Copa do Brasil

18 abr23:54

Chapecoense está fora da Copa do Brasil

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

No primeiro tempo a Chapecoense marcou forte, saiu na frente, mas nos últimos minutos o Cruzeiro encontrou o caminho do gol e empatou. Mas no segundo tempo o Cruzeiro dominou a partida e tirou o time do Oeste da competição. Cruzeiro 4 x 1 Chapecoense.

Aos 9 minutos Eliomar recebeu a bola na intermediária e mandou para o gol. O chute sai torto e fraco.

Onze minutos depois Eber recebeu dentro da área, bateu forte e bola passou raspando na trave.

Aos 32 minutos Eliomar chutou forte, a bola bateu em Fabiano, sobrou para o zagueiro sozinho dentro da área. Ele bateu cruzado no canto direito de Fábio e abriu o placar. Este foi o sétimo gol dele na temporada. Fabiano é o artilheiro da Chapecoense.

O gol do empate saiu aos 44 minutos. Marcos cruzou pela direita, o goleiro Rodolpho tentou dar um tapa na bola, que bateu no peito de Thiago Carvalho e entrou.

Nos três minutos de acréscimo o Cruzeiro tentou de todas as maneiras virar o jogo, mas não conseguiu.

O primeiro tempo terminou Cruzeiro 1 x 1 Chapecoense.

No final da primeira etapa o zagueiro Fabiano, autor do gol da Chapecoense agradeceu à Deus o gol. – Graças a Deus pude estar ali na hora certa e fazer o gol. Mas depois do gol demos uma relaxada e time grande tem que ficar atento o tempo todo. Sofremos o gol, mas vamos voltar para o segundo tempo e tentar a vitória – disse.


Segundo Tempo

Aos 15 minutos Vágner Mancini fechou no time. Foram duas alterações. Saíram Wallyson e Marcos, para a entrada de Roger e Elber. Na Chapecoense, Itamar Schulle tirou Willian para a entrada do lateral Esquerdinha.

Seis minutos depois Wellington Paulista pegou de canhota, bateu forte no canto do goleiro Rodolpho e marcou. Foi um belo gol do atacante aos 21 minutos.

Aos 29 minutos Anselmo Ramon marcou o terceiro gol. Atacante fez uma bela jogada na entrada da área do Verdão, passou no meio de três e chutou cruzado.

Três minutos depois Roger lançou no pé de Wellington Paulista dentro da área, que fez o quarto gol da partida de cobertura na saída do goleiro. Esse foi o segundo dele na partida.

A Chapecoense até tentou reverter o placar mas não conseguiu. O tentava chegar nas oitavas de final da Copa do Brasil pela primeira vez em três participações. Nas outras duas foi eliminado na segunda fase, por Internacional (2008) e Atlético/MG (2010).

Com o resultado: Cruzeiro 4 x 1 Chapecoense, o Verdão está fora da Copa do Brasil. Agora as atenções do time voltam para o Campeonato Catarinense. Domingo o Verdão enfrenta o Avaí na Ressacada.


FICHA

CRUZEIRO

Fábio, Marcos (Elber), Thiago Carvalho, Victorino, Everton, Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Montillo (Amaral), Wallyson (Roger), Anselmo Ramon, Wellington Paulista.

Técnico: Vágner Mancini


CHAPECOENSE

Rodolpho, Fabiano, Leonardo, Souza, Eliomar (Rafael Mineiro), Wanderson, Diogo Roque, Athos, Neném, William (Esquerdinha), Éber (João Paulo).

Técnico: Itamar Schulle


GOLS

Thiago Carvalho (44min 1ºT), Wellington Paulista (21min e 32min 2ºT), Anselmo Ramon (29min 2ºT) – Cruzeiro

Fabiano (32min 1º T) – Chapecoense


Cartões Amarelos

Wallyson, Roger, Amaral – Cruzeiro

Willian, Souza, Leonardo – Chapecoense


Local: Arena do Jacaré – Sete Lagoas/MG

Comente aqui
18 abr21:35

Leonardo e Athos escalados para o jogo desta quarta-feira

Itamar Schulle não vai poupar o zagueiro Leonardo e o meia Athos na partida contra o Cruzeiro. A partida inicia daqui a pouco na Arena do Jacaré em Sete Lagoas/MG.

Chapecoense

1 – Rodolpho

2 – Fabiano

3 – Leonardo

4 – Souza

11 – Eliomar

5 – Wanderson

7 – Diogo Roque

8 – Athos

10 – Neném

6 – William

9 – Éber


Confira o Banco do Verdão

12 – Juliano

13 – Dema

14 – Gustavo

15 – Rafael Mineiro

16 – Esquerdinha

17 – Diego Telles

18 – João Paulo


Comente aqui
18 abr11:42

Copa do Brasil: Cruzeiro x Chapecoense

Marco Antônio Astoni e Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Cruzeiro e Chapecoense decidem quem enfrenta o Atlético/PR, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 21h50, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas/MG. Como o primeiro jogo, semana passada, em Chapecó, terminou empatado por 1 a1, quem vencer se classifica. Empate sem gols dá a vaga ao Cruzeiro. Novo 1 a 1 leva a vaga para a disputa de pênaltis. Igualdade por dois ou mais gols classifica a Chapecoense.

O time mineiro vai para o jogo com três atacantes, mais uma vez. O trio formado por Wallyson, Wellington Paulista e Anselmo Ramon está bem entrosado e preparado para ajudar o sistema defensivo do Cruzeiro na marcação.

Pelo lado catarinense, a ordem é surpreender. Ainda que possa poupar alguns jogadores para a disputa das semifinais do Campeonato Catarinense, contra o Avaí, a Chapecoense sonha em avançar para as oitavas da competição nacional pela primeira vez em sua história.

O árbitro da partida será Wilson Luiz Seneme, que será auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Daniel Luis Marques.


MINUTO A MINUTO


FICHA DO JOGO

CRUZEIRO

1 – Fábio

2 – Marcos

3 – Thiago Carvalho

4 – Victorino

6 – Everton

5 – Leandro Guerreiro

8 – Marcelo Oliveira

10 – Montillo

7 – Wallyson

9 – Anselmo Ramon

11 – Wellington Paulista


Banco reserva:

12 – Rafael

13 – Mateus

14 – Gilson

15 – Amaral

16 – Fábio Lopes

17 – Roger

18 – Elber


CHAPECOENSE

1 – Rodolpho

2 – Fabiano

3 – Leonardo

4 – Souza

11 – Eliomar

5 – Wanderson

7 – Diogo Roque

8 – Athos

10 – Neném

6 – William

9 – Éber


Banco reserva:

12 – Juliano

13 – Dema

14 – Gustavo

15 – Rafael Mineiro

16 – Esquerdinha

17 – Diego Telles

18 – João Paulo



Quem está fora

Cruzeiro: Três jogadores estão no departamento médico do Cruzeiro, todos com contusões musculares. São eles o lateral Diego Renan, o zagueiro Léo e o atacante Walter.

Chapecoense: A Chapecoense não tem nenhum jogador suspenso ou lesionado. O técnico Itamar Schulle e o preparador físico Anderson Paíxão optaram em poupar o meia Athos e o zagueiro Leonardo para a partida contra o Cruzeiro, já que o time disputa no domingo a semifinal do catarinense contra o Avaí.


Fique de Olho

Cruzeiro: Thiago Carvalho vai fazer sua quarta partida como titular do Cruzeiro, a segunda consecutiva. O zagueiro acredita que uma boa sequência de jogos vai fazer com que sua forma técnica chegue perto da ideal, para assim assumir a titularidade definitivamente.


Chapecoense: Souza, zagueiro e capitão da equipe, fez dois gols no jogo da classificação para a segunda a fase. E no primeiro jogo contra o Cruzeiro marcou o gol na Arena Condá, que garantiu a partida de volta.


Curiosidades

* A Chapecoense tenta chegar nas oitavas de final da Copa do Brasil pela primeira vez em três participações. Nas outras duas foi eliminado na segunda fase, por Internacional (2008) e Atlético-MG (2010).

* Como mandante, será a primeira partida do Cruzeiro fora de Belo Horizonte, pela Copa do Brasil. Na Arena do Jacaré, o time azul conseguiu 29 vitórias, nove empates e oito derrotas, em 46 jogos.

* Os dois times estão nas semifinais dos seus campeonatos regionais. O Cruzeiro enfrenta o América-MG pelo Mineiro e a Chapecoense encara o Avaí, pelo Catarinense.

* Em 47 jogos como mandante na Copa do Brasil, o Cruzeiro venceu 34 vezes. A Chapecoense, em três partidas como visitante, nunca venceu.

Comente aqui
18 abr10:48

Copa do Brasil ou Catarinense: O dilema de Schulle

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Usar força máxima contra o Cruzeiro hoje à noite e buscar a classificação inédita para a terceira fase da Copa do Brasil ou poupar forças para a semifinal do Campeonato Catarinense no domingo. Esse é o dilema que o técnico Itamar Schulle a partir das 21h50 comanda a Chapecoense contra o Cruzeiro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Como o jogo de ida, no Índio Condá, foi 1 a 1, a Chapecoense precisa vencer ou então empatar por dois ou mais gols de diferença. Empate sem gols dá Cruzeiro e novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

Desde o final do jogo contra o Criciúma, no domingo, o treinador já cogitou poupar alguns atletas pelo desgaste de jogos nas quartas-feiras e domingo. Schulle teme perder jogadores por lesão para a semifinal de domingo, contra o Avaí. A direção do clube deu carta branca para o técnico decidir. É consenso na Chapecoense que as chances reais de título são a do Campeonato Catarinense.

Mas há também um sentimento de que não é impossível derrotar o Cruzeiro em Sete Lagoas, mesmo com amplo favoritismo dos mineiros. –Não tem como comparar os times, mas nem sempre ganha o melhor e sim o mais eficiente- declarou o zagueiro Souza, que joga contra o Cruzeiro e está suspenso contra o Avaí.

Os jogadores demonstraram intenção de jogar hoje pois um confronto contra o Cruzeiro é uma vitrine. Athos disse que por ele estaria em campo. –Pra mim não tem problema jogas as duas, estou me sentindo bem- disse o jogador, ainda na segunda-feira. Mas Itamar Shulle afirmou que deve poupar o meia, mais o zagueiro Leonardo e o atacante Eber. Com isso entram Rafael Mineiro, Dema e João Paulo. O principal desfalque seria Athos, que participou da maioria dos gols da Chapecoense desde a sua chegada. Schulle disse que a intenção é não usá-lo. Mas, se chegar no segundo tempo e a Chapecoense tiver uma chance de classificar, provavelmente o técnico vai chamá-lo.

O Cruzeiro também terá alguns desfalques. O lateral Diego Renan e o atacante Walter, que entrou no segundo tempo e fez o gol de empate no primeiro jogo, estão lesionados. E o zagueiro Leo está suspenso. Na zaga entra Thiago Carvalho. Na lateral joga Amaral ou Marcos. Outra dúvida é entre Roger e Wallyson


1 comentário
17 abr15:19

Copa do Brasil: Arbitragem para Cruzeiro x Chapecoense

Foi definida a arbitragem para Cruzeiro e Chapecoense pela Copa do Brasil. O jogo de volta será nesta quarta-feira, às 21h50 na Arena do Jacaré em Sete Lagoas/MG.

O árbitro Wilson Seneme será auxiliado por Emerson Carvalho e Daniel Marques.

Comente aqui
17 abr14:21

Chapecoense fica seis dias fora

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense viajou para Minas Gerais e fica seis dias fora para amenizar o desgaste de jogar quarta-feira pela Copa do Brasil e, no domingo, a semifinal do Catarinense. Na quarta-feira o time enfrente o Cruzeiro, em Sete Lagoas, e depois vai direto para o litoral catarinense onde fica até domingo, para enfrentar o Avaí, domingo, na Ressacada.

O supervisor da Chapecoense, Chinho Di Domenico, disse que a logística de não voltar a Chapecó tem como objetivo de evitar o desgaste dos atletas. Mesmo assim ele afirmou que as mudanças em horários das refeições e de jogos altera o metabolismo dos atletas.

Pelo menos as viagem até Minas Gerais e a volta até Curitiba será de avião. A volta para Chapecó terá que ser de ônibus pois a partir de domingo o aeroporto de Chapecó ficará fechado, por 75 dias.

Depois da vitória contra o Criciúma, por 3 a 1, o técnico Itamar Schulle chegou a cogitar a possibilidade de poupar alguns jogadores na partida contra o Cruzeiro. O preparador físico Anderson Paixão disse que a preparação física foi programada para que os atletas pudessem suportar jogos duas vezes por semana. No entanto ele reconhece que os dois últimos jogos em casa o gramado estava “pesado”, devido à chuva da véspera dos jogos. Além disso alguns jogadores como Athos, Éber e Rafael Mineiro chegaram recentemente e não fizeram a preparação no clube.

O meia Athos acredita que não terá problema em atuar nas duas partidas. – Pra mim não tem problema, mas respeito a decisão da comissão técnica- declarou. O atacante Éber disse que vai conversar com o preparador físico mas também quer jogar as duas.

O presidente Sandro Pallaoro deu “carta branca” para o técnico Itamar Schulle decidir o que é melhor para o clube. A direção entende que é mais difícil uma conquista na Copa do Brasil mas ainda sonha com a classificação. Mesmo assim há o receio do desgaste de alguns atletas. –O que não podemos é perder jogadores por lesão- para o restante do campeonato- afirmou Pallaoro.


PROGRAMAÇÃO


17/04 – Terça-feira

8h: Treino no Índio Condá

13h: Embarque no Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó, no voo da Trip

14h45: Chegada em Curitiba

17h10: Conexão para Confins-MG

18h10: Chegada em Confins-MG, em seguida jantar e saída para Caetanópolis-MG, de ônibus (82km)

21h30: Chegada no Maquiné Parque Hotel, em Caetanópolis.


18/04 – Quarta-feira

19h30: Saída de ônibus de Caetanópolis-MG para Sete Lagoas-MG,de ônibus (30 km)

20h: Chegada em Sete Lagoas-MG

21h50: Jogo contra o Cruzeiro, pela segunda fase da Copa do Brasil, às 21h50, no estádio Joaquim Henrique Nogueira (Arena do Jacaré).


19/04 Quinta-feira

0h30- Saída do estádio Joaquim Henrique Nogueira, em Sete Lagoas-MG, para Caetanópolis.

1h: Chegada no no Maquiné Parque Hotel, em Caetanópolis.

8h30: Saída do hotel para Confins-MG

12h18: Voo de Confins-MG para Curitiba-PR

14h15: Chegada em Curitiba e embarque em ônibus com destino a Balneário Camboriú (230km) ou Florianópolis (315 quilômetros).


20/04 Sexta-feira

A definir


21/04 Sábado

A definir


22/04 Domingo

18h30: Avaí x Chapecoense, na Ressacada

Após o jogo: retorna para Chapecó, de ônibus (600 km)

Comente aqui
17 abr08:35

Copa do Brasil: treino pela manhã e viagem à tarde

A equipe da Chapecoense realiza treinamento na manhã desta terça-feira. Os trabalhos estão marcados para às 8h na Arena Condá.

O time comandado por Itamar Schulle viaja no começo da tarde para Minas Gerais. Na quarta-feira o time enfrenta o Cruzeiro, no jogo de volta pela Copa do Brasil.

O vencedor da partida assegura a classificação. A equipe mineira entra em campo com a vantagem de poder avançar com um 0 a 0. Novo 1 a 1 leva a decisão da vaga para os pênaltis, já o empate por dois ou mais gols garante a Chapecoense na próxima fase.

A partida será transmitida ao vivo pela RBS TV logo após a novela Avenida Brasil

Comente aqui
16 abr12:32

Chapecoense folgou pela manhã e faz reapresentação à tarde

Depois da vitória por 3 a 1 em cima do Criciúma, na última partida do returno, o que garantiu a vaga nas semifinais do Campeonato Catarinense, os jogadores da Chapecoense tiveram folga pela manhã. A reapresentação está marcada para às 15h na Arena Condá.

Os treinos acontecem no campo do Trevo para quem não jogou. E quem atuou no domingo deve fazer treino leve na Arena.

O Verdão, comandado por Itamar Schulle, se prepara para o jogo de volta contra o Cruzeiro. A partida será na Arena do Jacaré em Sete Lagoas/MG, nesta quarta-feira, dia 18.

A RBS TV vai transmitir a partida ao vivo após a novela Avenida Brasil.

Comente aqui
12 abr09:57

Verdão em busca da vaga

Classificação, só na próxima semana. Chapecoense e Cruzeiro empataram em 1 a 1 na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó, e decidem a vaga para as oitavas de final da Copa do Brasil na próxima quarta, dia 18, às 21h50, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas/MG. A Raposa, que tinha a vantagem de poder eliminar o jogo de volta caso vencesse por dois ou mais gols de diferença, ainda saiu em desvantagem no marcador. Souza marcou no primeiro tempo, mas Walter deixou tudo igual no segundo tempo.


Leo em disputa com Athos.


O vencedor do jogo de volta assegura a classificação, mas a equipe mineira entra em campo com a vantagem de poder avançar com um 0 a 0. Novo 1 a 1 leva a decisão da vaga para os pênaltis – empate por dois ou mais gols garante o Chapecoense na próxima fase.

>> Chapecoense e Cruzeiro ficam no 1 a 1

>> Assista aos gols da partida

>> Confira a galeria de fotos da partida

O adversário sairá do confronto entre Criciúma e Atlético/PR, que fazem a segunda partida nesta quinta-feira. No primeiro jogo o time do Paraná venceu por 2 a 1.


Atenção para os Estaduais

Os dois times agora voltam as atenções para os campeonatos regionais. No próximo domingo, pelo Catarinense, o Chapecoense recebe o Criciúma, às 16h, na Arena Condá. No mesmo dia e no mesmo horário, o Cruzeiro enfrenta o Uberaba, na Arena do Calçado, em Nova Serrana, pelo Mineiro.


Comente aqui
12 abr00:07

Empate no Condá

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Vai ter jogo de volta na Copa do Brasil entre Cruzeiro e Chapecoense no dia 18, Sete Lagoas-MG. A Chapecoense empatou por 1 a 1 com o Cruzeiro, ontem, na Arena Condá e se manteve viva na competição. Se alguns temiam goleada, o time catarinense mostrou que em casa pode fazer frente a um time de Série A do Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro iniciou assustando o time da casa. Com toques rápido já no primeiro ataque levou perigo com Anselmo Ramon, que desviou o cruzamento mas a bola foi para fora. Aos poucos a Chapecoense conseguiu conter o ímpetou do time visitante e conseguiu a primeira conclusão aos quatro minutos, com Athos, mas a bola foi para fora.

Três minutos depois foi a vez do goleiro Rodolpho, que substitui o lesionado Nivaldo, salvar. Anselmo Ramon recebeu livre dentro da área mas o goleiro da Chapecoense adiantou-se e conseguiu defender o chute do atacante cruzeirense.

O principal lance do primeiro tempo foi aos 16 minutos. Num escanteio cobrado por Neném o zagueiro Souza subiu mais alto e cabeceou no canto, sem chance para o goleiro Fábio. Foi o terceiro gol do zagueiro na Copa do Brasil. O herói da classificação na primeira fase, quando marcou dois na vitória por 3 a 1 contra o São Mateus, voltou a fazer a diferença.

Ele vibrou muito batendo no peito, mexendo os braços vibrando em direção à torcida e depois os levantando as mãos para o céu. Era a vibração de quem tinha sido afastado dos últimos três jogos por determinação do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que o puniu pena entrada que fraturou a perna do atacante Héber, do Figueirense. No final da tarde de terça-feira a Chapecoense conseguiu no Superior Tribunal de Justiça um efeito suspensivo, o que garantir a presença do capitão Souza no time. E o esforço valeu a pena.

Depois disso o Cruzeiro teve três chances de empatar. Primeiro, com Anselmo Ramon, que desperdiçou. Na sequência Wellington Paulista teve duas chances de marcar, aos 25 e aos 29 minutos, mas chutou para fora.

O Cruzeiro tentava também lançar bolas para a área mas a zaga da Chapecoense levava a melhor em todos os lances.

No intervalo Souza destacou a necessidade de ter humildade. No segundo tempo o técnico Vagner Mancini colocou Walter no lugar Wallyson. Logo a dois minutos Walter mostrou serviço e quase marcou, mas a bola foi para fora. No entanto aos 15 minutos ele justificou a mudança. No cruzamento de Diego Renan, Walter igualou o placar de cabeça.

Mesmo após o gol o Cruzeiro continuou pressionando. Roger cobrou falta e Rodolpho mandou para escanteio. A Chapecoense teve a chance de marcar o segundo num contra-ataque em que Rafael Mineiro recebeu livre na direita, chutou cruzado mas a bola acabou indo para fora.

Athos também teve sua chance, num chute de fora da áerea, que exigiu grande defesa de Fábio. Eber também exigiu o goleiro cruzeirense. O Cruzeiro teve vários escanteios a favor mas a zaga da Chapecoense levou a melhor. O time mineiro ainda ficou com um a menos no final da partida, com a expulsão de Leo, por falta em Athos.

Mesmo assim o goleiro Rodolpho foi obrigado a fazer duas boas defesas em chutes de Walter e Roger.

Agora o time catarinense terá que vencer em Minas Gerais ou então empatar por dois ou mais gols para garantir a vaga. Novo 1 a 1 leva o jogo para os pênaltis. Mas antes tem o jogo de domingo, contra o Criciúma, que vale vaga nas semifinais do Catarinense.



FICHA DO JOGO

CHAPECOENSE – 1

Rodolpho; Fabiano, Souza (Dema), Leonardo; Eliomar, Diogo Roque, Wanderson, Neném, Athos, Willian (Rafael Mineiro) e João Paulo (Éber).

Técnico: Itamar Schulle


CRUZEIRO – 1

Fábio; Everton, Leo, Victorino, Diego Renan (Élber); Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Montillo; Wallyson (Walter), Anselmo Ramon e Wellington Paulista (Roger).

Técnico: Vágner Mancini


Arbitragem: Jean Pierre Goncalves Lima, será auxiliado por José Javel Silveira e Lucio Beiersdorf Flor.


Gols

Souza (16min 1ºT) – Chapecoense

Walter (16min (2ºT) – Cruzeiro


Cartões Amarelos

Willian, Neném, Wanderson – Chapecoense

Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Diego Renan – Cruzeiro


Cartão Vermelho

Leo (36min 2°T) – Cruzeiro


Local: Arena Condá – Chapecó/SC

Comente aqui