Municípios

11 jan13:31

Açude seca e animais perdem 20% do peso

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A falta de chuva está preocupando o produtor Claudir Castagna, que tem uma propriedade rural no distrito de Alto da Serra, no interior de Chapecó. Um açude já secou e outro está com menos de 10% da água. Ainda há outro reservatório com metade da capacidade, mas a água já não é de boa qualidade.

- Os animais já perderam 20% do peso- calculou Castagna, que tem 100 bovinos de corte.


Claudir Castagna no local onde, em época normal, tem água no açude.


O pasto está secando e a produção de leite, que era de 450 litros por dia, também caiu na mesma proporção. A produção de milho caiu pela metade. Com isso o produtor terá que gastar mais com ração, para complementar a alimentação.

>> Governo de Santa Catarina destina R$ 1,370 milhão para municípios atingidos pela estiagem

A conta de luz já dobrou, de R$ 800 para R$ 1,5 mil, pois ele tem que bombear 30 mil litros por dia de um poço artesiano, que perfurou há seis meses. Ele investiu R$ 45 mil para não ficar sem água como em outras estiagens. Graças ao investimento ele mantém a criação de perus e suínos.


70  Cidades em situação de emergência

Abelardo Luz
Águas de Chapecó
Águas Frias
Anchieta
Bandeirante
Belmonte
Bom Jesus
Bom Jesus do Oeste
Caibi
Campo Erê
Caxambu do Sul
Chapecó
Coronel Freitas
Coronel Martins
Cunhataí
Cunha Porã
Descanso
Dionísio Cerqueira
Entre Rios
Faxinal dos Guedes
Formosa do Sul
Flor do Sertão
Galvão
Guaraciaba
Guarujá do Sul
Guatambu
Ipuaçu
Iraceminha
Irati
Itapiranga
Jardinópolis
Jupiá
Lajeado Grande
Maravilha
Marema
Modelo
Nova Erechim
Nova Itaberaba
Novo Horizonte
Ouro Verde
Palma Sola
Palmitos
Paraíso
Passos Maia
Pinhalzinho
Planalto Alegre
Ponte Serrada
Princesa
Quilombo
Riqueza
Romelândia
Saltinho
Santa Terezinha do Progresso
Santiago do Sul
São Bernardino
São Carlos
São Domingos
São José do Cedro
São Miguel da Boa Vista
São Miguel do Oeste
Saudades
Seara
Serra Alta
Sul Brasil
Tigrinhos
Tunapólis
União do Oeste
Vargeão
Xanxerê
Xaxim





Comente aqui
09 jan14:25

Governo libera R$ 56 mil para municípios da Regional de Dionísio Cerqueira

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira recebeu, na tarde da sexta-feira, 06, recursos do Governo do Estado, para os municípios de Anchieta e Palma Sola. As duas cidades tiveram homologadas pela Defesa Civil as situações de emergência em função dos prejuízos que a forte estiagem que atinge a região trouxeram.

De acordo com o secretário em exercício da SDR Dionísio Cerqueira, Sedi Zanella, foram liberados R$ 56.688 para os dois municípios.

- Os valores serão destinados para o transporte de água às famílias e animais, bem como a terceirização de equipamentos para produção de silagem e outras atividades que possam amenizar de imediato a situação de seca – disse Zanella.

>> Dilma recebe ministros para discutir danos causados pela estiagem no Sul

Segundo a gerente de Administração e Finanças da SDR Dionísio Cerqueira, Marlene Theisen, os recursos são repassados conforme o número de propriedades rurais de cada cidade. Ela destaca que a gerência vai trabalhar para organizar a parte documental junto aos municípios.

- A expectativa é que os valores sejam liberados para aplicação ainda nesta semana – destaca Marlene. De acordo com a Defesa Civil, Palma Sola e Anchieta não recebem chuvas consideráveis há mais de 50 dias. Alguns agricultores enfrentam dificuldades para abastecimento de água potável para consumo humano.


Comente aqui
16 nov15:04

Municípios da Faixa da Fronteira terão Audiência Pública

A Comissão de Relacionamento Institucional, Comunicação e Relações Internacionais da Assembléia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) promove uma Audiência Pública para debater a Qualidade de Vida dos cidadãos e dos municípios da Fronteira. O ato está marcado para às 9h desta quinta-feira, dia 17, na sede do Lions Clube em Dionísio Cerqueira.

Conforme o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, Flávio Berté, a Audiência Pública da Alesc é importante, no sentido de ampliar os debates em torno da realidade vivida pelo cidadão que mora na Faixa da Fronteira.

Berté explica que a Regional tem auxiliado na divulgação do evento, que deve ter a participação de várias lideranças. – O grande sonho é transformar o conceito de limite num conceito de lugar onde as pessoas vivem. Esse é o maior desafio vivido pelos municípios de Faixa de Fronteira que será debatido no evento – disse Berté.


Comente aqui