisa ser um gênio pra mandar uma dessa. A verdade é que a minha irmã mandava muitas fotos e vídeos, mas dos filhos dela. Ficava mandando essas coisas, mas nunca comentou comigo sequer uma coisa do Fernando, de trabalho.


O GLOBO




Comente aqui
20 abr09:53

Concordienses fazem estreia no Catarinense de Boxe

Quatro atletas da academia Xtreme Sport Fitness de Concórdia, vão representar o município no 3ª Campeonato Catarinense de Boxe 2012. O evento acontece em Lages, neste sábado, dia 21. Essa será a estreia dos concordienses na modalidade.

Os alunos Jadson da Rocha, 20 anos, Bruno da Rosa, 15 anos, Gabriel Grigulo, 14 anos, André Talini de 27 anos, são iniciantes na competição de Boxe Olímpico.

- Sabemos que encontraremos atletas de alto nível, mas vamos dar o máximo para estreiar com sucesso na competição – destaca o professor e técnico Éderson Tabaczinski.

Professor Taba, como é conhecido pelos alunos, disse ainda que confia no potencial dos atletas e que o mais importante neste momento será a experiência resultada do evento.

A participação dos atletas abre as portas para que alunos interessados possam integrar a equipe e representar Concórdia.


Comente aqui
19 abr10:04

Concordiense é encontrado morto no litoral catarinense

Um homem foi encontrado morto na Rodovia Interpraias, em Balneário Camboriú, no final da tarde desta quarta-feira. Rudimar de David, 47 anos, estava dentro de um carro e tinha a marca de um tiro no peito. Embora aparentemente nada tenha sido levado do local, a primeira hipótese levantada pela polícia é de latrocínio.

O carro, um Crossfox com placas de Bombinhas, estava próximo à entrada da Praia do Pinho. O veículo chegou a bater num barranco ao lado da estrada, mas ainda não se sabe se isto teria ocorrido antes ou após David ter sido atingido.

Testemunhas ouvidas pela Polícia Militar disseram ter visto três homens encapuzados entrarem na mata, próximo ao local onde o corpo foi encontrado. Policiais fizeram buscas pela região, mas ninguém foi encontrado.

As investigações estão a cargo do delegado Procópio Batista Silveira Neto, da Divisão de Investigações Criminais de Balneário Camboriú (DIC). O delegado não informou se há suspeitos do crime.

O corpo será transladado para Concórdia onde serão feitos os atos fúnebres. Rudimar de David, 47 anos, tinha duas filhas. Rudimar era ex-marido da secretária de saúde, Genair Bogoni.


BLOG DO LITORAL


Comente aqui
02 abr16:29

Concordiense bate recorde brasileiro adulto

O concordiense Darlan Romani, de 20 anos, foi o destaque das três competições disputadas neste sábado, dia 31, em São Paulo. Ele quebrou o recorde brasileiro do arremesso do peso ao vencer a prova do Campeonato FPA de Arremessos e Lançamentos, com a marca de 18,84 m. A melhor marca anterior era do paulista Ronald Julião, com 18,78 m.

Filiado à Fundação de Esportes de Concórdia, o atleta treina no CNT Caixa/Sesi, da CBAt, em Uberlândia/MG. – Estava próximo da marca e tinha certeza de que poderia alcançá-la. Agora é treinar e competir para melhorar ainda mais – disse o atleta nascido em Concórdia e que treina com o cubano Justo Navarro.


1 comentário
26 mar16:10

Concordiense vence etapa de ciclismo em São Paulo

O atleta concordiense, Jean Marcel da Silva venceu a 3ª etapa da média paulista de ciclismo, no domingo, dia 25, em Limeira/SP. Mais de 80 ciclistas participaram na categoria principal. Eles percorreram 60 Km em 1h25 minutos.

- Foi uma prova desgastante com média horária de 45 km/h. Tivemos que traçar uma estratégia durante a prova, pois éramos minoria e o pelotão esperava a gente tomar iniciativa. Correr assim é difícil, mas estávamos cientes do que tínhamos que fazer -comentou Jean após a vitória.


Comente aqui
24 dez09:17

Associação Concordiense de Futsal apresenta reforços

Associação Concordiense de Futsal confirma mais dois reforços para 2012. Agora já são sete os atletas contratados para a próxima temporada. Os novos jogadores são o pivô Christian Carniel e o ala esquerda Wellington Cidade.

Christian tem 28 anos, é natural de Pelotas e já passou por grandes clubes, entre eles Malwee Jaraguá, Londrina Futsal, e também já defendeu a cidade de Chapecó. Chegou a jogar na Espanha e atualmente estava no Marreco Futsal de Francisco Beltrão.

Já o Carioca Wellington Cidade tem 25 anos e jogou temporada 2011 no Ibirama onde foi campeão da Primeira Divisão dos Jogos Abertos de Santa Catarina e da Liga Sul. Wellington jogou ainda em Florianópolis em 2009 onde foi campeão dos Jogos Abertos de Santa Catarina.

As duas novas contratações substituem o Duda que foi para a Chapecoense e o Turmina que fechou com Jaraguá. Cinco dos 16 atletas que participaram do título da Divisão especial já renovaram com o Concórdia. São eles: o goleiro e capitão Léo, os alas Felipe, Maran e Hiltinho, e o fixo Paludo.



Comente aqui
13 dez10:23

Ciclista de Concórdia é destaque

O Ciclista concordiense Jean Marcel da Silva participou no domingo, dia 11, em Botucatú/SP, da Copa São Paulo de Ciclismo. No evento realizado na Unesp-Lageado, em um Circuito de 50 Km, o Ciclista Jean ficou com a segunda colocação da prova, na categoria elite.

No domingo, dia 18, Jean Marcel da Silva e Daniel Rogelim, participam da última prova do ano em Brasília/DF, prova válida para o Ranking Brasileiro de Ciclismo.

A prova será transmitida ao vivo no Esporte Espetacular da Rede Globo a partir das 09h30.


Comente aqui