Libras

24 ago09:45

Curso “Aprendendo Libras” é realizado em São Miguel do Oeste

Muito mais que uma comunicação com as mãos, a linguagem em libras vem se tornando um caminho de inserção de pessoas surdas na sociedade. Desta forma, a Gerência Regional de Educação (Gered) de São Miguel do Oeste iniciou nesta semana dois cursos de formação continuada “Aprendendo Libras”, destinado a alunos, professores e profissionais das escolas EEB São Miguel e EEB Alberico Azevedo, ambas de São Miguel do Oeste.

O curso tem como objetivo propiciar aos profissionais da educação, alunos e comunidade escolar uma formação especifica voltada ao ensino de libras, com metodologia adequada a real aprendizagem dos educandos surdos, conforme a proposta de Educação de Santa Catarina.

Os encontros iniciaram na EEB Alberico Azevedo e as próximas aulas acontecem nos dias 28 de agosto; 4, 11 e 18 de setembro. Na EEB São Miguel, a turma tem encontros previstos para os dias 29 de agosto; 05, 12 e 19 de setembro.

A integradora de Educação Especial e Diversidade da Gered, Inês Soprano, explica que o projeto vem sendo desenvolvido há alguns anos, sendo realizados os cursos em unidades escolares onde existem alunos surdos e interessados.

- É muito bom vermos a comunidade escolar participando de atividades de inserção da língua de sinais nos educandários – disse.



Comente aqui
22 ago07:59

Inscrições para graduação em Letras Libras encerram nesta quarta

A nova licenciatura ofertada pela Unochapecó em Letras Libras encerra as inscrições nesta quarta-feira, dia 22. O curso em Língua Brasileira de Sinais, direcionado para egressos e professores não graduados, tem como objetivo a formação acadêmica para atuação no ensino fundamental e médio, além de segmentos culturais.

- A graduação tem por meta a formação do professor de Libras para atuar de forma ética na realidade educacional, no ensino fundamental, ensino médio e em diversos segmentos culturais – informa a coordenadora do curso, professora Marcia Ione Surdi.

Sobre a atuação do profissional na área, a professora diz que o curso atende a uma demanda motivada pela Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina de acordo com as políticas de inclusão social.

- A proposta é de realizar um curso de formação para pessoas com deficiência auditiva, com o intuito de formar profissionais que possam atuar como professores de libras – indica ela.

Com bolsas de estudo integrais durante todo o curso, a Unochapecó oferece 40 vagas, com inscrição na Central de Soluções Unochapecó (SOL) ou nas secretarias acadêmicas das extensões de Xaxim e de São Lourenço do Oeste. As aulas estão previstas para iniciar no próximo dia 30, e serão nas quintas-feiras à noite, nas sextas-feiras à tarde e noite e aos sábados pela manhã e à tarde.

A seleção dos candidatos será realizada por sorteio, na quinta-feira, dia 23, às 17h, no plenário do bloco M. Na ordem de classificação, será dada prioridade para surdos, conforme o decreto lei 5.626/2005. A lista dos classificados será divulgada até 24 de agosto, pelo site www.unochapeco.edu.br/seletivo. Já as matrículas poderão ser efetuadas entre os dias 27 e 29 de agosto. Informações complementares podem ser obtidas pelo telefone (49)3321-8000/8094.


A proposta do curso

A formação de profissionais competentes, críticos, comprometidos com a cidadania e aptos a utilizar e a ensinar as várias manifestações da linguagem é a proposta de formação do curso de Língua Brasileira de Sinais Letras (Libras), oferecido pela Unochapecó. Com duração de oito semestres, a graduação habilitará os profissionais para atuar de forma social e consciente com o compromisso de ensinar os diferentes saberes da literatura.


Comente aqui
15 jun15:19

Terceira Etapa de capacitação de Libras para professores é promovida em Dionísio Cerqueira

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, por meio da Gerência de Educação, promove nesta sexta-feira, 15, a 3ª Etapa da capacitação para professores dos municípios de Princesa, Palma Sola, Anchieta, Dionísio Cerqueira, Guarujá do Sul e São José do Cedro. A atividade tem como tema principal a Língua Brasileira de Sinais – Libras.

Conforme a integradora de Educação Especial e Diversidade, Joeldes Kuhn Taube, a atividade iniciada nesta manhã, nas dependências da Câmara de Vereadores do município de Guarujá do Sul, terá uma carga horária de 140 horas, sendo 120 horas presenciais e 20 horas a distância.

- O trabalho abrange professores de todas as escolas da nossa SDR e tem uma função muito importante, já que a dimensão do ser humano se constitui através da linguagem, para expressar as diversas formas de necessidades, de emoções, de sentimentos, de alegrias e de aceitação – destaca Joldes.

Quarenta e três educadores participam das atividades do Curso de Formação Continuada em Libras.


Comente aqui