Pai

10 set08:39

Pai e dois filhos morrem em acidente em Concórdia

Daisy Trombetta | daisy.trombetta@diario.com.br

Pai e dois filhos morreram em um acidente na tarde deste domingo na BR-153 em Concórdia, no Oeste catarinense. O carro em que eles estavam bateu em um caminhão no km 115 da rodovia.

O homem morreu na hora e as crianças chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos. Os nomes e as idades das vítimas ainda não foram divulgados.

Além deles, uma mulher e outra criança que estavam no carro sofreram ferimentos e foram encaminhados ao Hospital São Francisco. O menino está em estado grave no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

A família viajava em um Ford Fiesta, com placas de Concórdia, que bateu na lateral de um caminhão com placas de Bento Gonçalves (RS).

O caminhoneiro, que não se feriu, contou à polícia que o carro estava desgovernado. Com o impacto da batida, o caminhão caiu em uma ribanceira de aproximadamente 15 metros.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
06 set15:23

Pai que abusava da filha e teve filho com ela foi preso em Dionísio Cerqueira

A Polícia Civil de Dionísio Cerqueira prendeu no sábado, dia 1º de setembro, um homem que abusava sexualmente da própria filha há oito anos. A mulher, de 26 anos, tem dois filhos, uma criança de 8 anos que admitiu ser fruto do relacionamento com o próprio pai, e um bebê de alguns meses, que nada declarou acerca da paternidade da criança. Apesar disso, há suspeita de que a criança mais nova também seja filha do preso.

A Polícia Civil passou a investigar o caso depois de uma denúncia anônima. Já, na Delegacia, a mulher relatou que vinha sendo abusada e violentada sexualmente pelo pai desde os 12 anos de idade. Parentes próximos também foram inquiridos e se mostraram surpresos com o fato, admitindo apenas que pai e filha eram muito reservados no contato com outras pessoas.

Nas duas ocasiões em que a mulher procurou atendimento em maternidades da cidade, em virtude do nascimento dos filhos, era o pai dela quem a acompanhava durante os partos.

Depois de preso, o homem foi encaminhado para um presídio da região.


Comente aqui
04 jul15:37

Pai que adotar criança sozinho poderá ter licença e salário durante 120 dias

A Comissão de Assuntos Sociais aprovou nesta quarta-feira o direito a licença-paternidade de 120 dias ao homem que sozinho adotar uma criança, bem como o pagamento pela Previdência Social, no período de afastamento, do valor atualmente pago às mulheres.

A matéria foi aprovada em caráter terminativo, mas antes de seguir para a Câmara passará por uma votação suplementar. A proposta estabelece que a licença será remunerada para homens e mulheres, independentemente da idade da criança adotada, assim, acaba o escalonamento do benefício pago de acordo com a idade da criança como prevê a legislação em vigor. Também terão direito ao benefício os adotantes que ainda estiverem no período de guarda judicial.

Atualmente, pelo escalonamento do benefício pago, em decorrência licença-maternidade, os 120 dias de remuneração valem apenas às mães que adotarem crianças até um ano de idade. Entre um e quatro anos, esse período cai para 60 dias, e em relação a crianças adotadas entre quatro e oito anos de idade a licença-maternidade fica em 30 dias.


AGÊNCIA BRASIL


Comente aqui
26 jan17:48

Homem é condenado a 36 anos de prisão em Pinhalzinho

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Foi condenado a 36 anos de prisão um homem de 41 anos que estuprou as três filhas em Pinhalzinho. Segundo o Ministério Público de Santa Catarina, a sentença equivale a soma das penas máximas de 12 anos de reclusão para o crime de estupro de vulnerável contra cada uma das vítimas.

As meninas de 13, 11 e nove anos de idade, vivem hoje sob a proteção do Estado. Isso porque, a pedido do MPSC, o pai perdeu a guarda delas na época em que os fatos foram descobertos.

No primeiro semestre do ano passado, uma das meninas contou à sua professora o que estava acontecendo. A professora procurou o Conselho Tutelar do município, que levou o caso à Polícia Civil para abertura de inquérito e coleta de provas.

Na denúncia-crime formulada pelo Promotor de Justiça Germano Krause de Freitas, o homem, M.V., de 41 anos, usava de sua autoridade de pai e da condição de dono da casa para obrigar as filhas a manterem relações sexuais com ele, durante dois anos.


Ajude a combater a violência e a exploração sexual infantojuvenil

Se você tiver conhecimento de violência ou exploração infantojuvenil, DENUNCIE! Sua atitude pode ajudar a mudar essa realidade.

Qualquer pessoa pode denunciar, ainda que por mera desconfiança, e a denúncia pode ser anônima.


A denúncia de abuso sexual pode ser feita:

- à Promotoria de Justiça da Infância e Juventude da sua cidade ou Comarca;

- ao Conselho Tutelar de sua cidade;

- às Delegacias comuns ou às especializadas em crimes contra criança e adolescente;

- ao “Disque 100″, da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República, com ligação gratuita;

- ao SOS Criança, por meio do telefone 0800.643.1407, com ligação gratuita;

- à Safernet (combate à pornografia infantil na Internet no Brasil): http://www.safernet.org.br/;

- à Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos: htpp://www.denunciar.org.br.


Comente aqui