Pioneiros

27 ago15:23

Exposição apresenta Artistas Pioneiros de Chapecó e Santa Catarina

A exposição “Em busca da Arte, artistas pioneiros em Chapecó e Santa Catarina” propõe um diálogo com os principais artistas (in memoriam) que atuaram efetivamente na região oeste catarinense e Victor Meirelles, um artista catarinense de nível internacional e um dos grandes nomes da história da arte brasileira. A proposta expositiva circula entre estudos de trabalhos artísticos, obras em estilo primitivo e novas aquisições de obras dos artistas Cyro Sosnoski (Fundação Cultural de Chapecó) e Dalme Rauen (doadas pela irmã da artista, Rose Marie Grando).

O ponto norteador da exposição é mostrar o lado da pré-produção e a formação de obras que dialogam com certa pureza plástica, simplificações nas representações e ingênuas no seu desdobramento naturalista. A estilização presente e as figuras fantásticas extrapolam a rigidez dos corpos, envolvendo figuras místicas, simples e carregadas de ação plástica.

Os artistas presentes na amostra tem seu valor por serem precursores e detentores do mérito em se fazer arte em um Estado nativo e desbravador. A multiculturalidade da abrangência destes grandes artistas superou qualquer obstáculo, indo além fronteiras e executando arte dentro dos princípios acadêmicos, como também, no princípio sensível e autodidata. Agostinho Duarte (Portugual, 1928-2004), Paulo de Siqueira (Rio Grande do Sul, 1949- 1996), Dalme Marie Grando Rauen (Chapecó, 1949-1996), Cyro Sosnoski (Rio Grande do Sul, (1939-2004) e Victor Meirelles (Santa Catarina, 1832 – 1903), nos provam que a arte acima de tudo é uma expressão das inteligências imaginárias, da vontade de se produzir com a alma, com o espírito da pureza artística e acreditando que seu trabalho é atemporal.


Visitação pode ser feita até o dia 28 de setembro, das 13h às 19h. Agendamentos pelo telefone 49 3319-1009.


Comente aqui
17 ago09:37

Aberta exposição de artistas pioneiros de Chapecó

Fica aberta até o dia 28/09 a exposição “Em busca da arte – artistas pioneiros em Chapecó e Santa Catarina”. A mostra está na Galeria Municipal de Arte do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes.

De acordo com a Diretora Presidente da Fundação Cultural de Chapecó, Roselaine Vinhas, a exposição propõe um diálogo com os principais artistas (in memorian) que atuaram na região oeste catarinense e Victor Meirelles, um artista catarinense de nível internacional e um dos grandes nomes da história da arte brasileira.

Fazem parte da exposição, os trabalhos dos artistas Agostinho Duarte, Cyro Sosnoski, Paulo de Siqueira e Dalme Marie Grando Rauen.

A partir do dia 30 deste mês se unirá a estas obras, o trabalho de Victor Meirelles.

A visitação pode ser feita de segunda a sexta-feira das 13h às 19h.


Comente aqui
14 ago15:28

Exposição Em busca da arte – artistas pioneiros em Chapecó e Santa Catarina será aberta nesta terça-feira

Será aberta nesta terça-feira, dia 14 de agosto, a Exposição Em busca da arte – artistas pioneiros em Chapecó e Santa Catarina. A abertura será às 19h30. A mostra poderá ser visitada na Galeria Municipal de Arte do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, até o dia 28 de setembro.

A exposição vai apresentar trabalhos dos artistas Agostinho Duarte, Cyro Sosnoski, Paulo de Siqueira, Dalme Rauen e Victor Meirelles.

A visitação pode ser feita das 13h às 19h.


Comente aqui
14 mai15:46

Memorial aos Pioneiros de São Miguel do Oeste será inaugurado dia 19 de maio

O governo de São Miguel do Oeste por meio da secretaria de Cultura, Lazer e Turismo, realiza no dia 19 de maio, às 16 horas, na rótula Central do Calçadão (Cruzamento da Rua Almirante Tamandaré com a XV de Novembro), o ato inaugural do Memorial aos Pioneiros. A estátua a ser inaugurada representa os imigrantes que colonizaram e deixaram um marco na história de São Miguel do Oeste.

Segundo a secretária de Cultura, Lazer e Turismo, Paula Licks, a obra de arte esculpida pelos artistas plásticos Neuri e Nadio Reolon, traz um significado histórico importantíssimo para o município. Ela reforça que o memorial é uma forte expressão de todos os imigrantes que chegaram à região e dedicaram sua vida ao crescimento e ao desenvolvimento desta terra.

- São Miguel do Oeste foi construída com as mãos de um povo trabalhador que aos poucos foi transformando a antiga Vila Oeste em um Pólo de superestrutura em diversos setores – destaca Paula.

O prefeito Nelson Foss da Silva acrescenta que São Miguel do Oeste vive seus 58 anos de história de vida de um povo pioneiro, missioneiro, que viveu e cresceu na luta, que mudou e transformou a cara do município. – Esperamos que no dia 19, toda a população se faça presente para juntos, comemorarmos mais esta memória ao povo Migueloestino – conclui.


Comente aqui