Instituto

24 set16:29

Abertas inscrições para processo de seleção no Instituto Federal Catarinense

Foram abertas nesta segunda-feira, dia 24 de setembro e seguem até o dia 4 de novembro as inscrições para o Ingresso 2013 ao Instituto Federal Catarinense. No vestibular para cursos superiores são ofertadas 517 vagas. No Exame de Classificação, para cursos técnicos, estão disponíveis para 1920 vagas. Todos os cursos são gratuitos. O Ingresso é realizado apenas uma vez ao ano, sempre no primeiro semestre, por isso a seleção ocorre no segundo semestre do ano anterior. 50% das vagas dos cursos superiores são ofertadas via Vestibular e 50% via ENEM/SISU.

Ao acessar www.ifc.edu.br o candidato encontra um ambiente com editais, formulário de inscrição, relação de cursos e vagas, Manual do Candidato, além de um espaço para esclarecer dúvidas.

O valor de inscrição para o Exame de Classificação é de R$ 20 e para o Vestibular de R$ 50. Os candidatos podem requerer isenção no pagamento da taxa.

As provas para o Vestibular acontecem no dia 2 de dezembro e as provas do Exame de Classificação serão aplicadas uma semana depois, dia 9 de dezembro.

O resultado final do Ingresso 2013 sai dia 22 de dezembro e as matrículas acontecem a partir de 10 de janeiro de 2013.

O IFC está presente nas cidades de Araquari, Blumenau, Camboriú, Concórdia, Fraiburgo, Ibirama, Luzerna, Rio do Sul (Sede e Unidade Urbana), São Francisco do Sul, Sombrio (Sede e Unidade Urbana) e Videira.


Em Concórdia

No câmpus Concórdia há 290 vagas abertas, distribuídas entre os cursos superiores e técnicos. Nos cursos superiores, há 20 vagas para Licenciatura em Matemática, 20 para Licenciatura em Física, 20 para Engenharia de Alimentos e 20 para Medicina Veterinária. Para os cursos técnicos há 210 vagas, sendo 140 para o Técnico em Agropecuária e 35 para o Técnico em Alimentos, ambos integrados ao Ensino Médio.

A novidade fica por conta do Técnico em Informática, que oferece 35 vagas no período vespertino, para estudantes que cursam o Ensino Médio em outras instituições.


Comente aqui
19 set18:20

Chapecó ganhará Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos

O Sistema Fiesc formalizou a parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) para apoio ao Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos, que será implantado em Chapecó.

O acordo de cooperação foi assinado nesta quarta, dia 19, pelo presidente do Fiesc, Glauco José Côrte; pelo diretor regional do Senai-SC, Sérgio Roberto Arruda; e pelo representante do IICA Marcos Sánchez-Plata, na abertura do Seminário Internacional de Industrialização da Carne.

A cooperação prevê a promoção de soluções competitivas na área de processamento de aves, segurança de alimentos e execução de projetos conjuntos no continente americano. Os trabalhos poderão ser na forma de assessoria direta, por meio de missões técnicas, capacitação de especialistas e intercâmbio de conhecimentos e informações. Desde 2011, as duas entidades realizaram em conjunto duas edições (uma em andamento) da Escola de Processamento Avícola, em Chapecó, e, com a assinatura do convênio, a atividade se consolida como evento anual.

A parceria com o IICA cumpre a estratégia do Senai de buscar instituições de referência nacionais e internacionais na implantação e operação dos Institutos de Tecnologia. O IICA atua em todo o continente americano e é especializado em agricultura e meio rural.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
17 set09:06

Selo de certificação da carne suína foi apresentado

O Presidente do Instituto Nacional da Carne Suína, Wolmir de Souza, juntamente com representantes da Cugnier Certificadora, participaram de uma reunião com o presidente da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Enori Barbieri, e com o gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Sérgio Borges. O objetivo do encontro foi buscar o apoio do órgão governamental para efetivar a certificação da carne suína brasileira.

O gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Sérgio Borges, afirma que a Cidasc reconhece o projeto de certificação como uma ideia muito boa. O Selo de Qualidade da Carne Suína pretende certificar as plantas frigoríficas que atenderem aos requisitos técnicos de controle de segurança alimentar.

- A Cidasc está avaliando os requisitos do projeto e pensando em como validar o Selo de certificação. As empresas que obtêm o selo são empresas diferenciadas, pois além de atender a mais requisitos do que os solicitados pela Inspeção Estadual, elas demonstram preocupação com a qualidade alimentar e o fazem por iniciativa própria – afirmou Borges.

Para o representante da Cugnier Certificadora, Dante Dauer, o interesse e aval positivo da Cidasc para a certificação da carne suína é muito importante.

Wolmir de Souza, presidente do INCS, frisa que é muito importante este espaço conquistado junto a Cidasc.

- Esperamos que nosso projeto de certificação da carne suína, assim como o regulamento técnico que o acompanha, sejam referência no estado e no Brasil. E uma ação que vai valorizar as pequenas plantas frigoríficas e mostrar que elas são tão qualificadas quanto as grandes marcas para oferecer segurança alimentar e produtos saborosos – afirmou o presidente.


Carne Suína de Qualidade

O projeto de certificação da carne suína é carro chefe do Instituto Nacional da Carne Suína. Esta ação pretende qualificar as plantas frigoríficas de pequenas agroindústrias dentro de normas técnicas rígidas que garantam a segurança alimentar do produto, além de agregar valor a cortes e derivados de carne suína, que irá impactar diretamente para a geração de renda e crescimento destes frigoríficos e dos suinocultores independentes.

O trabalho de certificação já foi realizado em um Frigorífico paranaense. O Primaz Alimentos, localizado em Rio Negrinho, será o primeiro a carregar o selo nas embalagens dos produtos. Em dezembro de 2011 a planta passou por uma auditoria piloto realizada pela Cugnier Certificadora. O resultado foi positivo e a planta atendeu a mais de 70% dos requisitos técnicos para receber o Selo. Agora, o INCS e o Primaz aguardam o parecer do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sobre a adequação do selo ao rótulo das embalagens dos produtos.

Com o primeiro frigorífico certificado, o INCS começou a implantar o projeto no Oeste catarinense. Quatro frigoríficos da região já concluíram a primeira etapa do projeto, que é a consultoria e preparação para a auditoria da Cugnier. Em breve estes frigoríficos também poderão receber em seus produtos o selo de certificação de qualidade da carne suína.


Comente aqui
30 ago11:29

Inscrições abertas para cursos de qualificação do IFSC

O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) está com inscrições abertas para 21 cursos de qualificação em nove cidades. São 597 vagas para em Araranguá, Chapecó, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Lages, Pinhalzinho, São Carlos e Xanxerê. Para a região oeste, são 126 vagas para as cidades de Chapecó, Pinhalzinho, São Carlso e Xanxerê.

Os cursos de qualificação ofertados pelo IFSC também são chamados de cursos de formação inicial e continuada (FIC). Possuem curta duração e são voltados ao aperfeiçoamento e qualificação para todos os níveis de escolaridade, em diferentes áreas profissionais.

Para conferir a quantidade de vagas, o horário das aulas e os pré-requisitos para cada curso, o candidato deve ler o edital no site www.ingresso.ifsc.edu.br. As inscrições podem ser feitas até o dia16 de setembro pela internet. A seleção para o curso Desenho Industrial: Básico 2D e 3D, ofertado no Campus Lages, será feito por análise socioeconômica. Para os demais cursos, será por meio de sorteio público.

Mais informações no site www.ingresso.ifsc.edu.br ou pelo telefone 0800 722 0250.


Confira os cursos ofertados nas cidades da região:


Chapecó

Uso do Multímetro e do Osciloscópio na Eletrônica Automotiva


Pinhalzinho

Montagem e Manutenção de Computadores


São Carlos

Informática

Costura Industrial


Xanxerê

Fundamentos de Metrologia


Comente aqui
15 jun09:22

IFSC abre vagas para transferência externa e retorno de alunos

O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) abriu processo de transferência externa e retorno de graduados. As inscrições estão abertas até 25 de junho. São 318 vagas em cursos nos campi de Araranguá, Canoinhas, Florianópolis, Florianópolis-Continente, Gaspar, São José e Urupema.

Para transferência externa podem se inscrever alunos regularmente matriculados (que frequentam ou que estão com matrícula trancada) em cursos do IFSC ou outra instituição de ensino superior pública ou particular. Para o retorno de graduados podem se inscrever portadores de diploma de curso superior, reconhecidos pelo MEC, de qualquer instituição de ensino superior.

As inscrições devem ser feitas no site www.ingresso.ifsc.edu.br e, depois, os documentos exigidos devem ser entregues no campus para o qual o candidato pretende concorrer à vaga.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
22 mai12:31

Festival Regional da Carne Suína foi realizado em Concórdia

O Festival Regional da Carne Suína, realizado pelo Rotary Club de Concórdia em parceria com o Instituto Nacional da Carne Suína, uniu a fome com a vontade de comer. Além do objetivo beneficente, de repassar o dinheiro arrecadado a instituições sociais, o almoço realizado no sábado, dia 19, de meio dia, deu oportunidade para os quatro frigoríficos que buscam o selo de Indicação Geográfica (IG) divulgar as marcas e produtos respectivos. Cada um ficou responsável pela doação da carne suína e a elaboração do cardápio. O evento contou com a participação de mais de 500 pessoas, estimativa do Rotary Club.

Os frigoríficos participantes foram o Afrib e o Frigolaste, ambos de Seara – SC, o Friprando, de Jaborá – SC, e o Figorífico Varpi, de Concórdia – SC. O Afrib serviu sobre paleta recheada com temperos naturais e linguicinha sabor queijo. O Frigolaste fez lombinho de suíno e barriga de suíno recheada. O Friprando inovou com o porco pizza, um suíno assado inteiro com cobertura de queijo, presunto, milho, ervilha, entre outros condimentos. O Frigorífico Varpi seguiu a linha tradicional da região e serviu o famoso porco a paraguaia.

A gerente administrativa do Friprando, Cláudia Prando, afirmou que o Festival Regional da Carne Suína foi muito proveitoso para o frigorífico, uma oportunidade de abertura de mercado no município de Concórdia. – O nosso porco pizza fez sucesso e foi o primeiro prato a terminar. Acho que assim como os outros ficamos satisfeitos com o resultado e conseguimos divulgar a merca em um mercado em potencial e que queremos entrar já há algum tempo – afirmou Cláudia.

Para o presidente do INCS, Wolmir de Souza, foi mais uma oportunidade de mostrar que o setor tem que buscar unidade e ações integradas para fortalecer e aumentar a demanda por carne suína.

- A união dos frigoríficos do IG mostram que a suinocultura precisa fortalecer os laços para juntos buscar o crescimento do setor, principalmente neste momento de crise – disse de Souza.

Entidades Beneficiadas

Os recursos arrecadados no Festival Regional da Carne Suína serão revertidos para três instituições comprometidas em realizar ações sociais e de inclusão. São elas: o Lar Recanto do Idoso, Associação de Cadeirantes Águias de Concórdia e Fundação Rotária.

O presidente do Rotary Club Concórdia, Sérgio Rogério Silva de Vargas, afirmou que o evento foi bom. – A comunidade mais uma vez atendeu o pedido de solidariedade do Rotary e teve a oportunidade de degustar um delicioso almoço a base de carne suína. Esperamos que a parceria com o Instituto Nacional da Carne Suína continue – destacou Vargas.


Comente aqui
16 mai10:36

Ainda não foi identificado homem atropelado na BR 480 em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Por volta das 17h50 desta terça-feira um homem morreu atropelado Km 128 da BR 480 em Chapecó. Até o final da manhã desta quarta-feira ele não havia sido identificado. Segundo funcionários do Instituto Médico Legal (IML), o homem de aproximadamente 35 anos, vestia bermuda, jaqueta de um supermercado de Chapecó e chinelo de dedos. Com ele foi encontrado também uma mochila preta cheia de roupas. Familiares podem fazer o reconhecimento no IML do Hospital Regional do Oeste em Chapecó.

Uma van, placas de Cunha Porã, com trabalhadores que saía de Chapecó atropelou o homem que, segundo a Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê, teria tentando atravessar a pista. Nenhum ocupante do veículo se feriu.

O acidente gerou engarrafamento no local.



Comente aqui
14 mai10:19

Física para todos no IFC-Concórdia

Nos dias 16 e 17 de maio o Instituto Federal Catarinense – Campus Concórdia vai receber a exposição “Física para Todos”. A visitação estará aberta nos três turnos de funcionamento da instituição (manhã, tarde e noite), com entrada gratuita, no Centro Cultural (CTG). Toda a comunidade está convidada a visitar e conhecer a exibição de experimentos.

“Física para Todos” é um museu interativo itinerante de Física, que apresenta experimentos intrigantes, desafiadores e, por vezes, paradoxais, capazes de despertar em crianças, jovens e adultos a curiosidade e o gosto pela ciência. Tem por objetivo promover e difundir a popularização da Física, através de momentos de cultura e lazer para todas as idades. Além disso, proporciona a oportunidade de vivenciar os fenômenos físicos através da observação, manipulação e execução de experimentos.

O “Física para Todos” é uma realização da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – Unijuí. Grupos de escolas podem agendar a visita guiada com a professora Lurdes Perinazzo, pelo telefone 49 3441-4884.


Comente aqui
04 nov15:36

Pente fino nos repasses federais

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O escândalo da liberação de recursos estourou no Esporte, mas foi o Ministério da Justiça que deu o primeiro lance para investigar os convênios entre governo e instituições não governamentais, as chamadas Ongs. Duas entidades do Oeste estão entre as 10 com maior volume de recurso entre as 78 investigadas.


Conclusão de estação de piscicultura pode atrasar ainda mais

A decisão do Planalto em congelar convênios por 30 dias para auditorias deve atrasar ainda mais a conclusão da Estação de Piscicultura que está sendo construída em Águas de Chapecó. O Instituto Goio-Ên, vinculado à Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste), tem um convênio de R$ 2,3 milhões do Ministério da Pesca. Já foram repassadas quatro parcelas no valor de R$ 1,589 milhões e ainda faltam duas parcelas no valor de R$ 710 mil.

O diretor técnico do Instituto Goio-Ên, Régis Canton, disse que o repasse de recurso e a obra deveriam estar concluídos até o final do ano. Mas, como não houve o repasse, as obras também estão atrasadas e devem atrasar mais um mês por conta da decisão do governo. Canton vai pedir um aumento de prazo de seis meses.

Atualmente a obra está parada, mas já existem quatro prédios com cerca de 1,8 mil metros quadrados que vão abrigar laboratórios, alojamentos, sistema de desova e casa de despesca. Também foram escavados 25 viveiros. O restante do recurso deve ser utilizado na conclusão do cercamento da área de 16,8 hectares doados pela Foz do Chapecó Energia S. A. A Estação vai servir para reprodução de espécies nativas do Rio Uruguai, resgate do banco genético e pesquisa.

A previsão é de produção de um milhão de alevinos por ano. Canton disse que a prestação de contas está 100% em dia pelo sistema Siconv, com o encaminhamento de notas digitalizadas.


Cooperativa já recebeu dinheiro e diz estar tranqüila

A Cooperativa Central de Tecnologia, Desenvolvimento e Informação (Coopertec), recebeu R$ 3 milhões do Ministério do Desenvolvimento Agrário, para realizar assistência técnica nos três estados do Sul. Ela está localizada numa sala do segundo piso do prédio onde funciona a o escritório central da Cooperativa de Crédito Solidário (Cresol). Cerca de 10 pessoas estavam trabalhando no local na quinta-feira, 3.

A Coopertec foi criada em 2006 como um braço de capacitação da Cresol. Inicialmente o analista de Desenvolvimento e Capacitação da cooperativa, Roque de Nadal, ficou receoso de passar a informação, pois os diretores não estavam. Mas, após contato telefônico com um dos diretores, forneceu os dados e mostrou os relatórios que foram encaminhados ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e à Caixa Econômica Federal, que repassou a verba.

Nadal disse que todo o recurso foi repassado e a prestação de contas será concluída até o final do ano. Cerca de R$ 2 milhões foram aplicados na contratação de 120 técnicos que prestaram assistência técnica para cerca de 12 mil agricultores da região sul. Cada técnico deu em média oito horas de consultorias, no planejamento da propriedade e projetos de infraestrutura e custeio. O custo da hora era de R$ 21.

Também foi aplicado dinheiro na despesa de combustíveis, seis seminários de capacitação e intercâmbios, onde produtores do litoral puderam conhecer a produção de leite do Oeste e produtores do Oeste foram ver a produção de uva na Serra Gaúcha.

Segundo Nadal, foram 26 viagens de intercâmbio com cerca de 40 produtores cada. Foram realizados 100 dias de campo para repasse de tecnologia. -Não temos medo de ser fiscalizados, é até bom- concluiu Nadal.


Comente aqui
15 set14:31

Instituto Nacional da Carne Suína presente na Efapi

O Instituto Nacional da Carne Suína (INCS) participa pela primeira vez da maior feira multissetorial do estado a Efapi, que será realizada de sete a 16 de outubro em Chapecó.

A convite do secretário de Agricultura, João Rodrigues, o INCS ficará instalado no estande da Secretária de Estado da Agricultura e da Pesca, localizado próximo a Comissão Central Organizadora (CCO). O estande com aproximadamente 1.600 mil metros vai abrigar uma Mostra de Produtos da Agricultura Familiar, um auditório para palestras temáticas, associações e instituições do setor.

Para o presidente do INCS, Wolmir de Souza, a feira oferece oportunidades de divulgação.

- Nossos produtores precisam de incentivo, principalmente no momento em que o mercado segue instável. A Efapi vai abrir portas onde o INCS será o mediador – disse.

O foco do INCS no evento será a divulgação dos critérios técnicos do Selo de Qualidade da Carne Suína Brasileira que deve ser lançado ainda neste ano. – O processo de certificação da carne será de extrema importância para o setor. Uma nova alternativa que deve abranger todo o segmento de produção, proporcionando assim resultados satisfatórios para toda a cadeia – explica ainda o presidente.

Segundo o secretário da Agricultura a participação do INCS na feira representa a força da entidade diante dos frigoríficos, pequenos e médios produtores.

A feira pretende atrair um público estimado de 520.000 mil pessoas. A Efapi terá 650 expositores e deve movimentar em termos econômicos mais de 125 milhões de reais.


Comente aqui