Gilmar Dal Pozzo

30 set20:29

Sete pontos com Gilmar Dal Pozzo

DARCI DEBONA|darcidebona@diario.com.br

O técnico Gilmar Dal Pozzo está invicto nos três jogos em que comandou a Chapecoense. Seu retrospecto é de duas vitórias e um empate, somando sete pontos. Na estreia, contra o Caxias, vitória por 4 a 0. No Rio De Janeiro, contra o Macaé, empate sem gols. Neste domingo, contra o Duque de Caxias, vitória por 3 a 1. 

Além disso a equipe tem jogado bem. E já tem jogadas ensaiadas como numa falta em que Jô ficou na cara do gol e mandou a bola na trave.

Além dos três gols a Chapecoense teve ontem 18 finalizações, sendo três bolas na trave. O técnico Gilmar Dal Pozzo elogiou o envolvimento do grupo, que entendeu sua proposta de trabalho. O time da Chapecoense já começa a marcação no campo adversário. A pressão deu resultado no terceiro gol, em que a zaga carioca falhou na saída de bola.

Comente aqui
26 set09:20

Zaga da Chapecoense é a melhor da Série C

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um dos motivos da Chapecoense ter a melhor defesa da Série C do Campeonato Brasileiro é a variedade de opções de qualidade para o setor.

– Nós temos seis zagueiros em condições de ser titular – avaliou recentemente o zagueiro André Paulino.

Tanto que Dema, campeão da Copa do Brasil de 2005 pelo Paulista-SP e um dos destaques da Chapecoense no Tetracampeonato Catarinense de 2011, atualmente esquenta o banco ou nem é relacionado. O capitão Souza, liderança do time no Catarinense, também perdeu espaço em virtude de uma lesão.

– Nós podemos até emprestar três zagueiros para o Inter-RS – brincou um dos dirigentes, sobre a abundância no setor.

A Chapecoense aposta na força deste setor para tentar o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro.


FABIANO, 21 anos

Veio das categorias de base do clube. Chegou a ser relacionado para algumas partidas do Catarinense de 2011, mas não jogou. Entrou em algumas partidas da Série C do ano passado. Em 2012 foi titular na maioria dos jogos e é o vice-artilheiro da equipe, com oito gols.


ANDRÉ PAULINO, 27 anos

Chegou como reforço para a Série C, começou no banco e no decorrer do campeonato assumiu a titularidade.


RAFAEL LIMA, 26 anos

Chegou para o Catarinense mas teve poucas oportunidades no time titular. Com a chegada de Gilmar Dal Pozzo e aproveitando a suspensão de Leonardo, virou titular nos dois últimos

jogos.


LEONARDO, 28 anos

Foi titular na maioria do Catarinense, perdeu espaço com Itamar Schulle mas voltou time ainda com Schulle. Ficou fora por suspensão e, no jogo passado, acabou ficando no banco. Fez dois gols na Série C.


SOUZA, 31 anos

Foi o capitão do time no Catarinense e no início da Série C. Era titular até sofrer uma lesão. Voltou a ficar disponível mas perdeu espaço no time titular.


DEMA,34 anos

Chegou no final do turno do Catarinense de 2011 e foi um dos destaques do time na conquista do título estadual. Sofreu uma lesão na Série C do ano passado. Chegou a jogar algumas partidas neste ano, mas não reconquistou a titularidade.




Comente aqui
20 set09:45

Chapecoense viaja na sexta-feira e treina na Ressacada

A Chapecoense vai viajar apenas na véspera da partida contra o Macaé. A delegação embarca  na madrugada de sexta-feira para Florianópolis.

Na capital catarinense o técnico Gilmar Dal Pozzo comanda um treinamento na Ressacada. Depois do almoço o time viaja para o Rio de Janeiro, onde pega um ônibus até Macaé. A chegada está prevista à noite. No sábado, acontece o confronto contra o Macaé, às 16 horas, em Macaé.

Comente aqui
17 set09:36

Não é o Santo Graal, mas deu vida nova ao Verdão

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense encontrou seu “Santo Graal” na partida de sábado contra o Caxias, venceu por 4 a 0 e revigorou um time que fazia em média 0,7 gol por partida e não marcava há três jogos. Só num jogo o time fez metade do que tinha feito em 11 partidas pela Série C do Campeonato Brasileiro.

O responsável pela mudança dentro de campo foi o estreante Rodrigo Gral, com um sobrenome sugestivo por ter apenas um “a” a menos do que o cálice sagrado que teria sido utilizado por Jesus na Santa Ceita. Lendas celtas anteriores a Cristo também indicavam que o Graal seria um caldeirão mágico capaz de fazer os mortos voltar à vida.

Pois o Gral de Chapecó deu uma nova alma ao time, que correu e jogou e goleou como não tinha feito ainda nesta Série C. A Chapecoense bebeu da experiência e qualidade de Rodrigo Gral. O resultado é que o time voltou ao G4 no Grupo B e volta a sonhar com uma vaga na Série B.


“Estou muito feliz pela estreia, pelo carinho da torcida com a presença da minha família na arquibancada. Pude ajudar o time e o mais importante foi a vitória. Agora é manter a pegada e buscar a vaga na Série B”


OS PODERES DO GRAL OESTINO

1-POSICIONAMENTO- Enquanto muitos jogadores se amontoam na disputa das jogadas Gral mostrou que sabe como se posicionar, procurando se afastar dos zagueiros para receber lançamento ou antecipando para receber a bola. No segundo gol da Chapecoense, estava no local certo quando a bola bateu nele e sobrou para Fabiano marcar o segundo gol.

2-QUALIDADE NO PASSE- Gral mostrou o diferencial de um jogador que atuou em grandes clubes como Flamengo e Grêmio. No seu terceiro toque na bola ele não fez nada mirabolante. Apenas “escorou” a bola para a conclusão de Neném, como fazia nos tempos em que era garoto e jogava futsal em Chapecó. Em outro cruzamento apenas desviou a bola com o peito e ela caiu certinha nos pés de Eliomar. Ele só errou um passe na partida quando escorregou no gramado.

3-EXPERIÊNCIA- Logo no início da partida o atacante Cristiano subiu junto com Gral para disputar uma bola aérea e a zaga acabou afastando. Gral chamou Cristiano e o orientou para que ficasse apenas um na disputa, e o outro ficaria na sobra. Durante todo em que esteve em campo ele gesticulou e deu dicas para os companheiros.

4- CONFIANÇA- A confiança de Rodrigo Gral de que o time iria vencer era tanta que ele contagiou seus companheiros. O time que antes estava abalado por não marcar há três jogos e que atuava com a desconfiança da torcida, no sábado marcou com segurança e atacou com vibração. Até a torcida estava mais empolgada ao ver Gral em campo. Tanto que até uma faixa em sua homenagem já decorava a arquibancada da Ala Norte antes mesmo de iniciar a partida.





Comente aqui
17 set08:36

Técnico foi aplaudido pelas duas torcidas

Parte do mérito na vitória da Chapecoense por 4 a 0 diante do Caxias, sábado, no Índio Condá, pode ser creditado na conta do treinador Gilmar Dal Pozzo. Ele chegou na terça-feira passada para substituir Itamar Schulle, teve apenas quatro dias para treinar, mas já mostrou serviço.

Ele montou uma equipe equilibrada, que soube marcar bem o adversário e chegar com perigo ao ataque. Durante a partida ele gesticulou e conversou tanto com os jogadores que eram visíveis as manchas de suor na sua camisa. Ao final foi aplaudido até pela torcida do Caxias, onde foi campeão gaúcho como jogador, em 2000.

Comente aqui
14 set15:33

Dal Pozzo fez treino fechado antes do confronto contra o Caxias

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O novo treinador da Chapecoense, Gilmar Dal Pozzo, fez um treinamento fechado na manhã desta sexta-feira, na Arena Condá.  Até a imprensa ficou de fora de parte do coletivo. Mesmo assim as imagens foram restritas. O objetivo foi treinar jogadas ensaiadas.

Após o treinamento, que durou cerca de duas horas e meia, Dal Pozzo, disse que tem apenas uma dúvida para enfrentar o Caxias, amanhã, às 16 horas, no Índio Condá. Ele pode jogar com um esquema mais defensivo, com três zagueiros, utilizando Rafael Lima, ou então deixar dois zagueiros e escalar o volante Marcos Alexandre.

Como foi apresentado apenas na terça-feira à tarde, um dia após a saída de Itamar Schulle, Dal Pozzo teve apenas quatro dias para treinar. Por isso seu principal trabalho para o confronto contra os gaúchos é trabalhar a parte psicológica dos jogadores. –Precisamos de atitude em campo- declarou. O treinador considera que depende do time resgatar o orgulho do torcedor, que não tem comparecido em grande número no estádio. A média de público fica abaixo dos três mil torcedores.

O time que deve enfrentar o Caxias é Nivaldo, Fabiano, André Paulino e Rafael Lima (Marcos Alexandre); Eliomar, Wanderson, Paulinho Dias, Neném e Esquerdinha; Cristiano e Rodrigo Gral.

Comente aqui
14 set09:59

Gilmar Dal Pozzo mantém base de Schulle na Chapecoense

O novo técnico da Chapecoense, Gilmar Dal Pozzo, deve manter a base do time que vinha atuando sob o comando de Itamar Schulle, que saiu na segunda-feira. No lugar dos suspensos Leonardo e Jô, volta o zagueiro André Paulino e estreia o atacante Rodrigo Gral. No gol, Nivaldo, liberado da suspensão, retoma a vaga que estava com Juliano.

Nas demais posições o time que enfrenta o Caxias deve ser o mesmo que perdeu para o Vila Nova, por uma zero, no domingo passado. O confronto contra os gaúchos é sábado, às 16 horas, no Índio Condá.

Comente aqui
11 set08:00

Troca de comando no Verdão

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Gilmar Dal Pozzo é o novo técnico da Chapecoense. A contratação foi confirmada pelo diretor de futebol Mauro Stumpf, após a saída de Itamar Schulle do clube. O técnico de 43 anos que atuou como goleiro e estava no comando do Veranópolis/RS, deve ser apresentado na tarde desta terça-feira em Chapecó.

A saída de Schulle do clube foi tranquila. Após a derrota por 1 a 0 para o Vila Nova/GO, ele declarou em entrevista na rádio que deixaria o cargo a disposição. E em conversa com a diretoria no começo da tarde da segunda-feira foi confirmada da saída do treinador.

- Resolvemos manter a decisão dele nome – disse o diretor de futebol Mauro Stumpf.

Também deixou o clube, o auxiliar técnico, Gerson Gusmão. Schulle, que completaria seis meses no comando do Verdão na sexta-feira, dia 14, vai ficar em Chapecó até receber proposta de uma nova equipe.

A Chapecoense está em sexto lugar no Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro com 16 pontos. É a mesma pontuação do Caxias, próximo adversário da equipe. O time gaúcho tem uma vitória a mais que a Chapecoense. A partida com a equipe que já foi defendida por Dal Pozzo em 2000 quando foi campeão gaúcho, será no sábado, dia 15, na Arena Condá.


Mais novidades no Verdão

Outra novidade na equipe é a provável estreia do atacante Rodrigo Gral no jogo do sábado em casa. O nome dele foi inscrito no Boletim de Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol nesta segunda-feira.


Entrevista

Diário Catarinense – Como foi a saída do clube?

Itamar Schulle – Foi tranquila. A Diretoria aceitou o meu pedido e só tenho a agradecer a equipe e a torcida da Chapecoense por esse período que estive aqui.


DC – Como avalia esses seis meses na Chapecoense?

Schulle – Fiz o meu melhor e gostaria de pedir desculpas se ofendi alguém com as declarações do último sábado.


DC – Vai continuar morando em Chapecó?

Schulle – Sim. Minhas filhas estudam aqui e quero aproveitar esse tempo também para cuidar da minha saúde. Fico na cidade até aparecer uma nova proposta.


Comente aqui
10 set16:07

Gilmar Dal Pozzo é o novo técnico da Chapecoense

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Gilmar Dal Pozzo é o novo técnico da Chapecoense. A informação é do diretor de futebol Mauro Stumpf. Ele deve ser apresentado nesta terça-feira em Chapecó.

Dal Pozzo estava no comando do Veranópolis/RS.


1 comentário