Fechamento

07 mai11:12

Audiência pública discute situação do Aeroporto de Chapecó

A Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina, a pedido da deputada Luciane Carminatti realiza nesta segunda-feira, dia 7, audiência pública para discutir a situação do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso e a previsão de investimentos futuros. As obras no Aeroporto iniciaram há 15 dias no local.

O debate acontece em Chapecó, a partir das 14h, no auditório do Lang Palace Hotel. Está confirmada a presença do diretor de Operações da ANAC, Carlos Eduardo Magalhães da Silveira Pelegrino e do secretário de Infraestrutura de Santa Catarina, Deputado Valdir Cobalchini. Além de lideranças regionais, entidades e comunidade.

A deputada Luciane disse que já foram investidos R$ 25 milhões para a construção do terminal de passageiros e do cercamento do local e uma das propostas da audiência é discutir sobre as exigências não cumpridas quanto à localização do terminal e do contorno ao aeroporto. – Precisamos saber e pensar em longo prazo, para não haver novamente o fechamento do aeroporto – disse.

O aeroporto de Chapecó recebe cerca de 26 mil passageiros por mês, um número bem significativo e que justifica a importância para o Oeste de Santa Catarina, Noroeste do Rio Grande do Sul e do Paraná.


Comente aqui
19 abr12:08

Obras no Aeroporto de Chapecó iniciam no domingo

[Atualizado às 14h28]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

As obras para recuperação total da pista do Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó, devem começar no próximo domingo, com previsão de durar 75 dias. Até o próximo sábado, os pousos e decolagens serão permitidos tanto para voos comerciais quanto particulares.

A reforma da pista vai custar R$ 10,6 milhões, sendo R$ 9 milhões oriundos do Governo do Estado de SC e outros R$ 1,6 milhão da Prefeitura de Chapecó.

Nesta sexta-feira, o prefeito José Cláudio Caramori participará de uma entrevista coletiva com a imprensa, a partir das 16h, na cabeceira Leste do Aeroporto.

No mesmo evento será assinada a ordem de serviço com a empresa Planaterra, vencedora do processo licitatório para o início das obras. Devem ser apresentadas ainda as medidas que vão ser adotadas com o fechamento do aeroporto.


Comente aqui
14 abr09:47

Mesmo com pista fechada “check-in” será feito no aeroporto de Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Mesmo com o fechamento da pista do aeroporto Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó, prevista para o dia 22 de abril, alguns procedimentos como embarque de mercadoria e “check-in” continuarão ser feito no local.

Algumas medidas foram discutidas ontem durante reunião da Comissão de Segurança Aeroportuária de Chapecó, com a presença da administração, bombeiros e representantes das empresas.

De acordo com o secretário de Defesa do Cidadão, Sérgio Wallner, algumas empresas vão fazer o check-in em Chapecó e depois encaminhar os passageiros de ônibus para outras cidades. A Avianca, por exemplo, vem fazendo isso desde a restrição a aeronaves maiores, no dia primeiro de março. Os passageiros estão sendo deslocados para Passo Fundo. A Gol também está estudando a possibilidade de utilizar Passo Fundo ou Erechim, mas ainda não tem uma decisão sobre isso.

A NHT estuda a possibilidade de utilizar os aeroportos de Concórdia ou Xanxerê, com mais chances para a primeira cidade. A Trip vai suspender os voos que operavam em Chapecó e a Azul ainda não deu posição definitiva para a administração do aeroporto.

As cargas também devem ser despachadas pelo aeroporto de Chapecó e encaminhadas por terra até Porto Alegre.

No dia 21 de abril a operação ainda será normal. Depois a previsão é de retornar somente no dia 5 de julho. Serão investidos R$ 10,6 milhões na confecção da nova pista. A Planaterra, de Chapecó, é quem vai executar a obra.




Comente aqui