Dionísio Cerqueira

23 mar18:01

Açudes secando e animais morrendo no Oeste

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Enquanto na cidade as aulas estão suspensas por falta de água no interior de Dionísio Cerqueira os açudes estão secando e até animais estão morrendo.

De acordo com o secretário de agricultura e presidente da Defesa Civil do município, Guido Dreyer, metade dos açudes estão secos e cerca de 50 animais já morreram por tomarem água imprópria para o consumo. Cerca de 20% das 1,3 mil propriedades enfrentam problemas com falta de água. –Eles estão buscando em rios, vizinhos..-explicou.

O agricultor Raul Luís Meier tem três açudes mas teve que buscar água no vizinho. No maior, com cerca de cinco mil metros quadrados, ficaram só os riachos. Meier afirmou que a água foi secando e, quando tinha apenas cerca de 10% da água, ele acabou esvaziando o resto do reservatório para retirar os peixes que estavam morrendo. Nos outros dois açudes, há cerca de 30% de água mas ela está esverdeada e imprópria para abastecer os cerca de 70 bovinos. A produção de leite caiu pela metade, de nove mil litros por mês para sete mil litros.

-Nunca vi uma estiagem tão forte- comparou. Ele aguarda chuva em breve para amenizar a situação e não ficar sem água para os animais.

Na zona urbana cerca de quatro mil alunos das redes municipal e estadual estão sem aula desde terça-feira, por falta de água nas escolas. A Casan, que tratava 4,8 milhões de litros por dia, estava com apenas 1,8 milhão de litros.

Na quinta-feira chegou um caminhão dos Bombeiros e ontem mais três caminhões, um do Paraná e dois da Casan começaram a auxiliar no abastecimento.

O chefe do escritório local da Casan, Marcelo Roth, disse que a intenção é colocar dois caminhões para abastecer as escolas e assim retomar as aulas até terça-feira. Ele entrou em contato com a superintendência da estatal em Chapecó para solicitar reservatórios que serão instalados nas escolas. A gerência de educação da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira também acenou com a possibilidade de adquirir e instalar caixas d’água com capacidade de 10 mil litros nas escolas. Com isso, mesmo que a água só chegue a cada dois dias é possível ter uma reserva.

Roth disse que a chegada dos caminhões vão amenizar a situação, mas que a população deve continuar economizando. Festas e alvarás de construção estão suspensos.

Entre quinta e sexta-feira foram registradas chuvas esparsas na região. Em Chapecó choveu 22 milímetros segundo o observador meteorológico da Epagri, Francisco Schervinski. Ele afirmou que esse volume ajuda a vegetação mas não resolve para a água. O acumulado do mês é de 63 milímetros para uma média histórica de 126 milímetros.


Comente aqui
23 mar10:42

Escolas paralisadas por falta de água

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Até aulas estão sendo suspensas em virtude da estiagem, que já atinge 112 municípios em Santa Catarina. Em Dionísio Cerqueira cerca de quatro mil alunos estão sem aula nas redes municipal e estadual.

- É impossível trabalhar com todas essas crianças sem água – disse a diretora da Escola Municipal Castro Alves, Genessi Semioni, que conta com 400 alunos da primeira a quinta séries do Ensino Fundamental. Ela informou que há 15 dias a escola recebia água um dia pela manhã e outro dia à tarde. Só que, a partir da semana passada, a escola começou a ficar um dia com água e outro sem. Com isso não era possível dar descarga no banheiro, preparar a merenda e os estudantes tinham que trazer de casa o que iriam beber. – Até a higiene dos alunos ficou comprometida – explicou.

Luciano Zacarias, que estuda na sétima série da escola estadual Irineu Bornhausen, confirmou que a escola ficou sem água e não havia como fazer a merenda. Vilmar Ribeiro, que estuda na oitava série da escola estadual Theodureto de Farias Souto, disse que está desde sexta-feira sem aula. – Na segunda-feira à tarde fui na escola e me mandara pra casa- lembrou. A água havia terminado às 10 horas da manhã.

Na segunda-feira houve uma reunião com representantes do Estado, da Casan, da Defesa Civil e Bombeiros, quando foi decidido pela paralisação das cinco escolas estaduais e 13 municipais. A gerente de Educação da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, Nilza Sufredini, disse que a suspensão vai até segunda-feira, quando será feita uma nova avaliação da situação. Durante a reunião foi solicitado para a Casan e Bombeiros caminhões para auxiliar no abastecimento e, assim, retomar as aulas.

A gerência de Educação também está adquirindo uma caixa de água com 10 mil litros para cada escola. Com isso haverá uma capacidade maior de reserva para enfrentar o racionamento. Além disso será feita a aquisição de água mineral para os alunos terem o que beber. Nilza afirmou que se a paralisação ultrapassar uma semana pode começar a comprometer o calendário escolar.

Um caminhão dos Bombeiros, com capacidade de 24 mil litros, chegou ontem na cidade. De acordo com o comandante da corporação, Vilson José Sturm, os pontos de captação são o lago do Peperi-Guaçu na fronteira com a Argentina, o rio Capanema no Paraná e açudes do interior. A Casan também deve contratar mais caminhões para auxiliar no transporte, já que a demanda é de 4,8 milhões de litros por dia e a produção está em apenas 1,8 milhão. O prefeito de Dionísio Cerqueira, Altair Rittes, disse que já foram suspensos os eventos públicos, cancelados novos alvarás para a construção civil, suspensão de lavação nos postos e o município autorizou a Casan a multar quem desperdiçar água.


Comente aqui
21 mar18:19

Quase 4 mil alunos sem aula em função da estiagem em Dionísio Cerqueira

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A estiagem que assola a região Oeste desde novembro de 2011 trouxe prejuízos não só na agricultura, mas também na educação. Em Dionísio Cerqueira no extremo-oeste, cerca de 4 mil alunos estão sem aula desde a terça-feira, dia 20. Segundo a gerente de Educação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, Nilza Suffredini, o motivo seria a falta de água nas escolas.

- Os alunos não tem água para consumir, por isso decidimos por suspender as aulas – disse a gerente. Ela falou ainda que serão instaladas caixas nas escolas para tentar garantir o abastecimento de água e retornar em breve as aulas.

As aulas estão suspensas até a segunda-feira, dia 26, em cinco escolas estaduais, 13 municipais, duas creches e no Centro de Educação de Jovens e Adultos.

Na segunda-feira será realizada mais uma reunião com representantes da Prefeitura, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, secretarias de agricultura e educação, gerência Regional da Casan, diretores e professores. O objetivo é avaliar se haverá condições de retomar as aulas nas escolas municipais e estaduais.

A reposição destes dias com suspensão vai acontecer no mês de julho, que tradicionalmente marca o recesso escolar.


Guarujá do Sul pode decretar calamidade pública

Até o final da tarde desta quarta-feira 110 municípios haviam decretado situação de emergência devido a estiagem. Macieira e Joaçaba  foram os últimos municípios a encaminhar o decreto para a Defesa Civil do Estado.

No extremo-oeste a situação se agrava e o prefeito de Guarujá do Sul, Celso Taube, disse que o município pode encaminhar o decreto de calamidade pública caso não chova significativamente nos próximos dias.

Segundo ele é grande o número de moradores que ligam para a prefeitura solicitando serviços de abertura de bebedouros e transporte de água. Outro agravante é a mortalidade dos animais, que estão sem água ou consomem água sem qualidade.

- Além dos bebedouros os funcionários da prefeitura precisam abrir buracos para enterrar os animais que estão morrendo – disse.

Na terça-feira, dia 27 está marcada uma reunião para definir se será encaminhado ou não o decreto.

110 municípios em situação de emergência

Abelardo Luz

Água Doce

Águas de Chapecó

Águas Frias

Alto Bela Vista

Anchieta

Arabutã

Arroio Trinta

Arvoredo

Balneário Gaivota

Bandeirante

Barra Bonita

Belmonte

Bom Jesus

Bom Jesus do Oeste

Caibi

Campo Erê

Caxambu do Sul

Celso Ramos

Chapecó

Concórdia

Cordilheira Alta

Coronel Freitas

Coronel Martins

Cunhataí

Cunha Porã

Descanso

Dionísio Cerqueira

Entre Rios

Erval Velho

Faxinal dos Guedes

Formosa do Sul

Flor do Sertão

Galvão

Guaraciaba

Guarujá do Sul

Guatambu

Herval d´Oeste

Ibicaré

Iomerê

Ipira

Iporã do Oeste

Ipuaçu

Ipumirim

Iraceminha

Irati

Irani

Itá

Itapiranga

Jaborá

Jardinópolis

Joaçaba

Jupiá

Lajeado Grande

Lindóia do Sul

Luzerna

Macieira

Maravilha

Marema

Modelo

Mondaí

Nova Erechim

Nova Itaberaba

Novo Horizonte

Ouro

Ouro Verde

Paial

Palma Sola

Palmitos

Paraíso

Passos Maia

Peritiba

Pinhalzinho

Pinheiro Preto

Piratuba

Planalto Alegre

Ponte Serrada

Presidente Castello Branco

Princesa

Quilombo

Riqueza

Rio das Antas

Romelândia

Saltinho

Santa Helena

Santa Terezinha do Progresso

Santiago do Sul

São Bernardino

São Carlos

São Domingos

São João do Oeste

São José do Cedro

São José do Cerrito

São Lourenço do Oeste

São Miguel da Boa Vista

São Miguel do Oeste

Saudades

Seara

Serra Alta

Sul Brasil

Tangará

Tigrinhos

Treze Tílias

Tunápolis

União do Oeste

Vargeão

Videira

Xanxerê

Xavantina

Xaxim


Lista atualizada em 21 de março de 2012, pela Defesa Civil.



Comente aqui
20 mar15:26

Estiagem suspende temporariamente aulas em Dionísio Cerqueira

A estiagem que assola a região Oeste de Santa Catarina causou mais um transtorno, desta vez na área da educação. Dionísio Cerqueira teve as aulas, nas redes estadual e municipal de ensino, canceladas por dois dias em função da falta de água que atinge a cidade e o interior.

Segundo a gerente de Educação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, Nilza Suffredini, uma reunião realizada na tarde desta segunda-feira, dia 19, determinou a suspensão, por dois dias, das aulas em todas as escolas da cidade.

A suspensão acontece nesta terça, dia 20, e quarta-feira, dia 21. Na quarta, a Comissão Municipal de Defesa Civil fará uma nova reunião para avaliar a situação e definir ações estratégicas no combate à estiagem.

A decisão de suspensão temporária ocorreu depois do contato da SDR Dionísio Cerqueira com a secretaria municipal da educação, comando do Corpo de Bombeiros, representante da Defesa Civil, diretores das escolas estaduais e gerente da Casan local.

- A reposição destes dois dias acontecerá no mês de julho, no tradicional período de recesso escolar, com o atendimento normal do transporte escolar – disse a gerente.


Comente aqui
20 mar10:55

PRF apreendeu R$ 380 mil em dinheiro sem comprovação

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Na noite do domingo, dia 18, no Km 120, da BR 163, uma ação conjunta entre a Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal de Dionísio Cerqueira resultou na apreensão de R$ 380.700,00 em dinheiro. O valor estava escondido sob os bancos e painel de um veículo, placas de Bom Jesus do Sul/PR.

No Gol estava um brasileiro de 25 anos e um argentino de 33. Segundo o delegado Marcio Anater os homens disseram que usariam o dinheiro para comprar cebolas em Ituporanga/SC. – Como não comprovaram a origem do dinheiro os dois foram encaminhados para a delegacia da Polícia Federal. Após serem ouvidos foram liberados – disse.

O dinheiro foi apreendido e encaminhado para a Receita Federal de Dionísio Cerqueira que vai investigar a origem do dinheiro.


Comente aqui
20 mar10:23

Motorista foi preso pela PRF em Dionísio Cerqueira

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Policiais Rodoviários Federais prenderam na tarde desta segunda-feira, no Km 121 da BR 163 em Dionísio Cerqueira um homem de 49 anos. Ele conduzia um veículo Focus com registro de furto/roubo.

Após comprovar o furto no sistema utilizado pela PRF os policiais desconfiaram de adulterações no chassi, placas e outros elementos de identificação do veículo, como no documento CRLV.

Como algumas características apresentadas não conferiam com o banco de dados, foi constatado que além de furto, o veículo era clone de outro veículo que circula no Rio Grande do Sul.

O condutor e o veículo foram encaminhados para a delegacia da Polícia Civil de Dionísio Cerqueira.


Comente aqui
19 mar11:31

Duas mulheres foram presas em Campo Erê

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A Polícia Rodoviária Federal de Campo Erê prendeu neste domingo, dia 18, por contrabando de cigarros paraguaios Lucia Borges Paim e Alda Paim, residentes em Caxias do Sul/RS.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Renato Silvy Tieze, elas conduziam dois veículos totalmente carregados com cigarros. – Questionadas sobre os produtos elas admitiram o contrabando e disseram que iriam comercializar o produto na cidade gaúcha – disse o delegado.

Lucia pagou fiança no valor de mil reais e foi liberada. Alda permanece presa na delegacia de Dionísio Cerqueira.


Comente aqui
16 mar17:58

PRF apreende mercadorias em Dionísio Cerqueira

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rsbonline.com.br

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu diversas mercadorias por volta das 5 horas da manhã desta sexta-feira, na BR 163 em Dionísio Cerqueira.

Em uma Saveiro os policiais encontraram 63 caixas de energético, com 24 latas cada, 600 frascos de desodorante e 300 garrafas de bebidas. As mercadorias foram apreendidas e entregues na Receita Federal de Dionísio Cerqueira. O motorista era um rapaz de 23 anos.

No mesmo local a PRF apreendeu 1,6 mil pacotes de cigarros contrabandeados do Paraguai. As mercadorias estavam em um Vectra. O motorista de 28 anos foi preso e encaminhado para a Polícia Federal de Dionísio Cerqueira.

Também foram presos mais dois homens, um de 30 e outro de 20

anos, motorista e passageiro de uma Ford Courier, que fazia o

serviço de batedor para o Vectra.


Comente aqui
15 mar18:18

PRF apreendeu crack e maconha em Dionísio Cerqueira

Por volta das 12h desta quinta-feira a Polícia Rodoviária Federal de Dionísio Cerqueira apreendeu 1 Kg de maconha e 40 gramas de crack. A droga estava com um passageiro de um ônibus que fazia a linha Foz do Iguaçu/PR – Porto Alegre/RS.

A droga estava escondida dentro de uma bolsa sob a poltrona em que o homem estava sentado.

Ele foi preso e encaminhado para delegacia de polícia de Dionísio Cerqueira e deve ser transferido para o Presídio de São Miguel do Oeste.

O entorpecente vai passar por perícia e depois deverá se incinerado.


Comente aqui
15 mar14:53

Polícia Federal apreende três veículos e prende uma pessoa

Na quarta-feira, dia 14, durante ação de repressão ao contrabando de cigarros, policiais federais de Dionísio Cerqueira prenderam em flagrante José Evandro Garrot e três veículos. Num deles estavam cerca de 1500 pacotes de cigarro. Nos outros dois estavam instalados rádio-transmissor, segundo os policiais, situação típica de carros de cigarreiros.

A Polícia Federal recebeu a informação de que um cigarreiro da cidade de Salto do Lontra/PR, conhecido como “Tuti”, iria entregar um carregamento para o Rio Grande do Sul. Nas proximidades da casa de “Tuti” encontraram José Evandro Garrot, conhecido “cigarreiro” do estado gaúcho. Ele havia chegado no local conduzindo um Vectra, no qual foi encontrado um aparelho de rádio-transmissão instalado, razão pela qual foi preso e autuado pelo crime do art. 183, da Lei 9.472. José pagou fiança de R$ 2.500,00 e foi liberado em seguida. – José contou que estava em Salto do Lontra para receber os cigarros de “Tuti” – disse o delegado Marcio Antonio Lelis Anater.

Em buscas a equipe policial encontrou um Ford Focus, carregado, escondido no porão da casa do sogro de “Tuti”.

- Como “Tuti” não foi encontrado, será instaurado inquérito para apurar o crime de contrabando de cigarros por parte dele, e também pelo crime de executar atividade de telecomunicação sem possuir a necessária licença – disse o delegado.

O veículo com os cigarros será encaminhado para a Receita Federal. Os outros dois veículos estão em poder da justiça.


Comente aqui