Empresário

09 dez11:08

Social: Nilvanio Faller é o Empresário Destaque de TI 2012

Márcio Fortes, Nilvanio Faller e Ernani Zottis foram os indicados ao prêmio Deatec.

Chapecoense, formado em Ciência da Computação pela Unochapecó e sócio da empresa BRSIS, Nilvanio Faller foi escolhido o Empresário Destaque de TI 2012. O título é conferido pela Associação Polo Tecnológico do Oeste de Santa Catarina (Deatec). Também foram indicados ao prêmio os empresários Ernani Zottis (Infogen) e Marcos Fortes (Infoger). Nilvânio foi escolhido entre os três, por meio de votação on line que ocorreu no jantar de encerramento do ano das atividades da entidade.

O Empresário Destaque de TI 2012, Nilvanio Faller, atua há mais de 12 anos na área de desenvolvimento de software, publicidade e presença digital, com foco na plataforma web.


Deatec

A Associação Polo Tecnológico do Oeste de Santa Catarina completa, neste ano, 7 anos de existência, conta com 38 empresas associadas, que exercem atividades de desenvolvimento de hardware, software e sistemas de automação com cunho inovador do oeste catarinense, representando quase 65% das empresas do setor na mesma região. A DEATEC tem com o objetivo reunir empresas do segmento de Base Tecnológica, com o intuito de fortalecer o setor, gerando por consequência, um incremento no trabalho, renda, qualificação e inovação.


Comente aqui
28 ago20:59

Social: Empresário catarinense entregou queijos para presidente Dilma Rousseff

O empresário catarinense Acari Menestrina, da empresa Gran Mestri com sede em Guaraciaba, extremo-oeste catarinense, entregou na tarde desta terça-feira, dia 28 de agosto queijos para a presidente Dilma Rousseff. O encontro foi no gabinete Presidencial em Brasília.

Foi entregue uma forma de 40 quilos de Gran Mestri, com 24 meses de maturação, outra de 40 quilos de Gran Mestri Nero (casca preta), com 18 meses de maturação e uma peça de queijos Pecorino Sardo com 14 meses de maturação.


Na foto: Ana e Acari Menestrina, da Gran Mestri, presidente Dilma Rousseff, Vilmar Baungratz, da cooperativa Terra Viva e a ministra Ideli Salvatti.


Comente aqui
01 ago12:09

Gaeco de Chapecó investiga fraudes em licitações no Oeste e Meio-Oeste

Um empresário foi preso preventivamente na manhã desta quarta-feira em Chapecó durante a operação “Licitação Mapeada”. Nove mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Chapecó integrado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), pelas Polícia Civil e Militar e Secretaria de Estado da Fazenda.

A operação investiga, há seis meses, um esquema de empresas que fraudavam o caráter competitivo de licitações em órgãos públicos municipais nas regiões Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina.

De acordo com o MP foram identificadas pelo menos 55 licitações fraudulentas, envolvendo 27 municípios das regiões Oeste e Meio-Oeste, totalizando aproximadamente R$ 1.400.000,00 em contratos públicos. O prejuízo aos cofres públicos e à sociedade, ainda a ser quantificado, decorre da ausência de uma efetiva concorrência, o que poderia ensejar o pagamento de preços superiores aos de mercado.

A empresa investigada e sua colaboradora de existência fictícia também participou de licitações em vários municípios no Rio Grande do Sul. Já a empresa fabricante de produtos de informática, que dava suporte à fraude, mantinha o esquema de `mapeamento da licitação´ em várias regiões do país.

A operação também investiga sonegação fiscal em razão do enquadramento indevido da empresa de fachada no “Simples”, regime atinente a pequenas e médias empresas. Como a empresa foi constituída apenas para simular falsas concorrências, a sua movimentação financeira deveria ser tributada tal como a empresa principal, e lançados todos os impostos devidos.

Participaram da operação 22 policiais militares e civis, cinco Promotores de Justiça de Chapecó e região e quatro auditores da Receita Estadual. A ação contou ainda com o apoio dos Gaecos de Florianópolis e Lages.

* com informações do MPSC.

1 comentário
15 mar09:59

Bilhetes entre Chapecó e Florianópolis por R$ 1,2 mil

A Gol fretou aeronaves da Passaredo mas os passageiros estão reclamando do valor das passagens. Na segunda-feira, uma passagem para o voo das 7 horas de sábado para Florianópolis estava mais de R$ 1 mil.

>> Confira os horários de voos

Eduardo Damo,gerente de uma agência de viagens de Chapecó, informou que nesta semana foi vendido um bilhete só de ida para Florianópolis por R$ 1,2 mil. Para se ter uma ideia na baixa temporada é possível ir para a Europa e voltar para Chapecó por R$ 2,2 mil. O número de assentos de tarifas econômicas também diminuiu, pois antes as aeronaves tinham 144 lugares e, agora, tem 50. Por isso as vagas promocionais esgotam antes. Além disso ele observou um acréscimo de 30% nas tarifas econômicas. –Antes as passagens mais baratas saíam por R$ 140, R$ 150 e agora estão em torno de R$ 230- explicou. Damo disse que há passageiros desistindo do avião e optando por ônibus ou carro.


O empresário Cidnei Luiz Barozzi vai gastar quase o triplo do que iria gastar para ir a São Paulo.


O empresário Cidnei Luiz Barozzi vai gastar quase o triplo do que iria gastar para ir a São Paulo. Ele tinha comprado uma passagem antecipadamente, no final de fevereiro, com a Avianca, saindo de Chapecó amanhã de manhã, pois tem uma reunião do Conselho Fiscal da Associação Brasileira da Indústria Gráfica na capital paulista. O valor de ida e volta era de R$ 600. Como a empresa não está operando com voos de Chapecó desde a interdição, ele teve que comprar uma passagem com a Gol. Mesmo comprando com sete dias de antecedência, pagou R$ 1.713 mil, quase o triplo do valor inicial. Barozzi até pensou em viajar de ônibus. Mas, como tinha posse como diretor financeiro da Associação Comercial e Industrial de Chapecó, noite de hoje, foi obrigado a pagar o valor que considera “abusivo”.

>> Aeroporto de Chapecó ficará fechado entre 15 e 60 dias

O gerente executivo da Associação Comercial e Industrial de Chapecó, Fábio Magro, disse que tem recebido várias reclamações dos preços das passagens aéreas. Ele lembrou que antes da interdição era possível comprar passagens por pouco mais de R$ 100 para Florianópolis. Agora elas custam R$ 300, R$ 400, R$ 500, segundo o diretor.

A assessoria de imprensa da Gol afirmou que o preço médio das passagens até reduziu, e que é possível encontrar tafiras promocionais por R$ 223. Mas reconhece que o número de tarifas promocionais é proporcional ao número de assentos de cada aeronave.


Comente aqui
07 dez00:05

SC apresenta projeto de melhoria da BR 282

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O projeto de melhorias da BR 282 encomendado pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), será apresentado nesta quarta-feira ao ministro dos Transportes, Paulo Passos. Ele será entregue às 14 horas, na sede do ministério, por uma comitiva de empresários e políticos catarinenses. Entre eles estará o presidente da Fiesc, Glauco Corte. O projeto prevê R$ 320 milhões em investimentos na instalação de terceiras faixas em declives, melhorias dos acessos aos municípios, restauração de pista, recuperação e implantação de defensas metálicas, realocações de sarjetas, sinalização e aumento do efetivo e equipamentos da Polícia Rodoviária Federal.

O estudo apontou que entre janeiro de 2007 e julho de 2011, ocorreram 569 mortes nos 665 quilômetros entre Palhoça e Paraíso. Houve em média uma morte a cada três dias.

O projeto foi apresentado em Chapecó em setembro e, em outubro, foi entregue ao então presidente em exercício, Michel Temer, pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de Chapecó, João Stakonski. Ele e o vice-presidente da entidade, Maurício Zolet, que em 2012 irá substituí-lo na presidência, farão parte da comitiva.

Zolet acredita que a audiência já é um resultado do contato com Michel Temer. E a expectativa é de que já sejam anunciados recursos para o projeto. Uma das sugestões é dividir o projeto em dois, executando primeiro o trecho de Campos Novos a Paraíso, com custo de R$180 milhões.

O dirigente da Acic considera que a BR 282 é fundamental para o desenvolvimento da região, pois é a principal ligação da região com o litoral e os portos. Diariamente circulam pela rodovia 1,1 mil carretas de 30 toneladas cada.

O presidente da Associação dos Moveleiros do Oeste Catarinense e do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Rio Uruguai (Amoesc/Simovale), Osni Verona, disse que 20% do Produto Interno Bruto de Santa Catarina é escoado pela BR 282. –O governo federal tem que dar uma atenção especial- afirmou. Além da importância econômica, Verona citou que muitas vidas, entre elas lideranças do desenvolvimento da região, estão se perdendo em acidentes.

O deputado federal Celso Maldaner, que viabilizou a audiência, disse que a BR 282 precisa ser melhorada em virtude de que a região não tem ferrovia, nem hidrovias. Maldaner, que é vice-presidente da Frente Parlamentar de Logística, Transporte e Armazenagem, disse que as indústrias da região dependem dessa rodovia para escoar sua produção.

De acordo com o estudo a Fiesc, o Oeste responde por 39,4% das exportações de Santa Catarina. E praticamente tudo passa pela BR 282.



Comente aqui
18 nov17:39

Trófeu Empresário do Ano

Confira quem esteve presente na entrega do Trófeu Empresário do Ano, realizada na noite da quinta-feira, dia 17, no Clube Recreativo Chapecoense.

Comente aqui
15 nov17:16

19ª edição do maior evento empresarial do ano em Chapecó

A comunidade econômica se reúne nesta quinta-feira, daí 17, às 20h30, no Clube Recreativo Chapecoense para o mais importante evento corporativo de Chapecó – a eleição do Empresário do Ano 2011 (Troféu Nelson Galina) – organizado pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó – Acic.

A primeira fase da eleição ocorreu de 17 de outubro a 10 de novembro, período em que os associados da Acic votaram pela internet. A segunda fase ocorre nesta quinta-feira, à noite, quando serão revelados aqueles que receberam o maior número de votos para que os associados presentes ao evento (solenidade e jantar festivo) votem pela segunda e última vez.

A comissão nomeada pelo presidente da Acic João Carlos Stakonski para organizar o evento – formada por Cláudio De Marco, Mauricio Zolet, Sérgio Perondi, Fábio Magro e Marcos Antônio Bedin – apurou os votos da primeira etapa e já tem a lista tríplice dos empresários mais votados. Essa nominata será mantida em segredo e revelada somente na noite desta quinta-feira, para a escolha final do Empresário do Ano 2011.

Nos 18 anos em que foi instituída a honraria, foram agraciados pelo título os empresários Antônio Rebelatto, eleito em 1993, Plínio De Nes Filho (1994), Joaquim Néri (1995), Aury Bodanese (1996), Suely De Marco (1997), Érico Tórmen (1998), Edemar Magro (1999), Ivan Tozzo (2000), Amauri Battiston (2001), Cláudio De Marco (2002), Daví Barella Dávi (2003), Gelson Dalla Costa (2004), Valdir Luiz Sperandio (2005), Bento Zanoni (2006), Sérgio Utzig (2007), Milton José Sordi (2008), Romeo Bet (2009) e Marcos Antônio Moschetta (2010).

A escolha é livre, mas a Acic recomenda que, ao votar, o associado observe os seguintes requisitos: espírito empreendedor, arrojo nas iniciativas, liderança, probidade, justiça, inovação tecnológica ou administrativa, participação comunitária e responsabilidade social.

O Troféu Nelson Galina é uma das mais respeitadas condecorações de Santa Catarina. Foi instituído em 1993 para homenagear lideranças de todos os setores da atividade humana que colaboraram de forma efetiva e decisiva para o desenvolvimento econômico, social e cultural do município.



Comente aqui