Oeste

23 jan09:29

Previsão de chuva para SC não deve reverter a estiagem

A previsão para o início desta semana é de sol, calor e pancadas de chuva em todo o Estado, segundo a Epagri, órgão que monitora as condições climáticas em Santa Catarina. No entanto, os meteorologistas alertam que a precipitação prevista não é suficiente para reverter a estiagem que assola pelo menos 84 cidades.



Em Belmonte, no Extremo-Oeste, rios, açudes e pastagens estão secando. Cerca de 50 famílias dependem da água vinda de caminhões-pipas.




Entre terça e quarta-feira, o deslocamento de uma frente fria por Santa Catarina em direção ao Litoral do Paraná deve facilitar a ocorrência de pancadas de chuva, inclusive com a possibilidade de queda de granizo.

A chuva prevista para os próximos dias, segundo a Epagri, ocorrerá de forma muito isolada e com curta duração. Mesmo a mais significativa chuva prevista para quarta-feira, que deve ficar entre 30mm a 50mm, pode não atingir todos os municípios do Estado, por isso não reverte a situação da estiagem no Oeste de Santa Catarina.

Comente aqui
21 jan13:10

Caminhoneiro argentino bate contra barranco e fica gravemente ferido no Oeste

Um caminhoneiro argentino ficou gravemente ferido em acidente na madrugada deste sábado em Irani, no Oeste de Santa Catarina. O homem bateu contra um barranco por volta das 4h40min na BR 153.

Segundo os Bombeiros Voluntários de Irani, após a batida, a carreta fez um “L” na pista. O caminhão transportava máquinas agrícolas para argentina.

O caminhoneiro Antonio Andrez Cabrera, de 35 anos, sofreu fraturas e apresentava suspeita de hemorragia interna, quando foi encaminhado ao hospital em Concórdia.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
20 jan16:31

84 Municípios em situação de emergência

No Extremo-Oeste, os sete municípios da Regional de São Miguel do Oeste irão receber kits para distribuição de água.

Após levantamento feito pela Secretaria de Estado da Defesa Civil durante visitas realizadas nesta semana, o gerente de Logística e Mobilização da defesa civil estadual, Renaldo Onofre Laureano Junior, anunciou que os municípios de Bandeirante, Barra Bonita, Belmonte, Descanso, Guaraciaba, Paraíso e São Miguel do Oeste receberão kits que contém quatro caixas de água, duas bombas e acessórios como cintos e mangueiras para o transporte de água para consumo humano.



Em Belmonte animais perdem peso pela falta de pastagens.



Junior destacou que a análise realizada nos municípios apresentou que todos enfrentam problemas no transporte de água, principalmente para as famílias que residem nas áreas rurais das cidades. – Em alguns locais verificamos que as prefeituras estão realizando o transporte com dificuldades. Isso será melhorado com os kits que serão recebidos – explica.

O secretário regional Wilson Trevisan destaca que a solução apontada pela Defesa Civil para o transporte de água para consumo humano atende a demanda emergencial dos municípios. – Os municípios poderão equipar caminhões e levar água até as comunidades mais distantes. A solução é prática e de baixo custo. É isso que precisamos agora para atender emergencialmente os municípios – declara.

A entrega das 28 caixas de água equipadas com bombas e acessórios deve iniciar a partir da segunda-feira, dia 23.

O gerente de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Agricultura da SDR São Miguel do Oeste, Renato Romancini, e o coordenador regional da Defesa Civil, Daniel Caron, também participaram das reuniões realizadas nos municípios da região. Durante as visitas, a equipe também esteve em algumas propriedades que utilizam cisternas para o fornecimento de água para os animais, além de locais como rios da região que estão praticamente secos.


84 municípios em Situação de Emergência

Com o decreto de Paial, subiu para 84 o número de municípios em Situação de Emergência em Santa Catarina. A informação é do relatório divulgado nesta tarde pela Defesa Civil do Estado.


Abelardo Luz

Águas de Chapecó

Águas Frias

Anchieta

Arvoredo

Bandeirante

Barra Bonita

Belmonte

Bom Jesus

Bom Jesus do Oeste

Caibi

Campo Erê

Caxambu do Sul

Chapecó

Cordilheira Alta

Coronel Freitas

Coronel Martins

Cunhataí

Cunha Porã

Descanso

Dionísio Cerqueira

Entre Rios

Faxinal dos Guedes

Formosa do Sul

Flor do Sertão

Galvão

Guaraciaba

Guarujá do Sul

Guatambu

Iporã do Oeste

Ipuaçu

Iraceminha

Irati

Irani

Itá

Itapiranga

Jardinópolis

Jupiá

Lajeado Grande

Lindóia do Sul

Maravilha

Marema

Modelo

Mondaí

Nova Erechim

Nova Itaberaba

Novo Horizonte

Ouro Verde

Paial

Palma Sola

Palmitos

Paraíso

Passos Maia

Peritiba

Pinhalzinho

Planalto Alegre

Ponte Serrada

Princesa

Quilombo

Riqueza

Romelândia

Saltinho

Santa Helena

Santa Terezinha do Progresso

Santiago do Sul

São Bernardino

São Carlos

São Domingos

São João do Oeste

São José do Cedro

São Lourenço do Oeste

São Miguel da Boa Vista

São Miguel do Oeste

Saudades

Seara

Serra Alta

Sul Brasil

Tigrinhos

Tunápolis

União do Oeste

Vargeão

Xanxerê

Xavantina

Xaxim


Lista atualizada em 20 de janeiro de 2012, pela Defesa Civil.


Comente aqui
20 jan13:40

Raimundo Colombo defende desenvolvimento do Oeste

Participando do lançamento da pedra fundamental da Corti/Avioeste, em Cunha Porã, o governador Raimundo Colombo afirmou que o Governo do Estado vai investir no Oeste catarinense para desenvolver economicamente e socialmente a região. – Quando você instala uma grande indústria num pequeno município, traz recursos, empregos e minimiza a migração da população para grandes cidades – afirma Colombo.

O governador deu como exemplo a própria liberação de R$ 436 mil, por meio da Secretaria Regional de Palmitos, para terraplanagem do terreno de 20,5 mil m² da empresa. O investimento possibilitou que a fábrica se instalasse na cidade, gerando cerca de 500 empregos diretos e indiretos aos municípios da região. A Corti/Avioeste será a maior e mais moderna indústria da América Latina no ramo de fabricação de equipamentos agrícolas.

- Esse é um investimento determinante para a empresa. Estamos no coração da produção do agronegócio brasileiro – disse o diretor de investimentos na América Latina da Corti/Avioeste, Luigi Zubiani. O diretor entende que a instalação da fábrica na região abrirá as portas da empresa para a América Latina.

Com os investimentos na região, como atração de empresas, o governador Raimundo Colombo quer colocar o Oeste em melhores patamares socioeconômicos. Ao lado de Cunha Porã, a cidade de Maravilha é a primeira a receber a Indústria de Laticínios Bela Vista, originalmente instalada em Goiás. O Governo do Estado investiu R$ 750 mil na terraplanagem e pavimentação asfáltica de acesso à empresa, inaugurada em setembro de 2011.

A fábrica, que é uma das maiores marcas do segmento lácteo brasileiro, investiu mais de R$ 35 milhões no município de Maravilha e gera 100 empregos diretos e milhares de indiretos. São produzidos 450 mil litros/dia de leite e a previsão é de que, até 2015, esse número chegue a 1,2 milhão de litros, o que deve desenvolver ainda mais a região.

O lançamento da pedra fundamental da Corti/Avioeste foi realizado na BR-158, km 103, em Cunha Porã, e contou também com a presença do diretor da SDR Palmitos, Ademar Henchem; secretário regional de Maravilha, Sandro Donati; prefeita de Cunha Porã, Luiza Vacarin, deputados estaduais Marcos Vieira, Maurício Eskudlark e Mauro de Nadal; além dos deputados federais Celso Maldaner e Jorginho Mello.


Programa Juro Zero

Mas não é apenas com atração de grandes empresas que o Governo do Estado pretende desenvolver a região. Lançado em novembro de 2011, o programa Juro Zero já liberou R$ 1,29 milhão em empréstimos para os Microempreendedores Individuais (MEI) locais sem a cobrança de juros. – O Juro Zero é uma ação para fomentar e desenvolver os pequenos negócios dos catarinenses, daqueles que não recebem muita importância, mas que são fundamentais para o crescimento de Santa Catarina – analisa o governador Raimundo Colombo.

Por meio das Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público – Oscips, os MEIs, com receita bruta anual de, no máximo, R$ 36 mil, poderão fazer empréstimo de até R$ 3 mil. Esse valor poderá ser utilizado pelo microempreendedor para melhorar o seu negócio e, futuramente, expandir sua empresa, de forma a gerar mais empregos e aumentar a renda familiar. Inclusive, a Oscip que obteve o melhor desempenho até dezembro de 2011 foi a Extracredi, de São Miguel do Oeste, com R$ 434,4 mil emprestados em 151 operações efetuadas.


Comente aqui
20 jan08:36

Fim de semana será de sol e calor em SC

O sol predomina em Santa Catarina nesta sexta-feira. Porém, entre a tarde e a noite, podem acontecer pancadas isoladas de chuva, típicas de verão, na maioria das regiões. Não se descarta o risco de temporais e granizo isolado.

As máximas chegam entre 30ºC e 31ºC na Grande Florianópolis, no Litoral Norte, no Vale do Itajaí, no Sul e no Oeste. No Planalto Norte, os termômetros atingem 29ºC. Na Serra, ficam por volta dos 27ºC, segundo a Epagri/Ciram, órgão estadual que monitora as condições climáticas.

No sábado e no domingo, as condições continuam parecidas no Estado. Persiste o sol e as pancadas isoladas de chuva com trovoadas típicas de verão, na maioria das regiões, com menor possibilidade no Extremo Oeste.

Há risco de temporal, rajadas fortes de vento e granizo isolado. Apesar da previsão de chuva, esta deve ocorrer de forma isolada e com curta duração, por isso não reverte a situação da estiagem. As temperaturas permanecem elevadas.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
19 jan11:06

Produtores tem dificuldades de acessar o Proagro

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Até o início da semana 3,2 mil agricultores tinham encaminhado pedido ao banco do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária em Santa Catarina, em função das perdas com a estiagem. Mas bastou o início das avaliações técnicas na lavoura para constatar que muitos produtores que imaginavam receber uma compensação, vão ficar sem o benefício.

-Alguns estão retirando o pedido para não ter que pagar o laudo- explicou o gerente regional da Epagri de Chapecó, Valdir Crestani. Ele orientou que antes de fazer o pedido no banco, o produtor procure um técnico de confiança para fazer uma avaliação se vale a pena encaminhar o Proagro.

Para ter direito ao pedido de Proagro o produtor deve ter quebra de 30%. Mas, segundo o engenheiro agrônomo Ivan Carlos Chiapinotto, esses 30% não é da produtividade e sim da receita prevista.

Por isso o que deve ser levado em conta é o valor de estimativa de produção que o agricultor declarou no banco. Se ele declarou que iria colher 100 sacas numa área e o preço do milho era de R$ 22, a previsão de renda por hectare é de R$ 2,2 mil.

Alisson Baldissera, que trabalha no escritório da Epagri de Chapecó, citou que um produtor teve perda de 50% mas a previsão dele era colher 210 sacas por hectare. Ele fez um financiamento de R$ 7,4 mil e gastou mais R$ 3 mil do bolso para planta cinco hectares. Mas, mesmo com a quebra, as 110 sacas estimadas dariam uma renda bruta de R$ 15 mil, o suficiente para pagar o empréstimo.

- O problema no caso do seguro é que o preço do milho está alto- disse o engenheiro agrônomo Ivan Tormen.



O engenheiro agrônomo Ivan Tormen. esteve na propriedade de Marino Basso, no interior de Nova Itaberaba.



Ele foi na propriedade de Marino Basso, no interior de Nova Itaberaba. O produtor estimou uma quebra de 50% na lavoura de milho, para a qual pegou empréstimo de R$ 8 mil. Chegando lá Tormen constatou que o agricultor havia cortado 1,5 hectare da lavoura para as vacas,o que não é permitido. Além disso, nos 3,5 hectares que sobraram ele deveria colher pelo menos 300 sacas, o que daria R$ 8,1 mil, o suficiente para pagar o empréstimo. Mesmo ficando sem renda o agricultor foi orientado a não encaminhar o pedido de Proagro, pois ele seria indeferido e Basso teria que bancar o laudo, que custa R$ 190.

Mesmo ficando sem a safra do milho e perdendo 30% da renda do leite, ele não terá benefício do Proagro. A Federação da Agricultura Familiar da Região Sul já vinha alertando para o problema da falta de renda do agricultor, o que está se confirmando.


O problema

- Santa Catarina tem 130 mil contratos de custeio das lavouras com o Proagro

- Destes 3,2 mil tinham encaminhado pedido e perdas ao banco até segunda-feira

- Podem solicitar pedido ao banco produtores com perdas a partir de 30%

- O Proagro cobre só o valor do financiamento e mais uma cobertura de renda até R$ 3,5 mil.

- Ou seja, quem perder 100% da lavoura vai ter o empréstimo isento e poder receber 3,5 mil ou 65% da renda prevista (o que for de menor valor)

- Só vai receber o Proagro quem colher menos que o valor do empréstimo.

- Quem colheu R$ 2 mil e tem empréstimo de R$ 3 mil vai isentar apenas R$ 1 mil do empréstimo.

- Se o produtor não pedir o laudo e não ganhar o Proagro terá que pagar R$ 190 do laudo.



83 Municípios em situação de emergência

Irani e Peritiba também decretaram Situação de Emergência em SC.


Abelardo Luz

Águas de Chapecó

Águas Frias

Anchieta

Arvoredo

Bandeirante

Barra Bonita

Belmonte

Bom Jesus

Bom Jesus do Oeste

Caibi

Campo Erê

Caxambu do Sul

Chapecó

Cordilheira Alta

Coronel Freitas

Coronel Martins

Cunhataí

Cunha Porã

Descanso

Dionísio Cerqueira

Entre Rios

Faxinal dos Guedes

Formosa do Sul

Flor do Sertão

Galvão

Guaraciaba

Guarujá do Sul

Guatambu

Iporã do Oeste

Ipuaçu

Iraceminha

Irati

Irani

Itá

Itapiranga

Jardinópolis

Jupiá

Lajeado Grande

Lindóia do Sul

Maravilha

Marema

Modelo

Mondaí

Nova Erechim

Nova Itaberaba

Novo Horizonte

Ouro Verde

Palma Sola

Palmitos

Paraíso

Passos Maia

Peritiba

Pinhalzinho

Planalto Alegre

Ponte Serrada

Princesa

Quilombo

Riqueza

Romelândia

Saltinho

Santa Helena

Santa Terezinha do Progresso

Santiago do Sul

São Bernardino

São Carlos

São Domingos

São João do Oeste

São José do Cedro

São Lourenço do Oeste

São Miguel da Boa Vista

São Miguel do Oeste

Saudades

Seara

Serra Alta

Sul Brasil

Tigrinhos

Tunápolis

União do Oeste

Vargeão

Xanxerê

Xavantina

Xaxim


Lista atualizada em 18 de janeiro de 2012, pela Defesa Civil.



Comente aqui
19 jan08:52

Sol aparece entre nuvens em Santa Catarina nesta quinta-feira, aponta previsão

O sol aparece entre nuvens em Santa Catarina nesta quinta-feira. Entre a tarde e a noite, há previsão de chuva isolada. No Litoral, a chuva pode ocorrer também de manhã. Não se descarta o risco de temporais isolados com granizo e rajadas de vento entre 60 e 90km/h, principalmente à tarde, por causa das temperaturas mais elevadas.

As máximas chegam entre 28ºC e 29ºC na Grande Florianópolis, no Litoral Norte e no Sul. No Oeste, os termômetros ficam por volta dos 30ºC. No Vale do Itajaí, atingem 33ºC. Na Serra, não passam de 27ºC.

Na sexta-feira, o sol continua aparecendo entre nuvens no Estado. Persiste condição de chuva entre a tarde e a noite. As temperaturas permanecem elevadas.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
18 jan09:10

Quarta-feira é de sol em Santa Catarina

O sol deve predominar em Santa Catarina nesta quarta-feira. Porém, há previsão de chuva no início e no fim do dia no Litoral e no Vale do Itajaí. Também pode acontecer chuva isolada no Meio-Oeste, segundo a Epagri/Ciram, órgão estadual que monitora as condições climáticas.

As máximas chegam entre 21ºC e 22ºC na Serra, no Sul, no Vale do Itajaí e no Planalto Norte. Na Grande Florianópolis, os termômetros atingem 26ºC. No Planalto Norte, ficam por volta dos 24ºC. O Oeste deve registrar 30ºC no período mais quente do dia.

Na quinta-feira, o sol aparece, porém a previsão aponta mais nuvens da Serra ao Litoral e chuva no início e fim do dia no Litoral Norte. Entre a tarde e a noite, ocorrem pancadas de chuva e possibilidade de queda de granizo isolado no Meio Oeste, Serra, Litoral e Vale do Itajaí. Temperaturas ficam elevadas.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
17 jan14:17

Perdas chegam a 70% no milho em Santa Helena

A estiagem que iniciou em novembro do ano passado está trazendo grandes prejuízos para a agricultura na região Oeste e Extremo-Oeste. Em Santa Helena as perdas na cultura do milho chegam à 70%. No fumo é próximo de 30% e na produção de leite, as perdas chegam a 50%.

- Decretamos situação de emergência em todo o território santa-helenense objetivando facilitar a liberação de recursos para atender essas famílias mais atingidas com a estiagem – disse o prefeito Wilso Pedro Oro.

Com esse decreto, chega a 81, o número de municípios em Situação de Emergência, de acordo com a última lista divulgada pela Defesa Civil de SC.


81 Municípios em situação de emergência


Abelardo Luz

Águas de Chapecó

Águas Frias

Anchieta

Arvoredo

Bandeirante

Barra Bonita

Belmonte

Bom Jesus

Bom Jesus do Oeste

Caibi

Campo Erê

Caxambu do Sul

Chapecó

Cordilheira Alta

Coronel Freitas

Coronel Martins

Cunhataí

Cunha Porã

Descanso

Dionísio Cerqueira

Entre Rios

Faxinal dos Guedes

Formosa do Sul

Flor do Sertão

Galvão

Guaraciaba

Guarujá do Sul

Guatambu

Iporã do Oeste

Ipuaçu

Iraceminha

Irati

Itá

Itapiranga

Jardinópolis

Jupiá

Lajeado Grande

Lindóia do Sul

Maravilha

Marema

Modelo

Mondaí

Nova Erechim

Nova Itaberaba

Novo Horizonte

Ouro Verde

Palma Sola

Palmitos

Paraíso

Passos Maia

Pinhalzinho

Planalto Alegre

Ponte Serrada

Princesa

Quilombo

Riqueza

Romelândia

Saltinho

Santa Helena

Santa Terezinha do Progresso

Santiago do Sul

São Bernardino

São Carlos

São Domingos

São João do Oeste

São José do Cedro

São Lourenço do Oeste

São Miguel da Boa Vista

São Miguel do Oeste

Saudades

Seara

Serra Alta

Sul Brasil

Tigrinhos

Tunápolis

União do Oeste

Vargeão

Xanxerê

Xavantina

Xaxim


Lista atualizada às 13h, do dia 17 de janeiro de 2012, pela Defesa Civil.




Comente aqui
17 jan14:01

Nós também temos bola rosa

Os jornalistas Darci Debona e Sirli Freitas  mostram os acontecimentos de Chapecó e da região Oeste. 

A utilização de uma bola rosa no Gauchão gerou repercussão no programa Globo Esporte. Mas ela não é exclusividade do estado vizinho. Na Chapecoense ela já vem sendo utilizada nos treinamentos….

>> Acesse o Blog Diário do Oeste

Comente aqui