Ligação

15 ago13:06

Saiba as atitudes do primeiro encontro que fazem ele não ligar no dia seguinte

Decidida a entender a questão que aflige mulheres de todo o mundo e diversas faixas etárias, a consultora de relacionamentos norte-americana Rachel Greenwald escreveu o livro “Por que ele não ligou de volta?”.


Atriz Ginnifer Goodwin em cena do filme Ele não está tão a fim de você.


Após 10 anos de estudo e entrevistas com aproximadamente mil homens, a especialista desvendou as principais atitudes que afugentam os homens e fazem o telefone não tocar para um segundo encontro.


Segue algumas das dicas:

> Use roupas femininas. Cabelos presos, falta de acessórios e terninhos acabam intimidando os homens.

> Não reclame do serviço do lugar escolhido por ele.

> Não fale muito ao telefone enquanto estiver com ele – principalmente sobre problemas familiares e do trabalho.

> Não mencione ou conte histórias que envolvam ex-namorados. Ninguém gosta de se sentir comparado a alguém.

> Evite falar sobre problemas emocionais ou físicos. Seja leve e positiva.

> Não seja ansiosa. Espera que ele proponha um novo encontro, não pergunte quando irão se ver novamente.

DONNA ZH



Comente aqui
18 ago16:39

Nova ligação com o RS

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Santa Catarina conta desde segunda-feira (15) com uma nova ligação com o estado vizinho.

Às 8 horas foi liberado o tráfego pela barragem Foz do Chapecó, construída entre Águas de Chapecó e Alpestre-RS.

A rodovia, que passa por cima do barramento, liga a ACH 050 com uma estrada municipal de Alpestre. São 10 quilômetros aslfaltados no lado catarinense e 16 quilômetros sem asfalto no lado gaúcho.

A empresa alerta aos usuários para não parearem os veículos sobre a barragem. O trajeto será monitorado por câmeras.

O prefeito de Águas de Chapecó, Adilson Zeni, disse que já está ocorrendo uma mobilização para asfaltar também o lado gaúcho, pois a nova passagem reduz em oito quilômetros a ligação entre Águas de Chapecó e Alpestre, feito por barca. Em relação a cidades como Passo Fundo e Porto Alegre há uma redução de 50 a 60 quilômetros, já que os moradores de Águas de Chapecó e arredores tinham que ir até Chapecó e atravessar pela ponto do Goio-Ên, que liga Chapecó a Nonoai-RS.

- A expectativa da comunidade é que as condições para o desenvolvimento econômico da região melhorem com este novo acesso- afirmou o diretor superintendente da Foz do Chapecó Energia, Marcelo Wood Chiarello.

Comente aqui