Hospital

07 set09:37

Criança de dois anos morre após cair em piscina em Cunha Porã

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Uma menina de dois morreu após cair na piscina da casa em Cunha Porã. Segundo informações de familiares, Lívia Paola Kipper, brincava com outras duas crianças quando ia para a casa da avó, que fica no mesmo terreno, e caiu da piscina.

Segundo o tio da criança, Sidnei Kipper, tudo aconteceu muito rápido.

- Foi um descuido de cinco segundos, um piscar de olhos – disse Sidnei.

Uma tia ouviu o barulho e tentou socorrer Lívia que já estava no fundo da piscina. Ela deu entrada por volta das 11h no Hospital de Cunha Porã e foi encaminhada para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó.

Ela chegou a ficar internada da UTI, mas não resistiu e morreu por volta das 19 horas.

Lívia está sendo velada na Igreja da Comunidade Evangélica de Cunha Porã. O enterro será no final da tarde no cemitério da Comunidade.


Comente aqui
24 ago11:23

HRO vai aumentar em 50% o atendimento

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O edital para a ampliação do Hospital Regional do Oeste (HRO) foi assinado pelo Governador do Estado Raimundo Colombo, na noite da quinta-feira, dia 23 de agosto em Chapecó. A obra que terá investimento previsto de R$ 31,7 milhões do Governo do Estado.

- A empresa responsável deve iniciar as obras em quatro meses e a previsão é que esteja concluída em dois anos – disse o governador.

A nova ala vai contar com nove andares. Com a ampliação o número de leitos vai passar de 319 para 475 tornando-se o maior hospital público do estado.

Serão ampliadas ainda o novo Centro Cirúrgico com 12 novas salas cirúrgicas, nova UTI com 20 leitos para adultos, 10 novos leitos UTI pediátrica e sete novos leitos de UTI Coronária.

Está previsto também um pavimento específico com 42 leitos para Oncologia adulto e Pediátrica, mais um pavimento específico com 53 leitos para Quimioterapia, além de um Heliponto.

- Com a ampliação vamos aumentar em torno de 50% a capacidade de atendimento e teremos condições de atender mais pessoas e oferecer mais serviços – disse o presidente da diretoria executiva da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, Severino Teixeira da Silva Filho.

Atualmente o HRO realiza em média 1,2 mil cirurgias e 1,6 mil internações por mês. Entre curativos, consultas e administração de medicamentos são 600 atendimentos por dia.


Comente aqui
24 ago10:46

Segue internado em Chapecó o menino de três anos atacado por cão

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O menino de três atacado por um cão da raça Chow Chow segue internado em quarto do Hospital Regional do Oeste (HRO) em Chapecó. O quadro do menino, que passou por duas cirurgias e está acompanhado dos pais, é estável.

Três médicos, sendo um oftalmologista, acompanham o caso. O ataque do animal, que estava com a família a menos de seis meses, foi na quarta-feira, dia 22, na Linha Battistelo, interior do município.

O primeiro atendimento foi realizado pelo Corpo de Bombeiros que encaminhou o menino, com ferimentos na face, nariz e olho esquerdo, para o Hospital da Criança.

Como o caso era grave ele foi transferido e passou por cirurgia, ainda na noite da quarta, no HRO. A segunda cirurgia foi no começo da tarde da quinta. Ele saiu da UTI no final da tarde da quinta-feira.


Comente aqui
23 ago16:48

Saiu da UTI menino de três anos atacado por cão em Chapecó

[atualizado 17h06]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Saiu da UTI o menino de três anos atacado por um cão da raça Chow Chow na tarde da quarta-feira em Chapecó. Ele passou por nova cirurgia no começo da tarde e está internado em um quarto do Hospital Regional do Oeste (HRO). O quadro dele é estável.

O ataque do animal, que estava com a família a menos de seis meses, foi por volta das 17h30 da quarta-feira, dia 22. A família que mora na Linha Battistelo, interior do município, procurou ajuda do Corpo de Bombeiros no posto que fica no bairro Engenho Braun. No local o menino, que apresentava ferimentos na face, nariz e olho esquerdo, recebeu os primeiros atendimentos e foi encaminhado para o Hospital da Criança.

Como o caso era grave ele foi transferido para o Hospital Regional onde passou por cirurgia ainda na noite da quarta.




Comente aqui
23 ago12:01

Menino de três anos foi atacado por cão em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O estado de saúde do menino de três anos, que foi atacado por um cão no interior de Chapecó, é estável. Ele segue internado na UTI do Hospital Regional do Oeste de Chapecó e deve passar por mais uma cirurgia na tarde desta quinta-feira.

O ataque do animal doméstico, de porte médio, foi por volta das 17h30 da quarta-feira, dia 22. A família que mora na Linha Battistelo, interior do município, procurou ajuda do Corpo de Bombeiros no posto que fica no bairro Engenho Braun. No local o menino, que apresentava ferimentos na face, nariz e olho esquerdo, recebeu os primeiros atendimentos e foi encaminhado para o Hospital da Criança.

Como o caso era grave ele foi transferido para o Hospital Regional onde passou por cirurgia ainda na noite da quarta.

Na tarde desta quinta-feira ele passará por novos exames e cirurgia.



Comente aqui
16 ago15:02

Saem do Hospital vítimas de tentativa de homicídio em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Receberam alta no final da manhã desta quinta-feira as quatro mulheres, sendo duas adolescentes, que passaram por cirurgia na tarde desta quarta-feira no Hospital Regional Oeste (HRO) em Chapecó. Elas e mais duas adolescentes foram vítimas de uma tentativa de homicídio. Todas estavam em um veículo que foi alvejado por mais de 40 disparos de pistola calibre 380 na linha Água Amarela, interior de Chapecó, na madrugada de quarta. Agora elas vão prestar depoimento para a Polícia Civil.

De acordo com a delegada da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso, Isabel Fauth, uma delas já foi ouvida pela manhã e o caso continua sem novidades.

- As investigações seguem, mas até o momento não temos nenhum suspeito – disse a delegada.


Comente aqui
15 ago10:38

Seis mulheres foram vítimas de tentativa de homicídio em Chapecó

[Atualizado 11h55]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Seis mulheres, sendo três adolescentes, uma de 12, uma de 14 e outra de 17 anos, foram vítimas de tentativa de homicídio na madrugada desta quarta-feira em Chapecó. Duas adolescentes e duas mulheres passam por cirurgia no Hospital Regional do Oeste (HRO) em Chapecó.  Outras duas foram atendidas e liberadas.

De acordo com informações da Assessoria do HRO, a cirurgia será para a retirada de projéteis que possam ter ficado alojados. A adolescente de 14 anos teve ferimentos no quadril, abdômen, pé e braço.

As informações sobre o caso ainda estão desencontradas. O caso está a cargo da delegada da Polícia Civil, Isabel Fauth.

Segundo a Polícia Militar de Chapecó, foram mais de 30 disparos de arma de fogo contra o veículo que elas estavam. A ocorrência foi por volta das 4h42 na Linha Água Amarela.

O Corpo de Bombeiros foi chamado e conduziu as mulheres para o Hospital.

A Polícia Civil investiga o caso.



Comente aqui
13 ago15:44

Hospital de Olhos realiza primeiro transplante de córnea com laser Fenton em SC

Zenaide Lurdes dos Santos, 54 anos, foi a primeira paciente a receber um transplante de córnea com a tecnologia do laser Fenton em Chapecó. Ela descobriu que tinha visão fraca em 2006, quando lhe foi dado o diagnóstico de Ceratocone.

O equipamento adquirido pelo Hospital de Olhos e Clínica de Olhos Dr. Bonfante foi o oitavo a ser implantado em clínicas do Brasil. Em todo o País são apenas 17. O procedimento que foi realizado pela primeira vez em Chapecó foi feito pelo oftalmologista Fernando Bonfante. No Sul do País a técnica aconteceu apenas em Curitiba. Dona Zenaide irá recuperar, em cerca de três meses, 90% da visão.

Segundo Bonfante, o procedimento é extremamente seguro e leva cerca de meia hora.

- O laser pega a córnea doadora e a prepara com o encaixe exato para o olho do paciente receptor. É feito um corte preciso nas duas córneas. O procedimento é menos invasivo, não há rompimento ou impacto forte no tecido da córnea como nos procedimentos antigos – explicou o oftalmologista.

O procedimento foi acompanhado por dois profissionais estrangeiros que vieram à Chapecó dar o treinamento aos quatro médicos que integram a Clínica de Olhos Dr. Delso Bonfante. Um deles, o alemão Enrico J. Nitschke, gerente de negócios da Mediphacos Ophthalmic Professionals, ressalta que é admirável que Chapecó já possua esta tecnologia recente e inovadora.

Ele ressalta que é um ganho para a sociedade, pois além de recuperar aproximadamente 90% da visão, o procedimento feito com o laser permite que o paciente volte ao trabalho a partir do 3º mês, sendo que no método anterior levaria de um a dois anos.

- Com este procedimento anterior 100% dos pacientes teria que continuar usando óculos, com visão ruim, mesmo após a cirurgia. O Fenton possibilita além de uma visão melhor, a possibilidade de o paciente abandonar o uso de óculos – ressaltou Nitchke.


Ceratocone

É uma doença que faz com que a córnea se torne progressivamente mais torta e, em alguns casos, mais fina, causando piora da visão, sempre bilateral. Pode causar distorção substancial da visão, com múltiplas imagens, raios e sensibilidade à luz. Se trata da distrofia mais comum da córnea, afetando uma pessoa a cada mil. Ocorre em populações em todo o mundo, entretanto, alguns grupos étnicos apresentam prevalência maior.

Estão mais sujeitas a terem Ceratocone pessoas com história familiar de Ceratocone, pessoas alérgicas e jovens.

- Pelo menos 80% dos pacientes com Ceratocone tem alergia e 10% necessitam de transplante de córnea – disse Bonfante.

A doença surge no início da adolescência causando visão cada vez mais embaçada. Os óculos acabam por não auxiliar mais e, se não forem realizados procedimentos que parem a evolução da doença – como o chamado crosslinking de córnea –, ela progride até os 35-37 anos.


Comente aqui
26 jul15:19

Hospital Regional de São Miguel do Oeste implanta sistema de identificação

Com o objetivo de intensificar os cuidados a pacientes que necessitam de maior atenção da equipe de enfermagem, visando assim à segurança do paciente, o setor de internação do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste, implantou, na última semana, um novo processo de cuidado.

O processo de avaliação de risco no setor de internação é pautado pela Resolução COFEN Nº293/2004 e visa, também, atender normas ISO e ONA, já que a instituição passará por auditorias em busca da certificação ISO 9001:2008 e acreditação ONA, nos próximos meses.

De acordo com a enfermeira, Priscila Britto, o paciente recebe uma pulseira no momento da internação e todos os dias o enfermeiro avalia o cuidado necessário através das cores da fita, que é colocada no pulso da pessoa.

- Esse processo melhora a qualidade nos serviços e no cuidado aos pacientes – disse Priscilla.

A diretora de qualidade, Carolina Pagliarin Brüggemann, explica que por meio desse processo a pessoa internada, que precisa de um cuidado semi-intensivo, fica sendo monitorada pela equipe diante da necessidade.

- Com isso, pensamos em dois nortes: melhoria da qualidade assistencial e ainda monitoramos os riscos assistenciais, o que chamamos de Gestão de Risco – disse.

As cores são divididas em azul, laranja e vermelho e os pacientes podem ser classificados com a necessidade de cuidados mínimos, cuidados intermediários ou semi-crítico.


Comente aqui
25 jul11:24

Idoso morreu após acidente na BR 282 em Maravilha

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Ernesto Folletto, de 82 anos, estava indo para casa quando o veículo que ele conduzia se envolveu em uma colisão transversal no Km 606, da BR 282 em Maravilha. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o Gol, conduzido por Ernesto, atravessava a rodovia quando foi atingido por uma BMW.

O motorista do Gol ficou preso as ferragens e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros de Maravilha. Ele e a esposa, Adelaide Folletto, 77 anos, foram encaminhados em estado grave para o Hospital de Maravilha.

Ernesto não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele está sendo velado na Linha Primavera, interior de Maravilha. O enterro será às 17h no cemitério municipal.

Adelaide segue internada em observação no Hospital.

O condutor da BMW, Jaison Antonio Vargas, 33 anos, saiu ileso.

A PRF vai apurar as causas do acidente. O relatório deve ficar pronto em uma semana.


Comente aqui