Cunha Porã

07 set09:37

Criança de dois anos morre após cair em piscina em Cunha Porã

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Uma menina de dois morreu após cair na piscina da casa em Cunha Porã. Segundo informações de familiares, Lívia Paola Kipper, brincava com outras duas crianças quando ia para a casa da avó, que fica no mesmo terreno, e caiu da piscina.

Segundo o tio da criança, Sidnei Kipper, tudo aconteceu muito rápido.

- Foi um descuido de cinco segundos, um piscar de olhos – disse Sidnei.

Uma tia ouviu o barulho e tentou socorrer Lívia que já estava no fundo da piscina. Ela deu entrada por volta das 11h no Hospital de Cunha Porã e foi encaminhada para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó.

Ela chegou a ficar internada da UTI, mas não resistiu e morreu por volta das 19 horas.

Lívia está sendo velada na Igreja da Comunidade Evangélica de Cunha Porã. O enterro será no final da tarde no cemitério da Comunidade.


Comente aqui
18 jul15:04

Mãe e filho morrem em acidente na BR 158 em Cunha Porã

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Mãe e filho foram enterrados no cemitério da Linha Sertão, interior de Cunha Porã. Fabiana Maria Ledur, 31 anos e o filho Cauã Doeber, 5 anos, morreram em um acidente na BR 158. Ambos estavam em um dos três veículos envolvidos na ocorrência. Na colisão o pai Cesar Doeber, 28 anos, e a filha do casal tiveram ferimentos graves e estão internados no Hospital Regional do Oeste em Chapecó.

Segundo uma amiga da família, o pai, que é motorista de um caminhão de transporte de leite teria convidado a família para conhecer a cidade de São Carlos.

– Eles aproveitaram para visitar a cidade com o pai – disse Alice Drumm.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caminhão Ford Cargo, em que família viajava, teria perdido o controle, saído da pista e colidido com um caminhão Mercedez Benz, que rodou e colidiu ainda com um Toyota Corolla. O acidente aconteceu por volta das 15 horas, da terça-feira, dia 17 de julho, quando a família retornava para casa.

Cesar e os dois filhos do casal foram socorridos e encaminhados para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó. Cauã morreu durante a madrugada. O pai segue internado em quarto do Hospital e a filha de três segue na UTI.

O condutor do Mercedez Benz, Delmir José Scalco, 51 anos, teve apenas ferimentos leves, já o motorista do Corolla, Eugênio Reimann, 66 anos saiu ileso.


Comente aqui
16 jul15:05

TRF confirma a legalidade da portaria que reconheceu a Terra Indígena Guarani Araçaí em Saudades e Cunha Porã

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), por unanimidade, reconheceu a legalidade da portaria nº 790, de 19 de abril de 2007, do Ministério da Justiça, que declarou, como terra indígena, uma área de 2.721 hectares, localizada nos municípios de Saudades e Cunha Porã. A decisão do tribunal foi dada após recurso do Ministério Público Federal em ação do Movimento de Defesa da Propriedade e Dignidade (DPD), que buscava a anulação da portaria.

O DPD, que representa a quase totalidade dos proprietários da região em que foi reconhecida a “Terra Indígena Guarani Araçaí”, alegava que os proprietários rurais possuíam escrituras datadas de mais de 80 anos, adquiridas originalmente nos anos de 1921 e 1923.

A Justiça Federal de primeira instância, em Santa Catarina, julgou procedente o pedido da ação, declarando a nulidade da portaria nº 790 e determinando a imediata suspensão dos seus efeitos.

O Ministério Público Federal, a União e a Fundação Nacional do Índio (Funai), então, apelaram ao TRF4 contra a sentença. No julgamento do tribunal, o relator do processo, o juiz federal João Pedro Gebran Neto, reconheceu que, entre os requisitos para a demarcação da terra indígena, está a tradicionalidade, entendida como a vontade de permanecer no local, com o objetivo de manter a cultura indígena.

Além disso, o tribunal destacou que a portaria foi editada com amparo em estudo antropológico que concluiu ter havido um processo de colonização sobre os índios Guaranis, protagonizado pelo Estado de Santa Catarina. O relator do processo ainda lembrou que “conforme estabelece a Constituição Federal no art. 231, §6º, a existência de eventuais registros imobiliários sobre terras indígenas, em nome de particulares, é juridicamente irrelevante e absolutamente ineficaz”.

Fonte: Ministério Público Federal – Procuradoria da República em Santa Catarina


Comente aqui
10 jun16:41

Motorista morre em colisão frontal na BR 158 em Cunha Porã

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A colisão frontal envolvendo três veículos foi por volta das 19h20 deste sábado, no Km 116, da BR 158 em Cunha Porã. Com o impacto o motorista do Gol, Bertilo Alfredo Trento, 48 anos morreu no local. Robson Dorlei Koch, 19 anos , motorista do Palio, placas de Caibi, que teve ferimentos grave e a filha de três anos, com ferimentos leves, foram conduzidos para o Hospital Regional de Chapecó. Pai e filha foram atendidos e liberados na manhã deste domingo.

O condutor do caminhão Iveco, placas de Caibi, Maximino Luiz Secchi, 49 anos, saiu ileso. A ocorrência foi atendida pela Polícia Rodoviária Federal de Maravilha.


1 comentário
13 fev20:34

Governo busca resolver impasse indígena no Oeste

Em uma iniciativa inédita, o Governo do Estado, a bancada de deputados catarinenses e o Governo Federal buscam resolver um impasse no Oeste catarinense. Um acordo costurado entre todas as partes repassaria cerca de 17 milhões ao Estado para a compra de um terreno e a instalação de infraestrutura para permitir que um grupo de indígenas viva na área. A iniciativa busca uma solução para a iminência de um conflito na fronteira entre os municípios de Cunha Porã e Saudade, e foi imediatamente aceita pelo governador Raimundo Colombo.

Cerca de 30 famílias indígenas conseguiram com a Fundação Nacional do Indío (Funai) o direito a um território na fronteira entre os municípios, onde já vivem e trabalham 170 famílias, pequenos agricultores que têm as escrituras de suas terras. A decisão da Funai foi parar na justiça e, enquanto não acaba o julgamento, a região permanece com um clima de tensão entre os índios e os agricultores. O impasse permanece há dois anos.

A ideia de oferecer uma terra em que indígenas possam viver e manter suas tradições foi aprovada por todas as partes, inclusive os índios. O governador Raimundo Colombo colocou à disposição da bancada uma equipe de técnicos da administração estadual para realizar os trâmites legais por parte do Estado. – Essa solução é a ideal para a gente. Agora já vamos iniciar os trâmites internos para avançar na resolução do conflito – disse o governador.

Para o secretário da Agricultura, João Rodrigues, esse é um gesto que reduz as animosidades na região, além de mostrar que o Estado está buscando uma solução. Mas Rodrigues lembra que a princípio, é uma solução temporária até a decisão judicial.

Entre os deputados presentes estavam os federais Celso Maldaner; Jorginho Mello, Luci Choinacki; Pedro Uczai; Valdir Collato; e o deputado estadual Dirceu Dresch.


Comente aqui
11 fev08:01

Caixa eletrônico é explodido em Cunha Porã

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Esta é a quarta ocorrência registrada na região Oeste só em 2012. Em janeiro o alvo dos quadrilheiros foram caixas eletrônicos de Chapecó, São Domingos e Vargem Bonita.

Na madrugada desta sexta-feira, por volta das 1h20min, quatro homens explodiram um caixa eletrônico da agência do Banco do Brasil em Cunha Porã, no Extremo-Oeste de Santa Catarina. Eles utilizaram dinamite e conseguiram levar uma quantia de dinheiro, que não foi revelada pelo banco. Na fuga, os assaltantes utilizaram um Corolla, com registro de furto em Xanxerê.

Durante a fuga, eles seguiram para a cidade gaúcha de Iraí. A Polícia Militar de Cunha Porã avisou a Brigada Militar e com a ajuda da Polícia Rodoviária Federal fez uma barreira entre os municípios de Iraí e Frederico Westphalen. Os homens furaram esse bloqueio e trocaram tiros com a Polícia.

Mesmo com os pneus furados eles seguiram em fuga. O veículo foi abandonado em um matagal e os homens fugiram. Até o final da tarde desta sexta-feira ninguém havia sido preso. As buscas continuam.

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Florianópolis foi acionado. Segundo o Delegado Pedro Warpechowski, eles devem chegar na madrugada deste sábado na cidade para explodir as cinco dinamites que foram encontradas intactas.

A área permaneceu isolada durante todo o dia e casou transtorno para a população, já que era dia de pagamento. Na agência, que fica no centro da cidade, segundo informações extra-oficiais havia cerca de R$ 15 mil.


Comente aqui
10 fev12:19

Caixa eletrônico é explodido em Cunha Porã

RBS TV CHAPECÓ

Cinco homens explodiram um caixa eletrônico por volta da 1h20 da manhã desta sexta-feira em Cunha Porã. Eles utilizaram dinamite e conseguiram levar uma quantia de dinheiro, que não foi revelada pelo banco. Na fuga, os assaltantes utilizaram um Corolla, com registro de furto em Xanxerê. Eles seguiram para a cidade gaúcha de Iraí e  trocaram tiros com a brigada militar.

O veículo foi abandonado num matagal em Iraí e até o começo da tarde ninguém foi preso.

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Florianópolis foi acionado. Eles devem desembarcam em São Miguel do Oeste nesta tarde e seguir para Cunha Porã, onde vão explodir as cinco dinamites que foram encontradas intactas.

Esta é a única agência do Banco do Brasil em Cunha Porã e fica na Avenida do Comércio, no Centro da cidade. A Polícia Civil da cidade investigará o caso.


1 comentário
25 jan15:46

Investimento de R$ 30 milhões no Oeste

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A empresa Corci Avioeste vai investir R$ 30 milhões numa nova fábrica que está sendo construída em Cunha Porã. A pedra fundamental da unidade localizada às margens da BR 158, no quilômetro 107, já foi lançada na semana passada. Ela terá 20,5 mil metros quadrados de área construída e investimento de R$ 30 milhões.

De acordo com o diretor da empresa, Rogério Marcos Meine, a ideia é aumentar em seis vezes a produção, que atualmente é feita na unidade de Maravilha. A empresa vai transferir toda a produção para a nova unidade, que deve ser concluída em agosto. O número de empregos vai passar de 150 para 500 diretos e indiretos.

Serão fabricados equipamentos para agricultura, suinocultura, bovinocultura e piscicultura. Meine disse que a empresa tinha propostas até de Goiás mas preferiu manter a fábrica, que tem capital italiano, em Santa Catarina. Para isso foi decisivo a proximidade com o setor produtivo da região e os incentivos da Prefeitura, que doou uma área de 140 mil metros quadrados.


Comente aqui
20 jan13:40

Raimundo Colombo defende desenvolvimento do Oeste

Participando do lançamento da pedra fundamental da Corti/Avioeste, em Cunha Porã, o governador Raimundo Colombo afirmou que o Governo do Estado vai investir no Oeste catarinense para desenvolver economicamente e socialmente a região. – Quando você instala uma grande indústria num pequeno município, traz recursos, empregos e minimiza a migração da população para grandes cidades – afirma Colombo.

O governador deu como exemplo a própria liberação de R$ 436 mil, por meio da Secretaria Regional de Palmitos, para terraplanagem do terreno de 20,5 mil m² da empresa. O investimento possibilitou que a fábrica se instalasse na cidade, gerando cerca de 500 empregos diretos e indiretos aos municípios da região. A Corti/Avioeste será a maior e mais moderna indústria da América Latina no ramo de fabricação de equipamentos agrícolas.

- Esse é um investimento determinante para a empresa. Estamos no coração da produção do agronegócio brasileiro – disse o diretor de investimentos na América Latina da Corti/Avioeste, Luigi Zubiani. O diretor entende que a instalação da fábrica na região abrirá as portas da empresa para a América Latina.

Com os investimentos na região, como atração de empresas, o governador Raimundo Colombo quer colocar o Oeste em melhores patamares socioeconômicos. Ao lado de Cunha Porã, a cidade de Maravilha é a primeira a receber a Indústria de Laticínios Bela Vista, originalmente instalada em Goiás. O Governo do Estado investiu R$ 750 mil na terraplanagem e pavimentação asfáltica de acesso à empresa, inaugurada em setembro de 2011.

A fábrica, que é uma das maiores marcas do segmento lácteo brasileiro, investiu mais de R$ 35 milhões no município de Maravilha e gera 100 empregos diretos e milhares de indiretos. São produzidos 450 mil litros/dia de leite e a previsão é de que, até 2015, esse número chegue a 1,2 milhão de litros, o que deve desenvolver ainda mais a região.

O lançamento da pedra fundamental da Corti/Avioeste foi realizado na BR-158, km 103, em Cunha Porã, e contou também com a presença do diretor da SDR Palmitos, Ademar Henchem; secretário regional de Maravilha, Sandro Donati; prefeita de Cunha Porã, Luiza Vacarin, deputados estaduais Marcos Vieira, Maurício Eskudlark e Mauro de Nadal; além dos deputados federais Celso Maldaner e Jorginho Mello.


Programa Juro Zero

Mas não é apenas com atração de grandes empresas que o Governo do Estado pretende desenvolver a região. Lançado em novembro de 2011, o programa Juro Zero já liberou R$ 1,29 milhão em empréstimos para os Microempreendedores Individuais (MEI) locais sem a cobrança de juros. – O Juro Zero é uma ação para fomentar e desenvolver os pequenos negócios dos catarinenses, daqueles que não recebem muita importância, mas que são fundamentais para o crescimento de Santa Catarina – analisa o governador Raimundo Colombo.

Por meio das Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público – Oscips, os MEIs, com receita bruta anual de, no máximo, R$ 36 mil, poderão fazer empréstimo de até R$ 3 mil. Esse valor poderá ser utilizado pelo microempreendedor para melhorar o seu negócio e, futuramente, expandir sua empresa, de forma a gerar mais empregos e aumentar a renda familiar. Inclusive, a Oscip que obteve o melhor desempenho até dezembro de 2011 foi a Extracredi, de São Miguel do Oeste, com R$ 434,4 mil emprestados em 151 operações efetuadas.


Comente aqui
13 jan11:33

Carreta tombada interdita trânsito na BR 158 em Cunha Porã

Na manhã desta sexta-feira o motorista de uma carreta, Vila Nova do Sul/RS, carregada de milho tombou no Km 128, da BR 158. A rodovia que liga Cunhã Porã a Iraí no Rio Grande do Sul ficou interditada nesta manhã.

Houve apenas danos materiais. O motorista saiu ileso.

Segundo a PRF até o final da manhã o trânsito ainda não havia sido liberado.


Comente aqui