Gestantes

28 mai08:59

Pediatras e obstetras reforçam campanha para vacinação de gestantes e crianças contra a gripe

Quem está no grupo prioritário e ainda não fez a vacina contra a gripe recebeu mais uma chance do Ministério da Saúde, que prorrogou em uma semana o prazo da campanha nacional de vacinação. Até esta sexta-feira, idosos, gestantes e crianças com idade entre seis meses e dois anos podem fazer a vacina em postos de saúde de todo o país.

Presidente do Comitê de Infectologia da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul, o infectologista pediátrico Fabrizio Motta reforça a importância da vacinação infantil contra a gripe. Segundo ele, a criança com gripe tem maiores chances de desenvolver complicações respiratórias, como pneumonia bacteriana e bronquite. Em alguns casos, a gripe pode causar uma enfermidade grave resultando em internação hospitalar ou morte. Diminuindo os casos de gripe, consequentemente, diminuem os casos de pneumonia e também essas complicações.

— Existe uma ficção de que a vacina contra a gripe deixa a pessoa gripada logo depois, mas isso não é verdade, até porque a vacina é fabricada com o vírus morto. Se a criança ficar gripada após a vacinação, é porque ela já estava com a doença em fase de incubação antes de receber a dose — explica o pediatra.


Tire suas dúvidas sobre a vacina contra a gripe

Obstetras e ginecologista também se engajam na campanha pela vacinação de gestantes, que temem que a dose possa prejudicar a gestação. Para desfazer esse mito, o presidente da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Sul, Flávio Vieira, relembra a epidemia de gripe A em 2009, quando as grávidas formavam o grupo com maior vulnerabilidade.

— Em geral, as mulheres grávidas têm medo de qualquer tipo de vacina, uma vez que algumas de fato não são recomendadas nesse período. No caso da gripe, no entanto, a vacina é altamente desejada para as gestantes em qualquer estágio da gravidez — destaca o médico.

Um estudo publicado semana passada no American Journal of Public Health atestou que a vacinação de mulheres grávidas contra a gripe também ajuda a proteger a saúde dos bebês antes e após o parto. Baseado em dados estatísticos da província canadense de Ontario, o estudo comparou grupos de mulheres grávidas que receberam ou não a vacina contra a gripe H1N1 durante a pandemia de 2009 e 2010, que matou mais de 14 mil pessoas no mundo.

No início do mês, outro grupo de pesquisadores canadenses descobriu que a vacina contra o H1N1 gerou uma série de anticorpos que protegem contra muitos tipos de gripe, incluindo a altamente letal cepa H5N1 da gripe aviária.


BEM-ESTAR



Comente aqui
15 mai07:50

Curso para gestantes será realizado em Chapecó

O Programa de Medicina Preventiva da Unimed Chapecó (Univida) promove nos dias 28, 29, 30, 31 de maio e 4 de junho, a 2a edição do curso para gestantes deste ano. Destinado para casais que aguardam a chegada de um filho, o treinamento conta com palestras de profissionais das áreas de pediatria, psicologia, enfermagem, psicopedagogia, anestesiologia, fonoaudiologia, ginecologia/obstetrícia e nutrição.

Através das aulas, os participantes são orientados sobre o acompanhamento médico pré-natal, alimentação saudável, atividades físicas, amamentação e aleitamento materno. Além disso, são abordados temas sobre as mudanças físicas e psicológicas que ocorrem no período gestacional: a relação homem/mulher/bebê, autoestima, entre outras.

- É uma oportunidade para os casais gestantes trocar experiências, compartilharem sentimentos e se sentirem mais seguros para os primeiros cuidados com o bebê – salienta a coordenadora do Programa Univida, Eliandra Schneider.

As atividades são práticas e teóricas, com utilização de bonecas e banheiras para demonstração de banhos e cuidados de higiene.

Podem participar 35 casais e a inscrição é gratuita para clientes da Unimed. Quem tiver interesse para a próxima edição do curso, pode entrar em contato pelo telefone (49) 3361 1812.


Comente aqui
13 mar09:57

Curso para gestantes em Seara

A Secretaria Municipal da Saúde inicia às 13h30 da quarta-feira, 14, mais um curso de gestantes, chamado “Programa Pequenas Borboletas”. Ao todo serão seis encontros, no Auditório Municipal, mais uma visita hospitalar e a realização da “Oficina do Sapatinho do Bebê” em parceria com a Secretaria da Assistência Social, onde as mamães aprendem a confeccionar algum tipo de artesanato para integrar o enxoval. Ainda, as participantes recebem gratuitamente um kit para gestantes.

A Enfermeira Juliana Foralosso disse que todas as gestantes do município podem participar, pois o curso não exige período mínimo de gestação. Para elaboração do curso, a Secretaria da Saúde disponibiliza enfermeiras, médico, nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudióloga e psicóloga.

- O curso trata de diversos assuntos, inclusive alterações físicas e emocionais. Após o curso as participantes saem satisfeitas e mais seguras para ter o seu bebê – disse Juliana.


Comente aqui
01 mar14:53

Encontro de Gestantes em Planalto Alegre

O primeiro encontro de gestantes do ano foi realizado nesta quarta-feira, 29, em Planalto Alegre. O mesmo é organizado pela Estratégia Saúde da Família (ESF) bimestralmente. Atualmente, segundo a enfermeira Márcia Alves Dias, são 12 gestantes no município.

No primeiro momento do encontro, a assistente social Lenir Hermes, falou sobre a Previdência Social, enfocando salário maternidade e salário família. O objetivo foi informar as gestantes sobre esses benefícios previdenciários, quem tem direito a ele e como acessar o direito, bem como a documentação necessária e onde buscar os benefícios.

Após, a psicóloga Soriane Balsan tratou sobre o tema “O que é ser mãe”, enfocando o papel da mulher que se transforma em mãe, em aspectos e atitudes que facilitam a relação entre mãe e filho, entre outros assuntos.

- O objetivo é que elas possam expressar esse momento que estão vivendo, entenderem a importância deste papel – destacou Soriane.


Comente aqui
28 fev18:44

Curso para gestantes ou casais grávidos

O Hospital Regional do Oeste (HRO), através Centro Obstétrico realiza a quinta edição do “curso para gestantes ou casais grávidos”. O curso que tem inscrições gratuitas oferece vagas para 25 casais, e tem como objetivo apresentar informações importantes sobre a gravidez e o desenvolvimento do bebê. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas no HRO até esta quarta-feira, 29 de fevereiro pelo telefone (49) 3321-6770. O curso será ministrado no Centro de Estudos do Hospital Regional.

- Nosso objetivo com o curso é proporcionar informações desde o desenvolvimento do bebê intra-uterino, através do pré-natal, importância da realização dos primeiros exames e várias outras informações que serão benéficas para o desenvolvimento do bebê – explica a enfermeira e coordenadora do aleitamento materno do HRO, Andréia Cristina Dall’agnol.


O curso

Durante cinco encontros, que acontecem todas as terças-feiras, a partir de 6 de março até 3 de abril, os inscritos recebem informações voltadas ao pré-natal, alimentação da gestante e nutriz, tipos de parto, cuidados com o recém-nascido, amamentação, teste da orelhinha e prevenção da dor de ouvido, direito da mulher no trabalho e vários outros temas.

Todas as informações repassadas aos casais inscrições serão ministradas por profissionais da área de saúde, que atuam diariamente com o público.


Comente aqui
25 out09:34

Elevar a autoestima

A Organização Mundial de Saúde define que “saúde é o completo bem-estar físico, mental e social e não a simples ausência de doença”. Essa definição leva a considerar a necessidade de ações intersetoriais e interdisciplinares no sentido de criar condições de vida saudáveis.

Pensando no conceito ampliado de saúde, um dos grupos do Pet Saúde da Família e a Acin (Agência de Comunicação Integrada, do curso de Jornalismo da Unochapecó), convidaram gestantes adolescentes atendidas no Centro Integrado de Saúde da Grande Efapi para uma atividade diferente: a construção do álbum da gestante. O objetivo principal da ação, realizada no dia 19 de outubro, foi elevar a autoestima das futuras mamães.

O grupo do Pet Saúde (Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde) realizou a atividade acreditando que a importância da autoestima é grande na relação do indivíduo consigo mesmo e com os outros, influenciando sua percepção dos acontecimentos e principalmente seu comportamento. O sucesso frente a um desafio depende do estado emocional do indivíduo, o que está diretamente relacionado à qualidade da autoestima e seu nível de confiança. Logo, ao se lançar aos desafios da maternidade, quanto melhor o estado emocional da mulher, maior sua chance de sucesso nessa tarefa.

Seis estudantes bolsistas de diversos cursos de graduação da Unochapecó, um tutor, duas estudantes voluntárias e três preceptores (trabalhadores da rede de saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Chapecó), fazem parte do grupo do Pet-Saúde que promoveu a ação.


Comente aqui