Metropolitano

18 jun09:49

Chapecoense vence amistoso contra o Metropolitano

No quinto teste de preparação para a Série C do Campeonato Brasileiro, a Chapecoense venceu o Metropolitano por 1 a 0. A partida foi no sábado, dia 16, no Centro de Treinamento Itoupava, em Blumenau.

De acordo com a Assessoria da Chapecoense o confronto foi bem movimentado e as duas equipes estavam em busca do gol desde o começo da partida. No primeiro tempo a Chapecoense teve domínio do jogo, com três oportunidades para abrir o marcador, duas vezes com Thuram, que começou o amistoso como titular e uma com Lê, que cabeceou sobre o gol de Flávio. O Metropolitano saia nos contra ataques e pouco assustava o goleiro Rodolpho. A primeira etapa terminou em 0 a 0.

Na volta para o segundo tempo, tanto a Chapecoense, como o Metropolitano mostraram muita vontade e o jogo permanecia equilibrado, até que em um contra ataque da Chapecoense, a bola foi levantada na área e o zagueiro Leonardo cabeceou sozinho, abrindo o placar em Blumenau.

Após o gol, o Metro foi para cima em busca do gol de empate e esbarrava nas boas defesas de Rodolpho e na boa marcação dos zagueiros do Verdão. A partida foi equilibrada, mas a Chapecoense saiu de Blumenau com uma boa vitória. Placar final: Chapecoense 1 a 0 Metropolitano.

Durante a partida o atacante Thuram teve uma lesão no tornozelo, mas já está recuperado e deve treinar com a equipe nesta segunda-feira.

Agora a Diretoria do Verdão aguarda uma decisão da CBF para ver quando inicia o Campeonato Brasileiro da Série C.



*com informações da Assessoria de Imprensa da Chapecoense.


Comente aqui
15 jun19:24

Para Schulle, atraso da Série C não é tão ruim

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense faz hoje seu quinto teste em preparação para a Série C do Campeonato Brasileiro, às 15 horas, contra o Metropolitano, no Centro de Treinamento Itoupava, em Blumenau.

Apesar dos prejuízos do clube com a inadimplência de torcedores e sem conseguir novos patrocinadores, para o técnico Itamar Schulle o atraso na Série C não é tão ruim. A competição deveria iniciar em 26 de maio mas acabou adiada por disputas judiciais. Schulle aproveita o tempo para recuperar jogadores de lesão, buscar novas contratações e entrosar o time.

Tanto que hoje, contra o Metropolitano, ele deve testar dois novos atletas, que chegaram na última semana. O atacante Thuram, 21 anos, veio do Atlético Paranaense e o meia Dudu Figueiredo, 20 anos, veio do Coritiba.

Os dois devem começar no banco mas entrarão durante a partida. Schulle deve fazer apenas uma alteração em relação ao time que iniciou o amistoso de quarta-feira, contra o Concórdia, vencido por 1 a 0. O volante Paulinho Dias, que sentiu uma dor muscular na coxa esquerda e foi substituído ainda no primeiro tempo, nem viajou. Dudu, que veio do São Bernardo, entra em seu lugar.

Outros que não viajaram foram o lateral direito Galiardo, e o zagueiro André Paulino. Quem também continua no departamento médico é o zagueiro Dema.

Schulle disse que gostaria de contar com todos para o amistoso, mas, pelo menos, vai entrosando quem está disponível. Ele citou que são 10 jogadores novos em relação ao estadual e isso requer trabalho. Até agora a Chapecoense venceu os dois amistosos contra o Concórdia e empatou outros dois com os Sub 23 do Inter e Atlético-PR. Mas na vitória por 1 a 0 contra o Concórdia, na quarta-feira, não agradou.

Para o técnico o Metropolitano é um grande teste pois a equipe manteve a base do estadual e vem tendo bons resultados nos amistosos.



CHAPECOENSE

Rodolpho

Rafael Mineiro

Fabiano

Souza

Willian

Wanderson

Dudu

Athos

Neném

Eliomar


Técnico: Itamar Schulle

Comente aqui
15 jun10:50

Chapecoense faz amistoso com o Metropolitano

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A tentativa da CBF em tentar fazer um acordo com os clubes em disputa judicial para definir o início das Série C e D não deu resultado na tarde desta quinta-feira e por isso a Chapecoense marcou mais um amistoso, para sábado, contra o Metropolitano. O teste será às 15 horas, no Centro de Treinamento Itoupava, em Blumenau. Será o quinto teste da Chapecoense.

– Vamos marcando aos poucos enquanto não começa o campeonato – explicou o diretor de futebol do clube, Cadu Gaúcho. O objetivo é manter o time em ritmo de jogo.

No entanto o atraso já causa prejuízo de cerca de R$ 400 mil para o clube. Cerca de dois mil dos cinco mil sócios estão em atraso. Algumas placas de publicidade e da camiseta não foram vendidas.

O time treinou na manhã desta sexta-feira, e no início da tarde segue viagem para Blumenau.

Do grupo que vinha trabalhando o zagueiro André Paulino e o volante Paulinho Dias não viajam, em virtude de dores musculares. Os dois passaram por exame. O zagueiro nem foi relacionado para o amistoso contra o Concórdia, quarta-feira, vencido por 1 a 0. O volante chegou a atuar e fazia uma boa partida até ser substituído, no final do primeiro tempo, quando sentiu dores na coxa esquerda.

- É mais para prevenir- disse o jogador.


Comente aqui
15 jun08:05

Chapecoense treina nesta manhã e viaja à tarde para Blumenau

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O time comandado por Itamar Schulle realiza treino na manhã desta sexta-feira, a partir das 9 horas na Arena Condá. A equipe viaja logo após o almoço para Blumenau, onde realiza no sábado, dia 16, amistoso contra o Metropolitano.  A partida será às 15h no Centro de Treinamento de Itoupava.

Este será o quinto teste da Chapecoense em preparação para a Série C. Foram realizados dois contra o Concórdia. No primeiro a Chapecoense venceu por 4 a 1, em Itá, no segundo na Arena, venceu por 1 a o. Nos outros dois confrontos, contra o Sub 23 do Inter e Atlético-PR, houve empate por 1 a 1 e 4 a 4, respectivamente.

O início da Série C ainda está indefinido.

Comente aqui
14 jun12:41

Chapecoense confirma amistoso contra o Metropolitano

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br


O diretor de futebol da Chapecoense, Mauro Stumpf confirmou amistoso entre o clube e o Metropolitano. A partida será neste sábado dia 16 de junho em Blumenau.

O jogo será às 16 horas no estádio do Sesi.

Comente aqui
02 abr09:26

Verdão do Oeste é mais forte no Catarinense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Nos confrontos entre os Verdões, o representante do Oeste mostrou mais força e fez 2 a 0 no time do Vale do Itajaí. Mesmo jogando em casa o Metropolitano não conseguiu espantar a má fase, somou seu quarto jogo sem vitória e fica mais longe da classificação, com 26 pontos. Até a vaga na Série D está ameaçada pelo Atlético de Ibirama.

Por outro lado a Chapecoense venceu mais um adversário direto na briga pelas semifinais e assumiu a vice-liderança na classificação geral, com 30 pontos. O time de Itamar Schulle pode garantir uma das vagas nas semifinais, por índice técnico, já no próximo domingo, contra o Atlético, no Índio Condá.

Já na escolha dos uniformes o time do Oeste a partida foi decidida. A Chapecoense jogou com o seu tradicional uniforme verde escuro, mostrando a força de quem vinha de uma vitória convincente diante do Joinville. O Metropolitano entrou em campo de branco, já pálido pelos resultados negativos.

Pantico até tentou animar a torcida local ao arriscar o primeiro chute a gol. Mas Nivaldo mostrou a segurança de quem já tem 38 anos e vem mostrando qualidade similar a 2007, quando foi destaque no título do tricampeonato. Tanto que o goleiro campeão do ano passado, Rodolpho, não teve chance de retornar.

Aos poucos a Chapecoense foi tomando conta do jogo. Flávio defendeu chutes de Diogo Roque e Esquerdinha. Por isso Athos tentou encobri-lo mas a bola acabou indo por cima da trave. No início do segundo tempo, Athos teve novamente a chance de marcar, mas a bola bateu na trave. O jogador chegou a morder a camisa ao não se conformar com a segunda chance perdida.

Mas aí ele lembrou que no jogo contra o Joinville ele perdeu um gol e um pênalti, mas participou dos quatro gols. Foi então que Athos resolveu passar a bola para Neném que, num chute forte, abriu o placar. A dupla mostrou entrosamento que vem desde 2005, quando ambos jogavam no Criciúma.

Mais tranquilo, Athos conseguiu marcar também o seu, três minutos depois. Em apenas três partidas ele marcou um gol e participou da jogada de cinco. A direção da Chapecoense tem que agradecer ao Juventude que dispensou o jogador após levar uma goleada por 7 a 0 para o Inter. No Metropolitano, não adiantou ter o goleador Rafael Coelho, nem as tentativas de Pantico, nem a entrada de Clodoaldo, recém contratado. Mesmo com a estiagem, o verde está mais viçoso lá pros lados do Oeste.


FICHA TÉCNICA

METROPOLITANO- 0

Flávio

Nequinha

Thiago Couto

Elton (Ribamar)

Rodrigo Ninja

Alex Albert

Iverton

Wellington Simião

Valdeir (Diogo)

Rafael Costa

Pantico (Clodoaldo)


Técnico: César Paulista



CHAPECOENSE- 2

Nivaldo

Fabiano

Dema

Leonardo

Eliomar

Diego Teles

Diogo Roque (Rafael Mineiro)

Athos

Neném (Rafael Lima)

Esquerdinha (Willian)

João Paulo


Técnico: Itamar Schulle



Gols: Neném (C), aos 30 minutos do segundo tempo, e Athos (C), aos 33.


Cartões amarelos: Esquerdinha (C).


Arbitragem: Paulo Henrique de Godoy Bezerra, auxiliado por Angelo Rudimar Bechi e Juliano Fernandes da Silva.



Local: Estádio do Sesi, em Blumenau

Público: 2.537 pagantes (251 não pagantes)

Renda: R$ 28.215


Comente aqui
30 mar12:31

Chapecoense treinou pela manhã , antes de viajar para Blumenau

O técnico Itamar Schulle comandou na manhã desta sexta-feira treino com bola na Arena Condá.

Após o almoço a equipe viaja para Blumenau, mas com dois desfalques. Diego Telles que foi expulso no jogo contra o Joinville e Souza que cumpre suspensão.

Porém a equipe conta com o retorno de Wanderson, que foi expulso no jogo contra o Figueirense.

A partida Chapecoense x Metropolitano está marcada para às 16h no Estádio do Sesi em Blumenau.

Comente aqui
13 fev09:36

Empate embola a briga

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

No confronto entre os dois Verdões, o do Oeste e o do Vale, ninguém se sobressaiu. O empate por 1 a 1 não foi o que os times queriam, pois ambos marcaram passo na tabela. No entanto os dois continuam na briga pelo returno. A Chapecoense foi a 16 pontos e o Metropolitano a 13. Melhor para o Metropolitano, que empatou fora de casa. Só que o time do Vale do Itajaí poderia até ter saído com uma vitória.

Mesmo jogando fora de casa o Metropolitano tomou a iniciativa da partida e por pouco não abriu o marcador aos 30 segundos, com Rafael Costa, que cabeceou de dentro da pequena área. O goleiro da Chapecoense mostrou porque tinha uma faixa atrás do gol com os dizeres “Nivaldo Eterno” e praticou uma defesa de puro reflexo. Em seguida segurou o chute de Rodrigo Ninja. Só depois de seis minutos a Chapecoense teve sua primeira conclusão ao gol. A mais perigosa foi um chute de Neném, que passou perto do poste. Mas a melhor chance do primeiro tempo foi do Metropolitano, com Rafael Costa, que ficou cara a cara com Nivaldo e tirou o goleiro. O zagueiro Leonardo, que tem o apelido de Jesus devido ao visual cabeludo e barbudo, apareceu para salvar o time.

Até o técnico da Chapecoense, Gilberto Pereira, foi atropelado pelo atacante Pantico numa disputa com Souza. Prova que o dia não era bom para os donos da casa. Isso se confirmou no início do segundo tempo, quando Rafael Costa recebeu na esquerda e chutou cruzado, na saída de Nivaldo, para marcar 1 a 0. Thiago Cristian teve a chance de definir o jogo em seguida, num contra-atauqe, mas foi individualista e concluiu para fora.

Para tentar empatar Gilberto Pereira colocou Gustavo no lugar de Gilberto Matuto e Jean Carlos no lugar de Tiago Cavalcanti. E foi de Jean Carlos o passe para Esquerdinha fazer o gol de empate, aos 14 minutos. Com a expulsão de Thiago Couto, o técnico do Metropolitano, César Paulista, reforçou a defesa e segurou o resultado até o final. E poderia ter até vencido em outra chance desperdiçada por Thiago Cristian.

A Chapecoense até teve domínio do jogo no segundo tempo. Mas não conseguiu superar a marcação do adversário. Depois de uma largada com cinco vitórias, o time do Oeste vem de uma derrota para o Joinville e um empate em casa.

Restam duas partidas fora contra o Atlético e Criciúma. O Metropolitano também enfrenta o Criciúma, na próxima rodada.

–Se vencermos o Criciúma temos condições de brigar pelo título – argumentou César Paulista.

Já Gilberto Pereira ficou entre a decepção de ter perdido dois pontos e a alegria de não ter sido derrotado.

– Nosso time oscilou muito – avaliou. Resta à Chapecoense tentar reencontrar o caminho das vitórias, agora longe do Condá.


Liderança da competição

E com a vitória do Figueirense por 1 a 0 sob o Avaí, a Chapecoense, com 16 pontos, volta a liderança do Campeonato Catarinense.


Comente aqui
12 fev18:55

Chapecoense empata com o Metropolitano

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

No duelo de verdes na Arena Condá em Chapecó, Chapecoense empatou em 1 a 1 com o Metropolitano.

No início do primeiro tempo, aos 28 segundos, o Metropolitano fez uma bela jogada na área do Verdão. Rodrigo Ninja cruzou e Rafael Costa cabeceou, mas Nivaldo salvou. O Metrô pressionou nos primeiros minutos de partida.

Depois do susto inicial, a Chapecoense equilibrou a partida. Gilberto Matuto fez uma bela jogada, aos 8 minutos, na defesa do Metropolitano e foi parado por Elton a na entrada da área. Na cobrança de falta, Neném cobrou bem, mas a bola foi para fora. Boa oportunidade desperdiçada.

Aos 12 minutos Rodrigo Ninja do Metrô deu um belo chute do meio de campo, mas a bola parou nas mãos do goleiro Nivaldo.

Rafael Costa, o artilheiro do campeonato, teve uma bela oportunidade aos 25 minutos. Ele driblou Nivaldo, mas o zagueiro Leonardo fez jus ao apelido de Jesus e salvou a Chapecoense, tirando a bola do pé do atacante.

O primeiro tempo foi equilibrado. Mesmo com o calor os jogadores tentaram várias jogadas de velocidade e aplicaram forte marcação. A disputa foi principalmente no meio campo e com erro nas finalizações.


Segundo Tempo

Os times voltam para a segunda etapa sem alterações. Aos três minutos Diogo Roque perdeu uma boa oportunidade na área do Metrô, Flávio salvou.

Aos 6 minutos, Rafael Costa, após passe de Andrei, abriu o placar para o Metropolitano. Ele marcou o oitavo gol na competição na saída do goleiro Nivaldo.

Depois de sofrer o primeiro gol o técnico Gilberto Pereira fez mudanças, tirou o lateral direito Gilberto Matuto e o atacante Tiago Cavalcanti, entraram Gustavo e Jean Carlos.

O atacante Jean Carlos mostrou que está recuperado, aos 14 minutos ele fez um belo passe para Esquerdinha que marcou o gol de empate.

Aos 24 minutos, Thiago Couto fez falta em cima de Diogo Roque e foi expulso, ao receber o segundo amarelo na partida.

Gilberto mexeu mais uma vez no time, tirou o zagueiro Fabiano para a entrada de Nicolas. O técnico Cesar Paulista também fez alterações. Trocou o meia Erlando e o Rafael Costa por Iverton e Willian.

Após o empate a pressão aumentou na Arena Condá. Os dois times estavam em busca do desempate.

Aos 35 minutos, Pantico sentiu dores e caiu no campo e Nena entrou no lugar do atacante.

Aos 43 minutos Nequinha abriu uma bela jogada, mas Thiago Cristhian chutou para fora.

Mesmo com o forte calor em Chapecó, cerca de 3,5 mil torcedores estiveram presentes na Arena Condá. Cerca de 20 torcedores do Metropolitano vieram de Blumenau apoiar o time.


Ficha Técnica


CHAPECOENSE – 1

Nivaldo; Fabiano (Nicolas), Leonardo, Souza; Gilberto Matuto (Gustavo), Diogo Roque, Diego Teles, Neném, Esquerdinha; Tiago Cavalcanti (Jean Carlos) e João Paulo.

Técnico: Gilberto Pereira


METROPOLITANO -1

Flávio; Nequinha, Thiago Couto, Elton, Rodrigo Ninja; Alex Albert, Andrei, Erlando (Iverton), Thiago Cristhian; Rafael Costa (Willian) e Pantico (Nena).

Técnico: Cesar Paulista


Gols:

Esquerdinha (14min 2º T) Chapecoense

Rafael Costa (6 min 2ºT) Metropolitano


Cartões Amarelos:

Elton, Andrei (1ºT) Metropolitano

Neném (1ºT ), João Paulo (2ºT) Chapecoense



Cartão Vermelho:

Thiago Couto (14 2ºT) Metropolitano


Arbitragem: Ronan Marques da Rosa, auxiliado por Nadine Schramm Câmara Bastos e Helton Nunes.


Local: Estádio Índio Condá – Chapecó/SC

Público: 3,5 mil torcedores

Renda: R$ 44 mil

1 comentário
12 fev13:34

Duelo de verdes no Índio Condá em Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um duelo verde na briga pelo título do turno inicia às 17 horas do domingo no Índio Condá. A vice-líder Chapecoense, com 15 pontos, enfrenta o terceiro colocado, o Metropolitano, que tem 12 pontos.

A partida está sendo encarada pelos dois times como um confronto “de seis pontos” tanto na briga pelo título do turno, quanto por uma vaga entre os quatro semifinalistas do campeonato.

— Esse jogo é um divisor de águas- avalia o meia Esquerdinha, que ganhou uma vaga no time titular no lugar de Willian. O técnico da Chapecoense, Gilberto Pereira, também considera a partida decisiva. Se a Chapecoense vencer, elimina um adversário na briga pelo turno e abre seis pontos de vantagem na soma geral.
Além disso é a última partida da Chapecoense em seu estádio no turno, pois depois parte para dois jogos fora.

— Chegamos num momento crucial do campeonato — avaliou Pereira.
Para este jogo ele conta com o retorno do zagueiro e capitão Souza, que cumpriu suspensão contra o Joinville. O time do Oeste quer retomar a liderança do turno, perdida no meio da semana para o Avaí. O Leão tem o clássico contra o Figueirense.

O Metropolitano não poderá contar com o atacante Maurinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O zagueiro Ribamar também desfalca o time. O atacante Rafael Costa, artilheiro do estadual com sete gols, foi poupado no treino de sexta-feira. Mas ele deve jogar. E vai receber atenção especial dos marcadores da Chapecoense.



FICHA TÉCNICA


CHAPECOENSE

Nivaldo; Fabiano, Leonardo, Souza; Gilberto Matuto, Diogo Roque, Diego Teles, Neném, Esquerdinha; Tiago Cavalcanti e João Paulo.

Técnico: Gilberto Pereira


METROPOLITANO

Flávio; Nequinha, Thiago Couto, Elton, Rodrigo Ninja; Alex Albert, Andrei, Erlando, Thiago Cristhian; Rafael Costa e Pantico.

Técnico: Cesar Paulista


Arbitragem: Ronan Marques da Rosa, auxiliado por Nadine Schramm Câmara Bastos e Helton Nunes.

Horário: 17h

Local: Estádio Índio Condá – Chapecó/SC

Comente aqui