Pajé

24 jul15:46

Corpo de Bombeiros de Xanxerê realizou treinamento

Duas pistas, de nível médio para pesado, e o cão Pajé da raça “bloodhound”, do Canil da 4ª Companhia de Polícia Militar mostrou sua elevada capacidade de selecionar odores e agilidade na busca de pessoas. O treinamento foi realizado no Centro de Treinamento do Corpo de Bombeiros de Xanxerê. Participaram do curso 25 bombeiros da Bahia, Espírito Santo e Paraná, além de policiais militares da Força Aérea do BOPE do Paraná, no curso de busca e resgate.

Junto com a bagagem para o curso, os militares trouxeram também os fiéis colegas de trabalho, os cães, importantes aliados no socorro e busca de vítimas de catástrofes e sequestros, de drogas, e também na prisão de foragidos. Dezesseis cães, de raças como pastor alemão e labrador, estiveram em treinamento.

O cão Pajé, acompanhado dos seus condutores, soldados Sérgio Pinto de Oliveira e Edemar Luiz da Silva, participou na tarde de quinta-feira, dia 19 de julho, do treinamento de seleção de odores, após convite da coordenação do curso.

Pajé foi alvo de elogios por parte dos militares do Paraná, em especial do cabo Guimarães, que ministrou o treinamento. Nas duas pistas, o cão localizou, sem dificuldade, as pessoas que estavam em meio à área rural, sendo que na primeira pista, o instrumento de odor estava “contaminado”, pois já havia sido usado por outro cão, que não localizou o alvo. Motivo de orgulho para o comando da 4ª Companhia PM, especialmente para os policiais do canil, que diariamente estão treinando o cão.

Pajé tem cinco anos e 10 meses, e está com a Polícia Militar a quatro anos. Desde que passou a atuar em buscas, o cão teve 100% de aproveitamento, com destaque para três ocorrências em que localizou autores de assalto.


* com informações da Polícia Militar de Xanxerê


Comente aqui