Hospital

08 dez16:05

Hospitais do Extremo-Oeste recebem recursos do Governo do Estado

O secretário de Estado da Saúde, Dalmo Claro de Oliveira repassa nesta quinta-feira, recursos na ordem de R$ 2,9 milhões para os hospitais de Maravilha e Caibi na região extremo-oeste.

Durante a inauguração, prevista para as 16h, o secretário da Saúde e o secretário regional de Maravilha, Sandro Donati, assinam convênio para o funcionamento imediato da unidade, que possui mais de 10 leitos. O hospital também receberá R$ 379 mil para aquisição de equipamentos e materiais e R$ 221 mil para reforma e readequação da lavandeira. – A cidade de Maravilha e região passa a contar com uma infraestrutura mais ampla para atender melhor à população – destaca Oliveira.

Na solenidade também será inaugurada a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Ernani Appelt, do Hospital São José. O investimento é de R$ 780 mil.

Ainda na SDR Maravilha, o secretário da Saúde repassará convênios para o Hospital Beneficente de São José, de Caibi, no valor de R$ 250 mil, para conclusão da reforma da instituição. Para aquisição de equipamentos e materiais, o Hospital São Bernardo, de Quilombo, receberá R$ 178 mil. Já o hospital de São José do Cedro contará com R$ 790 mil destinados à reforma e ampliação. E a Fundação Hospitalar e Assistencial de Cunha Porã será contemplada com R$ 350 mil, que serão utilizados para aquisição de equipamentos e adequação do espaço físico do hospital.


Comente aqui
01 dez18:36

Ações no dia mundial de combate à AIDS

Com o objetivo de conscientizar e sensibilizar as pessoas para a prevenção sobre DST/AIDS, o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste desenvolveu, no dia mundial de combate à AIDS, um mutirão de informação que contou com distribuição de materiais informativos e camisinhas.

Durante o dia todo, equipes estiveram distribuindo fitas vermelhas, materiais informativos e preservativos. De acordo com a assistente social, Nadia Marangon Dalavechia, o estado de Santa Catarina apresenta a maior taxa de mortalidade do Brasil, sendo provavelmente devido ao diagnóstico tardio, e as dificuldades na adesão ao tratamento.

- Acredita-se que esta alta taxa de mortalidade esteja associada ao diagnóstico tardio, por tanto devemos trabalhar com ações preventivas, possibilitando a conscientização sobre DST/AIDS, através de métodos de prevenção – disse Nádia.

O projeto de intervenção teve como público alvo os colaboradores, pacientes e acompanhantes que passaram durante o dia na instituição.


Comente aqui
25 nov14:05

Três funcionários de Hospital em Xaxim são presos em flagrantes

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br*

Três funcionários do Hospital Frei Bruno, de Xaxim, estão presos em virtude do crime de concussão, que seria exigir dinheiro ou vantagem indevida em função do cargo, para prestar um serviço que seria público e gratuito. Eles estariam cobrando R$ 90 para o “Teste da Orelhinha”, que por determinação legal deve ser gratuito.

A Polícia Civil de Xaxim com apoio da equipe da Divisão de Investigações Criminais da Polícia Civil de Xanxerê prendeu os três em flagrante, na quinta-feira. Entre os funcionários presos estão um fonoaudiólogo, uma psicóloga e uma enfermeira. Todos foram encaminhados para o Presídio de Xanxerê.

A Delegada Olívia Moretto Candido Souza foi quem recebeu a denúncia de que funcionários do Hospital estavam cobrando para a realização do exame de emissões otoacústicas evocadas, o conhecido “Teste da Orelhinha”.

– Como o exame é realizado uma vez por mês, decidimos, após investigações, montar uma operação – disse.

Um policial civil disfarçado acompanhou uma mãe que havia denunciado o esquema, enquanto uma equipe de policiais aguardava do lado de fora do Hospital. Após o pagamento, a Polícia entrou no local e deu voz de prisão aos funcionários que exigiram a indevida.

Com uma enfermeira foram encontrados R$ 540 provenientes dos pagamentos feitos no dia, relativas ao teste. Também foi apreendido um caderno com anotações contábeis do referido teste.

O advogado Juraci José Folle, encaminhou no começo da tarde um requerimento pedindo a liberdade provisória dos acusados.

Até o momento a direção do Hospital não se manifestou sobre o assunto, mesmo após vários contatos por telefone.


“Teste da Orelhinha”

De acordo com a Lei Promulgada Estadual 14.375/08, além da Lei Federal 12.303/2010, deve ser realizado de forma gratuita nos hospitais e maternidades, públicos e privados, nas crianças nascidas em suas dependências. No caso de crianças nascidas em outro hospital, caso este não tenha condições técnicas para realizar o exame, o mesmo deverá ser agendado em um hospital apto a realizá-lo, também de forma gratuita.



* colaborou Christiane Lise


Comente aqui
24 nov12:00

Hospital Regional de São Miguel do Oeste oferece serviço de endoscopia

O Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste conta agora com o serviço de endoscopia. A endoscopia consiste em um método de investigação de doenças do tubo digestivo alto e baixo. Nesse exame permite a realização de diagnósticos e biópsias e também a aplicação de medicações.

De acordo com o diretor técnico da entidade e médico responsável pelo serviço de endoscopia, Hugo Schunemann, esse procedimento é diagnóstico e terapêutico, e qualquer pessoa pode realizar o exame. – O hospital também oferece o serviço de colonoscopia, que auxilia na descoberta do câncer de intestino –disse.

Segundo Schunemann, os equipamentos oferecidos pelo hospital facilitam a realização dos exames. – Os equipamentos e as condições de atendimento aos pacientes são muito bons – salienta o médico. Os exames são oferecidos todos os dias, para pacientes internados e pacientes ambulatoriais.


Comente aqui
07 nov13:48

Incentivo para doação de órgãos

O Colégio Trilíngue Inovação de Chapecó realizou na tarde da sexta-feira, dia 4, na Avenida Getúlio Vargas atividade de encerramento do projeto “Procura-se um coração”. O projeto foi desenvolvido na turma de 8ª série da escola desde o mês de agosto e trabalhou com os alunos o tema doação de órgãos e tecidos.

De acordo com a professora Liana Giachini, coordenadora do projeto, os alunos trabalharam em sala de aula o livro “Procura-se um coração”, que conta a história de uma adolescente que precisava de um transplante de coração. Segundo ela, um dos objetivos do projeto era mostrar para os alunos o tema doação de órgãos e mostrar que eles podem ter um papel fundamental e ajudar muitas pessoas.

Os alunos pesquisaram sobre o assunto, participaram de palestras explicativas com os profissionais de saúde do Hospital Regional do Oeste (HRO) e agora fazem esclarecimentos à população, através de conversas, entrega de folders e também através de uma música que os próprios alunos criaram.


Música: Uma luz no fim do túnel


Estou aqui pra lhe fazer

Um pedido solidário

Tantas vidas são perdidas

Muitas famílias aborrecidas


Imagine se fosse com você

Sem ninguém para ajudar

Ficar esperando tanto tempo

Até encontrar


Uma luz no fim do túnel

Para salvar

Seja um doador de órgãos

E evite resultar

Em mais uma perda

Em mais uma tristeza


Autores: Isadora Tasca, Sabrina Franceschi, Arthur Cristino Baldo Cruz, Angela Valentina Sartori.


1 comentário
28 out18:35

HRO completa 25 anos de fundação

O Hospital Regional do Oeste – HRO completa no mês de outubro, 25 anos. Para marcar a data foi realizada nesta sexta-feira, 28, um Culto Ecumênico alusivo aos 25 anos de fundação do HRO. Participaram das atividades a administração, funcionários, voluntários e pacientes do hospital. Durante o culto, a funcionária mais antiga do hospital, Ivone Lorenzi foi homenageada.

De acordo com Severino Teixeira da Silva Filho, presidente da Diretoria E-xecutiva da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira (AHLVF), entidade beneficente que administra o HRO, o hospital é hoje o maior complexo de saúde de Santa Catarina, pela estrutura e equipe que possui.

Segundo ele, hoje o HRO e a cidade de Chapecó são referências em diver-sas especialidades médicas. Ele enfatiza ainda que atualmente o HRO atende 120 municípios da região oeste catarinense e dos estados do Paraná e Rio Grande do Sul, englobando cerca de 2.000.000 pessoas. Entre janeiro e se-tembro de 2011, foram realizados mais de 100 mil atendimentos no Pronto Socorro do hospital, em média 11.300 pessoas por mês. No mesmo período foram internadas 15.416 e foram realizados mais de 140 mil exames laboratoriais.

O secretário de Saúde de Chapecó, Américo do Nascimento Junior, desta-cou que o HRO é referência em diversas especialidades médicas para Chape-có e diversos municípios da região. Ele comentou que as pessoas que hoje estão na gestão têm o compromisso de manter a estrutura do HRO forte e am-pliá-la cada vez mais. – Temos que manter um serviço e um atendimento de qualidade – disse.


Comente aqui
27 out17:36

Acidente em Paial deixa 19 pessoas feridas

O acidente foi na madrugada desta quinta-feira na linha Poço Redondo 17 Km do centro de Paial. Segundo informações da esposa do motorista, Elizete Vortmann, 29 anos, a causa do acidente pode ter sido a quebra de eixo do volante. Uma perícia deve ser realizada.

Com a quebra o motorista do microônibus, Adelar Vortmann, 34 anos, perdeu o controle do veículo que caiu em um barranco de aproximadamente 6 metros. No veículo estavam 18 funcionários de um frigorífico em Chapecó.

O motorista, que fazia o trajeto a um mês, teve ferimentos no rosto. Os demais passageiros também tiveram lesões e foram atendidos no Hospital Regional de Chapecó e liberados.

Uma mulher está internada no Hospital Regional do Oeste, ela teve fratura no braço.

Os Bombeiros de Chapecó foram chamados, mas não precisaram atender a ocorrência porque um veículo da Prefeitura de Paial já havia levado as vítimas para Chapecó.


Comente aqui
27 out16:51

HRO completa 25 anos

O Hospital Regional do Oeste – HRO completa no mês de outubro, 25 anos. Para marcar a data, na sexta-feira, dia 28, às 15h30min, no estacionamento da Administração, acontece um Culto Ecumênico alusivo aos 25 anos de fundação do HRO.

Atualmente o HRO atende 120 municípios da região oeste catarinense e dos estados do Paraná e Rio Grande do Sul, englobando cerca de 2.000.000 pessoas. Entre janeiro e setembro de 2011, foram realizados mais de 100 mil atendimentos no Pronto Socorro do hospital, em média 11.300 pessoas por mês. No mesmo período foram internadas 15.416 e foram realizados mais de 140 mil exames laboratoriais.


História

A construção do Hospital Regional iniciou em fevereiro de 1982. Sua inauguração ocorreu em 30 de outubro de 1986, com funcionamento inicial de 60 leitos. A administração foi transmitida pelo então governador do Estado Esperidião Amin no seu primeiro mandato, ao Padre Niversindo Querubim, representando a Beneficência Camiliana do Sul. Consta nos registros do Hospital que o Prefeito da época era Ledônio Migliorini e o Primeiro Diretor Clínico o médico José Aymone Neto. Assumiu o cargo de Diretor Geral Cleber José do Nascimento, no período de 1986 à 1989, após o cargo foi repassado para Sebastião Neres, até o ano de 1990.

A transferência administrativa para a Sociedade Beneficente Lar da Fra-ternidade (SBLF), ocorreu em 27 de agosto de 1990. A SBLF foi reconhecida como de utilidade pública em 30 de abril de 1993. Conforme os estatutos soci-ais consolidados, a SBLF constitui-se como sociedade civil fundada em 24 de maio de 1971, com prazo de duração indeterminado, visando o benefício da comunidade, através de prática filantrópica, sem fins lucrativos.

Em 12 de outubro de 1997 o Governo do Estado de SC, criou o Conselho de Administração do Hospital Lenoir Vargas Ferreira. Este era presidido pelo Se-cretário Adjunto da Saúde.

O Conselho foi composto pelos seguintes membros: 3 representantes do SES (Secretaria Estadual da Saúde), 3 representantes do Corpo Clínico do Hospital, 3 representantes dos Funcionários e um representante de cada micro-região.

Esse Conselho desenvolveu uma análise do Perfil Técnico Administrativo do Hospital, concluído em novembro de 1997, com o objetivo de adequar de fato o HRO, como referência Regional do Oeste. Uma vez concluídas as análises o Conselho iniciou a transição da Sociedade Beneficente Lar da Fraternidade para o Consórcio Regional de Municípios.

O Consórcio Regional de Saúde do Hospital Lenoir Vargas Ferreira passou a administrar o Hospital Regional do Oeste (HRO), já com a nova denominação, em primeiro de janeiro de 1998. Possui reconhecimento como de utilidade pública, conforme Lei nº 3796 de 04 de dezembro de 1997, inscrição no CGC 02.122.913/0001-06. Atualmente, o HRO é administrado pela Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira.


Comente aqui
26 out09:52

Para mãe, motociclista recebeu alta graças a um milagre

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A história do motociclista José Valdomiro Eufrázio, de 21 anos, que ficou por cinco dias caído em um barranco às margens da rodovia SC-465, em Passos Maia, saiu da fase hospitalar. Ele recebeu alta médica na tarde da última terça-feira.

Na saída do hospital, José estava acompanhado da mãe Maria Eufrázio, que lembrou das orações que fez pela saúde do filho.

– Eu tenho muita fé em Deus. Foi Ele que fez o milagre porque eu pedi. Eu peço todo dia pelos meus filhos e Ele me socorreu na hora que eu mais precisava – disse.

Leia mais sobre o resgate e a recuperação do motociclista

– É uma felicidade estar indo para casa com ele. E quero agradecer à equipe do hospital, que cuidou muito bem dele – disse a mãe do motociclista.


Assista ao vídeo da saída hospitalar do motociclista


Não conseguiu visualizar? Clique aqui

Ele ficou internado desde o último dia 12 e não apresentou nenhuma sequela aparente, segundo o neurocirurgião Clézio Alex Onuki Castro.

José Valdomiro terá que tomar antibióticos por duas semanas por causa do braço amputado. Em 10 dias ele poderá retirar os pontos. E aí poderá seguir a vida, quase como era antes.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
19 out18:21

Mão Que Ajudam

Nesta quarta-feira, dia 19, o programa Mãos que Ajudam, da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, através de líderes locais Presidente do Distrito Gery Antonio Dartora, Conselheiro do Distrito, Jorge Carvalho e o Presidente do Ramo Chapecó 2 Cesar Menegatti, realizou a doação de lençóis hospitalares ao HRO – Hospital Regional do Oeste. Foram doados 1.200 lençóis hospitalares.

O Projeto de doação de lençóis hospitalares pelo programa Mãos que Ajudam, beneficiou também hospitais da região como Concórdia, Xanxerê, Pato Branco/PR e Francisco Beltrão/PR com 900 lençóis hospitalares.

Os lideres de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, foram recebidos pelo Presidente da Diretoria Executiva do Hospital Regional do Oeste Severino Teixeira da Silva Filho, o Administrador do Hospital Adélio Majolo, e a Gerente de Serviços Vania Maria Lovera.

O Programa Mãos Que Ajudam é um programa permanente de ajuda humanitária e de serviço comunitário, que mobiliza milhares de voluntários de todas as idades, membros d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, no Brasil, estendendo a mão a quem precisa. Em parceria com outras entidades, instituições religiosas, empresas privadas, órgãos governamentais ou organizações assistenciais, levamos alento aos menos favorecidos em asilos, orfanatos, creches, ruas e onde houver necessidade.


Comente aqui