Palma Sola

15 jun15:19

Terceira Etapa de capacitação de Libras para professores é promovida em Dionísio Cerqueira

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, por meio da Gerência de Educação, promove nesta sexta-feira, 15, a 3ª Etapa da capacitação para professores dos municípios de Princesa, Palma Sola, Anchieta, Dionísio Cerqueira, Guarujá do Sul e São José do Cedro. A atividade tem como tema principal a Língua Brasileira de Sinais – Libras.

Conforme a integradora de Educação Especial e Diversidade, Joeldes Kuhn Taube, a atividade iniciada nesta manhã, nas dependências da Câmara de Vereadores do município de Guarujá do Sul, terá uma carga horária de 140 horas, sendo 120 horas presenciais e 20 horas a distância.

- O trabalho abrange professores de todas as escolas da nossa SDR e tem uma função muito importante, já que a dimensão do ser humano se constitui através da linguagem, para expressar as diversas formas de necessidades, de emoções, de sentimentos, de alegrias e de aceitação – destaca Joldes.

Quarenta e três educadores participam das atividades do Curso de Formação Continuada em Libras.


Comente aqui
01 jun14:44

Passa de 7,5 mil o número de pessoas vacinadas contra a Influenza na Regional de Dionísio Cerqueira

A campanha de vacinação contra a Gripe Influenza já vacinou 7.520 pessoas nos municípios de Anchieta, Guarujá do Sul, Dionísio Cerqueira, Palma Sola, Princesa e São José do Cedro. A meta estipulada pela Secretaria de Estado da Saúde e pelo Ministério da Saúde é vacinar 8.374 pessoas nestes seis municípios.

Conforme a gerente de Saúde da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, Eila Labres, os números apresentados pelas secretarias municipais de saúde são muito bons.

Eila detalha que Palma Sola atingiu 86,1% do público-alvo; São José do Cedro vacinou 94,1%; Princesa 101,4%; Dionísio Cerqueira vacinou 82,5%; em Guarujá do Sul o número de vacinados chega a 94,8% e em Anchieta já foram 91,8% da meta estipulada.

- Com os resultados apresentados até esta quinta-feira, dia 31, a média de pessoas vacinadas nos seis municípios é 89,8%. Ainda restam 854 pessoas para serem imunizadas – disse Eila.


A campanha em SC

Neste ano, além dos idosos com 60 anos e mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, crianças entre seis meses a menores de dois anos e as gestantes, a vacinação foi aplicada para a população prisional. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde a expectativa é imunizar 930.185 pessoas, sendo que a meta estadual é atingir no mínimo 80% da população-alvo nos 295 municípios.


Comente aqui
12 fev14:53

SDR Dionísio Cerqueira entrega kits para transporte de água

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira confirmou a liberação de mais dois kits de emergência para municípios atingidos pela longa estiagem que atinge a região Oeste catarinense. De acordo com o secretário Regional, Flávio Berté, os municípios de Palma Sola e São José do Cedro foram contemplados com os equipamentos, liberados em forma de comodato, pela Defesa Civil de Santa Catarina.

Os kits da Defesa Civil são compostos por duas motobombas, um conjunto de mangueiras para sucção e distribuição, cintas de fixação com gancho para remoção de caixas de água, catraca e quatro tanques em polietileno com proteção de raios UV com capacidade para cinco mil litros cada. – Os materiais liberados pelo Governo do Estado serão utilizados, exclusivamente, para abastecimento de água a população urbana e rural que sofre bastante em função da estiagem. Os kits são iguais aos liberados na semana passada para o município de Anchieta – destaca.

Os kits devem ser entregues para os municípios de São José do Cedro e Palma Sola nesta segunda-feira, dia 13.


Mais equipamentos

O gerente de Agricultura da SDR Dionísio Cerqueira, Ademilson Stuani, visitou os municípios da Regional, na companhia de representantes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros. De acordo com Stuani, a situação é complicada e, mesmo com a chuva que caiu em grande parte da região, os níveis dos rios e dos açudes continuam baixos.

Depois da visita, a equipe esteve reunida no gabinete do secretário regional

para deliberar sobre a possibilidade de liberar mais equipamentos da Defesa Civil para os outros municípios que ainda não foram atendidos.


Comente aqui
19 dez14:44

2ª Edição Festival Esportivo Regional

No final de semana, foram disputadas as partidas finais nas modalidades de bocha masculina, 48 masculino e bolão 23 masculino da 2ª Edição do Festival Esportivo Regional, competição organizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira.

De acordo com o integrador esportivo da SDR Dionísio Cerqueira, professor Nivaldo Pontin, na sexta-feira, 16, na bocha, em partida realizada no Centro dos Idosos de Palma Sola, os donos da casa ficaram campeões, vencendo, pelo placar de 2 a 1, o município de São José do Cedro. Em terceiro lugar na bocha ficou a equipe de Princesa.

No sábado a tarde, também em Palma Sola, foram realizadas as disputadas do 48 masculino. São José do Cedro venceu os donos da casa, por uma diferença de apenas 12 pontos e ficou com o caneco do certame. Em terceiro lugar novamente ficou o município de Princesa.

Já no domingo, 18, pela parte da manhã, foi realizada a decisão do bolão 23 masculino. Na Sociedade Esportiva Cedro, São José do Cedro venceu Anchieta e ficou com o título.

- Foram grandes disputas. As equipes que participaram puderam entrar no espírito da competição que foi integrar os municípios por meio do esporte. As próximas modalidades disputadas no Festival Esportivo serão futebol de campo e voleibol – disse Nivaldo Pontin.


Comente aqui
17 dez09:39

Seminário Regional de Saneamento Básico

Aproximadamente 150 pessoas prestigiaram o Seminário Regional de Saneamento Básico promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira em Palma Sola. O evento foi realizado na tarde da sexta-feira, 16, no CTG e teve explanações técnicas, discussões e debates em torno do saneamento básico dos municípios e do Sistema de Tratamento de Dejetos Humanos, projeto pioneiro no Brasil e instalado naquela cidade.

De acordo com o secretário Regional, Flávio Berté, a ideia de promover o Seminário partiu da necessidade de socializar com a comunidade as preocupações com os destinos dos resíduos orgânicos produzidos pelas residências, indústrias e prédios. – Também conseguimos demonstrar para os presentes a proposta do Sistema de Tratamento de Dejetos Humanos, projeto pioneiro no Brasil que está em funcionamento em Palma Sola. Ele atua por meio do sistema de oxicoagulação eletrônica associada a compostagem termofílica em sistema mecanizado e automatizado – detalha Berté.

>> Alternativa para tratamento de esgoto

Participaram do evento, além do secretário Regional, Flávio Berté; o diretor-geral da SDR Dionísio Cerqueira, Sedi Zanella; o prefeito de Palma Sola, Claudiomar Crestani; os gerentes de agricultura, Ademilson Stuani, de Assistência Social, Loiri Albanese Moraes e de Saúde, Eila Labres, representantes da CASAN, da FATMA, da EPAGRI, de Associações Comunitárias, de empresas de engenharia ambiental, de universidades, alunos do Ensino Médio de Palma Sola e Dionísio Cerqueira, representantes da Polícia Militar, da Polícia Ambiental e organizações não-governamentais. Ao final do Seminário, os presentes realizaram uma visita in-loco no projeto de Estação de Tratamento de Dejetos Humanos de Palma Sola.


Comente aqui
12 nov14:52

Trilha Ecológica da Juventude

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira promove, no domingo, dia 13, a Trilha Ecológica da Juventude. Conforme o secretário de Estado, Flávio Berté, a expectativa com o evento é reunir aproximadamente 500 jovens, maiores de 12 anos, dos municípios de Princesa, Guarujá do Sul, Anchieta, Palma Sola, Dionísio Cerqueira e São José do Cedro.

A Trilha Ecológica tem uma parceria da Paróquia Divino Espírito Santo, de Dionísio Cerqueira, da Pastoral da Juventude e Grupos de Jovens dos seis municípios. Berté explica que a programação inicia às 8h com culto ecumênico. Em seguida será servido um café da manhã e depois vai acontecer a caminhada ecológica, com duração aproximada de 3 horas, pelo interior de Dionísio Cerqueira, na região do Assentamento Conquista da Fronteira. O evento terá a presença também da Polícia Militar Ambiental e dos Protetores Ambientais.

De acordo com secretário Regional, o grande objetivo da Trilha Ecológica é proporcionar um momento de reflexão espiritual para a juventude, com atividades ao ar livre que tragam a conscientização para questões ambientais que são pertinentes na atualidade.



Comente aqui
23 out08:35

Alternativa para tratamento de esgoto

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um projeto inovador de tratamento de dejetos humanos que está sendo desenvolvido em Palma Sola, no Extremo Oeste Catarinense, completa um ano neste mês. O sistema, que já vem sendo utilizado no tratamento de dejetos de suínos, pode ser solução uma solução barata para dar um destino adequado ao lodo do esgoto doméstico nos pequenos municípios. Um DVD com informações da iniciativa já foi apresentado até para a presidente Dilma, pelo deputado federal Onofre Agostini.

O secretário regional de Dionísio Cerqueira, Flávio Berté, considera que a iniciativa pode revolucionar o sistema de tratamento de dejetos em todo o país. O projeto custou cerca de R$ 200 mil, sendo R$ 164 mil do Governo do Estado e, o restante, da Prefeitura.

O engenheiro agrônomo responsável pelo projeto, Edenilson Zuanazzi, afirmou ter convicção de que o projeto é viável, pelos resultados obtidos até agora. Ele calculou que o custo de implantação de uma rede coletora e estação de tratamento nos moldes tradicionais, custaria R$ 4 milhões a R$ 5 milhões em Palma Sola, que tem 7,7 mil habitantes.

Zuanazzi disse que, devido ao alto custo, muitos municípios abrem valetas de esgoto a céu aberto, o que representa um risco à saúde da população.

Ele explicou que o sistema é parecido com o utilizado em tratamento de dejetos suínos, em que há uma separação da água e do lodo e depois a matéria orgânica é misturada com serragem. Zuanazzi disse que, em virtude de ser um projeto piloto, ainda há alguns aspectos que devem ser melhorados, como o aumento do grau de descontaminação, que ainda não atingiu os padrões recomendados.

Por isso a estação de oxicoagulação está sendo trocada, ao custo de R$ 100 mil. Assim o grau de eficiência do sistema, que é o nível de pureza do líquido que sai do sistema, vai atingir os 95% exigidos pela legislação. Além disso a capacidade de tratamento vai passar dos cinco mil litros para 24 mil litros dia.

A cobertura também vai aumentar dos atuais 10% para 30% da população. O transporte do lodo será bancado por uma taxa de R$ 25 por viagem, cobrada dos morador. Zuanazzi disse que parte do custo da troca dos equipamentos será bancado pela empresa Eco Enge, que desenvolveu os equipamentos e tem interesse em criar um sistema em grande escala.

Zuanazzi informou que a compostagem necessita de dois anos de fermentação e depois mais 90 dias de “descanso”, para ser utilizado. Ele afirmou que, após esse tratamento, o material já poderia ser jogado em aterros sanitários. Mas, aumentando a eficiência do sistema, pode ser utilizado em canteiros de flores, reflorestamentos e até em hortas.

Nos próximo anos serão feitos testes de plantio de hortaliças, para avaliar os índices de descontaminação. Para quem tem nojo, o agricultor Valdir Rossetti, que cuida da estação de tratamento, desafia: -Eu vou o primeiro que vai comer- declarou.

No entanto a intenção do município não é produzir verduras para comercialização com esse “adubo”. Zuanazzi disse que, além da questão cultural, não existe legislação no Brasil regulamentando esse uso.

Mas a intenção de utilizar como fertilizante para canteiros de flores e reflorestamento é real. Zuanazzi espera que, a partir dos testes realizados em Palma Sola, ocorra uma pressão para regulamentar o uso agrícola do lodo do esgoto doméstico.


Prefeito vê iniciativa como solução

O prefeito de Palma Sola, Claudiomar Crestani, considera que o sistema de tratamento do esgoto doméstico implantado no município é uma solução tanto para os pequenos municípios, quanto para os bairros mais afastados dos grandes municípios. –Os pequenos municípios estão todos irregulares, até nós estávamos- afirmou, sobre a destinação dos dejetos humanos.

Crestani disse que a alternativa além de ser mais barata, ainda proporciona a utilização da compostagem como adubo.

O prefeito acredita que não haverá resistência da população pois já foi testado o uso num canteiro de flores e não houve reclamação, pois não há cheiro nem a presença de moscas. A idéia inicial é utilizar o produto em áreas públicas. Se sobrar, será distribuído para a população. Até o prefeito se dispõe a utilizar o material.

Já quanto ao uso para produzir alimentos ele afirmou que ainda vai depender de estudos, mas está otimista. –Acredito que não vai ter problema pois o esterco de suíno tem mais cheiro- comparou.


Sanitarista diz que esgoto doméstico pode ser usado se for tratado

O uso do esgoto doméstico como adubo não é problema na visão da chefe do Departamento de Saúde Pública da UFSC, a sanitarista e Doutora na área de Saúde, Jane Philippi. –Pode ser usado como adubo se for tratado- explicou. Ela afirmou que é necessário pasteurizar o lodo, elevando a temperaturas superiores a 70 graus para eliminar os vermes e outros micro-organismos que causas doenças.

Ela citou que as fezes humanas contém verminoses, bactérias que podem causar diarréia, e vírus como os da hepatite e rotavírus.

A sanitarista não vê problema nem em cultivo de verduras com as fezes humanas, desde que ocorra um rígido controle. –É preciso um tratamento adequado e controle de qualidade como numa indústria- explicou. Tudo para garantir a eliminação de agentes contaminantes que podem trazer risco para a saúde pública.


Casan vai avaliar projeto

O presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), Dalírio Beber, disse que recebeu informações sobre como funciona o projeto. Ele informou que os técnico analisaram o sistema e estão programado uma visita “in loco”. Beber determinou que área técnica acompanhe os testes de Palma Sola, para que possam dar o aval sobre a segurança do projeto.

O objetivo, segundo ele, é verificar se o projeto e sua operacionalidade se adequam aos objetivos da Casan, no setor de saneamento, em relação ao tamanho e população dos municípios que atende .

Beber disse que a Casan tem interesse em novas tecnologias de tratamento de esgoto. Tanto que está implantando um projeto de depuração de matéria orgânica utilizando minhocas, em Armazém.

Como funciona o projeto

1-Um caminhão pipa recolhe os dejetos nas fossas sépticas, que são unidades de tratamento primário do esgoto, geralmente instalada nos quintais.


2- O dejeto é levado para duas caixas de decantação, onde fica 24 horas.


3- A parte mais leve flutua e é canalizada por gravidade até uma outra caixa, com uma camada de brita de brita de 25 a 30 centímetros e um filtro biológico, onde há bambus colonizados por bactérias que degradam a matéria orgânica.


4- A terceira estação é a de oxicoagulação. Por meio de eletrodos de alumínio é dada uma descarga elétrica no líquido, que forma espumas. Essa espuma é raspada e jogada numa outra caixa, deixando a água livre de matéria orgânica e coliformes. Esta água é jogada numa lagoa e liberada no meio ambiente.


5- O lodo e a espuma retirados durante o processo são canalizados até um galpão de 250 metros quadrados, onde são misturados com uma camada de serragem. Um equipamento faz a mistura. O telhado é transparente o que facilita a fermentação do material e a evaporação da água, restando apenas a matéria orgânica.. Depois de dois anos o lodo pode ser levado para um aterro sanitário ou, se estiver livre de contaminação, pode ser utilizado para adubar flores e reflorestamentos.


Comente aqui
20 set16:38

Palma Sola em festa

Na disputa pela medalha de bronze, o time de handebol feminino da Escola Claudino Crestani, de Palma Sola, conquistou a vitória, que foi muito comemorada. Afinal foi a terceira Olimpíada Escolar consecutiva que a escola disputa na categoria 12 a 14 anos, e pela primeira vez subiu ao pódio.

As meninas chegaram a Palma Sola na manhã desta terça-feira e foram recebidas com muita alegria e festa pela população. No domingo, dia 25, será realizada uma homenagem do Poder Municipal para as atletas.

9 comentários
19 set10:35

Meninas de Palma Sola levam o bronze no handebol

Na disputa pela medalha de bronze, o time de handebol feminino da Escola Claudino Crestani, de Palma Sola, conquistou a vitória, que foi tão comemorada quanto a conquista do ouro pelas paulistas do Colégio Ábaco (SP). Não é por menos. Afinal foi a terceira Olimpíada Escolar consecutiva que a escola disputa na categoria 12 a 14 anos, e pela primeira vez subiu ao pódio.

Em 2009, a escola ficou em oitavo lugar e no ano passado em sexto. O destaque do time foi a jovem Rafaela Perondi, que participou das três edições do torneio. – O primeiro tempo terminou 10 a 10, mas jogamos muito no segundo tempo. Levamos somente três gols e mesmo atuando com quatro atletas na linha contra seis nos últimos minutos não levamos nenhum gol no final da partida – disse a adolescente.

Nos cabelos, as meninas de Palma Sola, cidade com pouco mais de 8 mil habitantes, traziam várias trancinhas, uma tradição da equipe. – Nós mesmos fazemos antes das competições – contou Amanda Padilha, feliz da vida com a conquista da inédita medalha.

Maior e mais importante competição estudantil do país, as Olimpíadas Escolares são organizadas e realizadas pelo Comitê Olímpico Brasileiro em parceira com o Ministério do Esporte. O governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, fornece a todos os integrantes da delegação catarinense as passagens aéreas, um agasalho completo com duas camisetas, além de complementação alimentar aos atletas, como cereais e frutas, e água mineral e suco para a hidratação dos competidores.


SC ganha 32 medalhas e 7 troféus nas Olimpíadas

No total, Santa Catarina ganhou 32 medalhas, 25 delas nas modalidades individuais, e sete troféus – distinção entregue somente aos esportes coletivos na competição realizada em João Pessoa/PB. Em 2010, na edição das Olimpíadas realizada em Fortaleza, o Estado conquistou 20 medalhas e seis troféus.


Fonte: Fesporte


Comente aqui
13 set15:31

Justiça condena irmãs que usaram carícias para furtar idoso em Palma Sola

As irmãs Eva e Maurília Ferraz Bailke, acusadas de furtar mais de R$ 250 de um idoso, tiveram a pena de dois anos e quatro meses de reclusão mantida pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O delito teria ocorrido no dia 4 de janeiro de 2006, em um bar no município de Palma Sola.

Na época com 78 anos, a vítima foi abordada pelas duas ao entrar no bar. Segundo testemunhas, Eva e Maurília eram garotas de programa e teriam se aproximado do idoso com carícias e abraços. Após negar um convite das jovens, ele teve todo o dinheiro de sua carteira levado.

Inconformadas com a decisão de 1º grau, as irmãs recorreram ao TJ. Alegaram a inexistência de provas para embasar a sentença. Porém, a desembargadora Salete Sommariva, o relato das testemunhas e as palavras contraditórias das acusadas, que disseram estar presentes no local e depois negaram tal afirmação, seriam suficientes para justificar a pena.

A sanção do TJ, que foi substituída pela prestação de serviços comunitários, ainda cabe recurso.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui