Exposição

14 mai08:29

Arte na ponta dos dedos

Histórias, formas e arte numa exposição que toca. Texto e imagens se juntam para fazer parte da mostra “Mãos Para Ver”, de Márcia Cardeal, promovida pelo SESC Chapecó. Com abertura marcada para dia 17 de maio, às 20h, na Galeria de Artes, a mostra oferece uma experiência ao público por meio de uma linguagem universal. Significados, cores, tons, ideias, tudo se reúne na imaginação do leitor, que se transforma também no criador da obra. “Mãos para ver” ficará em exposição até 29 de junho.

A mostra é o desdobramento de uma pesquisa acadêmica realizada por Márcia Cardeal no mestrado em Artes Visuais (CEART-UDESC). A investigação teórica serviu de base para a concepção das imagens táteis que acompanham as ilustrações visuais de três estórias concebidas por Maria Lúcia Batezat Duarte (orientadora), em suas experimentações sobre o ensino de desenho para crianças cegas. Partindo da linha (A Família Enroladinha), passando pelo círculo (O Sonho Redondo de Manu) até chegar ao quadrado (A Casa Quadrada), a exposição traz as três estórias com ilustrações visuais e táteis, acompanhadas do texto em tinta e em Braille. A intenção é provocar reflexões e questionamentos acerca da acessibilidade e inclusão, através da ilustração tátil no livro inclusivo e a importância do ensino de desenho para cegos.



Sobre Márcia Cardeal

Bacharel em Comunicação Visual pela Escola de Belas Artes da UFRJ. Especialista em Design de Embalagens pela UFPr. Mestre em Artes Visuais pela Udesc. Ilustradora. Entre os livros que ilustrou, destacam-se Uma Casa sem Cor (de Zahidé Muzart), O Pomar de Palavras (de Alcides Buss), Maria Mania (de Marta Martins), A Casa Amorosa (de Inês Mafra) e o Pequeno Gafanhoto Biografado (de Valdemir Klamt). Além de ilustrar, é responsável por algumas disciplinas no curso de licenciatura em Artes Visuais (Univali-B.Camboriú) e graduação em Design de Moda, na Uniasselvi-Assevim, em Brusque.


Serviço

O quê: Exposição Mãos Para Ver

Abertura: 17 de maio, às 20h

Exibição: até 29 de junho

Onde: Galeria de Artes SESC Chapecó, de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. Horários especiais nos finais de semana. Agendamentos e mais informações pelo telefone (49) 3319-9128.

Quanto: Gratuito


Comente aqui
07 mai11:43

Galeria de Arte de Chapecó abre nesta segunda-feira

Será inaugurada nesta segunda-feira, dia 7 de maio, a Galeria de Arte de Chapecó. Localizada no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes de Chapecó, essa será mais opção para a difusão das artes no município. A inauguração está marcada para às 19h30.

Segundo a Diretora Presidente da Fundação Cultural, Roselaine Vinhas,  criação da nova galeria tem como objetivo contemplar inicialmente uma solicitação dos artistas de Chapecó, como um novo espaço para as artes visuais.

- A nova galeria terá uma política diferenciada, onde será possível uma maior democratização do acesso a Arte e proporcionará, além de exposições locais, a troca com outros artistas nacionais e internacionais – destaca.

Na abertura da Galeria será apresentada a exposição do artista Ênio Griebler. A mostra será diversificada em linguagens artísticas, contendo também uma pequena retrospectiva da vida e obra do artista.


Exposições na cidade

Além da abertura da nova Galeria, outras duas exposições estão previstas para o início do mês de maio em Chapecó.

A exposição “Clássicos da Pintura visitam o Rio Janeiro”, do artista Lielzo Azambuja, está exposta na Sala Cyro Sosnoski do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes.

“Paris, Monochrome”, da artista Mari Baldissera pode ser visitada na Galeria Municipal de Artes Dalme Rauen, na Praça Coronel Bertaso.

Comente aqui
04 mai09:21

Fotógrafa chapecoense realiza exposição em Chapecó

Abre nesta sexta-feira, dia 4 de maio, às 19h30 na Galeria Municipal de Artes Dalme Marie Grando Rauen,em Chapecó, a exposição Paris, Monochrome, da fotógrafa e artista plástica Mari Baldissera. Essa é a primeira exposição individual da fotógrafa que entrou no mundo das artes em 2008.

Mari é formada em Turismo e Hotelaria. Ela é integrante de grupos de artistas em Chapecó e também atua como professora de fotografia.

Conheça um pouco da mostra lendo o texto de apresentação, escrito pela também artista Janaina Schvambach.


Paris, Monochrome – Retratos da cidade luz

A exposição Paris, Monochrome retrata a cidade luz na sua contemporaneidade. Os recortes fotográficos dessa bela cidade exploram um olhar delicado por objetos e paisagens fugidias, recortes que privilegiam o ‘momento decisivo’ preconizado por Cartier-Bresson. Porém, Mari Baldissera faz intuitivamente uma grande homenagem a Eugène Atget, grande fotógrafo parisiense que no final do século XIX captou o vazio e o silêncio de uma cidade que suportava calada as transformações decorrentes do projeto da Modernidade. E agora, em pleno século XXI, a Paris apresentada se mostra uma mistura de tendências modernas e pós-modernas, de luz e muita sombra, de penumbra e recortes do passado. A memória evocada nessas imagens, nada mais é do que fato real, referente fotográfico pertencente a ‘velha’ linguagem da fotografia tradicional, permeado de contraste, meios-tons e morte do espaço-tempo. A imagem capturada se expande em um jogo de diversos olhares peculiares, pequenos, discretos e finitos, e é somente através da fotografia que esse conjunto de pequenas memórias é capaz de nos aprisionar em frente a algo que já passou, que nos resta apenas seu traço luminoso impresso no papel. Os flagrantes da Paris contemporânea fogem dos enquadramentos tradicionais, estão permeados de cantos, reflexos e ângulos, mas o que mais chama atenção são os transeuntes, todos sem identidade, porém todos carregados pelo peso de estar em uma bela cidade, que talvez para eles não seja nada além de um lugar. Mari Baldissera flanou pela grande cidade, soube recortar e aprisionar através das lentes de sua câmera uma experiência que poderia ter sido única e particular, porém está disponível como Arte, como Arte Fotográfica, na sua essência, na sua principal função: captar a luz do espaço-tempo. Portanto, se a fotografia pode ser considerada índice, estamos presenciando um traço de Paris, um pequeno resquício de sua luz.

Janaina Schvambach


Exposição pode ser visitada até o dia 5 de junho.


EXPOSIÇÃO ‘Paris, monochrome’ de Mari Baldissera

Horário: 13h às 19h [visitas podem ser agendadas em outro horário no telefone 49 3319-1010]

Local: Galeria Municipal Dalme Marie Grando Rauen – Praça Coronel Bertaso – Chapecó/SC



2 comentários
03 mai15:30

Exposição “Clássicos da Pintura visitam o Rio Janeiro”

Será aberta nesta quinta-feira, dia 3 de maio, em Chapecó a Exposição “Clássicos da Pintura visitam o Rio Janeiro” do artista gaúcho Lielzo Azambuja. A abertura será às 20 horas na Sala Cyro Sosnoski no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes.

A mostra traz obras do artista gaúcho que fixou residência no Rio de Janeiro na década de 60.

A exposição pode ser visitada gratuitamente até o dia 13 de maio, das 13h às 19h.


Comente aqui
19 abr10:46

Exposição de Veículos Clássicos e Antigos em Chapecó

Representantes do Opala Clube Chapecó, que estão organizando um Exposição de Veículos Clássicos e Antigos em Chapecó visitaram o prefeito José Caramori. O evento, denominado Classic Motor Chapecó, está programado para os dias primeiro, 2 e 3 de junho, no Parque Tancredo Neves, na Efapi em Chapecó.

Na oportunidade os representantes convidaram o Prefeito para o lançamento da exposição, que será realizado neste sábado, dia 21, a partir das 22h, na Dalla Microcervejaria.

Participaram do encontro o Presidente do Opala Clube Chapecó, Felipe Cordenonsi, o Secretário Fábio Guillen, e o Sócio do Clube Décio Bohner.


Comente aqui
02 abr14:37

Exposição "Alhures Aqui" em Concórdia

O Sesc Concórdia realiza neste mês o Projeto Arte na Cidade 2012. O objetivo é fazer um levantamento de trabalhos artísticos de Concórdia e fortalecer a produção local de arte contemporânea, bem como, ampliar a discussão sobre este tema. Os artistas concordienses, que se inscreveram no projeto, participaram de um curso de formação com a curadora Ana Lucia Vilela no início de março, e prepararam obras individuais e coletivas. O resultado deste curso e do projeto Arte na Cidade é a exposição “Alhures Aqui” que será aberta nesta terça-feira, dia 3 de abril, às 20h, na Galeria Municipal de Artes.

Segundo a curadora, o título da exposição remete a características da produção artística local, pois, muitos artistas concordienses estão “lá e cá” ao mesmo tempo, no sentido de trabalharem de maneira paralela teatro e arte, interior e capital, arte e não arte, presente e passado, matéria e memória, arte e política, arte e maternidade, arte e moda, potência e impossibilidade, ensino e arte, arte e crítica, arte e belo. – Não estamos nunca, completamente, totalmente, onde estamos, onde pretendíamos estar e é isso que a exposição tentará transmitir ao público – disse.

Os artistas que participam desta exposição são: Lariessa Soligo da Campo, Liege Vesaro, Simone Talin, Sionara Carteri Astolfi, Renata Gaertner, Teresa Hobi e Carretel e Cia Teatral. A exposição estará aberta para a visitação de 3 a 28 de abril, na Galeria Municipal de Artes, com entrada franca.


Abertura “Alhures Aqui”

Data: 3/04

horário: 20h

Visitação:

2ª a 6ª-feira das 9h às 11h30 e das 14h às 18h

Sábados das 10h às 12h30

Local: Galeria Municipal de Artes fica no Quiosque Central, na Rua do Comércio – centro de Concórdia.


Comente aqui
29 mar16:08

Efacica 2012 em Cordilheira Alta

A Prefeitura Municipal de Cordilheira Alta promove entre os dias 29 de março a primeiro de abril a EFACICA 2012. A feira que é destinada a exposição agropecuária, comercial e industrial foi aberta para visitação nesta quinta-feira.


Confira a programação:

29/03 – quinta-feira

16 h – Ato solene de abertura e visitação

22 h – Equipe de Rodeio César Paraná

Show Beto & Júlio + Trem Bom


30/03 – sexta-feira

22 h – Equipe de Rodeio César Paraná

Show Banda San Marino + Show João Gustavo & Leonardo


31/03 – sábado

22 h – Equipe de Rodeio César Paraná

22 h – Show Nacional Gilberto e Gilmar + Banda Portal Sul


01/04 – domingo

Festa do Chimarrão, Corte do Bolo Comemorativo de Aniversário de Cordilheira Alta e apresentação do Grupo Mala de Garupa.

Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (49) 3358-9100, ou diretamente na Secretaria Municipal de Cultura e Esportes.


Comente aqui
24 mar15:35

Artista chapecoense apresenta trabalho no Rio de Janeiro

Depois de conquistar a Galeria ”BEA”(Brazilian Endowment for the Arts) em Nova Iorque, a artista plástica Chapecoense Marta Spagnol mostra sua arte em Búzios/. A artista participa da exposição coletiva Migration Art Expo 2012 entre 31 de março a 27 de abril na Galeria das Pedras, em Búzios.

Depois de ter suas obras enviadas para a Galeria, Brazilian Endowment for The Arts (BEA) através do encaminhamento da marchand Miriam Soprana, a artista teve seu trabalho selecionado e no ano passado participou de uma exposição nos Estados Unidos. Miriam selecionou os trabalhos de três artistas Chapecoenses e enviou para esta Instituição onde passaram por uma curadoria e pelo comitê de apreciação do BEA.

- Meus trabalhos foram aceitos e participei da exposição coletiva ”Brasilusa”, que reuniu artistas brasileiros e americanos – disse a artista que agora integra a Comunidade Artística Brasileira, na cidade americana.

Depois de expor em Nova Iorque, Marta participa do projeto “Migration ART Expo 2012” com apoio do BEA. Esta exposição será itinerante e deve passar por 12 cidades brasileiras, começando por Búzios e passando por Belo Horizonte, São Paulo, Brasília, Goiânia e Belém. O encerramento do projeto será na Sede das Nacões Unidas ONU, com o lançamento do catálogo das obras e dos artistas no dia 15 de novembro de 2012.

O objetivo da Migration Art Expo é promover o intercâmbio, compartilhar talentos, e oportunidades em Museus, Galerias Privadas, conectando diversas vertentes artísticas e divulgando a cultura brasileira, em outros grupos étnicos, refletindo assim a própria humanizacão das Artes.


Marta Spagnol

A artista se dedica ao estudo da cultura popular brasileira, mais especificamente onde os tecidos de chita estão inseridos. Buscou saber toda a história e a trajetória da chita, a sua chegada ao Brasil, como se desenvolveu e adquiriu característica própria. Depois de muito estudo, a artista partiu para o processo criativo e a teoria da arte.


Comente aqui
06 mar17:26

Concórdia Pedala com Sucesso

A Galeria Municipal de Artes resgata a história do ciclismo na mostra “Concórdia Pedala com Sucesso”. A exposição apresenta troféus e medalhas conquistadas nos Jogos Abertos de Santa Catarina e competições nacionais, seja por equipes ou individual. Os troféus conquistados pelo renomado ciclista Daniel Rogelin, além de três bicicletas e fotografias, imagens e vídeos das conquistas do ciclismo de Concórdia compõem a mostra.

A exposição “Concórdia Pedala com Sucesso” pode ser visitada até o dia 10 de março, de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30m, 14h às 18h e nos sábados no horário das 10h às 12h30.


Bici e Radici

Projeto “Bici e Radici”, ou seja, Bicicleta e Raízes, idealizado pela Associazione Veneti Nel Mondo, com sede em Vicenza, Itália. O projeto objetiva uma viagem, em bicicleta, de 10 jovens italianos, procedentes do Vêneto, acompanhados durante todo o percurso por três técnicos, estes em veículo.

O Projeto “Bici e Radici” prevê a permanência dos jovens vênetos no Brasil, Argentina e Chile por, no mínimo, 20 dias e busca conjugar dois aspectos: o conhecimento e a interação com as comunidades venetas que encontrarão ao longo do trajeto e o aspecto esportivo da corrida em bicicleta. A aventura conta com o patrocínio da Região do Vêneto, através do ‘Assessorato alle Politiche dei Flussi Migrratori’, em favor das comunidades vênetas na América do Sul.

A iniciativa é resultado do intercâmbio com a Associação Italiana-Vêneta de Concórdia, que articulou localmente a colaboração da Fundação Municipal de Esportes de Concórdia, através do Setor de Ciclismo e a Secretaria de Desenvolvimento Regional, por sua Gerência de Turismo, Cultura e Desporto.

O Grupo chegou em Concórdia no dia 2 de março, e viajara rumo à Argentina e Chile no domingo, dia 4. A saída foi na Rua Dr. Maruri, em frente ao monumento em homenagem à imigração italiana, no Quiosque Central.

Acompanhe a viagem dos italianos pelo blog Bici e Radici.



Concórdia Pedala com Sucesso

Exposição pode ser visitada até o dia 10 de março

 

 

A Galeria Municipal de Artes resgata a história do ciclismo na mostra “Concórdia Pedala com Sucesso”. A exposição apresenta troféus e medalhas conquistadas nos Jogos Abertos de Santa Catarina e competições nacionais, seja por equipes ou individual. Os troféus conquistados pelo renomado ciclista Daniel Rogelin, além de três bicicletas e fotografias, imagens e vídeos das conquistas do ciclismo de Concórdia compõem a mostra.

A exposição “Concórdia Pedala com Sucesso” pode ser visitada até o dia 10 de março, de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30m, 14h às 18h e nos sábados no horário das 10h às 12h30.

 

Bici e Radici

Dez ciclistas da Itália, estiveram em Concórdia de 2 a 4 de março eles fazem parte do

Projeto “Bici e Radici”, ou seja, Bicicleta e Raízes, idealizado pela Associazione Veneti Nel Mondo, com sede em Vicenza, Itália. O projeto objetiva uma viagem, em bicicleta, de 10 jovens italianos, procedentes do Vêneto, acompanhados durante todo o percurso por três técnicos, estes em veículo.

 

O Projeto “Bici e Radici” prevê a permanência dos jovens vênetos no Brasil, Argentina e Chile por, no mínimo, 20 dias e busca conjugar dois aspectos: o conhecimento e a interação com as comunidades venetas que encontrarão ao longo do trajeto e o aspecto esportivo da corrida em bicicleta. A aventura conta com o patrocínio da Região do Vêneto, através do ‘Assessorato alle Politiche dei Flussi Migrratori’, em favor das comunidades vênetas na América do Sul.

 

A iniciativa é resultado do intercâmbio com a Associação Italiana-Vêneta de Concórdia, que articulou localmente a colaboração da Fundação Municipal de Esportes de Concórdia, através do Setor de Ciclismo e a Secretaria de Desenvolvimento Regional, por sua Gerência de Turismo, Cultura e Desporto.

 

O Grupo chegou em Concórdia no dia 2 de março, e viajara rumo à Argentina e Chile no domingo, dia 4. A saída foi na Rua Dr. Maruri, em frente ao monumento em homenagem à imigração italiana, no Quiosque Central.

Comente aqui
02 mar16:09

Exposição em homenagem ao Verdão

Um fã apaixonado pela Chapecoense organizou uma exposição com mais de 80 camisas do time. A Segunda Exposição “Memória Chapecoense” faz uma homenagem ao ex-presidente Nagib Saad Sarquis, que foi dirigente em 1978. A mostra foi organizada pelo empresário Marcelo Dávi.

- A paixão veio de berço, quando pequeno ia ao estádio com meu pai. Depois aprendi a amar apenas um time, o glorioso furacão do Oeste – disse.

Os torcedores e visitantes podem conhecer as camisas oficiais do clube, além das camisas de treino, retro e que homenageiam o clube. Na mostra são encontradas peças importantes como os calções usados pelos goleiros Nivaldo e Rodolpho na final do Campeonato Catarinense 2011 e uma luva autografada por Rodolpho.

A maioria das camisas são do empresário de 31 anos, que começou a coleção aos 14 anos. – As mais raras consegui emprestadas de amigos, ex-presidentes, jogadores para a exposição – disse.

Compõem ainda a exposição fotografias antigas e atuais do time.


Visitação

A exposição pode ser visitada até o final do Campeonato Catarinense na Palácio dos Esportes no centro de Chapecó, em horário comercial.

Comente aqui