Odontologia

26 out22:35

Encontro de Odontologia reúne 400 profissionais

Cerca de 400 cirurgiões dentistas estão participando do Encontro Multidisciplinar Catarinense de Odontologia, Emcod 2012, que iniciou na quinta-feira, e encerra ao meio-dia deste sábado, em Chapecó.

Dois eventos paralelos também acontecem no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês: o III Encontro de Reabilitação Bucal, organizado pela Associação Brasileira de Odontologia de Chapecó, a ABO e a III Jornada Acadêmica do curso de Odontologia da Unochapecó.

Na manhã de sexta-feira o renomado cirurgião dentista Nelson Massing palestrou sobre Facetas Cerâmicas, procedimento estético que possibilita transformações muito grandes nos sorrisos das pessoas. Segundo Massing, um sorriso bonito é muito importante para as relações interpessoais, melhora a autoestima e ajuda muito a se sentir mais a vontade no dia a dia. -As facetas cerâmicas são como lentes de contato para dentes, alterando o formato do sorriso- conta.

O evento contou ainda com a participação do presidente do Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina, professor Dr. Élito Araujo, que veio para reforçar a campanha do CRO que tem foco na prevenção do câncer bucal, quinto entre os tipos de câncer mais frequentes. -A prevenção é o que custa mais barato para o sistema público-, destacou.

Já o presidente da Associação Brasileira de Odontologia de Santa Catarina, professor Dr. Murilo Ferreira Lima, elogiou a organização do evento e a recepção dos profissionais de Chapecó. Segundo ele, neste momento, os cirurgiões do Oeste estão cada vez melhores, buscando especializações e sempre por dentro das novidades da área.

Comente aqui
24 set10:24

Social: Facesc inaugura nova sede em Chapecó

O Instituto de Pós-graduação em Saúde do Estado de Santa Catarina (Facesc) inaugurou uma nova estrutura em Chapecó. Com mais de mil metros de área construída, a sede conta com instalações amplas, equipamentos de tecnologia e uma equipe de profissionais qualificados.

De acordo com o diretor administrativo da Facesc, doutor Ari Akerman Sadetsky, Chapecó tem o potencial para se tornar um polo de referência em saúde.

- Queremos fazer partes dessa história disponibilizando cursos e especializações que contribuam para o crescimento da área e capacitação dos profissionais – disse.

A Facesc atua em Chapecó desde 2005, com o objetivo de prestar serviço de excelência em especializações na área de saúde, contribuindo com o processo de fortalecimento da saúde na região oeste.

Atualmente conta com mais de 500 alunos e atende as áreas de Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia, Medicina e afins da saúde com a realização de cursos de especialização em nível Lato Sensu, aperfeiçoamentos, além de cursos técnicos e pesquisas.

Em parceria com o Instituto está o Centro Catarinense de Odontologia, que proporciona aos discentes laboratórios para as aulas práticas das especializações de odontologia e atendimentos odontológicos para pessoas de baixa renda.


Comente aqui
26 out17:15

Sorriso Para a Vida

Criado para atender as crianças em tratamento oncológico no Hospital Regional do Oeste e no Materno Infantil, o projeto “Sorriso Para a Vida” comemora, neste mês de outubro, seus 10 anos de atuação. A atividade, desenvolvida em parceria entre os cursos de Educação Física, Medicina, Nutrição, Enfermagem, Odontologia, Letras e Fisioterapia, atende anualmente cerca de 700 crianças e adolescentes da região, com trabalhos desenvolvidos diariamente.

Promovendo ações educativas e lúdicas de cuidado, promoção da saúde e de humanização do processo da hospitalização e do tratamento oncológico, numa perspectiva interdisciplinar e multiprofissional, o projeto atende a faixa etária até 18 anos. De forma especial, atua com crianças, hospitalizadas nos setores de pediatria, quimioterapia ambulatorial e internação oncológica, bem como seus acompanhantes. Durante as intervenções diárias, são realizados jogos e brincadeiras, contação de histórias, atividades rítmicas e expressivas, atenção fisioterapêutica e atividades educativas e de cuidado voltadas à saúde bucal, à segurança alimentar e às doenças transmissíveis.

Para a coordenadora do projeto, professora Lilian Beatriz Schwinn Rodrigues, as atividades desenvolvidas possibilitam a melhoria da qualidade de vida e auxiliam a criança e seus familiares a converter a experiência da doença em potencial de aprendizagem.

A professora destaca que os momentos de hospitalização alteram o ritmo de vida e que o objetivo do projeto é tornar essas alterações menos traumáticas, através das atividades desenvolvidas.

Neste ano, o projeto é um dos indicados ao Prêmio Cidadania sem Fronteiras, que reconhece as melhores ações de cunho social desenvolvidas no Brasil. O projeto “Sorriso Para a Vida” é finalista na categoria Saúde e a premiação acontecerá em São Paulo na segunda-feira, 31 de outubro. Além disso, dois outros projetos da Unochapecó – “Documentário e Comunidade” e “Bolsa Amarela” -, concorrem ao prêmio.


Comente aqui