Olimpíada

11 mai16:34

Olimpíada de Astronomia foi realizada no IFC de Concórdia

Os estudantes do Ensino Médio integrado aos cursos técnicos do Instituto Federal Catarinense – Câmpus Concórdia participaram na manhã desta sexta-feira, dia 11, da etapa local da OBA – Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. As provas iniciaram às 9h15 e ocuparam as salas dos blocos tecnológico e pedagógico e auditório da biblioteca. Todos os estudantes do Ensino Médio do IFC-Concórdia estavam inscritos. Apenas 8 alunos não compareceram.

A atividade é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Eletrobras Furnas. A edição de 2012 é especial, pois completa-se 15 anos de atividades ininterruptas da olimpíada.

A OBA é um evento aberto à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, sem exigência de número mínimo ou máximo de alunos. Podem participar da OBA alunos do primeiro ano do ensino fundamental até alunos do último ano do ensino médio. A OBA ocorre totalmente dentro da própria escola, e é realizada toda em um só ano letivo.

Ao final da OBA todos os alunos recebem um certificado de participação impresso com o seu nome e se ganhou alguma medalha recebe a mesma, além de o tipo dela também constar do certificado. Todos os professores envolvidos no processo e também os diretores escolares e a própria escola recebem certificados.

Comente aqui
12 mar15:04

Olimpíada Municipal da Terceira Idade em Concórdia

A Prefeitura Municipal de Concórdia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação e Fundação Municipal de Esportes, realiza nesta terça e quarta-feira, dias 13 e 14 de março, a III Olimpíada da Terceira Idade.

A abertura será às 8h30, da terça-feira, dia 13, no ginásio da SER Sadia, com atividades durante todo o dia. Aproximadamente 300 atletas se inscreveram em 2012, que fazem parte de 25 grupos (cidade e interior). Participam idosos com 60 anos completados até o dia dos jogos.

Quanto às modalidades, neste ano terá, como experimento, modalidades do atletismo (corrida de 60m, 1000m e arremesso de peso), que serão realizadas no dia 14. Nos dois dias serão disputadas as modalidades Bocha (masculino e feminino), Bolão (masculino e feminino), Dominó (masculino e feminino), Truco (masculino e feminino), Canastra (masculino e feminino), Três Sete (masculino e feminino), Escovão (masculino e feminino), Dança de Salão (de 60 a 69 anos), Dança de Salão (de 70 anos acima) e Dança coreográfica.


Comente aqui
05 mar16:11

Escolas já podem inscrever seus alunos na Olimpíada de Matemática de 2012

A competição, promovida pelo ministérios da Educação (MEC), da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), é destinada a alunos do 6º ano ao 9º ano do ensino fundamental e para os do ensino médio.

No ano passado, 18,7 milhões de estudantes de 44 mil escolas participaram da olimpíada, que é organizada em duas fases. A primeira prova é objetiva e será aplicada no dia 5 de junho. Os alunos com os melhores resultados são selecionados para a segunda fase, composta de prova discursiva, marcada para o dia 15 de setembro.

Os 400 melhores alunos do ensino fundamental e os 100 melhores do ensino médio receberão medalhas de ouro. Os participantes ainda poderão conquistar medalhas de prata e bronze, totalizando mais de 4 mil premiações. Também serão concedidas menções honrosas. Os medalhistas terão a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior, que dá direito a uma bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Já os professores dos alunos premiados receberão tablets e placas de homenagem, de acordo com o número de medalhas conquistadas. As escolas com bom desempenho na olimpíada também podem ser contempladas com computadores, softwares relacionados ao ensino da matemática, impressoras e troféus.

O regulamento está disponível no site da Obmep.




AGÊNCIA BRASIL



Comente aqui
01 nov09:24

Criciúma é campeão da Olesc

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O município de Criciúma entrou no seleto grupo dos campeões da Olimpíada Estudantil Catarinense. O título se confirmou na tarde da segunda-feira, dia 31, um dia antes do término da competição disputada em Chapecó, após dois troféus no tênis-de-mesa masculino e feminino, com a paratleta Bruna Alexandre. Como o município ainda disputaria na segunda a final do futsal masculino não poderá mais ser alcançada pelos demais. Com isso a cidade do sul se junta ao seleto grupo que contava com Joinville (seis títulos), Jaraguá do Sul (dois títulos) e Blumenau (um título).



Mesatenista Bruna Alexandre.



Nem as duas derrotas nas semifinais do basquete masculino, por 65 a 62, e do futsal feminino, 5 a 4 para Chapecó, impediram a comemoração.

-Já somos campeões- confirmou o diretor técnico da Fundação Municipal de Esportes de Criciúma, Márcio Marcos da Silva. Na segunda ele previa encerrar com mais de 90 pontos e, até o final da competição, deve passar dos 100.

O gerente técnico da Fundação de Esportes de Joinville, Carlos Israel, reconheceu a vitória de Criciúma, já que sua equipe deve ficar entre 82 e 86 pontos. Ele afirmou que algumas modalidades como futsal masculino e basquete feminino não chegaram nas finais, como era esperado.

-A disputas estava bem nivelada- disse.

A expectativa é de terminar em segundo. Nesta terça-feira Joinville faz a final do basquete masculino, contra Florianópolis. No futsal feminino, Chapecó enfrenta Caçador. No voleibol masculino quem decide é Florianópolis e Palhoça e, no handebol masculino, Caçador contra Itajaí.

O diretor técnico da Fundação Municipal de Esportes de Criciúma, Márcio Marcos da Silva, disse que o título é fruto de um trabalho de base nas escolinhas do município, que tem quatro mil atletas de nove a 16 anos. Quem participa de competições da Fesporte ganha bolsa de estudo ou um salário mínimo com percentual de 100% para medalha de ouro, 75% para prata e 50% para bronze. O título dá moral para o município, que vai sediar os Jogos Abertos de Santa Catarina a partir do dia 10.


Festa de encerramento

A chama que foi acessa no dia 25 de outubro será apagada na festa de encerramento da Olesc 2011, nesta terça-feira. No ato, além das apresentações, será realizada a entrega da Bandeira da competição para a Fesporte.

A programação deve iniciar depois da final do voleibol masculino, por volta das 12h30 no Ginásio Ivo Silveira.


Comente aqui
29 out14:49

Os gigantes e os nanicos da Olesc

Independentemente de brigar pelo título de campeão geral ou não, há um número de municípios que podem ser considerados os gigantes da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) pelo tamanho de suas delegações. Se forem juntadas as delegações de Blumenau, Criciúma, Joinville, Chapecó, Florianópolis, Itajaí e Jaraguá do Sul estarão reunidos 1800 pessoas, o equivalente a 45% do total dos 4 mil desportistas entre atletas, dirigentes, técnicos e integrantes de equipes de apoio que estão em Chapecó, envolvidos com a Olesc.

Os outros 76 municípios que participam da 11ª edição, que começou no último dia 25 e vai até o próximo dia 1º, dividem o índice de 55%. Entre eles há muitos municípios com delegações minúsculas e disputando apenas uma modalidade, sem as mínimas condições de brigar por título, mas motivados pela possibilidade de voltar para casa com alguma medalha no peito. A Olesc é uma competição destinada a alunos de 13 a 16 anos, matriculados nas redes estadual e municipal de ensino, e também em escolas particulares.

Blumenau tem a maior delegação, com 300 integrantes, e só não disputa a competição no ciclismo, no naipe masculino do futsal e no feminino do basquete. “Há dois anos, começamos a reestruturar a base, a montar o corpo técnico e a buscar novos talentos. E o alto rendimento, como nos Jasc, por exemplo, serve de exemplo para os que estão começando”, afirma o presidente da Fundação Municipal de Esportes, Sérgio Galdino.

A delegação de Criciúma, com 280 desportistas entre atletas, dirigentes, técnicos e integrantes de equipes de apoio, é a segunda maior da Olesc. São 243 atletas, 43 a mais em relação a 2010. Criciúma só não disputa o judô, nos dois naipes; e o vôlei, no feminino. Já a Capital está em Chapecó com uma delegação de 250 desportistas. Entre as modalidades em disputa, só não participa do handebol feminino e do futsal masculino.

Chapecó, o município-sede, está na Olesc com 260 desportistas e só não compete no tênis feminino e na ginástica artística, no masculino. Jaraguá do Sul, que já conquistou dois títulos da Olesc, tem uma delegação de 210 pessoas e não compete nos dois naipes do tênis, da ginástica artística e do karatê, além do masculino no ciclismo e no judô, e no feminino da ginástica rítmica.

Itajaí tem 220 atletas em Chapecó e só não compete no masculino do ciclismo e futsal; e no xadrez feminino. E a delegação de Joinville, atual campeã e que busca o sétimo título na Olesc, é composta por 270 desportistas. O município só não disputa as modalidades de futsal feminino e handebol masculino.


O outro extremo da tabela também é importante

Assim como há o pelotão de municípios que brigam pelo título geral da Olesc, e pelo troféu na maioria das modalidades em disputa, também há as delegações minúsculas, os municípios que comparecem ao evento para disputar apenas uma modalidade, para ganhar experiência e para promover a integração com desportistas de outras localidades.

Esta é a situação vivida pela delegação de Lacerdópolis, composta por 8 atletas de xadrez, o técnico e o motorista. O município disputa os dois naipes, com quatro atletas no masculino e quatro no feminino. “Viemos em um micro-ônibus junto com a delegação de Capinzal, e vamos voltar de Kombi”, revelou o técnico Edison de Oliveira.

No naipe feminino, só Evelyn Antonello já disputou a Olesc. Gabriela Tainá de Oliveira, Wendy Scarpini e Hérica Scarpini são estreantes na competição. Apesar de ter apenas 9 anos, Hérica joga xadrez há quatro anos, já disputou o Estadual duas vezes e obteve um título de vice-campeã. “O xadrez é a segunda coisa mais importante na minha vida. A primeira é o estudo”, afirmou. Hérica está no 4º ano do ensino fundamental. “Meu sonho é ser campeã brasileira de xadrez”, anunciou. Ela treina cerca de 10 horas por semana.

Assim como no feminino, no masculino também há estreante na Olesc. André Borsoi, 13 anos, compete pela primeira vez e, embora sem pretensões de grandes conquistas, destaca que “disputar a Olesc é importante para ganhar experiência, conhecer novas cidades e fazer amigos”. André já disputou duas vezes os Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc). Atualmente treina todos os dias, uma hora por dia. “O xadrez auxilia no estudo e na memória”, garante ele, que, aos 13 anos, está na 7ª série.

Casos como o de Lacerdópolis são comuns na Olesc. Capinzal também só compete no xadrez. Araranguá, Ascurra e Araquari, por exemplo, levaram apenas equipe de atletismo para Chapecó. Coronel Freitas e Dionísio Cerqueira só disputaram a modalidade de futsal; Irani, apenas no judô; Riqueza, no tênis de mesa e Itapiranga está representada no ciclismo. Handebol masculino é a única modalidade que São José do Cedro Participa, e Braço do Norte só está em Chapecó com o vôlei feminino.

A Olesc é uma realização da Fesporte, com promoção do Governo do Estado e da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte e apoio da prefeitura de Chapecó e das secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs). Disputada em 14 modalidades, a fase estadual da Olesc começou com 83 municípios. Com o encerramento de algumas modalidades, muitas equipes e municípios já voltaram para casa.


Fonte: Fesporte

Comente aqui
28 out15:05

Segunda fase da 8ª Olimpíada de Matemática

Através do projeto de extensão Olimpíadas de Matemática, a Unochapecó, realiza anualmente a Olimpíada Regional de Matemática. A atividade está na oitava edição e conta com a participação de 250 alunos de escolas públicas do Oeste de Santa Catarina, Noroeste do Rio Grande do Sul e Sudoeste do Paraná. A prova será neste sábado, dia 29, às 14, no bloco G3 da Unochapecó.

O objetivo do projeto é despertar o interesse pelo estudo da matemática. Para uma das coordenadoras da atividade, professora Andréia Beatriz Schmid, a olimpíada é uma forma de “mostrar que a matemática não está resumida a regras e fórmulas; valorizar e incentivar quem gosta desta ciência”.

A Olimpíada Regional de Matemática é divida em três níveis, de acordo com a escolaridade do aluno. O Nível I é para alunos matriculados na 5ª, 6ª série (6º ou 7º ano) do ensino fundamental, o Nível II é para alunos matriculados na 7ª ou 8ª série (8º ou 9º ano) do ensino fundamental e o Nível III é para alunos matriculados em qualquer série do ensino médio. Na primeira fase, a Olimpíada envolveu 67 escolas, com mais de dois mil alunos.

Neste ano o projeto conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Área de Ciências Exatas e Ambientais, da Unochapecó. A premiação dos melhores classificados em cada nível acontecerá no dia 2 de dezembro na universidade.


Comente aqui
28 out09:04

Resultados parciais Olesc 2011

Confira o quadro de medalhas, pontos e troféus da competição realizada em Chapecó. A 11ª Olimpíada Estudantil segue até o dia primeiro de novembro.



















Fonte: Fesporte

Comente aqui
27 out17:22

Quadro de medalhas Olesc 2011

Confira a parcial do Quadro de Medalhas da 11ª Olimpíada Estudantil Catarinense.






1 comentário
26 out18:23

Programação de Jogos da Delegação de Chapecó na Olesc 2011

Confira a programação de Jogos da Delegação de Chapecó na Olesc 2011


Basquetebol

Masculino – Chapecó X Jaraguá do Sul – 18h – Ginásio de Esportes Ivo Silveira

Feminino – Chapecó X Perdedor JG. 007 (São Miguel do Oeste X Porto União) – 19h30min – Ginásio de Esportes Ivo Silveira


Futsal

Masculino – Chapecó X Ibirama – 19h45min – Ginásio de Esportes da ADC Aurora


Handebol

Feminino – Chapecó X Jaraguá do Sul – 19h15min – Ginásio de Esportes da EEB Bom Pastor


Voleibol

Masculino- Chapecó X Guaramirim – 16h30min – Ginásio de Esportes Ivo Silveira

Feminino – Chapecó X Saudades – 15h – Ginásio de Esportes Ivo Silveira


Ginástica Rítmica

Ginásio de Esportes do Colégio Marista São Francisco


Judô

Ginásio de Esportes do Sest-Senat


Tênis de Mesa

Ginásio de Esportes da EEB Zélia Scharf


Tênis

Quadras do Country Club


Natação

Piscina da AABB


Xadrez

Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes


A programação completa com horários e locais de disputa estão no site da Fesporte.



Comente aqui
26 out10:19

Gasto de R$ 50 mil

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Somente a delegação de Blumenau vai gastar R$ 50 mil com as despesas de alimentação, contratação de pessoal e combustível, para disputar a Olesc em Chapecó.

O cálculo é do presidente da Fundação Municipal de Esportes de Blumenau, Sérgio Galdino. Em Chapecó 12 pessoas foram contratadas para auxiliar no preparo da alimentação e na limpeza. Criciúma também vai adquirir toda a alimentação em Chapecó. A Olesc movimenta a economia da cidade.


Nove modalidades em disputa

Nove das 14 modalidades iniciam nesta quarta-feira, dia 26, a disputa na Olesc. No judô (Ginásio da Aurora) e Ginástica Rítimica (Unoesc) saem as primeiras medalhas. Também iniciam as disputas nos dois naipes do Xadrez (Centro de Eventos), Tênis de Mesa (Escola Zélia Scharf) e Tênis (Country Clube). Tem ainda Basquete Feminino (AABB e Santa Maria), Futsal Masculino (Aurora e Santa Maria), Handebol Feminino (Sadia e Bom Pastor) e Vôlei Feminino (Geraldo Moura, Ivo Silveira e Cendi Positivo).





Comente aqui