Ó o Doc Aí 2011

02 nov14:51

Ó o Doc Aí 2011

A terceira edição da Mostra Nacional de Documentários está prestes a ser realizada e a programação já demonstra que o evento veio para ficar. Realizado pela primeira vez em 2009, através de uma iniciativa da Cinelo – Associação de cinema e Vídeo de Chapecó e Região, o Ó o Doc Aí recebeu inscrições de realizadores de todo País e selecionou filmes que serão exibidos nas noites de 08 a 12 de novembro no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo Nes de Chapecó.

Além das exibições, a mostra também vai oferecer gratuitamente a Oficina de Cineclubismo, com o objetivo de formar cineclubistas capacitados a fomentar as discussões a cerca da sétima arte e aumentar o número de exibições na região, que conta com poucos municípios com salas de cinema.

O destaque especial desta edição é o lançamento do Edital Catarinense de Cinema, principal política pública de incentivo à produção cinematográfica do Estado. Pela primeira vez na história do cinema catarinense, o Edital será lançado em uma cidade que não seja Florianópolis, o que demonstra o engajamento dos realizados de Chapecó com a Cinemateca Catarinense e auxilia os associados da Cinelo a reivindicarem e construírem uma política pública municipal que garanta o fomento à produção local.

O lançamento do Edital terá a presença de membros da Cinelo, da Cinemateca Catarinense, Fundação Cultural de Chapecó, Fundação Catarinense de Cultura e profissionais da área de todo Estado. Abaixo, a programação completa da mostra.


Pré Ó o Doc Aí em Florianópolis

Para divulgar o evento na capital do Estado, durante esta semana está sendo realizado o Pré-Ò o Doc Aí com o apoio da Cinemateca Catarinense. Nos dias 01, 03 e 04 serão exibidos os filmes que já foram exibidos em Chapecó nas edições anteriores.

O evento conta com a seguinte programação em Florianópolis:


03/11

Jesus no Mundo Maravilha

Direção: Newton Cannito

Cine Ieda Beck – Travessa Ratclif, 56, Centro, Florianópolis, às 20h


Sinopse: Jesus, Lúcio e Pereira são ex-policiais que foram expulsos da corporação e agora trabalham num parque de diversões. O constrangimento da exoneração levou Jesus a tentar o suicídio. Hoje ele coordena o trabalho de 28 seguranças e sonha com sua volta à corporação. Lúcio entrou para a polícia para vingar o assassinato da mãe e caçar bandidos. Pereira é hoje evangélico e interpreta Perereco, personagem infantil que diverte as crianças na igreja. No clima onírico do parque de diversões, o documentário brasileiro “Jesus no Mundo Maravilha” revela, por meio dos sonhos desses três ex-policiais, os valores da cultura da corporação policial no Brasil.


04/11

Celibato no Campo

Direção: Cassemiro Vitorino e Ilka Goldschimidt

Cine Ieda Beck – Travessa Ratclif, 56, Centro, Florianópolis, às 20h


Sinopse: A intensa migração de jovens filhos de agricultores para as cidades, sobretudo de jovens e mulheres que saem para estudar e dificilmente retornam às propriedades rurais faz surgir um novo fenômeno que se configura como masculinização do campo que tem como consequência a diminuição do numero de casamentos e o envelhecimento no meio rural.



Comente aqui