Itá

06 out14:38

Cavalgada ecológica

A atividade inicia às 9h e segue até o meio dia, do sábado, dia oito. A cavalgada sairá do centro da cidade, próximo ao ginásio de esportes. Durante o evento será realizado o plantio de uma Grápia (árvore símbolo de Itá). Após o plantio, a cavalgada segue para a comunidade de Linha Fátima, onde será plantada outra Grápia e após servido almoço gratuito aos participantes.

As mudas de Grápia e Orquídeas receberão a Benção do Padre Sérgio da Igreja Católica.

Durante o dia também serão desenvolvidas outras atividades do Projeto Itá Pensando no Futuro:

Plantio de Orquídeas: com a participação do grupo dos Escoteiros Itaguaçu, Pelotão Ecológico e Casa Lar serão plantadas mudas de orquídeas nas árvores da cidade;

Campanha do lixo eletrônico: Os alunos envolvidos (Oitava série da Escola Valentim Bernardi e Terceiro ano do Liberato Bitencourt) irão passar no comércio e residências informando sobre a campanha, coletando o lixo eletrônico, para então dar o destino correto;

Campanha do Descarte Responsável: a Farmácia Itá Farma estará fazendo a Campanha do Descarte Responsável dos Medicamentos Vencidos. Quem trouxer qualquer medicamento vencido ganha uma muda de árvore nativa.

As atividades  são promovidas pelo Projeto Itá Pensando no Futuro, com o apoio do CTG Caudilhos do Oeste, Grupo Escoteiros Itaguaçu, Casa Lar, Colégio Valentim Bernardi e Liberato Bitencourt, Catequistas da Igreja Católica, Pelotão Ecológico, Comunidade da Linha Fátima, Ita Farma, Horto Botânico da UHE Ita, Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e Prefeitura de Itá.


Comente aqui
27 set20:39

Barragens ajudam a minimizar cheias

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

As chuvas ocorridas no final de agosto e início de setembro em Santa Catrina também afetaram as barragens situadas na bacia do rio Uruguai. Por isso a Tractebel, que administra as hidrelétricas de Itá, Machadinho e Passo Fundo, realizou na terça-feira uma coletiva para explicar como funciona a operação das unidades no caso de cheias.

De acordo com o gerente das três hidrelétricas, Elinton Chiaradia, a presenças das barragens ajuda a amenizar os efeitos das cheias. –Elas ajudam a regularizar e diminuem o pico- explicou. É como uma onda que vai diminuindo sua intensidade ao passar em cada barragem.

Isso porque, quando inicia uma cheia, as barragens já começam a liberar mais água pelos vertedouros, para conseguir segurar parte da água quando atinge o maior volume.

O gerente de Itá Diego Collet, disse que no dia 30 de agosto, choveu mais de 100 milímetros em alguns pontos, volume de quase um mês. No lago de Itá o volume de água atingiu 19,8 mil metros cúbicos por segundo. Itá conseguiu segurar até chegar a 19 mil metros cúbicos, 800 metros a menos. No dia 9 de março, quando chegou 12,5 mil metros cúbicos, foram liberados pelo vertedouro e comportas apenas 11 mil metros cúbicos.

Em Foz do Chapecó também houve contenção da cheia, segundo o gerente de operação, Gilson Carvalho.

Diego Collet.

Lá a quantia que chegava era 20,5 mil metros cúbicos por segundo no dia 30 de agosto e foram liberados 20,5 mil, ou sejam, mil metros cúbicos a menos. Chiaradia disse Isso ajudou a diminuir os alagamentos em áreas ribeirinhas abaixo da barragem, pois cada usina segurou um pouco. As hidrelétricas de Campos Novos, no rio Canoas, e Barra Grande, no rio Pelotas, também fazem parte do sistema, que é controlado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS). São 20 pontos de monitoramento do volume de água na Bacia do Rio Uruguai. As hidrelétricas mandam informações para a ONS de hora em hora, para que ela acionar as barragens.


Comente aqui
22 set10:38

Instrutores do Proerd participam de seminário

O PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência de Santa Catarina é ministrado pela Polícia Militar para alunos da 5ª série.

Entre os dias 14, 15 e 16 de setembro, 39 instrutores da região de Concórdia, Xanxerê, Chapecó e São Miguel do Oeste participaram de Seminário em Itá.

De acordo com o capitão Marcelo de Wallau da Silva, 13 instrutores distribuídos nos 35 municípios de atuação do 11º Batalhão de Polícia Militar de São Miguel do Oeste participaram

Foram apresentadas palestras sobre Cyber Bullying, disciplina em sala de aula, pedofilia, a atuação do Proerd e seus recursos materiais e pessoais, as necessidades no desenvolvimento do programa.

O Proerd desenvolve as atividades para manter seus instrutores capacitados e atualizados para as atividades na sala de aula com as crianças, adolescentes e pais.


Comente aqui
21 set13:30

Sítio arqueológico em Itá

Durante uma trilha de moto, Marcos Maroso encontrou algumas peças de cerâmica na proximidade da Linha Fátima, interior do município. A descoberta do novo sítio arqueológico as margens do Rio Uruguai foi possível após as fortes chuvas.

Maroso disse que começou a procurar por mais peças no caminho aberto pelo rio e encontrou diversos itens de cerâmicas com diferentes formas e tamanhos. Ele ficou mais de três horas salvando o que pode.

- Minha reação foi juntar a maior quantidade possível, pois sabia que isso era uma grande descoberta. Ao mesmo tempo, fiquei preocupado que uma nova cheia do rio poderia levar as peças embora – disse Marcos.

A arqueóloga Mirian Carbonera do Centro de Memória da Unochapecó (Ceom) visitou o sítio. Mirian coletou mais peças e reuniu também as cerâmicas recolhidas por Marco. Os objetos foram levados para Chapecó e estão sob os cuidados da Universidade.

- As cerâmicas encontradas são da cultura Guarani. Estamos higienizando os materiais para depois aprofundarmos a pesquisa. Ainda é cedo para confirmarmos a idade exata das peças, mas elas podem ter entre 200 e 1.500 anos – disse Mirian.

A arqueóloga fará uma pesquisa bibliográfica para saber se este sítio já possui registro, caso contrário, fará o cadastro junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN.

As peças cerâmicas encontradas são consideras patrimônio da União, protegidas pela Lei Federal 3.924 do ano de 1961.

Na área inundada pelo reservatório de da Usina de Itá foram demarcados 201 sítios arqueológicos. Boa parte está submerso. Os artefatos encontrados nestes locais como ossos, cerâmicas e objetos de pedra lascada e polida estão guardados na Universidade Regional Integrada – URI, em Erechim-RS. Alguns exemplares de vasilhas, urnas funerárias e outros objetos também podem ser visualizados no Centro de Divulgação Ambiental – CDA em Itá.


Comente aqui
24 ago17:09

Patinação no gelo em Itá

A pista permanece na cidade até domingo, dia 28.

Umas das grandes atrações do III Festival de Inverno de Itá é a Pista de Patinação no Gelo. De acordo com a Assessoria de Imprensa do município, mais de oito mil pessoas, entre turistas e itaenses, puderam sentir a emoção de patinar no gelo.

A pista permanece em Itá até domingo, dia 28. Os ingressos para 30 minutos de patinação custam R$ 5.

Programação

Quem quiser aproveitar os últimos dias do III Festival de Inverno de Itá tem como opções na programação no sábado, 27, apresentação teatral da Companhia de Pernas pro Ar, às 10h, no centro da cidade, apresentações culturais a partir das 14h, desfile do Bier Wagen, às 17h, jantar típico alemão às 20h e baile alemão às 23h.

No domingo o festival termina com mais apresentações culturais a partir das 10h, e novamente a exibição da Companhia de Pernas pro Ar, a partir das 14h.

Comente aqui
18 ago16:59

Assassinato em Itá teria sido motivado por vingança

Daisy Trombetta | daisy.trombetta@diario.com.br

Conforme a polícia, vítima teria participado da morte de irmão do suspeito

Pode ter sido motivado por vingança o assassinato de Odair Fabiano Camargo, de 18 anos, na noite da terça-feira (16) em Itá, no Oeste catarinense. Ele foi morto com pelo menos 20 facadas, nos fundos da igreja matriz.

O suspeito pelo crime, Fernando Arthur da Silva, de 25 anos, confessou a autoria do homicídio à polícia. Conforme o delegado Rogério Taques, a vítima teria participado do assassinato do irmão do suspeito, em 2010.

Silva contou em depoimento o local onde tinha abandonado o facão utilizado no crime. A polícia encontrou a arma jogada às margens da SC-466. Ele foi preso em flagrante por homicídio qualificado e já foi encaminhado ao Presídio Regional de Concórdia.

Ele foi detido no hospital de Itá, logo após o crime, quando buscou atendimento por conta de uma fratura no pé. O delegado disse que ele teria se machucado ao jogar o corpo da vítima em um barranco próximo à igreja. Ele foi preso e reconhecido pela adolescente, que era namorada do jovem morto.

No momento do assassinato, a vítima estava com a namorada, de 16 anos, nos fundos da igreja por volta das 21h. O casal foi surpreendido pelo suspeito, que amarrou e amordaçou os dois com as próprias roupas. Camargo também foi atingido por pedradas no rosto. A adolescente conseguiu fugir e pedir socorro. Ela não sofreu ferimentos.

Comente aqui