Polícia Militar

07 dez09:59

Mulher vítima de sequestro-relâmpago bate carro contra poste para chamar atenção da PM em Chapecó

Uma mulher de 30 anos vítima de sequestro-relâmpago bateu o carro contra um poste para chamar a atenção da Polícia Militar, na noite de terça-feira, em Chapecó. Dois bandidos armados renderam a mulher em casa.

Por volta das 20h30min, os dois criminosos invadiram a residência da vítima em Marema, município a cerca de 50 quilômetros de Chapecó. O marido e os dois filhos do casal também estavam na casa.

Os criminosos mandaram as vítimas ficarem deitadas no chão de olhos fechados. Os ladrões roubaram alguns pertences, colocaram no carro da família e seguiram para Chapecó. Os ladrões pegaram mulher como refém para dirigir o veículo, um Astra.

Na rua São Pedro, no bairro Passo dos Fortes, em Chapecó, a vítima avistou uma viatura da PM. Para chamar a atenção da guarnição, a mulher jogou o carro contra um posto.

Os dois bandidos saíram do Astra e fugiram a pé, abandonando uma espingarda calibre 36. A mulher não se feriu na batida. A polícia efeutou buscas na região, mas ninguém foi preso suspeito do crime.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
06 dez23:32

MP já tem roteiro do vereador encontrado morto em Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O Ministério Público já levantou o trajeto do vereador Marcelino Chiarello (PT) entre a Escola Pedro Maciel e sua residência, onde foi encontrado morto na segunda-feira, dia 28 de novembro. De acordo com o promotor Fabiano Baldissarelli, que está acompanhando o caso, como não havia câmeras da Polícia Militar no trajeto foram solicitadas imagens particulares de residências e empresas, que ajudaram a definir o roteiro.

– Sabemos o horário que ele saiu e o horário que chegou em casa – revelou o promotor.

Ele só não quis adiantar se o vereador foi direto para casa, para não prejudicar as investigações. O Ministério Público está apoiando o levantamento de informações com 10 policiais civis e militares do Grupo de Apoio e Combate ao Crime Organizado (GAECO). Os 10 promotores da Comarca de Chapecó estão à disposição da Polícia Civil para fornecer informações, por determinação do Procurador Geral de Justiça Lio Marcos Marin.

O GAECO também recolheu imagens das possíveis rotas de fuga.

-Identificando o veículo provavelmente conseguiremos descobrir por onde ele fugiu- explicou o promotor.

A tese de suicídio já foi completamente descartada, após as análises do Instituto Geral de Perícias. A primeira perícia foi realizada pela unidade de Chapecó e houve uma segunda perícia feita por profissionais de Florianópolis.

O delegado Ronaldo Neckel Moretto mantém sigilo sobre as investigações mas está otimista.

–Estamos evoluindo- explicou. No entanto ele não quer apressar os resultados, mesmo com a pressão da comunidade para solucionar o caso o quanto antes.

–Vamos levar o tempo que for necessário- disse.


>> Ato pede justiça no caso Chiarello


Suplente assume vaga na Câmara de Vereadores

Lizeu Mazzioni, suplente de Marcelino na Câmara de Vereadores, assumiu a vaga.

Mazzioni disse estar muito triste por assumir o posto nessa situação. O presidente da Câmara de Vereadores, Itamar Agnoletto, disse que a cidade vive um “estado de sítio” após a morte do colega.

Ele vai solicitar inclusive proteção policial aos vereadores. A vereadora Ângela Vitória (PT) já havia revelado que muitas pessoas mudaram seus hábitos após o crime, pela sensação de insegurança.

Outros vereadores também manifestaram sensação de medo. A morte do vereador também acirrou manifestações entre lideranças do PT, que é de oposição, e do PSD, que é da atual administração. A oposição alega que o crime tem cunho político pelas denúncias que Chiarello fazia. A situação afirma que o PT está se antecipando em apontar possíveis culpados. O certo é que o caso, mesmo sendo uma tragédia para a cidade, acabou antecipando o debate eleitoral.

1 comentário
05 dez14:52

PM fecha ponto de tráfico e apreende drogas, arma e munições em Xanxerê

Uma ação da Polícia Militar de Xanxerê na sexta-feira, 02, resultou na apreensão de maconha, crack, arma artesanal e munições. Além das apreensões também foi preso um casal acusado de comercializar as drogas em uma casa no bairro Bela Vista.

Durante alguns dias, policiais da Agência de Inteligência da 4ª Companhia PM monitoraram a residência que segundo informações era usada como ponto de tráfico, e constataram o movimento característico de usuários.

Com base em informações de que o responsável pelo ponto havia deslocado à Chapecó para apanhar mais entorpecentes, os policiais monitoraram o veículo placas de Chapecó, usado pelo suspeito. Quando o homem retornava à Xanxerê pela BR 282, os policiais perceberam que antes de chegar ao Posto de Polícia Rodoviária Federal, ele desviou o caminho e pegou uma estrada do interior, e foi abordado por uma guarnição PM na Linha Frei Plácido.

Depois de identificar o condutor, a guarnição efetuou buscas no veículo e localizou 1,018 gramas de maconha e 8,9 gramas de crack, além de R$ 451. O homem foi preso e seguiu com os policiais até a residência usada como ponto de tráfico.

No local, foram encontrados mais 215 gramas de maconha, embrulhadas em papel alumínio, uma espingarda artesanal, vários cartuchos de revólver e espingarda, um rádio CD automotivo, um receptor de antena parabólica, um aparelho de DVD e R$ 6.030 em dinheiro.

O homem de 43 anos foi preso pelo crime de tráfico de drogas e a sua companheira de 31 anos, pela associação ao tráfico. Ambos foram conduzidos à Delegacia de Polícia junto com o material apreendido, onde foram entregues.


Comente aqui
05 dez10:23

Concurso de Agente Temporário da Polícia Militar

A Polícia Militar de Chapecó está com inscrições abertas para o Concurso de Agente Temporário. Interessados podem se inscrever até o dia 6 de dezembro de 2011.

São 39 vagas para Chapecó, para candidatos com idade entre 18 e 23 anos incompletos.

Maiores informações através do site www.pm.sc.gov.br ou pelo telefone 49 3321-0108, de segunda a sexta-feira, no horário das 13h às 19h.


Comente aqui
03 dez22:47

Crimes passionais dominam homicídios em Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br*

O crescimento do número de homicídios em Chapecó é confirmado pelos dados registrados pelas Polícias Civil e Militar. A Polícia Militar registrou 16 homicídios em 2010 e 40 em 2011. Já na Polícia Civil o número pulou de 33 para 50.

Os crimes passionais dominam os registros na Polícia Militar. Dos 40 homicídios, nove são por desentendimento. Outros nove por rixa, acerto de contas, vias de fato ou desavença. E quatro foram por questões amorosas ou ciúmes. Mortes ligadas ao tráfico de drogas foram seis. Cinco foram por assalto e latrocínio.

Para o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar de Chapecó, tenente coronel Benevenuto Chaves Neto, um dos motivos de tantos homicídios é a questão cultural na cidade, de lavar a honra com sangue.

–Infelizmente o pessoal resolve algumas questões na faca ou no tiro- explicou. Isso potencializado pelo uso de bebidas alcoólicas.

O comandante chamou a atenção para uma ocorrência registrada há 10 dias, no bairro Maria Goretti, onde uma família fez festa o dia inteiro e, quando o dono da casa foi dormir e reclamou do som alto, foi degolado pelos cunhados e um adolescente, a golpes de facão.




Casa no Bairro Maria Goretti onde homem foi degolado.


A reportagem foi na casa na sexta-feira e foi informada por vizinhos que a viúva e o filho não moram mais lá.

Outra questão problemática apontada pelo comandante é o baixo efetivo de policiais na cidade. Atualmente Chapecó tem 219 policiais militares para 183 mil habitantes. O tenente-coronel Chaves disse que houve uma reposição de 53 policiais no meio do ano e outros 83 estão em formação para a região. Mas é necessário ampliar ainda mais o efetivo, para dar conta do crescimento da cidade.

Com isso a polícia poderia combater principalmente os homicídios ligados ao tráfico.

O coordenador da Central de Polícia de Chapecó, delegado Fabiano Toniazzo, disse que houve vários homicídios ligados ao tráfico, principalmente no Bairro São Pedro e arredores.

–Somente numa semana foram três homicídios nessa região – explicou.

Ele também considera que os crimes passionais têm grande peso.

–Estão deixando de conversar para sair na bala- avaliou.

A delegada regional Tatiana Klein Samuel disse que já vinha observando o aumento do número de homicídios na cidade e, por isso, solicitou mais um delegado para a Divisão de Investigação Criminal de Chapecó, onde foi criada em novembro a Divisão de Homicídios.

–Com isso teremos um trabalho mais especializado nessa área- explicou. Atualmente esta divisão coordena as investigações do assassinato do vereador Marcelino Chiarello.

O aumento da violência na cidade está assustando os moradores, já que Chapecó sempre foi considerada uma cidade tranqüila. Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Gilberto Badalotti, esse aumento da violência é visível. Ele lembrou que os assaltos à estabelecimentos comerciais, que eram raros, agora estão freqüentes.

–A cidade está crescendo e atrai pessoas boas e pessoas ruins- disse Badalotti.


*Colaborou Juliano Zanotelli



1 comentário
03 dez13:29

PT vai entrar com ação contra o Estado por vazamento de fotos de vereador

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O diretório municipal do PT de Chapecó vai entregar na segunda-feira, 5, no Ministério Público, uma representação contra o Estado de Santa Catarina pelo vazamento de fotos do vereador Marcelino Chiarello (PT), encontrado morto na segunda-feira, 28 de novembro. As fotos mostram o vereador enforcado no quarto de visitas de sua casa e também no chão, com várias manchas de sangue no rosto.

A ação foi anunciada hoje pela manhã em entrevista coletiva com o presidente municipal do PT e deputado federal, Pedro Uczai, a vereadora Ângela Vitória e os deputados estaduais Luciane Carminatti e Dirceu Dresch.

-O Estado deveria preservar o direito de imagem do Marcelino- disse Pedro Uczai. As fotos estão circulando pela internet desde quarta-feira. Uczai disse que a imagens partiram de algum órgão de segurança, pois ninguém do partido ou familiares fez fotos do local. A vereador Ângela Vitória descartou que as imagens sejam do Instituto Geral de Perícias, já que os ângulos são diferentes.

O delegado da Divisão de Investigação Criminal de Chapecó, Ronaldo Neckel Moretto, disse que nunca viu vazamento do IGP e que seus policiais não fizeram fotos do local.

O comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Benevenuto Chaves Neto, já determinou a apreensão de dois computadores, um pendrive e uma máquina digital da corporação para análise.

Foi instaurado um Inquérito Policial Militar para apurar o vazamento das fotos.


Notícias relacionadas:

>> Polícia faz nova perícia na casa de vereador

>> Para polícia morte de vereador em Chapecó é relacionada à vida pública

>> Desenho de uma pirâmide na mão do Vereador

>> PT traz criminalista famoso para acompanhar o caso

>> Últimos passos do vereador Marcelino Chiarello

Comente aqui
01 dez19:12

Duas armas foram apreendidas em Chapecó

A apreensão realizada pelo Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) foi na noite da quarta-feira, 30, em Chapecó. Duas armas foram apreendidas. Dois homens foram presos.

Com base em informações de comerciantes a guarnição do PPT fez buscas e localizou um veículo com placas de Pato Branco/PR, na rua Índio Condá. Dois homens suspeitos estavam no veículo.

Na abordagem, os policiais identificaram os ocupantes, de 30 e 32 anos, e em buscas no veículo encontraram, embaixo dos bancos, uma pistola 380 com 12 munições intactas no carregador, e um revólver calibre38 com seis munições intactas.

Diante do flagrante de porte ilegal, os homens disseram aos policiais que estavam na cidade para cobrar uma “conta” de certo cidadão. Então foram presos e conduzidos à delegacia, junto com as armas e munições, para o flagrante.

Com essa apreensão, chega a 119 o número de armas de fogo apreendidas em Chapecó de janeiro a novembro de deste ano. As apreensões foram realizadas em operações policiais, abordagens de rotina e também com a prisão de pessoas envolvidas e roubos.

O maior número de apreensões foi no mês de abril, quando foram tiradas de circulação 21 armas.


Comente aqui
01 dez12:20

Base da PM será reativada em São Miguel do Oeste

A Base Operacional II da Polícia Militar do Bairro São Gotardo de São Miguel do Oeste será reativada até janeiro de 2012. O anúncio foi do secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Wilson Trevisan e o comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel, Flamarion Santos Schiffelbein, que se reuniram com representantes dos Bairros São Gotardo, Progresso e Andreatta, para falar sobre a reativação.

Segundo Trevisan, a reativação foi um pedido da comunidade. – Apoiamos e nos mobilizamos para ativar o posto o quanto antes, pois o ponto é estratégico para uma fiscalização na Rua Willy Barth, possibilitando ainda o atendimento dos Bairros próximos – declara Trevisan.

Ele explica ainda que o Governo do Estado, por meio do Departamento de Infraestrutura (Deinfra) de São Miguel do Oeste, vai disponibilizar o projeto de reforma da estrutura. O Deinfra deve entregar o projeto até a segunda quinzena de dezembro.

Os recursos para a reforma da Base serão angariados pelo Conselho de Segurança (Conseg) do Setor Leste, União das Associações de Moradores de Bairro (Uamb) e Associação dos Moradores do Bairro São Gotardo (AMBSG). Assim que a obra estiver pronta, a Polícia Militar vai ficar responsável pela Base e o atendimento será diuturno.

O comandante do 11º BPM, tenente coronel, Flamarion Schiffelbein garante que será disponibilizado um Policial Militar, além de uma viatura e uma motocicleta. – A partir de março de 2012, temos a previsão de uma turma de 27 novos soldados. Ao contarmos com esse efetivo, iremos direcionar mais profissionais para a Base Operacional – afirma.

O tenente coronel Flamarion lembra que outra Base está em funcionamento no terminal rodoviário de São Miguel do Oeste. O objetivo com os pontos da PM é proporcionar maior segurança aos moradores.

O presidente do Conseg do Setor Leste, Enio dos Santos, disse que a reativação significa um pedido da comunidade atendido pelo Governo do Estado e Polícia Militar.


Comente aqui
28 nov19:11

Segurança e Prevenção a Violência nas Escolas

O Projeto Segurança e Prevenção a Violência nas Escolas, iniciado em julho de 2011, tem o objetivo de orientar professores, funcionários, pais e alunos das escolas da rede Municipal e estadual de Chapecó. Apresentando alternativas voltadas à prevenção da violência nas escolas, a fim de contribuir para a construção de uma sociedade mais humana, justa e solidária.

A violência é, infelizmente, uma prática que vem sendo disseminada em todas as esferas sociais, inclusive nas instituições de ensino, seja na rede pública ou privada. Dentre as variáveis que levam ao aumento da violência na sociedade brasileira estão à desigualdade social, o enfraquecimento de conteúdos culturais, éticos e morais, a família desestruturada, as diferenças culturais, maus tratos e uma ausência de cultura de paz nos sistemas de relações sociais.

Segundo o soldado Marcelo Wundervald, diante das inúmeras ocorrências envolvendo violência nas escolas, o projeto busca executar as seguintes atividades:

- Incentivar o debate sobre o tema “violência nas escolas”, visando à busca de estratégias e ações voltadas a minimizar a violência na escola;

- Orientar a cerca de questões de segurança, objetivando a prevenção de delitos no âmbito escolar;

- Orientar sobre qual o procedimento a ser adotado em caso de violência nas escolas;

- Resgatar junto aos alunos adolescentes valores morais e éticos voltados ao convívio social;

- Resgatar junto aos pais dos alunos a responsabilidade da família sobre a formação e educaçã0o destes adolescentes;

Encerrado no mês de novembro, o Projeto de Segurança e prevenção a violência nas escolas alavancou os debates críticos entre Policia Militar e adolescentes. Tomando a frente e representando a Policia Militar, o soldado Marcelo Wundervald protagonizou as palestras envolvendo a todos através de uma linguagem simples, mas rica em informações através das experiências de mais de 13 anos como policial. – É preciso falar na mesma frequência dos jovens, na mesma faixa vibratória, para que palestrante e publico estejam sintonizados na mesma linguagem – disse o Soldado.

Foi de grande valia e ótimos resultados a recepção nos colégios, sempre após as palestras eu era rodeado por adolescentes para agradecer, esclarecer duvidas particulares, e para saber como fazia para entrar na Policia Militar.

- Para o que vem pretendemos dar continuidade a este projeto – completou Marcelo.


Comente aqui
28 nov17:57

Duas armas de fogo são apreendidas em Chapecó

Duas armas de fogo foram apreendidas pela Polícia Militar de Chapecó durante o final de semana. Uma das armas estava com um adolescente de 15 anos foragido do Centro Educacional Regional (CER).

Na noite do sábado, 26, uma guarnição fazia rondas pelo bairro São Pedro, e abordou na Rua Sonia Zani um adolescente. Em busca os policiais encontraram com ele um revólver calibre 38 sem munição. Ao consultar o nome do infrator, a guarnição constatou que ele estava foragido do CER. O menor foi encaminhado à delegacia para os procedimentos e depois conduzido ao CER.

Já na noite de domingo, a guarnição do Pelotão de Patrulhamento Tático apreendeu uma espingarda calibre 22 no bairro São Cristovão. Os policiais localizaram a arma com um homem de 48 anos no atendimento de uma ocorrência de briga e ameaça.

No local, os policiais foram informados por testemunhas que alguns homens em um veículo Gol estavam armados e fazendo ameaças. A guarnição fez rondas e localizou o veículo suspeito. Na abordagem foi encontrada com o grupo uma espingarda com nove cartuchos intactos. Os três envolvidos foram entregues na delegacia.


Comente aqui