Mauro Ovelha

23 jan12:08

Ovelha chegou feliz, mas Gilberto Pereira riu por último

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A alegria do técnico Mauro Ovelha ao pisar novamente no gramado do estádio Índio Condá era visível. Afinal foi naquela grama que ele conquistou seu primeiro título Catarinense. Lá ele tinha conseguido muitas vitórias e o reconhecimento profissional, a ponto de ser convidado para treinar o Avaí.

Mas para a torcida era estranho ver o treinador vestindo azul. Até o treinador às vezes mexia na camisa, como se estivesse sentindo-se desconfortável. Do outro lado quem parecia desconfortável era o treinador Gilberto Pereira. Não por causa da roupa, um abrigo e uma camisa pólo. Mas por causa de um estádio inteiro que lhe observava. Quatro mil torcedores queriam ver se ele era digno de substituir o técnico campeão catarinense, que estava a alguns passos ao lado.

Enquanto Ovelha parecia mais tranqüilo que o normal, Gilberto Pereira gesticulava o tempo todo. Parecia que o espírito de Mauro Ovelha, que em alguns jogos só faltava entrar em campo, tinha incorporado no colega.

A torcida da Chapecoense não homenageou o treinador, afinal ele estava no lado adversário. Mas o respeitou. Jogadores, diretores e funcionários foram cumprimentar o ex-comandante. Ovelha sorria, satisfeito.

No primeiro tempo o Avaí foi melhor e marcou no campo do ataque, como Ovelha já montava seu time nos tempos de Chapecoense. O time da casa tinha dificuldade em sair com a bola. Ovelha conversava por um sistema de rádio com o auxiliar técnico. Gilberto Pereira às vezes voltava para a casamata e conversava com os jogadores e auxiliares.

Na segunda etapa Gilberto Pereira resolveu mexer no time que não estava rendendo bem. Tirou João Paulo de colocou Nicolas. E recebeu as primeiras críticas das arquibancadas, onde alguns torcedores queriam a saída de Tiago Cavalcanti. Outros pediam a entrada de Barbosa. Mas foi a partir daí que ele começou a ganhar o jogo. Ovelha perdeu o zagueiro Leandro Silva e colocou Cássio em seu lugar.

Minutos depois o zagueiro da Chapecoense, Fabiano, fez o gol de cabeça, em cobrança de escanteio. Aí todo o estádio comemorou, menos uns 30 torcedores avaianos que assistiam passivamente a partida. O sorriso de Ovelha deu lugar a uma cara de preocupação. Gilberto Pereira ficou ainda mais agitado. Até que veio o apito final e Ovelha caminhou sério até o vestiário. Gilberto Pereira ergueu a mão e cumprimentou a torcida. Era como se dissesse: eu mereço estar aqui e venci o treinador campeão catarinense. O estreante em catarinense venceu o especialista e riu por último.



Comente aqui
17 nov17:06

Mauro Ovelha é apresentado no Avaí e assina contrato até o final de 2012

Jean Balbinotti | jean.balbinotti@diario.com.br

Virtualmente rebaixado para a Série B do Brasileiro, o Avaí iniciou nesta quinta-feira, dia 17, o projeto 2012. A nova comissão técnica do clube e o novo departamento de futebol foram oficialmente apresentados à imprensa. Feliz pela oportunidade que está recebendo, mas triste pelo atual momento do clube na competição, o técnico Mauro Ovelha prometeu muito empenho e dedicação para dar outra cara ao Avaí.

— Sei da dificuldade que vou ter pela frente, mas sei também que com trabalho tudo se resolve. A montagem da equipe, a reestruturação do clube, tudo isso, vai nos ajudar a sair dessa situação — afirmou.

Ovelha chega ao Avaí com contrato firmado até o final da Série B de 2012. Nos próximos três jogos, ele ficará apenas como observador e o auxiliar técnico do clube, Edson Neguinho comandará a equipe è beira do gramado. O treinador quer conhecer melhor o grupo de atletas que está no clube e quais poderão continuar na próxima temporada.

— Os jogadores que tiverem identificação com o clube e vontade de permanecer, irão continuar. Quero que estejam comprometidos com o trabalho, independente se têm contrato em vigência ou não. O importante é querer estar aqui — ressaltou.

Para atingir as metas estipuladas e reconquistar a hegemonia do futebol catarinense, Ovelha conta com o respaldo do gerente de futebol Carlito Arini, também apresentado à imprensa nesta quinta-feira. Arini será o responsável pelas contratações e o homem de confiança do presidente João Nilson Zunino.

Arini disse que seria muito cômodo para ele e os novos profissionais deixarem acabar o campeonato para depois iniciar o trabalho à frente do Leão. Não é o jeito que Arini gosta de trabalhar. Ele prefere antecipar os fatos e recuperar o tempo perdido com ações providenciais.

— Falar de contratações agora é precipitado. Posso é falar do perfil. O jogador tem que saber o momento do Avaí. Sou uma pessoa que sinto a responsabilidade, estive no jogo contra o Cruzeiro e não vi falta de vontade e querer vencer. Tem que ter comprometimento, independente de nome — avisou.

Além de Arini, Júlio Rondinelli atuará no departamento de futebol do Leão. O diretor de planejamento Enio Gomes assumirá também a superintendência de esportes e será o elo de ligação dos atletas com a diretoria. Enfim, mudanças para qualificar a gestão e minimizar os erros cometidos nesta temporada.

Na comissão técnica, além do auxiliar Celso Rodrigues, Alexandre Andreiss ocupará o cargo de preparador físico.


CLICESPORTES

Comente aqui
17 nov09:14

"Eu sei que vou ter uma grande pressão"

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O Avaí escolheu uma solução que estava no quintal de casa para tentar sair da crise. Mauro Ovelha, técnico campeão catarinense pela Chapecoense, assume o comando do Leão a partir desta quinta-feira. Apesar de querer manter o discurso de lutar enquanto tiver chances, o novo treinador já deixou escapar que o principal objetivo é montar o grupo para 2012.

— Meu contrato vai até o final da Série B — deixou escapar durante a coletiva de quarta, ainda na Arena Condá.

Mesmo sem conseguir o acesso para a Série B pela Chapecoense, o treinador sai do clube do Oeste em alta. Apesar de ter um estilo de trabalho considerado “durão”, onde prioriza a disciplina, Ovelha demonstrou ser um profissional com ética e palavra. Tanto que não havia contrato assinado entre ele e a Chapecoense. Quando recebeu a ligação do Avaí, na última segunda-feira, o treinador já comunicou a direção do clube do Oeste.

E disse que nenhum jogador da lista que estava montando para Chapecó, estará nos planos do Avaí. Ele pretende participar ativamente da montagem do grupo para o Catarinense, além de manter parte do grupo dos 40 jogadores que compõe o grupo do Leão. Mas haverá mudanças.

Ovelha vai aproveitar os três jogos que faltam para definir quem fica e quem sai. E avisa que não quer jogador com “má vontade”. Além disso, o comandante está ciente da importância do clássico contra o Figueirense, mesmo que o Avaí já esteja rebaixado.

— É um campeonato à parte — destacou.

Ele afirmou que a torcida do Avaí pode esperar um treinador que vai trabalhar muito para dar uma resposta positiva ao clube. Ovelha sabe que está subindo um degrau importante na sua carreira. E como fazia no Índio Condá, deve ser o primeiro a sair do vestiário para os treinamentos.


Entrevista

“Vou ter uma pressão grande” – Mauro Ovelha, técnico do Avaí


Diário Catarinense - Você disse que teve convites de outros clubes e recusou. Por que resolveu aceitar treinar o Avaí?

Mauro Ovelha – Vejo o Avaí muito parecido com a Chapecoense na identificação da torcida com o clube. Tive dificuldade em tomar a decisão. Espero ter no Avaí o mesmo sucesso e a mesma identificação que tive na Chapecoense. O Avaí tem um bom grupo de trabalho. O atual momento do Avaí é muito triste. Mas vamos ajudar esses profissionais a voltar a ter sucessos. O clube tem jogadores que contribuíram muito com a equipe e podem voltar a fazer coisas boas.


DC — Seu primeiro trabalho será resgatar a autoconfiança do time?

Ovelha — O primeiro trabalho passa por isso. Sei que posso chegar e dar minha contribuição para ajudar o grupo.


DC — Você já tinha recusado um convite do Avaí em outra oportunidade?

Ovelha — Não falo sobre isso. Quem falou sobre isso foi só a imprensa.


DC — O que muda na Ressacada?

Ovelha — O principal é formar um grupo de trabalho que se dê muito bem. Tenho meu sistema de trabalho. Quero um grupo de jogadores que estejam identificados com o Avaí.


DC — Você ainda acredita em manutenção na Série A?

Ovelha — Uma situação muito difícil. Mas enquanto o clube tiver chances temos que lutar.


DC — Qual é seu conhecimento do grupo do Avaí?

Ovelha — Conheço a grande maioria, alguns jogaram comigo e outros conheço por jogar contra.


DC — Você sabe que a manutenção como treinador para o Brasileiro do ano que vem passa por uma boa campanha no Estadual?

Ovelha — Sei disso mas me sinto preparado. Sei que vou ter uma pressão grande. Isso faz diferença pois nos obriga a estar buscando sempre o melhor.

Comente aqui
16 nov17:41

Chapecoense procura técnico

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense procura um técnico. Com a ida de Mauro Ovelha para o Avaí, anunciada hoje à tarde, o clube do Oeste parte em busca de um substituto. Nomes como Julinho Carmargo, ex Grêmio, e Nestor Simionato, estão entre os cotados.

Os diretores estão reunidos no clube para definir o perfil do treinador.

-Estamos tristes e ao mesmo tempo contentes- disse o presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, que agora precisa recomeçar um trabalho mas ao mesmo tempo vê mais alguém do clube ir para um time maior.

A relação de Mauro Ovelha com a direção era muito boa. Tanto que não havia contrato de renovação assinado, nem multa rescisória. Assim que recebeu ligação do Avaí, na segunda-feira, Ovelha já comunicou a direção da Chapecoense.

Mauro Ovelha disse que sai do clube para um desafio maior. Ele se sente preparado para treinar o clube da capital e já pensa em reformulação para 2012. Seu contrato vai até o final do ano que vem.

Além de Ovelha, também vão para o Avaí o preparador físico Alexandre Andreis, e os auxiliares técnico Celso e Gabriel.



Comente aqui
16 nov15:37

Mauro Ovelha é o novo técnico do Avaí

[Atualizado 16h30]

Projetando o ano de 2012, o Avaí divulgou através do seu site oficial a contratação de Mauro Ovelha para o cargo de treinador. Ovelha foi campeão estadual este ano dirigindo a Chapecoense. O técnico será apresentado nesta quinta-feira, dia 17.

Além do treinador, o professor Enio Gomes, Diretor de Planejamento do Clube, assume como Superintendente de Esportes. Carlos Arini será o Gerente de Futebol. Com ele, chega também Júlio Rondinelli que exercerá o cargo de coordenador de futebol.

Mauro Ovelha retorna para o Oeste no dia 22 de janeiro na estreia do Avaí contra o Verdão no Campeonato Catarinense 2012.


CLICESPORTES

Comente aqui
28 out16:33

Mauro Ovelha renova por mais um ano

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Mauro Ovelha renovou com a Chapecoense por mais um ano. A informação foi confirmada há pouco pelo presidente do clube, Sandro Pallaoro.

–O que pesou foi o planejamento para o ano que vem- explicou Pallaoro, sobre a continuidade no trabalho. Ovelha deve comandar o time no Catarinense, Copa do Brasil e Série C do Brasileiro.

Ele afirmou que o valor do salário do treinador não sofreu alteração. A discussão ficou mais no orçamento para o ano que vem. Ovelha queria mais investimento para formar um time competitivo, já que a Chapecoense, como atual campeã estadual, não pode fazer feio. Pallaoro disse que a ideia é uma folha de pelo menos R$ 250 mil por mês, 25% a mais do que no catarinense de 2011.



Comente aqui
28 out10:09

Definição sobre Mauro Ovelha é adiada

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A definição sobre a permanência do técnico Mauro Ovelha à frente da Chapecoense, que era para ocorrer na quinta, foi adiada para a manhã desta sexta-feira. Mas a renovação é tida como certa.

— Está 99% — calculou um dos diretores de futebol, Mauro Stumpf.

Na manhã desta sexta, o treinador vai se reunir novamente com a direção. A questão salarial não é problema. O que o treinador quer é a garantia de um bom investimento, para conseguir montar um time competitivo e defender o título catarinense em 2012, além de fazer bonito na Copa do Brasil.

A direção da Chapecoense optou pela permanência do treinador, mesmo não tendo classificado o time para a Série B do Brasileiro, em virtude da boa campanha ao longo do ano. Ovelha conquistou o Catarinense e foi o melhor time da chave na primeira fase da Série C.

Outro fator que pesou, segundo Mauro Stumpf, foi o conhecimento do treinador no Campeonato Catarinense.

— Ele foi o técnico que mais chegou em finais nos últimos anos — explicou.

Na tarde da quinta, funcionários de uma empresa de Minas Gerais estiveram na Arena Condá para fazer um orçamento da troca do gramado. A Chapecoense vai bancar a mudança, e, depois, tentará um ressarcimento da prefeitura, proprietária do estádio.

Comente aqui
27 out09:25

Chapecoense encaminha renovação com Ovelha

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


A direção da Chapecoense teve uma reunião na noite desta quarta-feira com o treinador Mauro Ovelha e encaminhou a renovação do técnico para 2012.


—Falta apenas alguns detalhes— afirmou o presidente, Sandro Pallaoro.

Ele informou que até o final da tarde desta quinta-feira a renovação deve estar sacramentada. Ovelha está há um ano no clube, tendo sido campeão catarinense. O presidente disse que foi conversado sobre o orçamento do clube para 2012 e a direção está buscando aumentar a receita para formar um time competitivo.

No próximo ano o clube terá o Catarinense, a Copa do Brasil e a Série C do Brasileiro.

Comente aqui
25 out14:55

Situação de Mauro Ovelha

Diretoria e comissão técnica se reúnem nesta terça-feira com o técnico Mauro Ovelha para definir se ele continua ou não na equipe.

- A intenção da direção e da comissão é que ele continue na Chapecoense – disse o diretor de futebol Cadu Gaúcho.

Reapresentação

Jogadores se reapresentam às 16h, desta terça-feira, na Arena Condá. No domingo, dia 30, a Chapecoense recebe em casa o Brasiliense.

Comente aqui
20 out10:36

Quinta é dia de coletivo na Chapecoense

Nesta quinta-feira, dia 20, a equipe comandanda por Mauro Ovelha não treinou pela manhã.

Durante a tarde os jogadores realizam o primeiro coletivo da semana a partir das 16h na Arena Condá.

A Chapecoense viaja no domingo, após o almoço para Joinville. A partida está marcada para às 17h, do domingo, dia 23.

Comente aqui