Horário

03 dez14:23

Comércio de Maravilha preparado o Natal

O comércio de Maravilha está com um horário de atendimento especial para o natal. Nos sábados, dias 8, 15 e 22 de dezembro, as lojas abrem das 8h às 12h e das 13h às 16h30. De acordo com estimativa da CDL/Associação Empresarial de Maravilha, as vendas devem aumentar cerca de 5% neste ano, em relação à mesma época do ano passado.

Pesquisa divulgada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) aponta que o consumidor catarinense gastará, em média, R$ 123,70 em cada item comprado. Os presentes mais procurados, por ordem de preferência, são artigos de vestuário, brinquedos, cosméticos e perfumaria, calçados e produtos tecnológicos. O estudo também revelou que 68,5% dos consumidores vão pagar as compras em dinheiro e 16,4% com cartão de débito, sendo que 66,1% disseram que o pagamento será à vista.

Atendimento diferenciado

Além do horário estendido nos sábados que antecedem o Natal, na semana de 17 a 21 de dezembro haverá atendimento das 8h às 12h e das 13h às 21h.

Já no dia 24, segunda-feira, as lojas abrem das 8h às 12h e das 13h às 16h. No dia 26, o atendimento ocorre em horário normal; no dia 31, é somente das 8h às 12h; e, no dia 2 de janeiro, será apenas no período da tarde.


Show de Natal

No dia 23, domingo, será realizado show natalino com o Grupo Bombom e chegada do Papai Noel na praça Pe. José Bunse (Igreja Matriz). A organização está a cargo do Núcleo de Desenvolvimento Comercial, ligado à CDL/Associação Empresarial de Maravilha.


Comente aqui
14 nov16:28

Shopping Pátio Chapecó abre em horário diferenciado neste feriado

O horário de atendimento do Shopping Pátio Chapecó será diferenciado no feriado da Proclamação da República.

A praça de alimentação e lazer abrem às 11h e atendem até as 22h. O atendimento nas lojas será das 13h às 20h.

Na sexta-feira e no sábado o atendimento será normal, com todas as operações abertas das 10h e às 22h.


Comente aqui
10 set09:03

Estreia nesta segunda a nova novela das seis, na RBS TV

A busca pela liberdade e pela felicidade é o tema da nova novela das seis, Lado a Lado, que estreia hoje, a partir das 17h45min, na RBS TV. A trama se passa no ano de 1904 e mostra um período de transição no Rio de Janeiro. De um lado da história está Laura (Marjorie Estiano). Nascida em uma família tradicional, ela sonha em trabalhar e ter independência. Do outro, Isabel (Camila Pitanga), filha de ex-escravo e que trabalha desde jovem como doméstica para se sustentar.

Ambas se conhecem no dia de seus casamentos. Enquanto Isabel é apaixonada pelo capoeirista e auxiliar de barbeiro Zé Maria (Lázaro Ramos), Laura (Marjorie Estiano) está em dúvida sobre o que sente por Edgar (Thiago Fragoso). Apesar de não terem nada em comum, a empatia entre elas é imediata.

— A amizade entre as duas personagens é o que guia a novela. Ambas são mulheres à frente de seu tempo e representam o surgimento de novos anseios e questionamentos — conta a autora Claudia Lage.

É essa mistura de uma nova cultura brasileira com os modelos vindos de fora que serve como pano de fundo para a trama, assinada por Claudia e João Ximenes Braga, que estreiam como autores principais, sob a supervisão de Gilberto Braga.

O surgimento da primeira favela será retratado também na novela, com a saída dos negros recém-libertos dos cortiços e a mudança para o Morro da Providência. O principal casal da trama vive nesse núcleo: Isabel e Zé Maria, que terão um caminho conturbado. Apesar de se amarem, eles passarão por algumas provações, começando pelo fato de ele não aparecer no dia do casamento deles. O sumiço fará com que eles se separem, deixando o caminho livre para Albertino (Rafael Cardoso), que se apaixona por Isabel, e Berenice (Sheron Menezzes), que fica de olho em Zé Maria.


ZERO HORA

Comente aqui
22 ago15:03

Eleições 2012: Candidatos a prefeito de Chapecó apresentam biografia e propostas no primeiro programa eleitoral

No primeiro programa eleitoral os candidatos a prefeito de Chapecó, José Cláudio Caramori (PSD) e Pedro Uczai (PT) falaram de suas biografias e apresentaram algumas propostas que pretendem realizar se eleitos.

Caramori, da coligação “O Povo de Novo”, (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL) trouxe imagens antigas e familiares com depoimentos sobre sua trajetória de vida e ingresso na vida empresarial, de entidades e públicas.

Durante os 19 minutos e 32 segundos mostrou algumas obras realizadas durante a gestão e propostas como o contorno Viário Leste.

>> Propaganda gratuita no rádio e na TV começou na terça-feira e segue até o dia 4 de outubro

Uczai apresentou um pouco de seu currículo e da vice Elza Fortes (PDT). Citou que algumas obras inauguradas na atual administração, como o Hospital Materno Infantil, iniciaram na sua gestão como prefeito.

E colocou como uma de suas propostas a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento 24 horas. A coligação “Aliança Pela Vida” (PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT), conta com um tempo de 10 minutos e 27 segundos.


Comente aqui
22 ago14:39

Eleições 2012: Programa eleitoral de um candidato não foi ao ar em Xanxerê

Em Xanxerê um dos programas não foi ao ar no horário eleitoral gratuito no início da tarde desta quarta-feira. De acordo com a assessoria de imprensa da Coligação “Avança Xanxerê”, do candidato à reeleição Bruno Bortoluzzi (PSDB), houve um problema técnico no CD com o conteúdo e foi solicitado um novo conteúdo. No entanto no material não chegou em tempo hábil. O programa, que teria que tem 14,33 minutos, será exibido no horário da noite. A coligação é formada por PSDB, PT, PTB, PSC, PPS, PMN, PV, PC do B e PR.

A apresentação da coligação “Juntos Podemos Muito Mais”, do candidato Ademir “Miri” Gasparini (PSD), não teve problema. A coligação formada por PSD, PMDB, PRB, PP, PDT, DEM, PHS, PTC, PSB e PT do B tem 15,26 minutos.



Comente aqui
21 ago09:19

Televisão vira principal palanque eleitoral a partir desta terça-feira

Natália Viana | natalia.viana@diario.com.br

A campanha só esquenta com o início do horário eleitoral no rádio e na televisão. A frase é repetida por candidatos, presidentes de partidos e especialistas para explicar o tom morno da disputa até agora. Por isso, partir de hoje, as atenções se voltam para os programas que irão apresentar os candidatos e suas propostas. Por maior que tenha sido o crescimento da internet nos últimos anos, é inegável o alcance que o rádio e a TV ainda mantêm.

Segundo o Censo 2010 do IBGE, em quase 98% das casas catarinenses existe pelo menos um aparelho de TV. O número de rádios é um pouco menor, mas não menos expressivo:está presente em quase 89% das residências. Para o professor de Marketing, Planejamento e Pesquisa de Mercado da Estácio de Sá, Paulo Pedroso, a propaganda na TV tem muita força porque atinge todas as camadas.

Com o objetivo de conquistar os eleitores, as candidaturas apostam em programas com impacto visual, com muita trilha sonora e imagens externas. Segundo Pedroso, não existe mais espaço para amadorismo na propaganda política. Mas ele ressalva que não basta investir somente na embalagem: é preciso valorizar, principalmente, o conteúdo.

— Acredito que o eleitor está querendo ver propostas concretas, que possam ser realizadas. Está cansado de promessas e quer projetos que interfiram na sua vida, desde o atendimento básico na saúde, até planos mais macros, de desenvolvimento municipal.

Os programas vão ao ar até 4 de outubro, de segunda a sábado, alternando candidatos a prefeito e a vereador. Hoje, estreiam os concorrentes às câmaras. Nesta quarta-feira, os candidatos a prefeito começam a aparecer na telinha.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
20 ago16:54

Propaganda gratuita no rádio e na TV começa nesta terça-feira

Natália Viana | natalia.viana@diario.com.br

A partir desta terça-feira (21), a eleição começa “pra valer” em Santa Catarina com a transmissão da propaganda gratuita no rádio e na televisão. Para muito, é a partir deste momento que a campanha ganha cara e começa a ser vista pelo cidadão.

Por isso, dentro da estratégia de uma campanha, poucos itens se comparam ao peso e a importância dos programas de televisão e rádio. Os primeiros a ir ao ar serão os dos vereadores, sendo que na quarta-feira é a vez dos prefeitos.

A campanha na TV será transmitidas somente para as 10 cidades catarinenses que são sede de emissora: Florianópolis. Joinville, Blumenau, Criciúma, Itajaí, Balneário Camboriú, Lages, Chapecó, Xanxerê e Joaçaba.

>> Em Chapecó o sorteio da ordem de veiculação dos programas foi definido no dia 3 de agosto

O horário eleitoral na TV começa nesta terça-feira e segue até o dia 4 de outubro, sempre em duas edições: a primeira das 13h às 13h30min e a segunda das 20h30min às 21 horas.

No rádio, a propaganda segue a mesma lógica, também em dois horários: das 7h às 7h30min e das 12h às 12h30min.

Às segundas, quartas e sextas serão apresentados os programas dos candidatos a prefeito, e nas terças, quintas e sábados o horário será distribuído entre os candidatos a vereador.

Depois, a tendência é que os projetos e propostas comecem a ganhar mais destaque. Além de tornar os candidatos mais conhecidos, a propaganda eleitoral também acaba ditando o ritmo das campanhas como um todo. Se uma das candidaturas começa a “endurecer” o discurso, fazer críticas e até mesmo denúncias, a tendência é que a parte “atacada” responda, acentuando os debates.


Comente aqui
08 ago17:22

Definida ordem de veiculação do horário eleitoral gratuito em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Foram definidos os tempos de propaganda e ordem de veiculação dos programas eleitorais em Chapecó. Neste ano dois candidatos concorrem à vaga de prefeito e 190 concorrem a uma das 21 vagas para a Câmara de Vereadores. O horário eleitoral gratuito começa no dia 21 de agosto e vai até o dia 4 de outubro.

Participaram do sorteio realizado, no dia 3 de agosto, no Fórum da cidade representantes dos partidos, das emissoras de rádio e TV, juízes eleitorais e chefes de cartório da 35ª e 94ª Zona Eleitoral de Chapecó.

Pela ordem do sorteio, o primeiro candidato será José Caramori (PSD) e Luciano Buligon (PMDB), da Coligação “O Povo de Novo”, composta por 16 partidos (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL). O tempo de veiculação é de 19 minutos e 32 segundos.

Na sequência será Pedro Uczai (PT) e Elza Fortes (PDT), da Coligação “Aliança Pela Vida”, composta por nove (PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT), que ficou com 10 minutos e 27 segundos.

Segundo o chefe do cartório da 94ª ZN de Chapecó, João Henrique Alves da Silva, uma regra eleitoral prevê que o segundo faltante, para completar os 30 minutos de veiculação, fica para a coligação que veicular por último no dia.

A ordem de veiculação dos programas é alternada a partir do segundo dia de propaganda, sendo que o último candidato do dia anterior torna-se o primeiro.

As propagandas de candidatos a prefeito serão veiculadas nas segundas, quartas e sextas-feiras, e as de vereador serão as terças, quintas e sábados. No domingo não há horário eleitoral apenas inserções.

Na TV os programas serão veiculados em dois horários das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h. Na Rádio, também em dois horários, das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30.


Comente aqui
03 jul12:20

Jogos da Associação Chapecoense de Futebol na Série C tem horário alterado

A Diretoria da Associação Chapecoense de Futebol solicitou a mudança dos horários de jogos em casa na Série C para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O motivo alegado  pelo Clube foi de melhorar o público na Arena Condá.

Na manhã desta terça-feira, dia 3 de julho, foi publicado no site da CBF, a tabela com os novos horários.

O jogo deste domingo, dia 8 de julho, Chapecoense x Vila Nova será às 15 horas.

Já os outros sete jogos na Arena Condá estão marcados para às 15h30. As datas foram mantidas.

Comente aqui
27 mai10:39

Eleições 2012: Candidatos de 39 cidades de SC podem ganhar espaço no horário eleitoral

São José, Jaraguá do Sul, Tubarão, Balneário Camboriú e outras 35 cidades catarinenses podem ganhar horários eleitorais personalizados na televisão aberta. A novidade depende de uma resolução que está sendo discutida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que garantiria o espaço para os candidatos das cidades com mais de 20 mil eleitores.

Atualmente, apenas as cidades com sede de emissoras contam com horário eleitoral televisivo próprio. Em Santa Catarina, são apenas nove: Florianópolis, Joinville, Blumenau, Criciúma, Itajaí, Lages, Chapecó e Xanxerê. Essa realidade faz com que, por exemplo, os eleitores da cidade de São José — o quarto maior colégio eleitoral do Estado — tenham que assistir aos candidatos de Florianópolis na propaganda política.

Pela proposta, nas cidades que contarem com mais de uma emissora, apenas uma transmitiria o programa de sede e as demais ficariam encarregadas dos demais municípios da região que tivessem mais de 20 mil eleitores. A definição sobre qual cidade seria responsabilidade do canal seria feito através de acordo entre as emissoras e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ou por um sorteio que levaria em conta critérios como a audiência.

A resolução diz que a ampliação é limitada às possibilidades técnicas. Em Santa Catarina, por exemplo, existem apenas 18 emissoras de televisão aberta, cinco delas localizadas em Florianópolis. Seria o suficiente para garantir horário eleitoral em São José, Palhoça, Biguaçu e Tijucas. Em Joinville, por sua vez, são apenas duas emissoras. Por isso, poderia ser garantido espaço a apenas uma cidade extra — que poderia ser São Francisco do Sul, Barra Velha ou São Bento do Sul, por exemplo.

A mudança na regra já tem o voto favorável do relator, o ministro Arnaldo Versani. A presidente do TSE, Carmen Lúcia, pediu vista — mais tempo para analisar a questão — e a proposta deve voltar à pauta até o final de junho. O tema também deve entrar em discussão na próxima reunião de Carmen Lúcia com os presidentes dos TREs, marcada para 4 de junho.

O tema tem sido tratado com cautela tanto pelas emissoras quanto pela Justiça Eleitoral, porque a aprovação da medida levaria à necessidade de fortes adaptações a menos de três meses do início do horário eleitoral gratuito, programado para 21 de agosto.

Além disso, os juízes eleitorais passariam a ter que fiscalizar o cumprimentos das regras legais em 1.114 municípios de todo o Brasil, que é a estimativa de número de cidades que contariam com propaganda política na TV. O TRE de Santa Catarina não se manifesta sobre o tema antes da decisão de Brasília.

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert) tem acompanhado atentamente a questão e reconhece o mérito da proposta, mas diz que a mudança pode acabar atrapalhando o eleitor mais do que ajudar.

— Há também a possibilidade de confusão para o eleitor, que pode ter dificuldade para descobrir onde assistir o horário eleitoral com os candidatos de sua cidade — afirma o assessor de assuntos legais da Abert, Rodolfo Ma­­chado Moura.

A entidade participou das discussões sobre a resolução no TSE e conseguiu mudanças na proposta original, que aplicava a regra para cidades com mais de 10 mil eleitores e incluía a transmissão dos programas eleitorais das emissoras de rádio — no caso, para municípios com mais de 5 mil eleitores.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui