Eleições 2012

23 jul09:24

Eleição municipal tem 167 vagas de vereadores a mais em disputa

Natália Viana| natalia.viana@diario.com.br

Neste ano, os eleitores catarinenses vão eleger 167 vereadores a mais do que na última campanha municipal, há quatro anos.

A partir de 2013, o Estado terá 2.864 vereadores, 6,2% a mais do que o número atual. o total de novas vagas, 149 surgiram de projetos das próprias câmaras, após a aprovação da chamada PEC dos Vereadores pelo Congresso. As 18 restantes são relativas aos dois novos municípios catarinenses: Balneário Rincão e Pescaria Brava.

O levantamento foi feito pelo DC, com base nas informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Desde que a PEC dos Vereadores foi aprovada em 2009, os legislativos municipais começaram a elaborar projetos para aumentar o número de cadeiras. Para ser válida nestas eleições, a mudança teve que ser feita até o dia 30 de junho, último dia para as convenções municipais. Ao final do prazo, coube aos cartórios eleitorais checar o número de vagas válido em cada cidade. Em geral, a pesquisa foi feita nas leis orgânicas municipais, mas, nos casos de dúvidas, os juízes eleitorais contataram diretamente as câmaras.

Em Santa Catarina, 85 câmaras poderiam fazer a alteração, sendo que se todas tivessem aprovado projetos levando o número de vagas até o teto máximo, o Estado poderia ter mais 304 vereadores. O principal freio nesta mudança surgiu após a população de Jaraguá do Sul se posicionar contra o aumento e conseguir evitar a criação de novas vagas no município. O exemplo se espalhou pelo Estado e várias câmaras acabaram tendo dificuldades para levar a mudança adiante. Em São Joaquim, entidades encabeçaram um movimento que acabou com a apresentação de um projeto de iniciativa popular para revogar o aumento aprovado.

A pressão popular contribuiu para que 39 legislativos municipais mantivessem o mesmo número de parlamentares, entre eles algumas das maiores cidades, como Joinville, Blumenau e São José. Além disso, em nove câmaras o aumento ficou abaixo do teto máximo. Criciúma poderia ter até 21 parlamentares, mas fechou a conta em 17. Indaial e Laguna teriam o direito a 15, mas terão 13. Chapecó terá 21 vereadores.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
21 jul11:05

Dobra número de candidatas em Santa Catarina

São 17 mil candidatos nos 295 municípios catarinenses – incluindo os novos, Pescaria Brava e Balneário Rincão – em 2012, entre concorrentes a prefeito, a vice e a vereador. O perfil médio deste exército que está na disputa pelos mandatos nas prefeituras e câmaras é homem, casado e tem idade entre 45 e 59 anos. O número de candidatas dobrou em relação a 2008. Há quatro anos, 2.489 mulheres concorriam a algum cargo. Neste ano, são 5.203 nas listas de registros de candidaturas.

O retrato é baseado nos números do balanço publicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que indica as características eleitorais. Revela, por exemplo, o aumento de 30,7% no número total de nomes desde a última campanha municipal. E que a participação de jovens ainda é baixa.

Os perfis dos postulantes do Executivo e ao Legislativo são coincidentes em aspectos como faixa etária e estado civil, mas se distanciam quando o assunto é a escolaridade. Entre os candidatos a prefeito, 51,5% afirmaram que completaram o curso superior. Já entre os aspirantes às 2.864 vagas em disputa nas câmaras municipais prevalece o ensino médio completo (31,13%). Dos 15.698 que tentam ser vereadores, 23,21% afirmaram que terminaram uma faculdade.

– O vereador está no primeiro nível da política, é uma porta de entrada que exige menos conhecimento, aberta para qualquer tipo de perfil, onde costumam contar mais as relações pessoais com as comunidades. No caso do prefeito, se exige mais. Ele precisa abarcar o todo, saber se relacionar com instâncias superiores – afirmaValeriano Costa, professor de Ciência Política da Unicamp.

Apesar de ainda ser bem menor em relação a dos homens, a lista de mulheres candidatas aumentou em relação à última campanha municipal. Há quatro anos, por exemplo, 2.362 candidaturas femininas foram registradas em Santa Catarina. Neste ano, o número chegou a 5.037 nomes, um acréscimo superior a 100%. Os dados ainda podem mudar até agosto, quando encerram os julgamentos de todos os pedidos de impugnações encaminhados.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
10 jul16:19

PSD e PMDB se unem contra quarto mandato seguido do PT em Concórdia

O atual prefeito João Girardi (PT) e o radialista Cesar Luiz Pichetti (PSD) devem polarizar a eleição de Concórdia. Os dois nomes foram confirmados pelas convenções partidárias e já tiveram os pedidos de registro divulgados no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além deles, participa da disputa Paulo Afonso Piovezan, pelo PSOL.

João Girardi vai tentar manter a hegemonia petista na cidade, governada pelo partido desde a eleição do hoje deputado estadual Neodi Saretta (PT), em 2000. O PT repete a chapa vencedora da última eleição, com o atual vice-prefeito Neuri Santhier (PT). Completam a aliança PRB, PP, PDT, PSC, PR, PPS e PC do B.

Para encerrar a sequência de mandatos petistas, PSD e PMDB se uniram em torno de Cesar Luiz. Os peemedebistas chegaram a lançar os nomes do deputado estadual Moacir Sopelsa e do ex-secretário regional de Concórdia, Idair Piccinin, mas acabaram fechando com os pessedistas. É a primeira vez que o partido não tem cabeça-de-chapa na cidade. O vereador Closmar Zagonel (PMDB) será candidato a vice-prefeito na aliança, que conta também com PTB, DEM, PSB, PV e PSDB.

Paulo Afonso Piovezan será candidato pelo PSOL em chapa pura, com Vitalino Luiz Ramos de vice. Em 2008, ainda pelo DEM, Piovezan foi candidato a vereador e teve 75 votos. Ele também concorreu ao Senado em 2010 e alcançou 0,35% dos votos.

Comente aqui
09 jul08:04

Eleições 2012: Geneci quer políticas públicas para os adolescentes

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Com uma filha de 13 anos, a servente Geneci Lemes espera que os eleitos neste ano se preocupem com políticas públicas voltadas para os adolescentes.

– Precisa pensar em atividade de lazer e cursos como de informática- explicou.

Ela própria está tentando melhorar de vida ao cursar o ensino fundamental no Centro de Educação de Jovens e Adultos de Chapecó, onde mora.

– Até o final do ano ou início do ano que vem eu termino – prevê.

Daí ela pretende ver se consegue um outro cargo na empresa que trabalha. Ela pretende fazer um curso de vigilante. Desde que saiu de Quilombo, há 10 anos, ela diminuiu sua participação na política.

– Em Quilombo os candidato até faziam fila para ir lá em casa aqui nunca veio ninguém -disse.

Ela firmou que conversava com os candidatos e depois podia cobrar pessoalmente. Já em Chapecó sente-se distante dos candidatos. E isso lhe fez perder um pouco interesse. Ela não acompanha o horário eleitoral. Ouve um pouco de rádio e, no trabalho, dá uma espiada nos jornais quando os recolhe.

Geneci disse que anda meio desiludida com a política, pois os candidatos em quem votou não cumpriram o que tinham prometido.

– Perdi a esperança- lamenta.

Aos 32 anos, ela confia mais no seu esforço para melhorar de vida e fazer um país melhor.



Comente aqui
08 jul17:39

Eleições 2012: Aos 92 anos e com disposição para votar

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Aos 92 anos o “nono” Avelino De Cezaro mostra muita disposição para passear pela propriedade, no interior de Chapecó.Diz que de vez em quanto até bate uma bolinha. Por isso, garante que não vai faltar na seção eleitoral localizada na comunidade de Colônia Bacia para participar de mais uma eleição. Para ele, votar é algo importante.

– Gosto de votar, porque é livre e secreto- explicou.

Desde que completou 18 anos, em 1920, praticamente não falhou.

– Só não votei durante a Segunda Guerra Mundial pois estava servindo no Exécito- justificou.

Por pouco ele não embarcou para a Europa na Força Expedicionária Brasileira.

– Quando iríamos embarcar acabou a Guerra, o último tiroteio foi em Monte Castelo- lembrou, sobre o famoso confronto vencido pelas tropas aliadas na Itália.

De Cezaro é natural de Guaporé/RS e, em 1947, foi morar em Chapecó. Trabalhou como agricultor na propriedade onde mora até hoje, com um dos filhos e a nora. Disse que gosta de tomar um vinho durante as refeições e de acompanhar as reuniões sobre política, para avaliar as propostas dos candidatos. –Um fala de um jeito, outro fala de outro jeito- contou. Ele também se informa no horário eleitoral gratuito.

Ele até tem um porta-retrato com uma fotografia junto com o ex-presidente Lula, quando ainda era candidato e esteve na Colônia Bacia, em 2001. –Ele me convidou para tirar a foto- disse De Cezaro, próximo à jabuticabeira que plantou há 37 anos.

Para ele, o que os eleitos devem manter é as boas condições das estradas do interior.

– Para nós a estrada é tudo- explicou.

Só assim ele poderá percorrer tranquilamente os quatro quilômetros que o separam da urna em outubro.


Comente aqui
03 jul18:52

Coligação “O Povo de Novo” registra candidatura em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Na tarde desta terça-feira os candidatos à prefeitura de Chapecó, José Caramori (PSD) e Luciano Buligon (PMDB), da Coligação “O Povo de Novo”, registraram a candidatura e o Plano de Governo no Cartório Eleitoral de Chapecó. Presidentes dos 16 partidos (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL), que apóiam os candidatos estiveram presentes.

Também foram registradas quatro coligações com total de 131 candidatos a vereador. Deste total, 40 são mulheres.

Os candidatos da Coligação “Aliança Pela Vida”, Pedro Uczai (PT) e Elza Fortes (PDT), apoiados por nove partidos(PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT) devem fazer o registro da candidatura na quinta-feira, dia 5 de julho. Serão registradas também duas chapas de vereadores com 75 candidatos.


Comente aqui
18 mai14:28

Anunciada chapa Caramori e Buligon

Foi oficializada no início da tarde desta sexta-feira, dia 18, a pré-candidatura à reeleição em Chapecó de José Caramori  (PSD). Além disso foi definido como vice Luciano Buligon (PMDB).  A chapa foi anunciada após reunião com a presença de presidentes de 16 partidos, no escritório regional do secretário de Agricultura João Rodrigues e do presidente da Assembléia Legislativa, Gelson Merísio.

Os dois também estiveram na reunião e destacaram a importância da coligação estadual para a coligação em Chapecó, que já conta com 16 partidos.

Além do PSD e PMDB já anunciaram composição o PSDB, PTB, PP, PSC, PMN, PTC, PSL, PRP, PSB, PPS, PRB, PT do B, PR e PSDC.

O grupo ainda negocia com o DEM, PDT e PV.

Comente aqui
08 mai07:41

Eleitores têm até quarta-feira para regularizar título

[Atualizado 10h49 - 08/05/2012]

Quem tem alguma pendência com a Justiça Eleitoral ou precisa fazer alguma alteração no título de eleitor tem até quarta-feira para resolver o problema e poder votar em outubro. O prazo termina às 19 horas. Para atender aos chapecoense, o cartório da 35ª e 94ª Zona Eleitoral, situado na Rua Paulo Marques, centro de Chapecó, ficará aberto terça-feira e quarta-feira das 9h até as 19h.

Na manhã desta terça-feira havia fila no Cartório de Chapecó.

Cartórios eleitorais de outros municípios do Oeste também funcionarão em horário diferenciado (veja lista no site www.tre-sc.gov.br).

Além da transferência e da revisão de dados, o prazo vale também para os jovens que irão fazer o primeiro título de eleitor. Para os adolescentes com mais de 16 anos, o voto é facultativo, mas para quem tem 18 anos, a participação nas eleições é obrigatória. Os eleitores que estiverem com o título cancelado ou suspenso também devem acertar as contas até amanhã, caso contrário, não poderão votar.

Quem não votou ou ainda não justificou o voto nas últimas três eleições, precisa comparecer a um cartório eleitoral e pagar uma taxa de R$ 3,51 por turno de eleição. A regularização é feita na hora. Aqueles que precisam apenas requerer a segunda via do título, sem qualquer alteração no documento, tem prazo é um pouco mais longo, vai até 27 de setembro, dez dias antes das eleições.


Documentos Necessários

Primeira via: documento de identidade em que conste o nome dos pais e a nacionalidade brasileira (não serão aceitos a carteira de motorista e o novo modelo de passaporte); comprovante de residência; comprovante de quitação militar (homens entre 18 e 45 anos)

Transferência: título, identidade com foto e comprovante de moradia

Atualização de dados: identidade, já atualizada, com foto ou outro documento que prove as alterações, como a certidão de casamento

Segunda via: identidade com foto

Comente aqui
07 mai11:26

Eleitor tem até a quarta-feira 9 de maio para regularizar o título e votar em outubro

Os eleitores que ainda precisam regularizar seu título tem menos dois dias para procurar um cartório eleitoral e se habilitar para votar neste ano. Para auxiliar a atender os eleitores ainda irregulares, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de SC está com horário ampliado até 19h da quarta-feira, dia 9 de maio. O cartório da 35ª e 94ª Zona Eleitoral de Chapecó atendem das 9h às 19h.

>> Tire suas dúvidas sobre as Eleições 2012 no site do TRE/SC

A assessora-chefe da corregedoria, Renata Fávere, reitera que quem precisa fazer transferência, revisar os dados ou pedir o título, deve comparecer ao cartório com antecedência.

— A Justiça Eleitoral está preparando um reforço com equipamentos, disponibilização de pessoal e com os horários alternativos dos plantões para aqueles que trabalham ou estudam, mas é importante que o eleitor compareça antes do final do prazo a fim de evitar a formação de filas — alertou.

O dia 9 de maio também é o prazo final para os eleitores com necessidades especiais, inclusive idosos, solicitarem a mudança de sua seção para uma de fácil acesso.

O cidadão que estiver com o título cancelado ou suspenso também deve regularizar a sua situação até a data-limite. Caso contrário, o eleitor não poderá votar, pois o seu nome não constará da folha de votação de sua seção eleitoral.

Aos eleitores que desejam somente requerer a segunda via do título, sem qualquer alteração nos dados do documento, o prazo vencerá em 27 de setembro, dez dias antes da eleição.




Comente aqui