Defesa Civil

06 dez13:36

Casas irregulares são demolidas em Xanxerê

Em função do alto risco que vinham proporcionando, três casas que estavam em construção foram demolidas nos bairros Santa Cruz e Santos Dias, em Xanxerê. A Defesa Civil já havia notificado os proprietários e interdição das obras.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Xanxerê, Rosito Miglioranza, a população está insistindo em construir nas áreas de risco, o que levou a Defesa Civil e o Departamento de Engenharia da Prefeitura de Xanxerê a fazer a demolição.

Miglioranza destaca que mais de 100 famílias estão morando em áreas de risco na cidade. – Estamos notificando os casos mais graves, de alto risco, e pedindo para as famílias saírem do local – ressaltou.

O diretor de Engenharia e Obras, Enio da Silva Winckler disse que o objetivo não é prejudicar os moradores, mas sim uma preocupação com a segurança das famílias no local.


Comente aqui
30 ago09:43

Temporal provoca estragos no Oeste

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O temporal com granizo e ventos fortes da madrugada deixou rastros de destruição em cidades do Oeste. Irati e Formosa do Sul foram as cidades mais atingidas e decretaram situação de emergência. Equipes do  Corpo de Bombeiros de Chapecó foram mobilizadas para prestar socorro às  famílias atingidas.

Em Irati quase 100% das casas na área urbana foram danificadas. Segundo a agente administrativa da Prefeitura Aline Rossetto, a cidade de 2 mil habitantes está sem internet, telefonia móvel e em alguns pontos sem energia elétrica.

- As pedras de granizo eram tão grandes que até guardamos algumas no freezer. Tem umas de 300 gramas – disse.

As famílias atingidas estão alojadas no salão comunitário. A Defesa Civil distribuiu lonas para a cobertura das casas.

As estradas de acesso ao interior também foram prejudicadas. Mas ainda não há informações de quantas residências foram atingidas na área rural.

Formosa do Sul teve 80% das residências da área urbana danificadas. Nesta terça-feira uma equipe do Corpo de Bombeiros de Chapecó e Xanxerê presta auxílio.

>>> Acompanhe ao vivo a situação da chuva em SC

Chapecó

Em Chapecó houve queda de árvores na região do Distrito Marechal Bormann e Serrinha. Queda de granizo com algumas residências danificadas na Linha Campina do Gregório, alagamento de residências no Distrito do Marechal Bormann e Passo dos Fortes e destelhamentos no Bairro Cristo Rei.

Os trabalhos de auxílio à comunidade continuam nesta terça.

Chuva

De acordo com o observador metereológico da Epagri, Francisco Schervisnki, choveu nesta madrugada 58 mm, o equivalente a 15 dias. A média de chuva para o mês de agosto em Chapecó é de 140 mm, até esta terça-feira já foram registrados 264 mm. O vento chegou a 80 Km/h às 4h50min.

Aeroporto

O Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso operou normalmente.

8 comentários
29 ago18:22

Temporal destelha casas em São Lourenço do Oeste

Em apenas 15 minutos, mais de 25 casas foram atingidas.

No final da manhã desta segunda-feira, 29, um temporal que durou pouco mais de 15 minutos deixou rastros de destruição em São Lourenço do Oeste. De acordo com a Assessoria da Prefeitura, o maior número de casas destelhadas foi registrado no bairro Santa Catarina.

Segundo informações do Presidente da Defesa Civil local, Nelson Junior Lovera, pelo menos 25 casas foram atingidas pela grande ventania seguida de chuvas intensas. Apesar dos danos materiais, não houve vítimas.

A Defesa Civil fez levantamento dos estragos e distribuiu lonas para a cobertura provisória das casas.

O vendaval atingiu também parte do interior do município sendo mais forte na comunidade de Santo Antonio, onde casas e chiqueirões também foram destelhadas.

Comente aqui