Enfermagem

17 mai12:34

34ª Semana Concordiense de Enfermagem

Compromisso social, participação e lutas da Enfermagem é o eixo central da 34ª Semana Concordiente de Enfermagem, que acontece nesta quinta-feira, dia 17, no Auditório da UnC – campus de Concórdia.

Segundo a coordenadora do Curso de Enfermagem, Tatiana Gaffuri da Silva, o evento marca as discussões em torno da divulgação do papel social e da participação da categoria nas lutas pela assistência de qualidade.

O evento que iniciou nesta manhã tem a participação do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) de SC. Pela parte da tarde, os membros do COREN e da ABEn e profissionais locais participarão de entrevista a ser realizada pela coordenadora de Psicologia da UnC, Tainara Nesi.

A programação continua à noite, com um Fórum de discussão sobre o tema Cuidado de Enfermagem- Inovação e ética, com diversos profissionais da área.


Comente aqui
11 jan15:41

Vagas para técnico em enfermagem no Hospital Regional de São Miguel do Oeste

O Hospital Regional do Extremo Oeste Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste, possui vagas abertas para técnico em enfermagem.

Interessados devem deixar o currículo, na recepção da administração do Hospital, até o dia 20 de janeiro ou encaminhar para o e-mail: juliana@hospitalregionalsaocamilo.org.


Comente aqui
25 nov18:18

Alertam sobre o câncer de colo de útero

O alerta quanto à alta taxa de incidência do câncer de colo de útero em mulheres motivou acadêmicas do quarto período do curso de Enfermagem da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) a divulgar a importância da prevenção contra o câncer de colo de útero. A ação foi na realizada na quinta-feira, 24, no centro de Chapecó, com a distribuição de mais de mil panfletos que ressaltam a importância de fazer o exame Papanicolau periodicamente.

Com aproximadamente 500 mil casos novos por ano no mundo, o câncer de colo de útero é o segundo que mais atinge as mulheres. Se a doença for identificada e tratada precocemente, isso extingue a probabilidade de morte. O Instituto Nacional de Câncer (Inca) indica que no Brasil, em 2010, o número de casos de câncer de colo de útero chegou a 18.430 e no Sul a estimativa é de 21 casos para cada 100 mil habitantes.

Esta doença silenciosa não atinge uma faixa etária específica, mas incide com mais frequência em mulheres de 20 a 29 anos ou de 45 a 49 anos. Quando a pessoa for diagnosticada como portadora do papiloma vírus humano (HPV), aumenta o risco de ter câncer de colo de útero.

A distribuição dos folders preventivos no centro de Chapecó também serviu como divulgação para a campanha de exame Papanicolau, que será neste sábado, 26 de novembro, em todas as Unidades de Saúde de Chapecó.


Comente aqui
26 out17:15

Sorriso Para a Vida

Criado para atender as crianças em tratamento oncológico no Hospital Regional do Oeste e no Materno Infantil, o projeto “Sorriso Para a Vida” comemora, neste mês de outubro, seus 10 anos de atuação. A atividade, desenvolvida em parceria entre os cursos de Educação Física, Medicina, Nutrição, Enfermagem, Odontologia, Letras e Fisioterapia, atende anualmente cerca de 700 crianças e adolescentes da região, com trabalhos desenvolvidos diariamente.

Promovendo ações educativas e lúdicas de cuidado, promoção da saúde e de humanização do processo da hospitalização e do tratamento oncológico, numa perspectiva interdisciplinar e multiprofissional, o projeto atende a faixa etária até 18 anos. De forma especial, atua com crianças, hospitalizadas nos setores de pediatria, quimioterapia ambulatorial e internação oncológica, bem como seus acompanhantes. Durante as intervenções diárias, são realizados jogos e brincadeiras, contação de histórias, atividades rítmicas e expressivas, atenção fisioterapêutica e atividades educativas e de cuidado voltadas à saúde bucal, à segurança alimentar e às doenças transmissíveis.

Para a coordenadora do projeto, professora Lilian Beatriz Schwinn Rodrigues, as atividades desenvolvidas possibilitam a melhoria da qualidade de vida e auxiliam a criança e seus familiares a converter a experiência da doença em potencial de aprendizagem.

A professora destaca que os momentos de hospitalização alteram o ritmo de vida e que o objetivo do projeto é tornar essas alterações menos traumáticas, através das atividades desenvolvidas.

Neste ano, o projeto é um dos indicados ao Prêmio Cidadania sem Fronteiras, que reconhece as melhores ações de cunho social desenvolvidas no Brasil. O projeto “Sorriso Para a Vida” é finalista na categoria Saúde e a premiação acontecerá em São Paulo na segunda-feira, 31 de outubro. Além disso, dois outros projetos da Unochapecó – “Documentário e Comunidade” e “Bolsa Amarela” -, concorrem ao prêmio.


Comente aqui