Polícia Civil

02 dez18:30

Polícia Civil prende terceiro acusado de homicídio em Chapecó

A Polícia Civil de Chapecó prendeu na tarde desta sexta-feira, dia 2, o terceiro acusado pela morte do caminhoneiro Claudiomir de Souza, 40 anos, em junho de 2011. Segundo o delegado Marcio Marcelino, o homem foi preso na cidade gaúcha de Novo Hamburgo.

Ele chegou nesta tarde em Chapecó, prestou depoimento e foi encaminhado para o Presídio Regional.

Outros dois homens, também envolvidos no caso, foram presos em novembro. Todos estão no Presídio Regional de Chapecó.

Policiais seguem as buscas ao quarto envolvido no caso.


O caso

Na quarta-feira, dia 15 de junho, Claudiomir, morador do Bairro Efapi, foi chamado para fazer um frete na Linha Cascavel, próximo a comunidade de Faxinal dos Rosas. Chegando ao local ele foi atingido por três tiros e morreu no local.

Um agricultor disse a Polícia que ouviu barulho de tiros e um veículo saindo do local em alta velocidade.


Comente aqui
02 dez16:22

Nova perícia na casa do Vereador encontrado morto em Chapecó

Durante a tarde desta sexta-feira, 2, uma nova perícia foi realizada na casa do Vereador Marcelino Chiarello (PT) encontrado morto em Chapecó. Segundo o delegado Augusto Mello Brandão as investigações continuam. O delegado Ronaldo Neckel Moretto está acompanhando os depoimentos. Até o momento, cerca de 15 pessoas, entre conhecidos, colegas e lideranças políticas e empresariais, já foram ouvidas.

A motivação da morte do vereador Marcelino Chiarello pode estar relacionada com sua atuação na vida pública. Esta é a principal tese que a Polícia Civil está trabalhando. Mesmo com o vereador tendo alguns empréstimos bancários e com familiares, não há indícios de que o crime foi nesse sentido. Também não há indícios de crime motivado por sua atuação no Conselho de Segurança do bairro Santo Antônio, nem que seja passional, já que o relacionamento com a família era bom.

Um ato público “Pela Democracia, Contra a Violência” foi marcado para segunda-feira, 5, às 16h30, na Praça Coronel Bertaso em Chapecó.


Desenho na mão

Um detalhe que despertou curiosidade foi o desenho de uma pirâmide  encontrado na palma de uma das mãos do vereador. Questionado sobre isso, o delegado Augusto Melo Brandão confirmou que havia  sim um desenho, feito com caneta. Mas ele não afirmou se isso pode ter relação com o crime.

- Ele pode ter feito durante a aula – disse.


Ministério Público acompanha o caso

Segundo o Promotor Fabiano Baldissarelli, 10 policiais do Gaeco – Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações acompanha o caso em apoio ao trabalho realizado pela Polícia Civil, que comanda as investigações.


>> Últimos passos do vereador Marcelino Chiarello

Comente aqui
01 dez11:45

Professor de escola municipal é preso suspeito de estupro contra alunas em Paraíso

Um professor da rede municipal de ensino de Paraíso foi preso suspeito de estuprar alunas da cidade. A Polícia Civil cumpriu na quarta-feira, 30, o mandado de prisão temporária contra o homem de 45 anos.

Segundo a investigação da polícia do município, o professor pedia beijos e passava a mão no corpo das meninas entre 10 e 11 anos. Ele ameaçava baixar as notas das crianças para elas aceitarem os abusos.

Os primeiros casos começaram em março de 2010. Porém, nos últimos meses os abusos ficaram mais frequentes. Por isso, as meninas decidiram, na quinta-feira da semana passada, relatar à direção da escola. Após essa denúncia, a direção entrou em contato com o Conselho Tutelar.

Na terça-feira, a Polícia Civil foi informada dos abusos e instaurou um inquérito para apurar o caso. Também pediu uma mandado de prisão temporária, cumprido na quarta-feira na escola onde o professor lecionava.

Em depoimento à polícia, as meninas informaram que, após a denúncia à direção da escola até a prisão do suspeito, passaram a ser ameaçadas pelo professor. Ele teria desconfiado da delação e disse que se vingaria se elas tivesse contato para alguém sobre os abusos.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
30 nov20:39

Mulher é presa em flagrante por maltratar idosa em Pinhalzinho

A Polícia Civil de Polícia de Pinhalzinho prendeu em flagrante, nesta quarta-feira, dia 30, Ivone Gubiani, 50 anos, pelos delitos de lesão corporal qualificada e maus-tratos praticados contra uma mulher de 48 anos. A agressora morava com a vítima e era responsável por cuidá-la devido aos seus graves problemas de saúde.

Após denúncia de agressões contra vítima, os policiais civis foram até a residência, localizada no bairro Efacip e presenciaram o momento em que Ivone agredia com tapas a vítima, que estava amarrada com um lençol em uma cadeira de rodas.

Imediatamente os policiais civis deram voz de prisão à agressora, que foi levada até a Delegacia de Polícia de Pinhalzinho. Posteriormente, foi conduzida ao Presídio Regional de Chapecó, onde permanece à disposição da Justiça.

Devido às diversas lesões, a vítima foi encaminhada ao Hospital de Pinhalzinho.


Comente aqui
17 nov12:04

Dois homens são presos com notas falsas

A operação da Polícia Civil e Polícia Militar que resultou na apreensão de R$ 2,500,00 em notas faltas, foi na noite da quinta-feira, dia 16, em Maravilha. Dois homens foram presos em flagrante.

Os policiais flagraram a negociação de um veículo, onde Lauri Miguel Nunes, o Bugre, e Antonio Carlos dos Santos Souza realizavam o pagamento do automóvel com diversas notas falsas de R$ 50.

Após a negociação, os policiais apreenderam as notas e prenderam os dois suspeitos. Eles foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Dionísio Cerqueira. Segundo o delegado Albert Dieison Silveira, tanto Lauri, como Antonio, tem vários antecedentes policiais por roubo, tráfico de entorpecentes, notas faltas e estelionato.

A ação policial foi uma resposta às diversas ocorrências de repasse de notas falsas que estavam ocorrendo em Maravilha, São Miguel do Oeste e outras cidades da Região. Os presos, segundo a polícia, são um dos principais envolvidos na distribuição destas notas falsas no Extremo Oeste Catarinense. Agora a Polícia busca outros envolvidos nestes crimes.

Comente aqui
14 nov13:40

Polícia Civil prende autor de favorecimento da prostituição em Xanxerê

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Xanxerê, prendeu em flagrante, por favorecimento da prostituição, Alex Sandro da Luz Fernandes, 24 anos, na noite da sexta-feira,11, em Xanxerê.

O flagrante foi possível, pois Fernandes se deslocou à Delegacia com a adolescente de 17 anos com o intuito de forjar que a menina era maior de idade. Ele foi registrar um Boletim de Ocorrência de perda de documentos de identificação, auxiliando a adolescente a se passar por outra pessoa maior de idade.

Ao suspeitarem da situação, os policiais civis, após questionarem a adolescente, descobriram que ela foi orientada por Fernandes a registrar o Boletim para poder trabalhar em uma casa de prostituição gerenciada pelo acusado, localizada na Linha Invernada Grande, interior de Xanxerê.

Fernandes foi autuado em flagrante pelo crime de Favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável (art. 218 B do Código Penal) e, em seguida, foi conduzido ao Presídio Regional de Xanxerê, onde permanece à disposição da Justiça.


Comente aqui
11 nov11:45

Sequestrador é morto em São Lourenço do Oeste

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Daniel Maziero, 21 anos, foi seqüestrado no final da tarde da quarta-feira , dia 9 de novembro em São Lourenço do Oeste. Na noite da quinta, 10, durante a entrega do resgate o seqüestrador foi baleado e morreu no hospital.

Segundo o Delegado Regional, Carlos Augusto Morbini, o homem natural de Chapecó, tinha passagens na delegacia da cidade e foi alvejado por não obedecer a ordem dos policiais. – Foi solicitado que ele parasse, mas como não acatou, os policias precisaram intervir – disse.

A família informou a Polícia Militar sobre o ocorrido na manhã da quinta-feira. Durante a madrugada o seqüestrador havia feito contato com a mãe de Daniel e pediu para não comunicar a Polícia sobre o caso.

Após o contato, as Policias Militar e Civil iniciaram uma operação de monitoramento e acompanhamento. Por volta das 20h de quinta, eles acompanharam a entrega do resgate na Linha Anghinoni, interior de Renascença, no Paraná.

No local escolhido para o recebimento do resgate, o seqüestrador foi atingido por tiros e a vítima resgatada sem ferimentos. O seqüestrador foi conduzido ao Hospital de São Lourenço do Oeste, mas não resistiu e morreu.


O sequestro

Marilde Maziero, mãe do jovem sequestrado concedeu entrevista na manhã desta sexta-feira para a Rádio Doze de Maio de São Lourenço do Oeste. Emocionada ela disse que não esperava nunca passar por isso.

- Nossa mãe nunca esperava na minha vida passar por uma hora dessas. Dá para se recuperar. Devagarzinho, a gente recupera. – disse.

Ela contou que Daniel foi quem fez o contato com a família. – Ele ligou do celular dele. E o seqüestrador pediu R$ 60 mil para mim e para ele pedia R$ 100 mil – lembra.

A mãe disse ainda que o seqüestrador pediu para ver um terreno no final da tarde de quarta-feira e como o filho estava de folga acompanhou o homem até um loteamento. Os pais de Daniel fizeram o pagamento de R$ 7 mil para o resgate. O dinheiro foi devolvido a família.

Daniel, que é filho único, está bem e em casa.



Comente aqui
10 nov11:13

Traficante é preso em Concórdia

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Concórdia, com apoio da Polícia Militar, prendeu em flagrante, por tráfico de drogas, Carlos Vicente de Paula Motta, 48 anos. A prisão foi na quarta-feira dia 9, em Concórdia.

A prisão decorreu do cumprimento de Mandado de Busca e Apreensão na residência de Motta, localizada no bairro Liberdade. No local, os policiais encontraram 10 buchas de cocaína, uma balança de precisão contendo resquícios de cocaína, três celulares, sacolas picotadas usadas para embalar droga, invólucros e R$ 52 em dinheiro.

Diante disso, Motta foi autuado em flagrante delito pela prática, em tese, dos crimes previstos nos artigos 33 e 34*, ambos da Lei nº 11.343/06.


Fonte: Assessoria de Imprensa Polícia Civil do Estado de Santa Catarina

* Lei 11.343/06

Art. 33. Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar:

Art. 34. Fabricar, adquirir, utilizar, transportar, oferecer, vender, distribuir, entregar a qualquer título, possuir, guardar ou fornecer, ainda que gratuitamente, maquinário, aparelho, instrumento ou qualquer objeto destinado à fabricação, preparação, produção ou transformação de drogas, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar.

Comente aqui
09 nov15:34

Viagem 81: auditoria irá apontar valor sonegado por 9,4 mil empresas

As 9.442 empresas que adquiriram produtos sem nota fiscal de três distribuidoras no Oeste do Estado – investigadas pelo Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (GAECO) de Chapecó na Operação Viagem 81, que desarticulou esquema de comércio de bebidas sem emissão de notas fiscais e sem o recolhimento dos impostos devidos – serão alvo de auditoria para apurar os valores dos impostos sonegados.

Concluída a auditoria, as empresas serão notificadas pelo Fisco Estadual e os responsáveis denunciados criminalmente à Justiça pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Até o momento, já foram identificadas 438 mil vendas sem nota realizadas nos últimos cinco anos, que somam o valor de R$ 65 milhões.

Segundo o coordenador GAECO de Chapecó, Promotor de Justiça Fabiano David Baldissarelli, as empresas que adquiriram os produtos tiveram a oportunidade de procurar as unidades da Fazenda Estadual, antes de iniciado o procedimento de fiscalização, e realizar a denúncia espontânea, pagando a vista ou parcelado o imposto sonegado. Com isso estariam livres de multas de até 100% do valor sonegado e de processo criminal, pois o pagamento extingue a punibilidade e o parcelamento mantido em dia suspende o processo.

- Algumas empresas procuraram a Secretaria da Fazenda, mas a regularização ficou bem abaixo da expectativa. Agora serão iniciadas as auditorias fiscais nas mais de nove mil empresas, cobrando o ICMS e a multas de até 100%. As autuações fiscais, após encerrados os procedimentos administrativos, serão objeto de ações criminais a serem impetradas pelo Ministério Público – disse informou Baldissarelli.


A Operação Viagem 81

A “Operação Viagem 81″, foi deflagrada no dia 5 de junho. Conduzida pelo GAECO/Chapecó – força-tarefa composta pelo MPSC, Polícias Civil e Militar, Secretaria de Estado da Fazenda e Instituto Geral de Perícias. Durante a ação foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão em três empresas e cinco residências em Chapecó, Pinhalzinho e Videira, pedidos pela Promotoria Regional de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária de Chapecó em conjunto com a Promotoria de Justiça da Comarca de Pinhalzinho. Na ocasião, também foram presas três pessoas em flagrante por posse e guarda ilegal de arma de fogo e munição.

Comente aqui
08 nov16:08

Tentativa de homicídio mentirosa é desmascarada

As investigações dos policiais da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Xanxerê culminaram com o indiciamento de Rogério do Nascimento, pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, lesão corporal culposa e comunicação falsa de crime. O inquérito policial deverá ser concluído ainda no final desta semana.


A versão mentirosa

Na madrugada do dia 6 de novembro, Nascimento procurou a Delegacia para comunicar que dois homens teriam invadido a casa dele e desferido um tiro no rosto de sua esposa, Marines Costa. Na ocasião, disse ainda, que o motivo da tentativa de homicídio contra ela teria sido uma discussão no trânsito, algumas horas antes.

Entretanto, após investigações os policiais descobriram que a versão apresentada por ele era falsa. Além disso, o tiro que atingiu o rosto da vítima foi desferido por Nascimento após uma discussão com a esposa.

Inicialmente, Marines confirmou a versão do marido, mas acabou desmentindo a história quando os policiais descobriram que a arma usada no disparo era do esposo dela. Após o disparar contra o rosto da esposa, Nascimento confiou a arma, um revólver calibre 38, a seu irmão, Vilson do Nascimento. Este, por sua vez, pediu para um amigo, Gervásio de Oliveira, para que a guardasse.

Com a descoberta do caso pela polícia, Nascimento acabou assumindo a propriedade do revólver. Depois de ser atingida pelo tiro, disparado pelo próprio esposo, Marines foi encaminhada para atendimento médico e não corre risco de morte.

Além de Nascimento, o irmão dele Vilson e o amigo Oliveira, também foram indiciados, ambos por porte ilegal e ocultação de arma de fogo. O Inquérito foi presidido pelo Delegado da DIC de Xanxerê, Adilson Bressan.


Fonte: Polícia Civil/Xanxerê.


Comente aqui