Eleições

10 jun19:21

Caramori vai à reeleição em Chapecó com apoio de 16 partidos

Darci Debona |darci.debona@diario.com.br

José Cláudio Caramori (PSD) foi confirmado no final da tarde deste domingo como candidato à reeleição em convenção conjunta de 16 partidos realizada no salão comunitário da Paróquia São Cristovão, em Chapecó.

O PMDB indicou o vice, Luciano Buligon. Foi confirmado o apoio de 16 legendas. Além do PSD e PMDB, Caramori e Buligon terão em suas fileiras o DEM, PSDB, PTB, PP, PSC, PMN, PSL, PRP, PSB, PPS, PRB, PT do B, PR e PSDC. O nome escolhido para a coligação foi “O Povo de Novo”.

Também estava previsto o apoio do PTC que teve problema de documentação, mas ainda pode integrar a chapa.

A convenção iniciou às 18 horas com cada partido fazendo sua reunião num canto do salão. O clima parecia de final de campeonato, com bandeiras, apitos e faixas. Depois os presidentes dos partidos foram chamados ao palco, juntamente com os candidatos a prefeito e vice, os candidatos a vereador, o presidente da Assembleia Legislativa, Gelson Merísio, e o secretário da Agricultura, João Rodrigues.

Foram estabelecidas quatro chapas a vereador. Uma coligação terá o PSD e DEM. Outra será entre PMDB e PSDB. A terceira é formada entre PR e PSB.

Uma quarta chapa proporcional terá PP, PSC, PRB, PPS, PSDC e PT do B. Outos partidos, como PMN, PRP, PTC, PSC e PTB ainda não decidiram com quem coligar. A tendência é que integrem a chapa com o PP. Até o registro das chapas ainda pode ocorrer alguma alteração nas quatro chapas proporcionais.

A coligação já estava costurada, desde o dia 18 de maio, inclusive quando foi já foi anunciada a pré-candidatura da chapa Caramori/Buligon.


Comente aqui
09 jun20:12

PSD abre convenções partidárias no Oeste

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O PSD abre suas convenções neste domingo, às 18 horas, em Chapecó, onde deve confirmar a candidatura do prefeito José Cláudio Caramori à reeleição. Outros 16 partidos também devem realizar suas convenções simultaneamente, no salão comunitário da Paróquia São Cristóvão, no Bairro São Cristovão, em Chapecó. São eles o PMDB, DEM, PSDB, PTB, PP, PSC, PMN, PTC, PSL, PRP, PSB, PPS, PRB, PT do B, PR e PSDC. O PMDB deve indicar o candidato à vice, Luciano Buligon.

- Cada partido vai fazer sua reunião num canto para homologar a coligação e depois faremos um ato conjunto, já com comício- explico o presidente municipal do PSD, João Rodrigues.

Está prevista a presença do presidente do Governador Raimundo Colombo (PSD), do senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e do presidente da Assembléia Legislativa, Gelson Merísio (PSD).

João Rodrigues disse que foi decidida realizar cedo a convenção de Chapecó pois a coligação já estava costurada. Tanto que no dia 18 de maio já foi anunciada a pré-candidatura da chapa Caramori/Buligon. Rodrigues destacou que a atual administração já estava com uma ampla base de apoio, o que facilitou uma ampla coligação. –Temos um exército- brincou.

Na eleição passada, a chapa João Rodrigues/José Caramori teve apoio de 12 partidos. O PMDB, que havia lançado Luciano Buligon como candidato a prefeito, agregou apoio. Outro partido que estava na oposição, o PP, que teve Altair Silva como candidato a vice de José Fritsch, também está compondo com a situação.

A expectativa é de um público entre 800 e mil pessoas. Só de candidatos a vereador devem ser entre 130 e 150 candidaturas. Dentro dessa coligação devem ser estabelecidas quatro chapas, segundo Rodrigues. Uma delas deve ser entre o PSD e o DEM.

Rodrigues disse que ainda há a possibilidade de outros partidos integrarem a coligação. Um deles é o PV. Ele citou também o PDT que, em princípio, anunciou apoio ao PT.

O PT, que já tem como pré-candidato Pedro Uczai, e o PC do B, que tem como pré-candidato César Valduga, devem realizar suas convenções no final do mês. Os dois partidos estão negociando uma coligação.


Comente aqui
06 jun12:28

Quase dois milhões de filiados a partidos têm pendências com multa eleitoral

Ao todo, 1.709.775 filiados a partidos políticos são devedores de multas eleitorais. Os nomes desses devedores já estão disponíveis no sistema Filiaweb, onde os partidos poderão verificar quais os filiados que pretendem se candidatar em 2012 possuem a pendência para, então, regularizar a situação e conseguir a certidão de quitação eleitoral. Sem essa certidão, não é possível obter o registro de candidatura.

Normalmente, as pendências são por falta de justificativa de não comparecimento em plebiscito ou referendo.

Ao consultar o Filiaweb, os partidos políticos poderão alertar seus diretórios e respectivos candidatos sobre a necessidade de quitação das multas com antecedência razoável. O dia 5 de julho é a data-limite para os partidos apresentarem, no cartório eleitoral, os pedidos de registro de seus candidatos.

TSE

Comente aqui
27 mai10:39

Eleições 2012: Candidatos de 39 cidades de SC podem ganhar espaço no horário eleitoral

São José, Jaraguá do Sul, Tubarão, Balneário Camboriú e outras 35 cidades catarinenses podem ganhar horários eleitorais personalizados na televisão aberta. A novidade depende de uma resolução que está sendo discutida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que garantiria o espaço para os candidatos das cidades com mais de 20 mil eleitores.

Atualmente, apenas as cidades com sede de emissoras contam com horário eleitoral televisivo próprio. Em Santa Catarina, são apenas nove: Florianópolis, Joinville, Blumenau, Criciúma, Itajaí, Lages, Chapecó e Xanxerê. Essa realidade faz com que, por exemplo, os eleitores da cidade de São José — o quarto maior colégio eleitoral do Estado — tenham que assistir aos candidatos de Florianópolis na propaganda política.

Pela proposta, nas cidades que contarem com mais de uma emissora, apenas uma transmitiria o programa de sede e as demais ficariam encarregadas dos demais municípios da região que tivessem mais de 20 mil eleitores. A definição sobre qual cidade seria responsabilidade do canal seria feito através de acordo entre as emissoras e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ou por um sorteio que levaria em conta critérios como a audiência.

A resolução diz que a ampliação é limitada às possibilidades técnicas. Em Santa Catarina, por exemplo, existem apenas 18 emissoras de televisão aberta, cinco delas localizadas em Florianópolis. Seria o suficiente para garantir horário eleitoral em São José, Palhoça, Biguaçu e Tijucas. Em Joinville, por sua vez, são apenas duas emissoras. Por isso, poderia ser garantido espaço a apenas uma cidade extra — que poderia ser São Francisco do Sul, Barra Velha ou São Bento do Sul, por exemplo.

A mudança na regra já tem o voto favorável do relator, o ministro Arnaldo Versani. A presidente do TSE, Carmen Lúcia, pediu vista — mais tempo para analisar a questão — e a proposta deve voltar à pauta até o final de junho. O tema também deve entrar em discussão na próxima reunião de Carmen Lúcia com os presidentes dos TREs, marcada para 4 de junho.

O tema tem sido tratado com cautela tanto pelas emissoras quanto pela Justiça Eleitoral, porque a aprovação da medida levaria à necessidade de fortes adaptações a menos de três meses do início do horário eleitoral gratuito, programado para 21 de agosto.

Além disso, os juízes eleitorais passariam a ter que fiscalizar o cumprimentos das regras legais em 1.114 municípios de todo o Brasil, que é a estimativa de número de cidades que contariam com propaganda política na TV. O TRE de Santa Catarina não se manifesta sobre o tema antes da decisão de Brasília.

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert) tem acompanhado atentamente a questão e reconhece o mérito da proposta, mas diz que a mudança pode acabar atrapalhando o eleitor mais do que ajudar.

— Há também a possibilidade de confusão para o eleitor, que pode ter dificuldade para descobrir onde assistir o horário eleitoral com os candidatos de sua cidade — afirma o assessor de assuntos legais da Abert, Rodolfo Ma­­chado Moura.

A entidade participou das discussões sobre a resolução no TSE e conseguiu mudanças na proposta original, que aplicava a regra para cidades com mais de 10 mil eleitores e incluía a transmissão dos programas eleitorais das emissoras de rádio — no caso, para municípios com mais de 5 mil eleitores.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
15 mai08:56

PT lança Uczai como pré-candidato

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O Partido dos Trabalhadores anunciou ontem que o deputado federal Pedro Uczai é o nome escolhido como pré-candidato para concorrer a prefeito como oposição à atual administração municipal.

Uczai chegou a ser prefeito em 2003 e 2004 quando José Fritsch deixou o cargo para ser Ministro da Pesca do Governo Lula. Mas não chegou a concorrer em 2004 e 2008, quando Cláudio Vignatti e José Fritsch foram derrotados por João Rodrigues.

Cláudio Vignatti e a deputada estadual Luciane Carminatti eram outros dois nomes cotados. No entanto houve um entendimento das lideranças do partido de que Uczai era o melhor nome no momento para fazer o enfrentamento à atual administração. Tanto que já havia outdoors com a imagem de Uczai, do ex-presidente Lula e da Presidente Dilma na cidade.

Uczai disse que se sente preparado por já ter exercido o executivo e pelo mandato como deputado federal, onde recebeu 115 mil votos. –Estou pronto para liderar um projeto pensando Chapecó com 300 mil habitantes- disse Uczai.

Ele disse que agora vai discutir o vice com partidos da base aliada do Governo Dilma, como o PC do B e o PDT.

Vignatti vai coordenar a campanha e Luciane vai coordenadr o programa de governo.


Pré-candidatos à Prefeitura de Chapecó

Outro pré-candidato já anunciado é César Valduga, do PC do B. Valduga já foi vereador de 2005 a 2009. Na eleição passada foi o quinto mais votado para a Câmara mas o PC do B não atingiu o coeficiente eleitoral para conquistar uma cadeira.

Valduga disse que há conversa com o PT e uma ala do PMDB e está aberto ao diálogo e à possibilidade de coligação para uma frente de oposição.

O candidato natural da situação é o atual prefeito, José Cláudio Caramori (PSD), que assumiu o cargo quando João Rodrigues se elegeu deputado federal e acabou assumindo a Secretria de Agricultura do Estado. Caramori vai para a convenção como pré-candidato natural. Ele pretende manter a base aliada do atual governo, que conta com 15 partidos: PSD, PMDB, PR, PSDB, PTC, PSDC, PTB, PP, PRB, PV, PSB, DEM, PSC, PPS, PRP.


Comente aqui
11 mai09:34

Último dia para regularização do título teve mais de 30 mil atendimentos em SC

O último dia de regularização junto à Justiça Eleitoral teve 32.793 atendimentos em Santa Catarina. Desses, 1.658 ocorreram em Florianópolis. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC), a marca total do Estado este ano representa aumento de 56% na comparação com a data de fechamento do cadastro do pleito de 2010, quando 21.070 pessoas foram atendidas em SC.

>>> Confira o calendário eleitoral de 2012 no site do TSE

Em razão da demanda elevada, todas as centrais de atendimento ao eleitor e muitos cartórios eleitorais fizeram plantões para receber os cidadãos em horários alternativos, possibilitando o comparecimento daqueles que trabalham ou estudam.

Realizados entre 28 de abril e 9 de maio, os plantões chegaram a 144.125 operações com títulos, sendo 68.648 transferências, 55.406 alistamentos (emissões do 1º título), 19.773 revisões de dados e 298 emissões de segunda via.

As operações feitas nesse período de 12 dias representam 39% do que foi registrado pela Justiça Eleitoral de SC entre 1º de janeiro deste ano e a data de fechamento do cadastro. Desde o começo de 2012, os cartórios realizaram 369.217 atendimentos, que se dividem em 160.477 alistamentos, 146.201 transferências, 61.528 revisões de dados e 1.011 emissões de segunda via.


Preste atenção:

Os eleitores que não regularizaram a sua situação não estarão aptos a votar no pleito deste ano. A assessora-chefe da Corregedoria Regional Eleitoral, Renata Fávere, informou que, a partir de agora, os cidadãos poderão comparecer aos cartórios para obter a certidão de quitação eleitoral e requerer a segunda via do título, a qual deve ser solicitada até 27 de setembro, dez dias antes do 1º turno das eleições.


Capital teve filas na data limite:

Quem deixou para regularizar seu título eleitoral no último dia precisou de paciência em Florianópolis. As filas registradas durante toda esta semana ficaram ainda maiores na manhã de quarta-feira, data limite para ajustes com a Justiça Eleitoral. O atendimento foi até depois das 19h para quem conseguiu pegar senha.

Além de alistamento eleitoral, transferência e revisão dos dados, esse prazo também valia para eleitores com necessidades especiais solicitarem a mudança de sua seção para uma de fácil acesso e para os jovens que vão fazer o seu primeiro título.

O voto é facultativo para os adolescentes que terão 16 ou 17 anos até a data do 1º turno, marcada para 7 de outubro, e obrigatório para os que estarão com 18 anos até lá.


Dados nacionais:

Na data final para ajustes do título eleitoral foram realizados mais de um milhão de atendimentos em todo país. O dado é da Justiça Eleitoral.

Relatório da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aponta que somente durante a quarta-feira, dia 9 de maio, foram feitos 893.035 atendimentos para transferências e novas inscrições eleitorais (novos títulos) e mais 141.078 para a quitação de multas eleitorais.


Os Estados que registraram mais atendimentos nesse dia foram:

— São Paulo (135.569)

— Minas Gerais (87.825)

— Rio de Janeiro (67.347)

— Bahia (59.906)

— Rio Grande do Sul (46.799)

— Paraná (45.617)

— Ceará (42.628)


O Distrito Federal foi a localidade que registrou o menor número de atendimentos, apenas 5.805, uma vez que os eleitores do DF não participarão das eleições de outubro, quando serão eleitos apenas candidatos para cargos municipais.

Todos os eleitores brasileiros que estiverem com a situação regular perante a Justiça Eleitoral, com exceção dos que votam no DF, poderão participar normalmente das eleições municipais de outubro.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
09 mai11:45

Último dia para os eleitores regularizar o título eleitoral

Encerra nesta quarta-feira, dia 9 de maio, o prazo para quem tem alguma pendência com a Justiça Eleitoral ou precisa fazer alguma alteração no título de eleitor para resolver o problema e poder votar em outubro.  Para atender aos chapecoenses, o cartório da 35ª e 94ª Zona Eleitoral, situado na Rua Paulo Marques, centro de Chapecó, ficará aberto até as 19h.

Cartórios eleitorais de outros municípios do Oeste também funcionam em horário diferenciado (veja lista no site www.tre-sc.gov.br).

Além da transferência e da revisão de dados, o prazo vale também para os jovens que irão fazer o primeiro título de eleitor. Para os adolescentes com mais de 16 anos, o voto é facultativo, mas para quem tem 18 anos, a participação nas eleições é obrigatória. Os eleitores que estiverem com o título cancelado ou suspenso também devem acertar as contas até amanhã, caso contrário, não poderão votar.

Quem não votou ou ainda não justificou o voto nas últimas três eleições, precisa comparecer a um cartório eleitoral e pagar uma taxa de R$ 3,51 por turno de eleição. A regularização é feita na hora. Aqueles que precisam apenas requerer a segunda via do título, sem qualquer alteração no documento, tem prazo é um pouco mais longo, vai até 27 de setembro, dez dias antes das eleições.



Comente aqui
02 mai09:08

Eleitor tem até o dia 9 de maio para regularizar o título e votar em outubro

Natália Viana | natalia.viana@diario.com.br

Quem precisa transferir o título de eleitor, revisar os dados ou fazer o alistamento eleitoral tem até às 19 horas do dia 9 de maio. Para atender os eleitores, haverá plantões nos cartórios eleitorais do estado.

Até domingo, cartórios de 26 cidades funcionarão com horários diferenciados. A lista completa pode ser encontrada site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC). As 15 centrais de atendimento ao eleitor localizadas no estado também estarão em regime de plantão até o dia 9.

Nos dias úteis, o funcionamento será das 9h às 19h, no sábado (5), das 10h às 17h, e no domingo (6) haverá atendimento das 13h às 18h. Já do dia 7 ao dia 9, os cartórios de todas as 105 zonas eleitorais do Estado funcionarão das 9h às 19h.

Além da transferência e revisão dos dados, o prazo vale também para os jovens que irão fazer o seu primeiro título de eleitor. Para os adolescentes com mais de 16 anos, o voto é facultativo, mas para quem tem 18 anos, a participação nas eleições passa a ser obrigatória.

Além disso, os eleitores com necessidades especiais, inclusive idosos, também têm até o dia 9 para solicitar a mudança de seção para uma de fácil acesso. Para evitar filas e contratempos, a orientação da Justiça Eleitoral é para que as pessoas não deixem para fazer a regularização do título na última hora.

_ A Justiça Eleitoral está preparando um reforço com equipamentos, disponibilização de pessoal e com os horários alternativos dos plantões para aqueles que trabalham ou estudam, mas é importante que o eleitor compareça antes do final do prazo a fim de evitar a formação de filas _ destaca a assessora-chefe da corregedoria, Renata Fávere.

Os eleitores que estiverem com o título cancelado ou suspenso também devem regularizar sua situação até a próxima semana, caso contrário, não poderão votar. Quem não votou ou não justificou o voto nas últimas três eleições precisa comparecer a um cartório eleitoral e pagar uma taxa de R$ 3,51 por turno da eleição.

A regularização é feita na hora. Já aqueles que precisam apenas requerer a segunda via do título, sem qualquer alteração no documento, tem prazo até 27 de setembro, dez dias antes das eleições.


Cartórios iniciam plantões para atender eleitores até o dia 9 de maio. Confira os horários de atendimentos na 35ª e 94ª Zona Eleitoral de Chapecó:

Nos dias 2, 3, 4, 7, 8 e 9 o atendimento será das 9h as 19h;

No sábado, dia 5, o cartório abre das 10h às 17h;

No domingo, 6 de maio, o atendimento será das 13h as 18h.


Comente aqui
19 mar13:49

Eleições 2012: Descentralização da Justiça Eleitoral de Chapecó

A Justiça Eleitoral de Chapecó fará atendimentos fora da sede. O objetivo é aproximar a Justiça da comunidade e facilitar o acesso aos serviços prestados, como transferência de títulos, de domicílio e para regularização da situação.


Confira as datas de atendimento:

24/03

11h

Local: Subprefeitura da Efapi em Chapecó


25/03

12h

Local: Prefeitura de União do Oeste


04/04

9h

Local: Prefeitura de Nova Itaberaba


Maiores informações na Justiça Eleitoral de Chapecó que fica na Rua Paulo Marques, 40D, no Centro de Chapecó. Telefone 49 3323-2232


Comente aqui
15 mar15:32

Seminário Eleições 2012 no Oeste do Estado

O Ministério Público de Santa Catarina – MPSC, com o apoio da Procuradoria Regional Eleitoral, inicia pelo Oeste o ciclo de seminários Eleições 2012. Serão realizados eventos regionais em 13 municípios catarinenses, entre março e julho deste ano, como preparação para as eleições para Prefeito e Vereadores. Os primeiros três eventos acontecem em São Miguel do Oeste, no dia 20 de março, dia 21 em Chapecó e depois segue, no dia 22 para Joaçaba.

Em cada encontro, o Promotor de Justiça Pedro Robero Decomain, e o Procurador Regional Eleitoral, André Stefani Bertuol, abordarão aspectos práticos e esclarecerão dúvidas sobre legislação eleitoral. O objetivo do ciclo de seminários é unificar o entendimento da legislação entre os operadores da Justiça Eleitoral e orientar partidos e seus filiados, mídia e sociedade de modo a prevenir a ocorrência de irregularidades nas eleições 2012.


Programação

No período matutino, voltado a Promotores, Juízes e Chefes de Cartórios Eleitorais, haverá exposição de experiências de atuação na Justiça Eleitoral e da atuação da Procuradoria Regional Eleitoral e sua interação com as Promotorias Eleitorais. Também serão apresentados posicionamentos do TRE e esclarecimentos quanto à aplicação da Lei da Ficha Limpa. O evento tem início às 9h.

Durante a tarde, a partir das 14h, o seminário será dedicado à orientação de representantes de partidos políticos, integrantes dos meios de comunicação e comunidade em geral. Entre os temas propostos estão condições de elegibilidade, abuso do poder econômico e político, propaganda intrapartidária e propaganda eleitoral, prestação de contas, aplicação da lei da ficha limpa e crimes eleitorais. Os palestrantes estarão disponíveis para entrevista das 15h20às 15h40.

As incrições poderão ser feitas no dia do evento, no próprio local, ou pelo e-mail ceaf@mp.sc.gov.br. Mais informações pelo telefone (48) 3229-9226.


Confira as datas e locais dos eventos:


20/03 – São Miguel do Oeste

Local: Unoesc [Rua Oiapoc, n. 211, Bairro Agostini]


21/03 – Chapecó

Local: Unochapecó [Avenida Senador Atílio Fontana, n. 591-E, Bairro Efapi]

22/03 – Joaçaba

Local: Unoesc [Rua Getúlio Vargas, n. 2125, Bairro Flor da Serra]


Comente aqui