Goio-Ên

04 nov19:12

Acidente provoca morte no Goio-Ên


Uma pessoa morreu em um acidente de trânsito próximo a localidade de Goio-ên. O acidente foi por volta das 15h deste domingo, e envolveu uma moto e um carro, com placas de Chapecó. O carro conduzido por Leandro Jaison Barbosa, de 30 anos,descia a  SC 480, no sentido Chapecó, quando bateu de frente com uma moto que subia a serra, com a colisão o condutor da moto, Fernando Gonçalves de 18 anos morreu na hora. O Corpo de Fernando foi arremessado para fora da pista. Segundo testemunhas a moto explodiu e foi arrastada pelo carro por alguns metros.

1 comentário
04 jun14:09

Inaugurada Escola e Unidade de Saúde no Goio-Ên

A Prefeitura de Chapecó inaugurou neste final de semana o novo Centro de Saúde da Família Hebert de Souza e a nova Escola Básica Municipal localizada no Goio-Ên. As obras foram construídas através de uma parceria com o Consórcio Foz do Chapecó e vão beneficiar os moradores de toda a região.

Durante a solenidade, o Prefeito José Caramori destacou os investimentos já realizados pelo Poder Público Municipal nas áreas de saúde e educação, reforçando a importância do cuidado com o cidadão.

- Temos hoje temos oito Ceim’s em construção ou em fase de conclusão em nosso município e diversas reformas em andamento nas Escolas Municipais. Além disso, mais duas Unidades de Saúde estão sendo edificadas e a UPA está em processo final de implantação – disse Caramori.


Centro de Saúde

O novo Centro de Saúde entregue possui uma estrutura física de 161,81 metros quadrados, onde são oferecidos procedimentos de odontologia; consultas médicas e de enfermagem; e ainda os programas de controle, como hipertensão, diabetes, puericultura, saúde da mulher, saúde do homem, saúde da criança, saúde do idoso, entre outros. O valor de investimento foi de R$ 235.802,57.

A equipe da Secretaria de Saúde que vai atuar nestes serviços é composta por um médico da equipe de saúde da família, um cirurgião dentista, um enfermeiro, um auxiliar de enfermagem, um auxiliar de saúde bucal, um auxiliar de serviços internos e dois agentes comunitários de saúde.

A unidade vai abranger a comunidade do Goio-Ên; as Linhas Serrinha, Campinas, Meia Serra, Cerne e Richter; a Estrada Alcidinho; o Condomínio Villagos e parte da Linha Capinzal.

O atendimento será de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30, e das 13h às 17h.


Escola

Outra obra entregue a comunidade foi a nova Escola Básica Municipal Goio-Ên. Construída também em parceria com o Consórcio Foz do Chapecó, vai atender aproximadamente 60 alunos divididos nas turmas de pré-escolar e de 1ª a 5ª série. A nova estrutura possui área total de 478,91 m², contemplando seis salas de aula, sala de professor, laboratório de informática, secretaria, banheiros adaptados, refeitório, cozinha e lavanderia. O valor investido na obra foi de R$ 550.000,00.


Comente aqui
02 fev19:44

Tirolesa interestadual em Chapecó

Projetada por uma equipe de engenheiros e acompanhada por especialistas no assunto e respeitando ao meio ambiente, a tirolesa será mais uma opção para os aventureiros no Oeste Catarinense.

A inauguração está programada para o domingo, dia 5 de fevereiro. Localizada no Goio-Ên, a Tirolesa Interestadual vai levar o aventureiro de Erval Grande no Rio Grande do Sulpara Santa Catarina.

A Tirolesa é a maior do estado com 1300 metro, e a primeira tirolesa do Brasil.

Os ingressos serão comercializados no Centro Náutico FAÉ, no Goio-Ên, ao valor de R$ 30 por pessoa.


6 comentários
13 nov10:05

Apresentado pré-projeto de recuperação SCT 480

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Os motoristas do Oeste convivem com uma rotina de buracos na SCT 480, principalmente nos 22 Km entre Chapecó e a ponte sobre o rio Uruguai, no distrito de Goio-Ên, divisa com Nonoai-RS. Um estudo da Confederação Nacional do Transporte apontou que a rodovia tem pavimento e sinalização regular e geometria péssima.

Frequentemente são realizadas operações tapa-buracos, mas com duração breve. O fluxo é de 8 mil veículos por dia segundo o Deinfra. Mas deve aumentar com a formação do lago da Hidrelétrica Foz do Chapecó. Atualmente a ponte está sendo recuperada e o tráfego funciona em meia pista. Há uma descida perigosa na serra do Goio-Ên.

No dia 30 de outubro um caminhão perdeu o controle e bateu em quatro veículos, matando um casal e a filhas gêmeas, de apenas seis meses. A suspeita é de problema mecânico.

Na quarta-feira, dia 9,  foi apresentado um pré-projeto de recuperação da rodovia, no Centro de Treinamento da Epagri, no Distrito de Marechal Bormann. O projeto prevê retirada da atual camada de asfalto e colocação de um novo pavimento.

Também serão implantadas faixa adicional nos declives, um novo trevo no distrito de Marechal Bormann, intersecções na entrada de comunidades e um acesso ao distrito de Goio-Ên. Haverá passeios e ciclovia na área urbana do distrito. O custo da obra está estimado em R$ 32 milhões e vai entrar no programa BID VI, financiamento do Governo do Estado com o Banco Mundial. O superintendente do Deinfra em Chapecó, Antonio Zamignan, disse que algumas alterações no projeto ainda podem ser sugeridas. Ele deve ser concluído até janeiro e, em seguida, será lançada a licitação.



Comente aqui
04 nov15:36

Pente fino nos repasses federais

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O escândalo da liberação de recursos estourou no Esporte, mas foi o Ministério da Justiça que deu o primeiro lance para investigar os convênios entre governo e instituições não governamentais, as chamadas Ongs. Duas entidades do Oeste estão entre as 10 com maior volume de recurso entre as 78 investigadas.


Conclusão de estação de piscicultura pode atrasar ainda mais

A decisão do Planalto em congelar convênios por 30 dias para auditorias deve atrasar ainda mais a conclusão da Estação de Piscicultura que está sendo construída em Águas de Chapecó. O Instituto Goio-Ên, vinculado à Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste), tem um convênio de R$ 2,3 milhões do Ministério da Pesca. Já foram repassadas quatro parcelas no valor de R$ 1,589 milhões e ainda faltam duas parcelas no valor de R$ 710 mil.

O diretor técnico do Instituto Goio-Ên, Régis Canton, disse que o repasse de recurso e a obra deveriam estar concluídos até o final do ano. Mas, como não houve o repasse, as obras também estão atrasadas e devem atrasar mais um mês por conta da decisão do governo. Canton vai pedir um aumento de prazo de seis meses.

Atualmente a obra está parada, mas já existem quatro prédios com cerca de 1,8 mil metros quadrados que vão abrigar laboratórios, alojamentos, sistema de desova e casa de despesca. Também foram escavados 25 viveiros. O restante do recurso deve ser utilizado na conclusão do cercamento da área de 16,8 hectares doados pela Foz do Chapecó Energia S. A. A Estação vai servir para reprodução de espécies nativas do Rio Uruguai, resgate do banco genético e pesquisa.

A previsão é de produção de um milhão de alevinos por ano. Canton disse que a prestação de contas está 100% em dia pelo sistema Siconv, com o encaminhamento de notas digitalizadas.


Cooperativa já recebeu dinheiro e diz estar tranqüila

A Cooperativa Central de Tecnologia, Desenvolvimento e Informação (Coopertec), recebeu R$ 3 milhões do Ministério do Desenvolvimento Agrário, para realizar assistência técnica nos três estados do Sul. Ela está localizada numa sala do segundo piso do prédio onde funciona a o escritório central da Cooperativa de Crédito Solidário (Cresol). Cerca de 10 pessoas estavam trabalhando no local na quinta-feira, 3.

A Coopertec foi criada em 2006 como um braço de capacitação da Cresol. Inicialmente o analista de Desenvolvimento e Capacitação da cooperativa, Roque de Nadal, ficou receoso de passar a informação, pois os diretores não estavam. Mas, após contato telefônico com um dos diretores, forneceu os dados e mostrou os relatórios que foram encaminhados ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e à Caixa Econômica Federal, que repassou a verba.

Nadal disse que todo o recurso foi repassado e a prestação de contas será concluída até o final do ano. Cerca de R$ 2 milhões foram aplicados na contratação de 120 técnicos que prestaram assistência técnica para cerca de 12 mil agricultores da região sul. Cada técnico deu em média oito horas de consultorias, no planejamento da propriedade e projetos de infraestrutura e custeio. O custo da hora era de R$ 21.

Também foi aplicado dinheiro na despesa de combustíveis, seis seminários de capacitação e intercâmbios, onde produtores do litoral puderam conhecer a produção de leite do Oeste e produtores do Oeste foram ver a produção de uva na Serra Gaúcha.

Segundo Nadal, foram 26 viagens de intercâmbio com cerca de 40 produtores cada. Foram realizados 100 dias de campo para repasse de tecnologia. -Não temos medo de ser fiscalizados, é até bom- concluiu Nadal.


Comente aqui
01 nov15:56

Colisão mata casal e filhas gêmeas

Marielise Ferreira | marielise.ferreira@zerohora.com.br

Nilson Mariano | nilson.mariano@zerohora.com.br


Acidentes de trânsito ceifam vidas, mutilam eventuais sobreviventes e abortam os sonhos. Às 17h de domingo, 30, outra tragédia enlutou oestado gaúcho: um casal e as filhas gêmeas que viajavam em um Corsa foram colhidos por uma carreta bitrem, na cabeceira da ponte que liga Chapecó à Nonoai, na SCT-480. Todos morreram. O sepultamento foi na segunda-feira, 31, em Erechim, terra natal das vítimas.

Andréia e Darlei Ribeiro.

O comovente da tragédia é que o casal Darlei e Andréia Ribeiro, de 32 e 31 anos, submeteu-se a tratamento de fertilidade para ter filhos. Felicidade, para eles, era ser pai e mãe. Um blog na internet conta a história. Apaixonaram-se jovens, nos cultos da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, em Erechim, casaram-se há sete anos.

Andréia engravidou em 2009, mas sofreu um aborto espontâneo devido à doença de Von Willebrand, que dificulta a coagulação sanguínea. Andréia perdeu uma das trompas mas não desistiu. Em 2010, após tratamento, voltou a engravidar. Já na primeira ultrassonografia, a revelação superou as expectativas: nasceriam quatro crianças.

Como moravam em Cascavel, no Paraná,Andréia e Darlei bolaram o blog QuadriGêmeos 4 Ever, para compartilhar a alegria com os pais,irmãos e amigos,de Erechim.

No blog, intitulado“Nos acompanhe nesta abençoada aventura”, o casal postou relatos emocionantes. A ajuda dos amigos, as rifas para custear as despesas médicas e de enxoval, os planos, os sobressaltos da gestação, o desenvolvimento dos bebês. Os dois meninos morreram durante o nascimento, o que Darlei, muito religioso, aceitou como um desígnio de Deus.

As duas meninas, Laura e Luísa, ficaram dois meses na UTI Neonatal. Sobreviveram para encontrar a morte no trânsito. Andréia resolvera passar dois meses em Erechim,para apresentar os bebês aos avós e às tias. Darlei estava em Cascavel, onde trabalhava como montador.

No seu último final de semana, Darlei guardou o trombone que costumava tocar na banda da Igreja Evangélica de Cascavel. Avisou que buscaria a família em Erechim. Não terminou a viagem. Ele, Andréia e Luísa morreram na hora. Laura se foi na tarde de ontem, na UTI do Hospital Regional de Chapecó.

– Estavam felizes, tudo o que mais queriam na vida havia se realizado, não sabemos onde buscar forças para enfrentar esta perda – lamenta o irmão de Darlei,Vanderlei Ribeiro.

Na última postagem do blog, em 22 de outubro, o casal narrou o peso das meninas e sua incrível recuperação. Detalhou que elas andavam interessadas no movimento das mãos e já tomavam sopinha. A família foi enterrada às 19h de segunda, no cemitério Parque dos Ervais, em Erechim.

>> Morre a quarta vítima do acidente no Goio-Ên

Motorista diz que carreta perdeu freios

Apuração da Polícia Rodoviária Estadual de Chapecó aponta que a carreta bitrem estaria desgovernada quando atingiu o Corsa em que viajavam Andréia, Darlei e as gêmeas Laura e Luísa. Carregado com milho, o veículo bateu em dois automóveis e tombou sobre um deles, na cabeceira da ponte sobre o Rio Uruguai,em Chapecó.

Em depoimento registrado na Polícia Rodoviária Estadual de Chapecó, o motorista da carreta, Flaviomar Luchtemberg, informou que a carreta ficou sem freios e que ele tentou desviar dos veículos. Ele teve ferimentos leves, foi medicado e liberado. O tacógrafo mostrou que a carreta seguia a 50 km/h.

A Polícia Civil de Chapecó aguarda o envio da ocorrência feita pela Polícia Rodoviária Estadual de Chapecó para instaurar o inquérito. A carreta foi apreendida para a realização de perícia.


Comente aqui
31 out16:16

Morre a quarta vítima do acidente no Goio-Ên

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Laura Ribeiro de seis meses havia sobrevivido ao acidente ocorrido no final da tarde deste domingo, 30, mas não resistiu e faleceu às 14h15 desta segunda-feira. Ela estava em estado grave na UTI do Hospital Regional de Chapecó. Ela foi a quarta vítima do acidente que tirou a vida de três pessoas da mesma família, na cabeceira da Ponte do Goio-Ên em Chapecó.

Laura estava internada em estado grave no Hospital Regional de Chapecó. A família Ribeiro, que morava em Erechim, está sendo velada no Cemitério Parque dos Ervais, e devem ser sepultados na cidade gaúcha no final da tarde, desta segunda-feira, 31.

Uma carreta bitrem Mercedes Benz carregada com milho, que ia nos sentido Chapecó/Nonoai, perdeu o controle, invadiu a pista contrária, bateu num Corsa Placas de Cascavel/PR e noutro Corsa de Chapecó/SC que vinha em sentido contrário. O motorista Darlei André Ribeiro, 32 anos, a esposa Andreia Rodrigues Ribeiro, 31 e uma das filhas gêmeas de seis meses não resistiram e morreram na hora. Outros três veículos se envolveram na ocorrência. O motorista da carreta, Flaviomar Luchtemberg, teve ferimentos leves e também foi encaminhado ao hospital.


Comente aqui
31 out15:56

Sobrevivente de acidente no Goio-Ên está na UTI

Laura Ribeiro de seis meses foi a única sobrevivente do acidente ocorrido no final da tarde deste domingo, 30, que tirou a vida de três pessoas da mesma família, na cabeceira da Ponte do Goio-Ên em Chapecó. O motorista Darlei André Ribeiro, 32 anos, a esposa Andreia Rodrigues Ribeiro, 31 e uma das filhas gêmeas de seis meses não resistiram e morreram na hora. Outros três veículos se envolveram na ocorrência.

Laura está internada em estado grave no Hospital Regional de Chapecó. Segundo informações da Instituição a menina está sedada, com ventilação mecânica e passando por exames.

A família Ribeiro, que morava em Erechim, está sendo velada no Cemitério Parque dos Ervais, onde serão sepultados no final da tarde, desta segunda-feira, 31.

Uma carreta bitrem Mercedes Benz carregada com milho, que ia nos sentido Chapecó/Nonoai, perdeu o controle, invadiu a pista contrária, bateu num Corsa Placas de Cascavel/PR e noutro Corsa de Chapecó/SC que vinha em sentido contrário. Morreram três dos quatro ocupantes do Corsa do Paraná. O motorista da carreta, Flaviomar Luchtemberg, teve ferimentos leves e também foi encaminhado ao hospital.


Comente aqui
30 out20:26

Acidente com três mortes em Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um acidente com três mortes ocorreu no final da tarde de domingo, na SCT 480, próximo da ponte do Goio-Ên, em Chapecó. Uma carreta bitrem Mercedes Benz carregada com milho, que ia nos sentido Chapecó/Nonoai, perdeu o controle, invadiu a pista contrária, bateu num Corsa Placas de Cascavel/PR e noutro Corsa dE Chapecó/SC que vinha em sentido contrário. Morreram três dos quatro ocupantes do Corsa do Paraná, o motorista Darlei André Ribeiro, 32 anos, a mulher Andréia Rodrigues Ribeiro, 31, e uma das filhas gêmeas, de seis meses. A outra gêmea sobreviveu e foi encaminhada ao Hospital Regional do Oeste. O motorista da carreta, Flaviomar Luchtemberg, teve ferimentos leves e também foi encaminhado ao hospital.

Depois que bateu nos dois Corsa a carreta tombou e jogou a carga de milho que arrastou outros dois carros, uma Strada placas de Blumenau e um Fox placas de São Carlos, que aguardavam abrir o sinal do semáforo da ponte sobre o Rio Uruguai, que liga Chapecó a Nonoai.

-Se a carga não nos arrasta o caminhão tombava em cima de nós- disse o motorista da Strada, Roberto Carlos Nogueira dos Santos. Ele afirmou que o caminhão desceu desgovernado pela rodovia.

-Deus nos livrou dessa- afirmou o motorista do Corsa de Chapecó, Idemir Velasques, que viajava atrás do veículo da família em que morreram três pessoas e também foi atingido pela carreta.

O policial rodoviário federal do Rio Grande do Sul, Carlos Sarzi, suspeita de falha mecânica, após observar o tacógrafo. Ele afirmou que a carreta estava a uns 50 quilômetros por hora a uns oito quilômetros do acidente e depois foi aumentando a velocidade, até atingir 75 quilômetros por hora, quando tombou.



Comente aqui
30 out20:00

Acidente mata três da mesma família em Chapecó

Um acidente no final da tarde deste domingo, 30, tirou a vida de três pessoas da mesma família em Chapecó. O motorista Darlei André Ribeiro, 32 anos, a esposa Andreia Rodrigues Ribeiro, 31 e uma das filhas gêmeas de 6 meses não resistiram e morreram na hora. Outros três veículos se envolveram na ocorrência.

Um caminhão, com  placas de Dois Vizinhos/PR,  carregado de milho bateu em dois veículos  e tombou . Ele fazia o sentido Chapecó- Rio Grande do Sul. Uma falha mecânica pode ter sido a causa do acidente.

A matéria completa sobre a ocorrência será postada em seguida.

4 comentários