Diversidade

11 set11:29

Catarinense é eleito Mister Brasil Diversidade 2012

Guilherme Lira | guilherme.lira@diario.com.br

É de Joaçaba, no Meio-Oeste de Santa Catarina, o novo Mister Brasil Diversidade, eleito na noite desta segunda-feira em um evento no Teatro Gazeta, em São Paulo. Felipe Zabloski, de 25 anos, foi o preferido dos jurados, desbancando outros 22 candidatos de todo o Brasil.

Zabloski começou os preparativos para a competição há um mês, quando venceu a eliminatória de Santa Catarina. Na quinta-feira chegou a São Paulo com os outros candidatos, onde deu início à agenda do concurso.

Esta foi a primeira vez que ele participou da competição. No ano passado, havia sido convidado pela produção, mas recusou. Ele chegou à final como um dos 10 selecionados pelo evento e, ainda assim, em uma repescagem na internet, que dava mais uma vaga, Zabloski ficou em terceiro lugar.

— Este ano, quando me disseram que o tema era o casamento entre pessoas do mesmo sexo, resolvi aceitar o convite. Já fui casado e acho a causa importante. Participar da competição foi uma forma de apoiar — explicou o modelo que cursa jornalismo na Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc).

Com a vitória, o catarinense ganhou R$ 5 mil e será capa da revista A Capa, com direito a um editorial fotográfico. O segundo lugar foi o candidato de Sergipe, Lucas Linutti, ele ganhou um fim de semana em Buenos Aires com um acompanhante. Já o candidato do Paraná, Luiz Queiroz, ficou em terceiro e vai fazer um cruzeiro nacional com acompanhante.

Nesta quarta-feira Felipe Zabloski volta para Santa Catarina. Ele chega em Florianópolis e da Capital segue para São Miguel do Oeste, onde mora há 4 meses. Ele deve voltar a São Paulo ainda este mês para fazer as fotos do editorial e participar de um evento.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
29 ago11:15

Mercomóveis surpreende público com diversidade, inovação e tecnologia

Matéria-prima, móveis rústicos ou produtos inovadores. Cada uma das 150 empresas expositoras preparou novidades para surpreender os visitantes da Mercomóveis 2012, especialmente o novo consumidor que busca conforto e requinte, sem abrir mão da qualidade e bom atendimento. A maior feira do Estado e uma das maiores do País consolidou-se pela inovação dos produtos em exposição, diversidade e tecnologia, aliadas ao comprometimento dos empresários do polo oestino de Santa Catarina e da região sul do Brasil em atender aos desejos de consumidores exigentes e de bom gosto. A visitação gratuita pode ser feita até a sexta-feira, dia 31 de agosto.

Uma das parceiras da Mercomóveis, a Guararapes iniciou as atividades em 1984 e atualmente é uma das maiores exportadoras de painéis compensados de pinus da América Latina. A empresa possui três unidades fabris localizadas nas cidades de Palmas (PR), Santa Cecília e Caçador (SC), 1.900 colaboradores e exporta para mais de 30 países. O comprometimento maior da empresa é com a preservação do meio ambiente. Os painéis produzidos possuem o certificado FSC, que atesta a origem da madeira utilizada de reflorestamentos, com manejo ambiental correto.

Na Mercomóveis, o público-alvo são os marceneiros e arquitetos, que utilizam o produto da Guararapes para a confecção de móveis de alto padrão de qualidade. Nesta edição da feira as novidades foram as novas linhas Metalic, Naturale e Confort, para os estilos clássicos, contemporâneos, sofisticados e elegantes.

Outra expositora, a Senhora Madeira apresenta os “Móveis que contam histórias”. A exposição de objetos artisticamente modelados, originados de madeira de demolição, permite que a textura e as marcas sejam únicas.

- Através das criações, o velho se transforma em novo e as marcam deixadas pelo tempo se tornam o diferencial – conta a artista e proprietária Magda Lazaron.

Magda diz que para desenvolver os móveis, são utilizados material de demolição de antigos casarões, galpões e igrejas, velhas construções do oeste catarinense e sudoeste do Paraná. As madeiras de lei são resgatadas, como a peroba rosa, marfim, cedro, guajuvira, cabriúva e canela, selecionadas, higienizadas e tratadas. Como resultado, os móveis oferecem qualidade, durabilidade e estética.

Comprovando a diversidade da feira, a Clarice Eletrodomésticos atua na linha branca de eletros e é responsável por uma produção de mais de 10 mil fogões por mês. Comandada pela família, a empresa atua em todos os Estados brasileiros e busca ampliar os mercados, priorizando o compromisso com a sustentabilidade e inovação.

O sócio-proprietário Sérgio Matte assinala que a cada dia “os produtos se modernizam e ajustam-se, conforme as tendências atuais de design e funcionalidade”. O foco da empresa é voltado ao consumidor brasileiro, responsável por 80% das vendas.

Por todos esses motivos, o empresário foi um dos primeiros expositores a confirmar presença para a Mercomóveis 2014, que já começa a ser pensada pela Comissão Organizadora.


Mercomóveis 2012

Acontece no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC), até sexta-feira (31), das 13 às 20 horas. Devem passar pelo Parque de Exposições mais de 20 mil visitantes/compradores, com negócios estimados em 200 milhões de reais pelos 150 expositores.


Comente aqui
28 mai17:53

Seminário na UFFS em Chapecó contribui para criação de política indígena

Ouvir experiências, refletir e discutir como serão as políticas de ingresso e permanência dos povos indígenas na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) são os objetivos do evento que acontece nos dias 29 e 30 na Unidade Seminário da instituição, em Chapecó. O “I Encontro sobre Diversidade na UFFS: Políticas de Inclusão Indígena” é aberto à comunidade externa e as inscrições podem ser feitas através do site da instituição, até o dia 28 de maio.

O encontro inicia no dia 29, com a palestra “Política Indígena no Brasil”, com o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), José Otávio Catafesto de Souza.

A programação do dia 30 segue com a mesa-redonda “Inclusão Indígena na Universidade: experiências de ensino, pesquisa e extensão”, da qual participam os professores da Universidade Estadual de Maringá/PR, Lúcio Tadeu Mota e Rosangela Faustino e novamente o professor da UFRGS José Otávio Catefesto de Souza.

O evento é uma ação da comissão responsável pela criação da política indígena na UFFS, formalizada em abril de 2012. Conforme o professor Elsio José Corá, a comissão tem representantes em todos os campi e procura, com o evento, abordar ensino, pesquisa e extensão com o olhar voltado à política de inclusão indígena.

Comente aqui
23 mai16:16

Seminário na UFFS em Chapecó contribui para criação de política indígena

Ouvir experiências, refletir e discutir como serão as políticas de ingresso e permanência dos povos indígenas na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) são os objetivos do evento que acontece nos dias 29 e 30 na Unidade Seminário da instituição, em Chapecó. O “I Encontro sobre Diversidade na UFFS: Políticas de Inclusão Indígena” é aberto à comunidade externa e as inscrições podem ser feitas através do site da instituição, até o dia 28 de maio.

O encontro inicia no dia 29, com a palestra “Política Indígena no Brasil”, com o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), José Otávio Catafesto de Souza.

A programação do dia 30 segue com a mesa-redonda “Inclusão Indígena na Universidade: experiências de ensino, pesquisa e extensão”, da qual participam os professores da Universidade Estadual de Maringá/PR, Lúcio Tadeu Mota e Rosangela Faustino e novamente o professor da UFRGS José Otávio Catefesto de Souza.

O evento é uma ação da comissão responsável pela criação da política indígena na UFFS, formalizada em abril de 2012. Conforme o professor Elsio José Corá, a comissão tem representantes em todos os campi e procura, com o evento, abordar ensino, pesquisa e extensão com o olhar voltado à política de inclusão indígena.


Comente aqui
09 fev16:26

Abertas inscrições para pós-graduação em Educação para Diversidade em São Miguel do Oeste

Estão abertas as inscrições para o Curso de Pós-Graduação em Educação para Diversidade com ênfase em Educação de Jovens e Adultos (EJA), na modalidade à distância, realizado pelo Instituto Federal de Santa Catarina e o Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) de São Miguel do Oeste. O período de inscrição iniciou no dia 2 de fevereiro e vai até o dia 26 e deve ser realizada pela internet http://ingresso.ifsc.edu.br/portal/principal.php.

A taxa de inscrição é de R$ 51. São 40 vagas oferecidas pelo pólo de São Miguel do Oeste com um total de 570h de carga horária. O curso de especialização tem como objetivo a formação continuada e o aperfeiçoamento de profissionais portadores de diploma de curso superior.

Para maiores informações, os interessados devem entrar em contato no pólo da UAB, localizado junto a EEB Jaldyr Bering Faustino da Silva, no Bairro São Gotardo de São Miguel do Oeste ou pelo telefone (49) 3621-4268.

A coordenadora do Pólo Regional da Universidade Aberta do Brasil, Sirlei Carvalho Pinto Ramos, explica que pós-graduação tem como objetivo principal a formação continuada de professores e outros profissionais da educação – preferencialmente da rede pública e que atuam na educação básica e na Educação de Jovens e Adultos. Os encontros irão acontecer, de acordo com Sirlei, uma vez por semana, nas terças-feiras, das 14h às 17h. – A previsão de início das aulas é no dia 27 de março – complementa a coordenadora.


Comente aqui
23 out19:27

III Contradança: diversidade, caminhos e encontros

Divulgar e discutir a respeito dos trabalhos de dança envolvendo pessoas com deficiência realizados pelas diferentes instituições do município de Chapecó e da região. Esses são os objetivos do III Contradança: Diversidade, Caminhos e Encontros. O evento ocorre nesta segunda-feira, 24 de outubro, no salão de atos da Unochapecó, e na terça-feira no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes.

Para a coordenadora do evento, professora Neusa Dendena Kleinubing, o projeto contribui de forma significativa no sentido de possibilitar um novo olhar sobre o corpo com deficiência e quanto à própria dança. Além disso, segundo a professora, o Contradança cria espaços nos quais as pessoas com deficiência podem mostrar sua capacidade artística, buscando perceber o limite como ponto de partida e não como ponto de chegada, ideia refletida nas coreografias e que expressa a potencialidade do ser humano, independentemente da sua condição corporal.

A programação do evento inicia na segunda, às 19h30, com a palestra “A dança como possibilidade de todos os corpos, um caminho para a educação estética”, pela professora Maria do Carmo Saraiva, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

No segundo dia, às 14h30, acontece a socialização dos trabalhos realizados nas oficinas do III Contradança, com o título “Contradança: encontro de todos os corpos, encontro de muitas danças”. Já a partir das 19h30, ocorrerá a Mostra de Dança, com apresentação dos grupos das instituições parceiras do evento.


Ação conjunta

O Contradança é realizado pelo Núcleo de Extensão em Cultura e pelo curso de Educação Física da Unochapecó. Ocorre em parceria com o Centro Associativo de Atividades Psicofísicas Patrick (Capp), a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), a Associação dos Deficientes Visuais do Oeste de Santa Catarina (Adevosc) e a Fraternidade Cristã de Pessoas com Deficiência (FCD). O evento também conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) e Prefeitura Municipal de Chapecó.


Comente aqui