Encontrado

21 ago10:35

Corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado em Abelardo Luz

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O corpo de um homem em avançado estado de decomposição foi encontrado submerso e preso entre galhos no Rio Chapecó, em Abelardo Luz. De acordo com a Polícia Civil um menino havia ido pescar na tarde do sábado, dia 18, próximo a balsa no Assentamento Capão Grande e avistou o corpo. A polícia foi chamada e o corpo passará por perícias para apurar as causas da morte.

- O laudo da perícia realizada pelo Instituto Geral de Perícias de Florianópolis deve ficar pronto em 30 dias – disse Ivan Fumagalli, agente da Polícia Civil.

Segundo Fumagalli, havia um registro de desaparecimento de um homem de aproximadamente 32 anos há dois meses na cidade. Familiares foram chamados para identificar o corpo e reconheceram algumas vestimentas e calçados da vítima. Mesmo assim será realizado um exame de DNA para comprovação.

- Na tarde desta terça-feira será coletado DNA do homem que pode ser o pai da vítima – disse Fumagalli. O laudo deve sair em 30 dias.

No dia 16 de agosto um corpo, também avançado estado de decomposição, foi localizado na Linha Vila Zonta em Chapecó. A Polícia Civil investiga o caso que ainda não foi identificado.


Comente aqui
07 ago09:31

Morre Tamanduá Mirim encontrado em São Domingos

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O filhote de Tamanduá Mirim, encontrado na tarde da quarta-feira, dia 2 de agosto, na SCT 480 em São Domingo, morreu no domingo, dia 5 de agosto. O animal que estava recebendo tratamento na Ong Kirka de Chapecó não conseguia se alimentar direito. Ele vai passar por análise para apurar as causas da morte.

Segundo o presidente da entidade, Jacson Valdameri, apesar de todos os esforços para ajudar o filhote pode não ter se adequado a nova alimentação.

- Ele estava acostumado com o leite materno e foi desenvolvida uma alimentação diferenciada para ele com a ajuda de um veterinário do Zoo de Pomerode – disse o presidente.

Agora o animal de três meses vai passar por análise já que existe a possibilidade de ele também ter sido atropelado. Ele foi encontrado ao lado da mãe que morreu atropelada.

Para o presidente da Ong, é preciso preservar as áreas verdes para evitar que casos como este se repitam.


Comente aqui
22 jun13:06

João Pedro teve alta do Hospital em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O bebê encontrado em Chapecó recebeu alta nesta sexta-feira. João Pedro estava internado no Hospital da Criança, desde o dia 19 de junho, quando foi encontrado dentro de uma sacola de papel, no bairro São Cristovão.

O médico Ani Werlang que atendeu o menino disse que ele está bem de saúde e mamando. – Os resultados dos exames das doenças infectocontagiosas só saem na segunda-feira – disse o médico.

Agora, João Pedro, que está com 3,8 quilos e 52 centímetros, ficará sob o cuidado do Abrigo Municipal até a decisão da justiça.

A Polícia Civil, que investiga o caso, vai encaminhar uma solicitação para a Secretaria Municipal de Saúde para levantar o número de mulheres grávidas e que poderiam dar a luz neste período.


Comente aqui
22 jun10:56

João Pedro deve receber alta nesta sexta-feira

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O bebê encontrado em Chapecó deve receber alta nesta sexta-feira. João Pedro segue internado no Hospital da Criança, desde o dia 19 de junho, quando foi encontrado em uma sacola de papel. O médico Ani Werlang que atende o menino disse que aguarda o resultado de alguns exames necessários para que ele possa ir para adoção.

- São exames para comprovar que ele não está com nenhuma doença infectocontagiosa – disse.

João Pedro, com 3,8 quilos e 52 centímetros foi encontrado por Junior Everton Menegildo, de 14 anos quando ia para o Centro comprar roupas. O estudante disse que ouviu uma espécie de miado e quando abriu a sacola viu que era um bebê.

Assim que receber alta o menino será encaminhado para o Abrigo Municipal. De acordo com a coordenadora do Serviço de Acolhimento, Lilian Guntzel, 21 crianças, de 0 a 11 anos estão no Abrigo. Outras 64 crianças e adolescentes, de 12 a 18 anos, estão em quatro casas lares e 18 famílias acolhedoras da cidade.

Segundo a coordenadora, estão inscritas e aptas para adoção no Fórum de Chapecó 112 famílias.


Polícia Civil investiga o caso

Uma solicitação, para levantar o número de mulheres grávidas e que poderiam dar a luz neste período, deve ser encaminhada para a Secretaria Municipal de Saúde.

A delegada Isabel Fauth, disse que com a ajuda desses dados, e se a mãe fez o pré-natal, existe a possibilidade de encontrar a mãe do menino.

- É um caso difícil e vamos fazer de tudo para encontrar a mãe do menino – disse a delegada.


Comente aqui
20 jun17:49

Bebê abandonado em Chapecó está bem

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O pequeno João Pedro, como é chamado pela equipe do Abrigo de Chapecó e pelas enfermeiras do Hospital da Criança, está bem e segue internado em observação. O bebê de cinco dias, 3,8 quilos e 52 centímetros o menino não corre risco e deve receber alta nesta quinta-feira. Ele foi encontrado em uma sacola de papel na tarde da terça-feira por um garoto de 14 anos.

– Ele está bem nutrido e fora de risco – disse o médico Ani Werlang, que atendeu o bebê.

João estava enrolado com uma manta e dentro de uma sacola de papel jogada num terreno baldio, na rua Eurico Gaspar Dutra, no bairro São Cristovão. No local é comum os moradores depositarem lixo.

Quem encontrou o menino foi Junior Everton Menegildo que faltou a aula para ir ao centro comprar roupas com alguns amigos. No caminho eles ouviram uma espécie de miado.

– Pensei que era um gato – disse Junior.


Junior mostra a sacola onde encontrou o pequeno João Pedro.


Curioso ele chegou perto da sacola e viu que era um bebê.

– Num primeiro momento achei que era uma boneca, mas quando vi que era um bebê de verdade peguei no colo e ele parou de chorar – contou o menino emocionado.

O jovem ‘anjo da guarda’ de João, disse que a família duvidou da história. A mãe dele, Rosane Sales, só se convenceu quando viu o menino no colo do filho.

- Tinha passado pelo local minutos antes e não havia nenhuma sacola ali – disse Rosane, mãe de quatro filhos e que chamou o Corpo de Bombeiros.

Antes da chegada dos bombeiros, o menino foi levado para um pronto-socorro particular que fica próximo ao local, onde foi aquecido. A guarnição dos bombeiros chegou e levou o bebê, que ainda tinha sangue e líquido amniótico pelo corpo, para o Hospital da Criança de Chapecó.

- O cordão umbilical estava com início de cicatrização – disse a soldado do Corpo de Bombeiros de Chapecó, Daliane Daleaste.

Segundo a conselheira tutelar, Terezinha Lunelli, que acompanhou a chegada do bebê no final da tarde desta terça-feira no Hospital, foi registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAM).

A delegada Isabel Fauth, disse que as investigações da Polícia Civil estão em andamento e que devido ao tamanho da cidade, pode ser complicado levantar o número de mulheres grávidas e que poderiam dar a luz neste período.

- Vamos aguardar os dados da secretaria municipal de saúde e se a mãe fez o pré-natal vamos encontrá-la – disse a delegada. Ela disse ainda que podem ser feitas denúncias anônimas sobre o caso.

- É um caso difícil e vamos fazer de tudo para encontrar a mãe do menino – disse

De acordo com a coordenadora do Serviço de Acolhimento, Lilian Guntzel, o bebê, assim que receber alta, será encaminhado para o abrigo.

– Recebemos na noite da terça uma comunicação sobre o caso. E ele ficará conosco até a decisão da justiça – disse Lilian.

Junior, que encontrou o bebê e a mãe Rosane, tem vontade e visitar o menino.

– Se der eu quero muito ver ele – disse Rosane que até pensou na hipótese de tentar adotar o bebê.

- Os meus estão grandes já e ficaria feliz em ter mais um – disse.



Números em Chapecó

No Abrigo Municipal estão acolhidas 21 crianças, de 0 a 11 anos. Outras 64 crianças e adolescentes, de 12 a 18 anos, estão em quatro casas lares e 18 famílias acolhedoras da cidade.

Segundo a coordenadora do Abrigo, estão inscritas e aptas para adoção no Fórum de Chapecó 112 famílias.


Sobrevivência

Para o médico Jorge Hazin, no geral, o tempo de sobrevivência de um recém-nascido é variável.

– Depende de diversos fatores como a gestação, condições do parto, idade gestacional e grau de nutrição. Além das condições de exposição a fatores ambientais, como temperatura e umidade – disse o médico.


1 comentário
20 jun12:28

Bebê abandonado em Chapecó está bem nutrido e fora de risco

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Segue internado no Hospital da Criança em Chapecó, o bebê de aproximadamente cinco dias, encontrado no final da tarde desta terça-feira no bairro São Cristovão. Ele estava enrolado com uma manta e dentro de uma sacola jogada num terreno baldio, na rua Licínio Córdova.

Quem encontrou o menino foi um garoto de 14 anos. Junior Everton Menegildo faltou a aula para ir ao centro comprar roupas com alguns amigos. No caminho ele e os amigos ouviram uma espécie de miado. Ele chegou perto da sacola e viu que era um bebê.

– Ele estava chorando e quando peguei no colo ele parou de chorar – contou o menino emocionado.

O jovem ‘anjo da guarda’ disse que a família duvidou da história. Rosana Sales, mãe de Junior, só se convenceu quando viu a criança no colo do filho.

– Tinha passado pelo local minutos antes e não vi nada de estranho – contou Rosana que chamou o Corpo de Bombeiros.

Antes da chegada dos bombeiros, o menino foi levado para um pronto-socorro particular que fica próximo ao local, onde foi aquecido. A guarnição dos bombeiros levou o bebê, que ainda tinha sangue e líquido amniótico pelo corpo, para o Hospital da Criança de Chapecó.

- O cordão umbilical estava com início de cicatrização – disse a soldado do Corpo de Bombeiros de Chapecó, Daliane Daleaste.

O bebê deu entrada no Hospital no final da tarde desta terça-feira, passa bem e segue internado em observação.

O médico Ani Werlang, que atendeu o bebê disse na manhã desta quarta-feira, que o quadro de saúde do menino é bom.

– Ele está bem nutrido e fora de risco – disse o médico. Porém, deve ficar internado em observação até a esta quinta-feira.

Segundo a conselheira tutelar, Terezinha Lunelli, que acompanhou o caso, assim que o bebê receber alta ele será encaminhado para o Abrigo de Chapecó. A conselheira disse ainda que foi registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAM). A Polícia Civil vai investigar o caso.

De acordo com a coordenadora do Serviço de Acolhimento, Lilian Guntzel, o bebê está sob tutela do Abrigo.

– Recebemos na noite da terça uma comunicação sobre o caso. E ele ficará conosco até a decisão da justiça – disse Lilian.

No Abrigo de Chapecó estão acolhidas 21 crianças, de 0 a 11 anos. outras 90 crianças e adolescentes, de 12 a 18 anos, estão em quatro casas lares e 17 famílias acolhedoras da cidade.


Sobrevivência

Para o médico Jorge Hazin, no geral, o tempo de sobrevivência de um recém-nascido é variável.

– Depende de diversos fatores como a gestação, condições do parto, idade gestacional e grau de nutrição. Além das condições de exposição a fatores ambientais, como temperatura e umidade – disse o médico.


Comente aqui
20 jun11:39

Segue internado no Hospital o bebê abandonado em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Segue internado no Hospital da Criança em Chapecó, o bebê de aproximadamente dois dias, encontrado no final da tarde desta terça-feira no bairro São Cristovão. Ele estava enrolado com uma manta e dentro de uma sacola jogada num terreno baldio, na rua Licínio Córdova.

Quem encontrou o menino foi um garoto de 14 anos. Junior Everton Menegildo faltou a aula para ir ao centro comprar roupas com alguns amigos. No caminho ele e os amigos ouviram uma espécie de miado. Ele chegou perto da sacola e viu que era um bebê.

– Ele estava chorando e quando peguei no colo ele parou de chorar – contou o menino emocionado.

O jovem ‘anjo da guarda’ disse que a família duvidou da história. Rosana Sales, mãe de Junior, só se convenceu quando viu a criança no colo do filho.

– Tinha passado pelo local minutos antes e não vi nada de estranho – contou Rosana que chamou o Corpo de Bombeiros.

Antes da chegada dos bombeiros, o menino foi levado para um pronto-socorro particular que fica próximo ao local, onde foi aquecido. A guarnição dos bombeiros levou o bebê, que ainda tinha sangue e líquido amniótico pelo corpo, para o Hospital da Criança de Chapecó.

- O cordão umbilical estava com início de cicatrização – disse a soldado do Corpo de Bombeiros de Chapecó, Daliane Daleaste.

O bebê, que deu entrada no Hospital no final da tarde desta terça-feira, passa bem e segue internado em observação.

Segundo a conselheira tutelar, Terezinha Lunelli, que acompanhou o caso, assim que o bebê receber alta ele será encaminhado para o Abrigo de Chapecó. A conselheira disse ainda que foi registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAM). A Polícia Civil vai investigar o caso.

De acordo com a coordenadora do Serviço de Acolhimento, Lilian Guntzel, o bebê está sob tutela do Abrigo.

– Recebemos na noite da terça uma comunicação sobre o caso. E ele ficará conosco até a decisão da justiça – disse Lilian.

No Abrigo de Chapecó estão acolhidas 21 crianças, de 0 a 11 anos. outras 90 crianças e adolescentes, de 12 a 18 anos, estão em quatro casas lares e 17 famílias acolhedoras da cidade.


Comente aqui
19 jun17:53

Bebê com dois dias de vida foi encontrado abandonado em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Um bebê, de aproximadamente dois dias, foi encontrado abandonado em Chapecó. Um adolescente  viu o menino na Rua Licínio Córdova, no Bairro São Cristovão e chamou o Corpo de Bombeiros de Chapecó. Ele recebeu os primeiros socorros e foi encaminhado para o Hospital da Criança de Chapecó.

Segundo a conselheira tutelar, Terezinha Lunelli, que acompanha o caso, o bebê passa bem, porém deve ficar internado em observação até que saiam os resultados dos exames.

– Assim que ele sair do Hospital será encaminhado para o Abrigo Municipal – disse Terezinha.

A conselheira disse ainda que foi registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAM). A Polícia Civil vai investigar o caso.


Comente aqui
19 jun12:37

Corpo de jovem é encontrado em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Por volta das 11h15 desta terça-feira, a Polícia Militar de Chapecó, após denúncia, encontrou o corpo de um jovem num terreno baldio no Bairro Passo dos Fortes. Áureo Nogueira Martins, 18 anos, foi reconhecido pela família que mora próximo ao local.

De acordo com a PM, que fez o isolamento do local, ele estava com uma perfuração na cabeça. O Instituto Geral de Perícias foi chamado para atender a ocorrência. O delegado Augusto Mello Brandão, da Polícia Civil, acompanha o caso.

Segundo o Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), o jovem já teve quatro passagens por posse de drogas, uma por tráfico de drogas, uma por furto e outra por posse de munição.


Comente aqui
19 abr17:13

Corpo encontrado na Água Amarela em Chapecó

Um corpo de um homem encontrado por volta das 16h30 de hoje numa propriedade rural próximo da rodovia Angelo Baldissera, na Água Amarela, em Chapecó. O Instituto Geral de Perícias está no local para avaliar a causa da morte.

Há suspeita de homicídio pois um carro foi encontrado abandonado no início da manhã numa horta próximo a SC 283 e à Floresta Nacional de Chapecó, em Guatambu.

O Golf placas de Cascavel/PR, estava sem as rodas e a bateria. A Polícia Militar realizou buscas com o Canil e pelotão de motos até receber a informação do corpo encontrado na Água Amarela.

A Polícia suspeita que o corpo seja do proprietário do veículo. O nome ainda não foi divulgado.


Comente aqui