Desenho

15 fev18:31

Desenho de aluna de São José do Cedro ilustra kits escolares

O empenho de uma aluna do interior de São José do Cedro estampa os kits escolares utilizados pelos alunos da rede estadual de Santa Catarina. Marcieli Revers, de 14 anos, participou do concurso “O Artista Sou Eu”, promovido pela Secretaria de Estado da Educação (SED) em 2010.

Marcieli foi incentivada pela direção e professoras da escola onde estudava para participar do concurso. Na época, a menina cursava a 7ª série do Ensino Fundamental na EEF Osni Medeiros Régis, no Distrito de Mariflor, em São José do Cedro. O desenho da aluna cedrense foi classificado depois de três etapas e estampa as caixas de lápis de cor que compõem os kits escolares.

De acordo com a diretora da EEF Osni Medeiros Régis, Edimara Tremea Pontin, a escola trabalha com 5 núcleos de ação, desenvolvendo vários projetos ao longo do ano letivo. Um deles foca a diversidade, que foi o tema escolhido por Marcieli para participar do concurso e ilustrar as caixas de lápis de cor. O desenho da cedrense é um coração composto por rostos de diversas etnias.

- A participação da escola e dos alunos nestes prêmios incentiva e revela talentos. A Marcieli sempre foi destaque em nossa escola. Os pais dela e a comunidade de Mariflor ficaram muito contentes – ressalta Edimara.

Marcieli Revers é filha de Gaspar e Marilde Revers. O casal é agricultor e mora na Linha Mariflor, em São José do Cedro. A jovem concluiu o Ensino Fundamental na EEF Osni Medeiros Régis e neste ano cursa está cursando a 1ª Série do Ensino Médio na EEB Cedrense.


O concurso

Conforme a gerente de Educação da SDR Dionísio Cerqueira, Nilza Suffredini, objetivo do projeto “O Artista Sou Eu” é dar visibilidade ao talento e criatividade dos estudantes da rede pública estadual. – Esse concurso fortalece o papel da escola na construção de ações de caráter participativo e democrático, além de valorizar a realidade vivida pelo aluno em sua comunidade – destaca Nilza.

Participaram do projeto alunos das Séries Iniciais e Finais do Ensino Fundamental e 1ª e 3ª séries do Ensino Médio da rede Pública. As produções artísticas foram divididas por temas de acordo com as três categorias: Ensino Fundamental – Séries Iniciais: Meio Ambiente e Sustentabilidade, Saúde, Minha Escola e Direitos da Criança; Ensino Fundamental – Séries Finais: Educação para o Trânsito, Diversidade, Direitos da Criança e do Adolescente, Ética e Ensino Médio – 1ª e 3ª séries: Diversidade, Ética, Cidadania e Perspectivas para o Futuro.



Comente aqui
01 dez10:21

Desenho de uma pirâmide na mão do Vereador

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um detalhe que desperta curiosidade é um desenho que foi encontrado numa das mãos do vereador. Questionado sobre isso, o delegado Augusto Melo Brandão confirmou que havia um desenho, de uma pirâmide, feito com caneta. Mas ele não afirmou se isso pode ter alguma relação com o crime.

–Ele pode ter feito na escola- desconversou.

O delegado Ronaldo Neckel Moretto reiterou que a polícia trabalha com a hipótese de homicídio, embora o vereador tenha sido encontrado enforcado numa fita de nylon. De acordo com o delegado, na necropsia foi identificado um hematoma na parte de trás da cabeça, o que indica que ele levou uma pancada. A causa da morte nesse laudo preliminar teria sido o traumatismo craniano e asfixia mecânica. Mas o delegado acredita que o vereador foi asfixiado no chão, pois o nó da fita tinha uma circunferência de 37,5 centímetros e, o pescoço do vereador tinha 40 centímetros.

–Provavelmente alguém amarrou antes de pendurá-lo- disse.

Além disso não havia no local para que o vereador amarrasse a corda e se suspendesse sozinho. O sangue também coagulou no sentido do olho para a orelha, como se estivesse deitado, e não de cima para baixo, como seria num enforcamento.

Ele também avaliou que pelo menos duas pessoas estavam no local, para conseguir pendurar o vereador, que pesava cerca de 100 quilos.

>> Últimos passos do vereador Marcelino Chiarello

>> PT traz advogado criminalista Luiz Eduardo Greenhalgh para acompanhar o caso

A polícia trabalha com várias frentes de suspeitos, mas dentro da hipótese de que o crime tenha sido praticado em função de sua atuação na vida pública.

– Ele era muito combativo e tinha vários inimigos- avaliou Moretto.

O delegado disse que não indícios de motivação resultante na vida privada do vereador. –Não há indicativo de crime passional- explicou.

O promotor de Justiça Jackson Goldoni, disse que o vereador fazia várias denúncias de irregularidades. Uma delas resultou no afastamento do superintendente da Prefeitura no bairro Efapi, Dalmir Peliciolli, por suspeita de utilização irregular de subvenções.

Pelicioli, que voltou para a Câmara de Vereadores, convocou uma coletiva de imprensa para defender-se dos comentários na cidade de que seria um dos suspeitos.

–Não tem nada a ver meu afastamento com a morte do Marcelinho- declarou.

Ele até cogitou que alguém praticou o crime já com intenção de incriminá-lo. – Se pensaram que eu iria me esconder estão enganados- disse.

E se propôs a prestar depoimento para a polícia. – Eu que sou o principal suspeito não fui chamado- disse.

O vereador afirmou que está entrando na justiça contra pessoas que estão o acusando pelo crime, principalmente nas redes sociais.


1 comentário
15 nov12:03

Círculo é encontrado em plantação de milho em Nova Itaberaba

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br*


Uma nova formação foi encontrada na manhã desta terça-feira, dia 15, no interior de Nova Itaberaba. Os agroglifos que até então só apareciam em lavouras de trigo, foram encontrados em uma plantação de milho. Essa é a primeira vez que eles aparecem neste tipo de plantação.

Quem encontrou o círculo foi o agricultor Iuri De Conto, proprietário das terras. Ele conta que não ouviu nenhum barulho durante a noite, já que chovia na região.

– Vi algo estranho quando fui dar uma olhada no milharal nesta manhã – disse.

Ao ver as marcas a primeira reação do agricultor foi de chamar a mãe Dona Ilda. – Fiquei impressionada ao ver um sinal assim pela primeira vez – contou a senhora de 70 anos.

O círculo tem cerca de 20 metros de diâmetro. Por baixo das plantas podem ser vistas pegadas e os pés de milho estão todos quebrados ao meio. Segundo o ufólogo Ivo Hugo Dohl, que analisou o local, o que aconteceu na Linha Garibaldi é bem diferente dos círculos encontrados no começo de novembro em Ipuaçu.

– Essa é a primeira vez que vejo um desenho em uma plantação de milho – disse o ufólogo. Ele disse que existem registros de agroglifos em milharais na Inglaterra. Mas essa formação não passa de brincadeira.

- Na primeira analise não passa de uma fraude. O desenho que foi encontrado é bem diferente. Nos autênticos, os pés são deitados e não há quebra da planta – destacou.


* colaborou Vanessa Hubner


Comente aqui
07 nov19:14

Nova formação em Ipuaçu

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Essa foi a segunda formação encontrada numa lavoura de trigo em Ipuaçu nos últimos dias. O novo agroglifo está na mesma plantação onde foram encontrados oito desenhos na tarde do domingo, dia 6.

O ufólogo Ivo Hugo Dohl sobrevoava a região Oeste para analisar de cima a formação encontrada no domingo, quando percebeu um novo agroglifo. Para ele as duas formações encontradas na cidade são autênticas. – O trigo não está dobrado, como nos desenhos encontrados em Bom Jesus e Ouro Verde. Neste ele parece estar acamado, como se fosse produzido por algum tipo de energia – disse.

A formação encontrada na lavoura de trigo no domingo, dia 6, em Ipuaçu, surpreende pelo tamanho. São oito agroglifos, denominação dada aos círculos, estão em uma área de 50 metros. Em novembro de 2008 desenhos semelhantes foram encontrados numa plantação da cidade.

O astrônomo e presidente do Grupo de Estudos do Planetário da Universidade Federal de Santa Catarina Adolfo Stotz Neto, diz que as marcas podem ter sido produzidas por moradores.

- Os desenhos continuam a ser bem grotescos e de facíl confecção. Não há nem precisão nem estética nos traçados. O que indica foram feitos rapidamente, sem muito cuidado. Mais uma vez, se trata de brincadeira – disse o astrônomo.

Nos últimos dias foram encontrados três círculos na região Oeste, um em Ouro Verde e dois em Bom Jesus.



Comente aqui