Presídio

29 jun19:00

Jovem é preso após incendiar a própria casa em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Ademir dos Santos Roque, de 22 anos, foi preso em flagrante na tarde desta sexta-feira em Chapecó depois de incendiar a casa em que vivia com a família. Ele será encaminhado para o Presídio Regional de Chapecó.

O incêndio aconteceu no começo da tarde, na rua Maria Luiza Scholze, no loteamento Vila Esperança no bairro Efapi. A casa de 20 metros quadrados foi completamente destruída pelo fogo. No local moravam o acusado, a mulher e os dois filhos.

O Corpo de Bombeiros utilizou aproximadamente 1,5 mil litros de água no combate ao fogo.

Enquanto os Bombeiros apagavam as chamas, a Polícia Militar prendeu Ademir pelo crime de incêndio. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia.

Segundo a delegada Isabel Fauth em depoimento ele disse que colocou fogo na residência por que a mulher iria embora de casa com os filhos.

A Polícia Civil investiga o caso.


Comente aqui
28 jun16:56

Homem é preso suspeito de chefiar quadrilha de desmanche de peças de veículos em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Após um ano de investigação a Divisão de Investigação Criminal (DIC), da Polícia Civil de Chapecó prendeu preventivamente na tarde desta quinta-feira, Adenilson Fermiano dos Santos, 40 anos. Ele é suspeito de chefiar uma quadrilha de desmanche de peças de veículos em quatros estados. Em 2011 ele foi condenado por lesão corporal, seguida de morte.

Segundo o delegado Ronaldo Neckel Moretto, Adenilson, conhecido como o “Rei das Peças”, foi preso na frente de casa no centro de Chapecó. Com ele os policiais encontraram R$ 15 mil em dinheiro e cheques e uma caminhonete Hilux, no valor aproximado de R$ 100 mil.

Durante a investigação, os Policiais encontraram indícios da participação de Adenilson em um grande esquema criminoso que iniciava com o furto/roubo de veículos, passando pelo desmanche das peças e terminava na comercialização nas lojas

De acordo com a DIC, das quatro lojas de propriedade de Adenilson na cidade, duas foram fechadas pela polícia. Ele, que atua no ramo há 20 anos, é suspeito de revender peças oriundas de furtos e roubos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.

Em buscas foram apreendidos peças de veículos e houve flagrante de um veículo sendo desmanchado durante o dia em uma das lojas do investigado. No total, foram apreendidos sete veículos desmanchados.

O delegado Moretto disse que o suspeito teria angariado patrimônio superior a R$ 20 milhões. Moretto comentou ainda que mais sete pessoas estão sendo investigadas.

Adenilson tem envolvimento em outros delitos e já foi levado à Júri Popular. Ele foi condenado a quatro anos de prisão em regime aberto, por lesão corporal, seguida de morte, pena que vinha cumprindo desde o ano passado.

Após a prisão foi encaminhado para o Presídio Regional de Chapecó onde permanece a disposição da justiça.


Contraponto

Segundo o advogado Luis Antonio Agne, Adenilson não fazia mais parte da empresa desde novembro de 2011. Ele disse ainda que irá solicitar a revogação da prisão nesta sexta-feira.


Comente aqui
27 jun16:12

Homem foi preso em Chapecó após invadir casa do ex-vereador Marcelino Chiarello

[Atualizada 18h47]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Renato Alcione Ferreira, 24 anos, foi preso na manhã desta terça-feira em Chapecó. Ele invadiu a casa do ex-vereador de Chapecó Marcelino Chiarello, encontrado morto no dia 28 de novembro de 2011. Segundo a Polícia Civil o Instituto Geral de Perícias (IGP) esteve no local, que desde a morte do vereador estava lacrada.

- Preliminarmente não houve prejuízos na cena do crime – disse o delegado Ronaldo Neckel Moretto, que aguarda o laudo do IGP.

O delegado da Polícia Federal, Oscar Biffi, que está com o caso, disse que a casa foi lacrada após o crime para uma possível nova perícia no local. Ele confirmou também  que o corpo do vereador será exumado. A data ainda não foi definida mas está prevista para julho.

Renato, que foi preso por volta das 10h30 na Rua Thucydides Paim Butuhy,  no Bairro Santo Antonio, tem diversas passagens pela polícia, entre elas sete por furto, um indiciamento por furto e outro por ameaça e responde por dois processos criminais. De acordo com a Polícia Civil ele estava em liberdade provisória do Presídio Regional de Chapecó desde 2007 e será encaminhado novamente para o local.

Segundo informações da Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, o homem estava em um banheiro anexo a casa. Ele disse também aos policiais que estava dormindo a alguns dias no local.

Comente aqui
27 jun14:57

Presos quatro envolvidos em fraude de concurso público em Xaxim

[Atualizada 20h43]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br  – colaborou Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Quatro pessoas foram presas preventivamente nesta terça-feira em Xaxim, no Oeste do Estado, sob suspeita de envolvimento na fraude do concurso público da prefeitura local. Os presos são a primeira dama do município, Rita Vicenzi, a assistente social da prefeitura, Eliane Perosa, e sócios da SC Cursos e Treinamentos Ltda, Sandra Dell’Osbel e Emerson Dell’Osbel. A prisão foi autorizada pela juíza da 2ª Vara da Comarca de Xaxim, Surami Juliana dos Santos Heerdt . Ela atendeu ao pedido dos promotores de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) Fabiano David Baldissarelli e Diana da Costa Chierighini. Emerson está preso no presídio de Xanxerê e as três mulheres no presídio de Chapecó.

De acordo com o promotor Fabiano Baldissarelli ,coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) de Chapecó, a prisão preventiva foi solicitada para garantir a ordem pública e evitar novos crimes.

- Diante das provas e evidências foi necessária a prisão provisória – detalhou o promotor. Ele disse ainda que soltos os suspeitos poderiam realizar outras ações. O tempo da prisão vai depender da juíza.

O Ministério Público apresentou na manhã desta quarta-feira, além dos gabaritos utilizados pela candidata que denunciou a fraude, uma folha de caderno onde foram anotadas as respostas. A folha entregue pela candidata ao MP tem o mesmo desenho de outras páginas encontradas na casa da assistente social.

- Além da candidata que apresentou este material, outros três também fizeram denúncias e disseram ter recebido as repostas em papel semelhante a este – disse o promotor Fabiano.

Foram realizadas buscas na prefeitura, empresa e casa dos envolvidos. Na casa e na empresa dos empresários foi encontrado também diversos carimbos referentes a outras empresas.

De acordo com a promotora Diana da Costa Chierighini, o GAECO de Chapecó está preparando um dossiê de cada concurso público sob suspeita no Oeste catarinense.

- Até agora já foram verificados pelo menos 17 contratos licitados com supostas fraudes – disse a promotora.

Durante todo o processo de investigação em nenhum momento apareceu o nome prefeito de Xaxim, apenas da primeira-dama, que segundo suspeita do Ministério Público teria ligado para a candidata que recebeu o gabarito na véspera do concurso, indicando onde receberia a “cola”.


Contraponto

O advogado da primeira dama, Stefan Pupiolski impretou um pedido de Habeas Corpus na tarde desta quarta-feira no Tribunal de Justiça.

Já os advogados de defesa dos demais envolvidos não foram localizados. Durante a tarde desta terça-feira a reportagem fez ligações para o escritório da empresa SC Cursos e Treinamentos Ltda mas ninguém atendeu. Também foi tentado contato com a empresa via email, que não foi respondido até o fechamento desta edição.. A reportagem entrou em contato também com o Presídio de Xanxerê que confirmou que um advogado visitou Emerson, mas não estavam autorizados a divulgar o nome dele. No dia 25 de junho a SC Cursos e Treinamentos Ltda encaminhou uma nota informando que tudo não passava de suspeita, que a empresa e seus sócios não contribuíram com nenhuma fraude no concurso de Xaxim e que as provas foram realizadas regularmente.

Também foi tentado contato, por telefone, para apurar o nome da advogada da assistente social. Um número foi repassado por um conhecido, porém, a advogada que atendeu disse que não tinha certeza se assumiria o caso.


>> No Oeste, 15 editais de concursos para prefeituras estão sob investigação do Ministério Público


Entenda o caso

Uma candidata que fez o concurso público de Xaxim e recebeu o gabarito errado procurou o Ministério Público para denunciar o vazamento, no dia 17 de maio. Ela se inscreveu para o cargo de auxiliar de enfermagem e recebeu o gabarito da prova para o curso de superior de enfermagem. No dia primeiro de junho uma força tarefa que incluiu o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, polícias Civil e Militar, apreendeu documentos, equipamentos de informática, provas, cartões respostas, gabaritos, listas e arquivos digitais na prefeitura, na SC Cursos e Treinamentos Ltda, empresa responsável pelo concurso, e na casa dos proprietários da empresa, Sandra e Emerson Dell’Osbel. Os materiais foram submetidos à análise do Instituto Geral de Perícias (IGP). Num segundo momento foi realizada nova busca e apreensão que encontrou papéis similares ao da cola na bolsa da assistente social do município, Eliane Perosa.

O promotor de Justiça, Fabiano Baldissarelli, já havia informado que a assistente social e a primeira dama do município, Rita Vicenzi, estavam entre os suspeitos de participar do vazamento do gabarito.

A Promotoria de Justiça de Xaxim recomendou a anulação do concurso público e o prefeito de Xaxim, Gilson Vicenzi, anulou o concurso no dia cinco de junho. A prova foi realizada em cinco de maio deste ano. Foram 368 inscrições para 19 cargos.

O Ministério Público encaminhou para a juíza de Xaxim, Surami Heerdt, um pedido de suspensão das atividades da SC Cursos e Treinamentos Ltda e da Dell’Osbel & Vieira Ltda. Também foi pedido que seja impedida de contratar com o poder público qualquer empresa que tenha como sócios Sandra Dell’Osbel e Emerson Dell’Osbel.


Comente aqui
15 jun09:12

Dois homens são presos após sequestro relâmpago em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Por volta das 21h40 desta quinta-feira, a Polícia Militar de Chapecó foi chamada para atender um roubo de veículo seguido de sequestro relâmpago. Uma jovem de 19 anos foi rendida quando chegava em casa, no centro da cidade. Após perseguição a PM prendeu os dois envolvidos.

A mãe da jovem ligou para a Central de Emergências da PM e disse que a filha havia sido levada no próprio veículo, uma EcoSport Branca, por dois homens.

As guarnições da Polícia iniciaram buscas pela cidade. Cerca de 15 minutos depois a Base Oeste da PM, do Bairro Efapi, percebeu que havia poeira suspensa na Linha Faxinal dos Rosas, interior do município. No local foram abordados alguns moradores e os policiais foram informados que um veículo branco havia passado em alta velocidade pela estrada.

Constatado que era o veículo da vítima os policiais repassaram a informação para outros policiais que se concentraram nos prováveis pontos de saída para a BR 282.

A mesma guarnição que conversou com os moradores localizou minutos depois, a vítima do sequestro relâmpago na Linha Cascavel. Ela havia sido deixada pelos assaltantes e pedia socorro em uma residência. A vítima foi levada de volta para a cidade.

Enquanto isso outra viatura seguia as buscas em outro ponto da cidade. E foi em uma marginal próxima ao acesso Plínio Arlindo de Nes que a PM avistou a EcoSport.

Os assaltantes fugiram em alta velocidade pela SC 468, sentido Coronel Freitas, onde iniciou uma perseguição. Outras viaturas também ajudaram na ocorrência.

Como não atendiam as ordens de parada a Polícia precisou realizar um disparo de arma de fogo. O tiro atingiu o pneu traseiro do veículo. Sem ter como seguir os assaltantes pararam o veículo e foram presos em flagrantes.

Ediglecio Mendes, 23 anos e Rafael Schmidt, 28 anos, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia e reconhecidos pela vítima. Os dois foram encaminhados para o Presídio Regional de Chapecó. Segundo informações do Sistema Integrado de Segurança Pública, Rafael já tem duas passagens pela polícia, uma por roubo em 2008 e outa por posse de maconha em 2009.

O veículo foi apresentado na Delegacia e entregue ao proprietário.


Comente aqui
12 jun15:59

PM de Xaxim prende dupla por porte ilegal de arma de fogo

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Na madrugada desta terça-feira, dia 12, a Polícia Militar de Xaxim prendeu em flagrantes dois homens na Linha Diadema, interior da cidade, por porte ilegal de arma de fogo. Com eles os policiais também encontraram seis “torrões” de maconha e uma “bucha” de cocaína.

Durante rondas os policiais abordaram um veículo Uno em atitude suspeita. Dentro dele estavam um homem de 28 e outro de 44 anos. Em busca pessoal a PM encontrou na cintura de um deles um revólver calibre 32, com quatro cartuchos intactos. No interior do veículo foi localizado outro revólver calibre 32, com três cartuchos intactos, além de uma espingarda de pressão, uma caixa cheia de chumbinho, motosserra, facão e faca.

Os dois foram encaminhados para a Delegacia de Xaxim, prestaram depoimento e foram encaminhados para o Presídio de Xanxerê. Eles vão responder por porte ilegal de arma de fogo.


Comente aqui
12 jun11:24

Homem é preso com Esctasy e LSD em São Lourenço do Oeste

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Daniel Henrique Bruscato, 25 anos, foi preso em flagrante na tarde desta segunda-feira, dia 11, em São Lourenço do Oeste por tráfico de drogas. Com ele os policiais encontraram 14 comprimidos de Ecstasy e um microponto de LSD. A droga seria vendida na cidade.

Segundo a Polícia Civil, esta é a primeira apreensão destes dois tipos de droga e em menos de três meses de investigações  é a terceira prisão por tráfico de entorpecentes na cidade.

Bruscato foi conduzido ao Presídio Regional de Xanxerê, onde permanece à disposição da Justiça.


Comente aqui
30 mai11:55

Policiais Civis de folga prendem ladrão em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Por volta das 19 horas desta terça-feira, dia 29, policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó e da 1ª Delegacia de Polícia Civil estavam na Rua Marechal Bormann em frente ao Clube Recreativo Chapecoense quando um homem pediu ajuda.

Ele perguntou aos policiais, que estavam de folga, se não haviam avistado um homem em atitude suspeita passando pelo local, pois ele havia sido vítima de furto. Haviam roubado aparelhos eletroeletrônicos e dinheiro.

Os policiais realizaram buscas próximas ao local e minutos depois abordaram um adolescente. Com ele os policias encontraram um notebook, um celular, dinheiro, cheque, além de uma chave de fenda, utilizada para o arrombamento.

Rodrigo Antonio Arruda, 18 anos, foi preso em flagrante, encaminhado para a Central de Polícia e depois para o Presídio Regional de Chapecó, onde se encontra a disposição da Justiça.


Comente aqui
29 mai12:50

Homem foi preso por tráfico de drogas em Chapecó

Após denúncia anônima a Polícia Militar de Chapecó realizou, na manhã desta segunda-feira, dia 29, abordagem em um ponto de mototáxi na Avenida Fernando Machado, no centro de Chapecó.

Em revista pessoal em dois homens e também numa vistoria no estabelecimento foram encontradas 115 pedras de crack prontas para a venda. A droga estava escondida na bota e em um capacete sem forração.

Ademir dos Santos Machado, de 28 anos foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de Polícia e depois para o Presídio Regional de Chapecó.


*com informações da RBS TV Chapecó


Comente aqui
14 mai09:03

Três vigilantes são presos em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Uma operação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó, com apoio de policiais do 1º DP de Chapecó e da DIC de São Miguel do Oeste, na madrugada desta segunda-feira resultou na prisão de três vigilantes em Chapecó. Eles foram presos em flagrante no momento em que tentavam roubar um cofre de um escritório de contabilidade no centro da cidade. Um quarto envolvido fugiu a pé.

Foram presos Edson Gaio, 30 anos, Dievi Adriano Rodrigues, 26 e Diones Schaffer, 30. Dois trabalhavam em uma empresa privada de vigilância da cidade. O terceiro que também é vigilante não tinha vínculo com a empresa. Os policiais investigavam a quadrilha há um ano.

Foram apreendidos também diversos celulares, ferramentas, rádio comunicadores, luvas, toucas ninja, coletes táticos e um colete da Polícia Civil, que havia sido roubado da corporação.

– As investigações continuam para saber se eles tem relação com outros assaltos na cidade – disse o Delegado Ronaldo Moretto.

Os homens vão responder por posse e porte ilegal de arma de fogo, porte de munição de calibre. 40 (uso restrito da polícia), formação de quadrilha, tentativa de furto qualificado, resistência a prisão e receptação de materiais.

Os três foram encaminhados para o Presídio Regional de Chapecó.


Comente aqui