Leitor

06 ago12:15

Leitor reclama das garrafas de bebidas jogadas na Avenida Getúlio Vargas em Chapecó

O leitor Edley Visoli encaminhou um email reclamando da situação da Avenida Getúlio Vargas em Chapecó. Segundo ele a cena, registrada na foto, se repete todo final de semana.

- Todo Final de semana a mesma coisa: bagunça, som alto e garrafas jogadas ao longo do prolongamento da Avenida Getúlio Vargas. O Batalhão da Polícia Militar de Chapecó que faz a sua parte, poderia usar o efetivo para fazer rondas ao invés de que ter que ir até os postos da cidade que se transformam em bares a céu aberto. Se não bastasse a bagunça, tem ainda a sujeira que fica pelo local e que os comerciantes da redondeza precisam limpar – disse Edley.

Se você tem alguma reclamação, sugestão e quer colaborar com o clicRBS Chapecó encaminhe um email para participe@clicrbschapeco.com.br.

3 comentários
01 fev13:47

Leitor reclama do acesso ao IFSC e UFFS em Chapecó

O leitor Gerson Witte, professor do Instituto Federal de Santa Catarina, no Bairro seminário de Chapecó, encaminhou um email reclamando da situação.

“A situação do acesso ao IFSC e à UFFS é terrível, estrada esburacada, com muita poeira e sem nenhuma segurança para os alunos que transitam todos os dias pelo local. Fiz um vídeo, para demonstrar a situação do local. Gostaria de ressaltar que esta é uma atitude individual, como cidadão preocupado com os alunos. Sabemos que tanto a IFSC e a UFFS já fizeram requisição de melhorias no acesso, mas pelo visto, sem apoio da comunidade, esta obra não será realizada” – Gerson Witte.

7 comentários
28 dez14:16

Em edição especial de fim de ano DC avalia o primeiro ano do governo Colombo

Na edição conjunta dos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, o Diário Catarinense fará uma retrospectiva do primeiro ano do governo Colombo. E para isso quer saber a sua opinião:

Como você avalia o desempenho do governador Raimundo Colombo no primeiro ano de mandato? Pode dar exemplo de alguma área em que o trabalho foi melhor e onde deixou a desejar?

Algumas opiniões serão selecionadas e publicadas no Diário Catarinense.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
17 out08:31

Caminhoneiro que bateu em ônibus na BR-282, em Nova Erechim, recebe alta médica

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O caminhoneiro Osmar Gonçalves de Lima, de 47 anos, estava internado e teve alta na noite do domingo, dia 16. Outra vítima do acidente entre um ônibus de turismo e um caminhão na BR 282 em Nova Erechim, permanece internada na UTI do Hospital Regional de Chapecó.

Rosiliane Salete Barbosa Skinato, 56, passageira do ônibus, atingida por barra de ferro no abdômen passou por uma cirurgia. Segundo informações do Hospital ela segue internada na UTI.


Como foi o acidente

Um ônibus com 33 ocupantes e um caminhão bateram na BR 282 no fim da noite de sexta-feira. Sete pessoas ficaram feridas.

A batida aconteceu perto do trevo de acesso à cidade de Nova Erechim, por volta das 23h. O coletivo seguia para Foz do Iguaçu (PR), quando foi atingido de frente pela carreta, que estava carregada com aproximadamente 32 toneladas de milho.

O grupo no ônibus seguia para o Paraná para uma viagem de turismo. Ele voltaria no dia 17 para o Rio Grande do Sul.

Após a batida, a carreta caiu num barranco às margens da rodovia. Parte da carga ficou espalhada sobre a pista. A rodovia ficou fechada para a limpeza e remoção das vítimas. Porém, os motoristas que trafegavam pela região conseguiram passar por um desvio.


O leitor Ricardo Tobin, que mora em Nova Erechim encaminhou essas fotos para o participe@clicrbschapeco.com.br. Ele esteve no local logo após o acidente.


Comente aqui
06 out14:14

Leitor reclama de lixo em terreno

Após assistir a apresentação da esquadrilha da fumaça em Chapecó, na terça-feira, dia quatro, o leitor Marcos Pecini fotografou lâmpadas fluorescentes jogadas em um terreno baldio.

- Estava no acesso ao Aeroporto, próximo ao trevo na frente do cemitério Jardim do Éden quando vi as lâmpadas jogadas no local. Acredito que esse não seja o melhor destino para elas. Ainda mais serem descartadas em cima de uma nascente de água. Imagino que este material seja altamente poluente. Espero que alguma atitude seja tomada – disse.



Comente aqui