Decomposição

21 ago10:35

Corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado em Abelardo Luz

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O corpo de um homem em avançado estado de decomposição foi encontrado submerso e preso entre galhos no Rio Chapecó, em Abelardo Luz. De acordo com a Polícia Civil um menino havia ido pescar na tarde do sábado, dia 18, próximo a balsa no Assentamento Capão Grande e avistou o corpo. A polícia foi chamada e o corpo passará por perícias para apurar as causas da morte.

- O laudo da perícia realizada pelo Instituto Geral de Perícias de Florianópolis deve ficar pronto em 30 dias – disse Ivan Fumagalli, agente da Polícia Civil.

Segundo Fumagalli, havia um registro de desaparecimento de um homem de aproximadamente 32 anos há dois meses na cidade. Familiares foram chamados para identificar o corpo e reconheceram algumas vestimentas e calçados da vítima. Mesmo assim será realizado um exame de DNA para comprovação.

- Na tarde desta terça-feira será coletado DNA do homem que pode ser o pai da vítima – disse Fumagalli. O laudo deve sair em 30 dias.

No dia 16 de agosto um corpo, também avançado estado de decomposição, foi localizado na Linha Vila Zonta em Chapecó. A Polícia Civil investiga o caso que ainda não foi identificado.


Comente aqui
16 ago16:21

Corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Um corpo, provavelmente de um adolescente, foi localizado por volta do meio-dia desta quinta-feira na Linha Vila Zonta em Chapecó. O corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado por moradores próximos ao local. A Polícia Civil investiga o caso e busca a identificação do corpo.

De acordo com o Instituto Geral de Perícias (IGP) a morte teria ocorrido há pelo menos seis meses. O corpo estava a cerca de 80 metros da rua. De acordo com os técnicos do IGP, aparentemente se trata de um adolescente. E tudo indica que ele tenha sido assassinado a facadas. No casaco usado pelo jovem existem várias perfurações.

- Vamos aguardar a análise da perícia para verificar se houve homicídio e também para identificar o corpo – disse o delegado Augusto Mello Brandão.

O delegado Augusto disse ainda que familiares que registraram o desaparecimento de jovens nos últimos meses procurem a delegacia de Polícia.

Moradores próximos a região, onde o corpo foi localizado, dizem que, além de ouvir disparos de fogo na região, a mesma é utilizada para venda e uso de drogas.


Comente aqui