Ecstasy

29 nov14:56

Catarinense é preso com quase 5 mil comprimidos de ecstasy

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Catarinense de 20 anos foi preso pela Polícia Federal por tráfico transnacional de drogas. Com ele foram encontrados 4.850 comprimidos de ecstasy. O jovem, natural de Itajaí, disse aos policiais que a droga tinha como destino o litoral catarinense.

A apreensão foi na cidade de Francisco Beltrão/PR, dentro da Operação Sentinela, que envolve a Polícia Rodoviária Federal e Receita Federal, na região Extremo-Oeste Catarinense e Sudoeste do Paraná.

O jovem viajava num ônibus que seguia de Foz do Iguaçu/PR para Florianópolis. A droga estava em uma pequena bolsa escondida embaixo do assento que ele ocupava.

Questionado pelos policiais, o catarinense disse que estava fazendo o serviço de transporte da droga para outra pessoa. Ele contou ainda que teria recebido a bolsa na cidade paranaense e faria a entrega na capital.

Ele permanece na Delegacia da Polícia Federal de Dionísio Cerqueira e, se condenado, pode cumprir até 15 anos de reclusão.

A droga será encaminhada para análise no setor de perícias da Polícia Federal em Florianópolis.


Comente aqui
15 fev11:01

Dois homens são presos por tráficos de drogas em Xanxerê

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A Polícia Federal de Chapecó prendeu em flagrante na tarde desta terça-feira em Xanxerê dois homens por tráfico de drogas. Eles foram presos na hora em que faziam a entrega de ecstasy. Com eles foram encontrados 100 comprimidos da droga sintética.

JGBS, 24 anos, natural de Chapecó e estudava em Balneário Camboriú estava em uma moto, já VRS, 33 anos, atuava com despachante aduaneiro em Itajaí conduzia um veículo. Ambos com placas de Chapecó.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Oscar Biffi, a droga deveria ser revendida em festas noturnas e durante o carnaval em Chapecó e região.

Os dois foram encaminhados para o presídio de Xanxerê e vão responder por tráfico de drogas. A pena pode chegar até 15 anos de reclusão, e associação ao tráfico, com pena de até 10 anos de reclusão.

A droga deve ser incinerada após perícia. Os veículos estão apreendidos em Chapecó.


Comente aqui