Eleições

07 out14:02

Quinze urnas eletrônicas apresentaram problemas e foram trocadas no Oeste

[Atualizada 14h31]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

No Oeste, até o começo da tarde, 15 urnas eletrônicas apresentaram problemas e tiveram que ser trocadas. Duas delas foram substituídas na 43ª Zona Eleitoral, pertencente ao município de Xanxerê. Uma apresentou problema na tela e outra travamento no sistema.

Urnas eletrônicas trocadas no Oeste:

Águas Frias – 1

Alto Bela Vista – 1

Bandeirante – 1

Caxambu do Sul – 1

Concórdia – 1

Guatambu – 1

Iporã do Oeste – 1

Itapiranga – 1

Mondaí – 2

Presidente Castelo Branco – 1

São Domingos – 1

Tunápolis – 1

Xanxerê – 2


Segundo a Assessoria de Imprensa do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, foram registradas 104 ocorrências de trocas de urna no estado.



Comente aqui
07 out12:00

Candidatos de Chapecó votam pela manhã

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Os dois candidatos que disputam o cargo de prefeito de Chapecó votaram pela manhã.

Pedro Uczai (PT) da Coligação Aliança Pela Vida (PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT) foi o primeiro candidato a votar neste domingo. Pedro votou às 10h na seção 320 da Escola de Educação Básica Bom Pastor. Pedro estava acompanhado da mulher Suzana e da filha Laura, que exerceu o voto pela primeira vez. Acompanharam o voto a candidata a vice Elza Fortes, a deputada estadual Luciane Carminatti e assessores.

- Estou feliz e agradeço a o povo de Chapecó pelo privilégio de ser candidato – disse Pedro.

Após votar na urna, Pedro fez, ao lado de Elza, o sinal de positivo e o ‘V’ de vitória.

Às 10h30, José Caramori (PSD) da Coligação O Povo de Novo (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL) votou na Escola de Educação Básica Pedro Maciel. José estava acompanhado da mulher Neylla, e dos filhos Louise e Leonardo. O candidato à vice Luciano Buligon e assessores também acompanharam o voto.

- O voto é a maior expressão da democracia e espero que ela seja a vencedora – disse Caramori.

O candidato votou e após confirmar o voto levantou os braços e abriu as mãos.


Filhas votam pela primeira vez

As filhas dos dois candidatos participaram pela primeira vez de uma eleição municipal.

Laura, 17 anos, filha de Pedro Uczai, votou, acompanhada do pai e da mãe, nesta manhã na Escola de Educação Básica Marechal Bormann.

- Quando vi a foto do pai na urna fiquei emocionada – disse a jovem que exerceu o poder do voto pela primeira vez.

Louise, 19 anos, filha de José Caramori, também votou pela manhã. Ela, que vota na mesma seção que o pai e a mãe, já havia votado na última eleição para presidente.

- É legal ainda mais sendo o meu pai – disse.


Comente aqui
05 out11:28

Chapecó terá três locais específicos para recebimento de justificativa de votos

[Atualizado 15h54]

O eleitor que estiver fora do seu domicílio eleitoral neste domingo, dia das eleições, deverá justificar a ausência. Para isso, o eleitor deve comparecer à seção mais próxima para apresentar ao mesário o formulário “Requerimento de justificativa eleitoral” preenchido, junto com seu título de eleitor ou documento oficial com foto (carteira de identidade, de trabalho, funcional ou certificado de reservista).

>> Como justificar sua ausência


Quem precisar justificar é não quiser pegar fila pode procurar uma Mesa Receptora de Justificava. Três locais em Chapecó serão destinados exclusivamente para isso:

- Fórum da Comarca de Chapecó

Endereço: Rua Augusta Müller Bonner, 300 D, bairro Passo dos Fortes.


- Salão Paroquial da Igreja Matriz

Endereço: Travessa Brasil, S/n, Centro.


- Universidade Comunitária Regional de Chapecó (Unochapecó)

Endereço: Rua Senador Atílio Fontana, 591E, bairro Efapi.


>> Confira os locais de justificativa em outras cidades do estado



Comente aqui
05 out01:12

Briga de números no debate em Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O debate eleitoral apresentado na RBS TV durante a noite de quarta-feira, entre os candidatos a prefeito de Chapecó, José Cláudio Caramori (PSD) e Pedro Uczai (PT), teve algumas brigas de números e ambos se acusaram de estar faltando com a verdade.

O clima do debate iniciou quase três horas antes da transmissão. Alguns militantes da coligação “Aliança Pela Vida” (PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT) chegaram por volta das 21 horas e ficaram próximos ao portão de acesso da RBS TV Chapecó. Eles portavam faixas e apitos. A Polícia Militar auxiliou no controle das pessoas, pois a entrada na emissora era restrita.

O candidato da coligação “O Povo de Novo” (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL), José Cláudio Caramori (PSD), foi o primeiro a chegar na emissora, às 21h50, acompanhado do candidato a vice, Luciano Buligon (PMDB).

Pedro Uczai (PT), chegou às 22 horas, acompanhado da candidata a vice, Elza Fortes (PDT). Enquanto aguardavam o debate os candidatos ficaram em salas separadas reunidos com seus assessores, acertando detalhes.

Os debate, que iniciou às 23h45 e teve uma hora de duração foi mediado pelo apresentador da RBS, Fabian Londero.

No primeiro bloco os candidatos fizeram perguntas sobre temas sorteados. No tema trânsito Uczai acusou a atual administração de falta de planejamento, com algumas ruas sem saída ou muito estreitas, falta de corredores de ônibus e ciclovia.

Caramori afirmou que na gestão de Pedro Uczai foram gastos milhões que resultaram num trânsito caótico. Disse que a atual administração está buscando soluções com a abertura de novas ruas, como a Araras, além do Contorno Viário Oeste.

No tema sobre habitação Caramori disse que Uczai fez menos de 100 casas e ainda fica criticando a atual administração, que construiu mais de mil casas em parceria com o Governo Federal e ainda trouxe a Ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para fazer a entrega.

-O Pedro ainda ridicularizou o ato- afirmou.

Uczai disse que a beneficiou mais de três mil famílias em sua gestão e que seu opontente fez apenas seis casas com recursos próprios, além de não ter comprado áreas novas. –Eu comprei 10 áreas novas quando era prefeito- disse Uczai. Ainda acusou a atual administração de aprovar loteamentos sem infraestrutura de água e luz, como o Cadore I e II.

Caramori disse que Uczai fez apenas cinco quilômetros de asfalto quando era prefeito e que a atual administração asfaltou 220 quilômetros.

Uczai rebateu afirmando que fez 111 quilômetros e que agora vai fazer 155 quilômtros novos, pavimentar 90 quilômetros de calçadas e recuperar outros 408 quilômetros.

Uczai afirmou que o atual prefeito não agiu com rigor em relações à denúncias de corrupção na superintendência da Efapi.

Caramori disse que Uczai é irresponsável ao tentar jogar uma questão isolada como problema da Prefeitura.

O debate durou uma hora e terminou com os candidatos elogiando o espaço para o debate das ideias.


Comente aqui
01 out15:10

Campanha esquenta na reta final em Chapecó

Darci Debona |darci.debona@diario.com.br

Depois de um início de campanha morno, a temperatura da campanha eleitoral esquentou nos últimos dias. E subiu o tom do debate entre os candidatos à prefeito de Chapecó, José Cláudio Caramori (PSD) e Pedro Uczai (PT).

Um exemplo foi o debate na manhã desta segunda-feira, na Rádio Chapecó. Caramori disse que seu oponente é muito bom na “teoria”, mas que na prática é diferente. E citou como exemplo a proposta de Uczai de captar água do Rio Uruguai, afirmando que era inviável pelo custo da energia.

– Essa é a diferença entre um teorista e um administrador – disse Caramori.

E afirmou que é preciso “ser macho” para enfrentar problemas como a segurança pública.

Uczai acusou Caramori de falta de planejamento no trânsito.

– As lombadas eletrônicas levaram milhões embora de Chapecó – afirmou.

Disse que a atual administração apenas ampliou escolas e não construiu nenhuma nova. E que alguns projetos que tinha elaborado quando era prefeito, foram abandonados.

Durante o debate ambos falaram que o outro estava nervoso. E era perceptível a tensão entre ambos. Uczai balançava as pernas e dobrava papel. Caramori passava a mão no rosto e olhava para trás olhando para seus assessores.

Na saída de um dos blocos houve uma situação mais tensa entre Caramori e Uczai que seguiram se provocando. Os jornalistas que esperavam para fazer suas perguntas no debate puderam ouvir parte da conversa.

– Vai responder na justiça – disse o candidato do PSD.

Na rua Floriano Peixoto, em frente à rádio, o clima era de torcidas organizadas, entre os simpatizantes das coligações “O Povo de Novo (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL),” e “Aliança Pela Vida(PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT)”.

Dezesseis policiais militares separavam os dois grupos. O grupo de oposição gritava:

- Terneirada, vão bater cartão – direcionado aos cargos comissionados.

O grupo de situação respondia:

- O PT é freguês, olha o mensalão – lembrando das duas derrotas do PT nas últimas eleições e as denúncias de corrupção na esfera federal. Ao final do debate os dois candidatos saíram carregados.

A RBS TV realiza debate entre os dois candidatos na quinta-feira, às 23h45.


Comente aqui
13 set15:55

Eleitor chapecoense indignado com a falta da água

O eleitor chapecoense Edgar Cavalheiro, 44 anos, sofre com a falta de água em casa e para demonstrar a sua indignação adesivou o próprio veículo com a seguinte frase: “Vendo 1 voto ou troco um água limpa da Casan”.

Cavalheiro, que trabalha há 11 anos com a venda de pães, e mora há 50 metros de uma caixa de água da companhia, está com problemas no recebimento de água.

- Pago o talão todo o mês, mas a água não vem com freqüência – disse.

>> Acesse o Blog Palanque Eleitoral


Comente aqui
04 set15:06

Acaba nesta terça prazo de verificação de fotos e dados de candidatos

Os candidatos e os partidos políticos têm até o fim desta terça-feira para verificar as fotos e os dados que vão constar na urna eletrônica no primeiro e segundo turnos das eleições, nos dias 7 e 28 de outubro, respectivamente.

A um mês das eleições municipais, o calendário eleitoral fixa uma série de prazos para as últimas definições. Na quinta-feira é o prazo para que os candidatos s ubstituam a foto e os dados que serão utilizados na urna eletrônica. E a um mês do primeiro turno das eleições, no dia 7, os partidos políticos e candidatos são obrigados a divulgar, na internet, relatório discriminando a estimativa de gastos em dinheiro para o financiamento da campanha eleitoral.

Também na sexta-feira é o último dia para os tribunais regionais eleitorais designarem, em sessão pública, a comissão de auditoria para verificação do funcionamento das urnas eletrônicas, por meio de votação paralela.

O feriado do dia 7 é o limite para a publicação, pelo juiz eleitoral, da lista organizada em ordem alfabética, formada pelo nome completo de cada candidato e pelo nome que deve constar da urna eletrônica, também em ordem alfabética, seguidos da respectiva legenda e número. A lista será usada na votação e apuração.

De 26 a 28 de setembro, o Tribunal Superior Eleitoral promove cerimônias para lacrar as urnas eletrônicas referentes aos sistemas eleitorais que vão ser utilizadas no segundo turno das eleições municipais, no dia 28 de outubro.


AGÊNCIA BRASIL



Comente aqui
27 ago15:43

Eleições 2012: Conselho Empresarial de Chapecó faz segundo encontro com candidatos a prefeito

O Conselho das Entidades Empresariais de Chapecó (CEC) reúne-se nesta terça-feira, 28 de agosto, para o segundo encontro com os candidatos que concorrem à próxima eleição municipal. Conforme sorteio realizado no dia 2 deste de agosto, Pedro Uczai da coligação “Aliança Pela Vida” participa do encontro às 18h na sede do CEC, no Condomínio Cesec.

Durante meia hora, Uczai fará uma exposição inicial de suas propostas como candidato e depois haverá uma hora para apresentação de questões em nome dos 16 sindicatos e entidades associativas empresariais que integram o Conselho. O encontro terá a presença, além do candidato e assessores, de presidentes ou representantes das entidades filiadas ao CEC, de ex-presidentes do Conselho e profissionais da imprensa

Na terça-feira, dia 21 de agosto, foi ouvido José Caramori, da coligação “O Povo de Novo”.


As entidades e sindicatos

Presidido por Gilberto Badalotti, o Conselho das Entidades Empresariais é integrado por: Associação Comercial e Industrial (Acic); Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL); Sindicato do Comércio (Sicom); Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis (Secovi); Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas (Sitran); Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Sintroeste); Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sihrbarsc); Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon); Sindicato das Indústrias Madeireiras e de Móveis (Simovale); Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico (Simec); Sindicato das Indústrias de Olarias e Cerâmicas (Sicec); Sindicato Rural; Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipostos); Sindicato da Indústria do Material Plástico e Artefatos de Borracha (Sindiplasc); Sindicato dos Contabilistas (Sindicont); e Sindicato das Indústrias de Alimentos (Sindialimentos).


Comente aqui
24 ago09:00

Disputa entre dois candidatos a prefeito ocorre em 71% das cidades catarinenses

Natália Viana | natalia.viana@diario.com.br

Na maior parte dos municípios catarinenses, os eleitores assistem a uma disputa polarizada. Em 210 cidades, ou 71% do total, apenas dois nomes concorrem à prefeitura. O número é superior à média nacional.

Um estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra que em 2.850 municípios brasileiros (51% do total) apenas dois candidatos disputam a prefeitura. O levantamento foi feito com base nas informações divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em Santa Catarina, a maior cidade catarinense a assistir a uma eleição polarizada é Chapecó, onde PSD e PT protagonizam a disputa pela prefeitura. O atual prefeito José Claudio Caramori (PSD) conta com o apoio de mais 15 partidos, enquanto que o deputado federal Pedro Uczai (PT) lidera uma coligação de nove siglas.

Para o coordenador do Programa de Mestrado em Gestão de Políticas Públicas da Univali, Flávio Ramos, uma eleição polarizada não é necessariamente benéfica ou prejudicial para o eleitor. Mas, segundo ele, a principal questão a ser observada são as coligações que sustentam estas candidaturas.

Havendo um leque reduzido de opções, partidos políticos com perfis muito distintos podem acabar se unindo em torno de um candidato, confundindo o eleitor.

— Fica difícil para o eleitor compreender a forma nebulosa como estas coligações são constituídas, já que o arco ideológico é muito amplo e partidos com formação distinta acabam lado a lado. Apesar da chamada crise de ideologias políticas, ainda existem diferenças de propostas e projetos. Por isso, o fato de haver partidos muito diferentes em uma coligação pode aumentar o descrédito do eleitor — avalia Ramos.

Analisando os confrontos, em Santa Catarina a polarização mais recorrente é do PMDB contra PSD, ocorrendo em 50 cidades. O fato chama a atenção, pois coloca o novato PSD, do governador Raimundo Colombo, como o principal adversário ao PMDB, do vice-governador Eduardo Pinho Moreira. Essa polarização ocorre, por exemplo, em Rio do Sul, onde a aliança entre os partidos foi rompida.

O atual prefeito, Milton Hobus (PSD), apoia o colega de partido Jorge Teixeira, enquanto que o vice-prefeito Garibaldi Ayroso (PMDB) resolveu se lançar como candidato da oposição. O “apetite” pessedista também pode ser observado em nível nacional e o confronto PMDB x PSD é o terceiro mais recorrente. Para o presidente estadual do PMDB, Eduardo Pinho Moreira, a eleição municipal tem características diferentes da composição estadual.

Além disso, ele destaca que o PSD é um partido novo e que lançou mais candidaturas, ficando atrás somente do PMDB, sendo natural que eles protagonizem mais embates.

— Se tivermos maturidade política, não haverá problemas. O que acontece é que o governador e eu temos um nível de entendimento que algumas vezes não acontecem em baixo. Mas o governador vem atuando muito bem, como um magistrado — destaca Pinho Moreira.

O presidente do PSD, deputado Gelson Merisio, tem opinião semelhante. Ele diz que a maior parte dos confrontos polarizados entre PSD e PMDB ocorrem em cidades pequenas, onde é necessário respeitar a realidade local. Segundo Merisio, o PSD é um partido novo e, muitas vezes, buscou lideranças novas que fazem contraponto a lideranças mais tradicionais, como o caso do PMDB.

— Mas esta é uma situação natural e passada a eleição tudo volta ao normal — afirma o pessedista.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
22 ago15:03

Eleições 2012: Candidatos a prefeito de Chapecó apresentam biografia e propostas no primeiro programa eleitoral

No primeiro programa eleitoral os candidatos a prefeito de Chapecó, José Cláudio Caramori (PSD) e Pedro Uczai (PT) falaram de suas biografias e apresentaram algumas propostas que pretendem realizar se eleitos.

Caramori, da coligação “O Povo de Novo”, (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL) trouxe imagens antigas e familiares com depoimentos sobre sua trajetória de vida e ingresso na vida empresarial, de entidades e públicas.

Durante os 19 minutos e 32 segundos mostrou algumas obras realizadas durante a gestão e propostas como o contorno Viário Leste.

>> Propaganda gratuita no rádio e na TV começou na terça-feira e segue até o dia 4 de outubro

Uczai apresentou um pouco de seu currículo e da vice Elza Fortes (PDT). Citou que algumas obras inauguradas na atual administração, como o Hospital Materno Infantil, iniciaram na sua gestão como prefeito.

E colocou como uma de suas propostas a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento 24 horas. A coligação “Aliança Pela Vida” (PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT), conta com um tempo de 10 minutos e 27 segundos.


Comente aqui