Projeto Peneirinha Gillette

25 out14:30

Viagem de 360 quilômetros para a Peneirinha

Dois garotos que treinam há um ano na escolinha da Chapecoense, Jacson Sachet, e Leonardo Berté de Matos, ambos de nove anos, vão se descolar 360 quilômetros para participar da penúltima das seis etapas catarinenses do Projeto Peneirinha Gillette, que será disputado sábado e domingo, em Lages.

Leonardo sai nesta quinta-feira de Chapecó, como pai e a mãe. Sachet viaja na madrugada de sábado. O projeto é desenvolvido pela RBS em parceria com a Procter & Gamble, com as federações catarinense e gaúcha. As crianças selecionadas vão ganhar um ano de escolinha em seu estado e mais 15 dias de oficina esportiva num clube europeu.


Chapecoense e Barcelona no videogame


Quando não está treinando na escolinha da Chapecoense, estudando ou batendo bola com o pai no quintal de casa, Leonardo Matos gosta de jogar videogame, num confronto pouco provável: Chapecoense x Barcelona.

Ele atua como Chapecoense, mas tem como ídolo Messi, do time catalão. Tanto que ele imita o cabelo do craque argentino. Da Chapecoense, ele gosta de Rodrigo Gral. Leonardo disse que o grande incentivo para participar da seletiva veio do pai. –Ele viu e me inscreveu- afirmou.

O pai, Gilmar, disse que apóia o filho no que for preciso. Uma vez ele foi convidado a treinar no Grêmio, quando tinha 12 anos, pelo ex-jogador tricolor China. Na época morava em espumoso e os pais não deixaram.

Agora, quer tentar com o filho. Tanto o pai quanto o filho sabem que a concorrência é grande e a chance de passar para seletiva de Porto Alegre é difícil. Mas, se não der certo, será um aprendizado  para corrigir e melhorar.

Leonardo já tem 15 medalhas e ganhou torneios regionais de futsal. Seu maior sonho é treinar no Barcelona. Mas já se contenta em começar a carreira jogando na Chapecoense.


Todos os dias com a bola no pé

Jacson Sachet treina duas vezes por semana na escolinha da Chapecoense e recentemente ganhou um troféu de vice-campeão num torneio regional. Mas o futebol faz parte de sua rotina diária, segundo entrega a irmã, Graziela Sachet, que o acompanha nos treinamentos. –Temos que chamar ele no ginásio pois não volta para casa- lembrou.

Duas vezes por semana ele joga com mulheres, para completar o time. Uma vez por semana joga para o time da Vila Real. E nos demais dias, inclusive no domingo, joga com os amigos. Ele só pára para andar de bicicleta ou jogar futebol no videogame.

Jacson é fã do Neymar e cortou o cabelo parecido com o ídolo. Até jogadas parecidas, como lambreta, ele imita. Mas nas cobranças de falta se inspira em Rogério Ceni. Na Chapecoense, Rodrigo Gral é o melhor jogador, segundo ele. Jacson também joga como atacante e diz que tem com característica a força e a velocidade.

Logo que viu a inscrição para o projeto Peneirinha Gillette pediu para o pai se poderia se inscrever. – Essa semana estou só roendo unha pois sei que é difícil- avaliou. O sonho de ser jogador de futebol vem desde criança. Quem sabe ele comece agora dando o primeiro passo.

Comente aqui
20 ago11:00

Atletas querem apoio discreto dos pais

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Apoio dos pais é importante. Mas ele deve ser discreto. Pelo menos essa é a opinião de Willian Vitor Dias, 12 anos, e Zadyzan Rosa, 16 anos, que há um mês realizaram uma peneira da escolinha do Grêmio, em Chapecó.

Antes e depois dos teste, Célio (E) dá todo apoio ao filho Zadyzan.

-O apoio dos pais é importante- lembra Zadyzan.

Mas desde que não interfira no desempenho na hora do teste. Muitas vezes ele brinca com o pai, que não é um profundo conhecedor de futebol.

– Como você quer me dar dica se não entende de futebol- disse.

Célio disse que procura ajudar o filho, dando apoio. Mas, na hora do treinamento, deixa tudo com os professores. Quando o filho foi fazer o teste na peneira do Grêmio, disse que ficou tranquilo, só observando.

Zadyzan sentiu um pouco de nervosismo antes do teste.

– Dá uma ansiedade, mas na hora do jogo passa- explicou. O aspirante a goleiro não chegou a ficar entre os escolhidos para fazer novo teste em Porto Alegre.

Na hora que terminou o jogo, pôde contar com o apoio do pai.

– Eu sempre vou incentivar- disse Sérgio. Zadyzan não desanimou. Como foi seu primeiro teste, acredita que a experiência serviu para outras peneiras que pretende realizar.

>> Projeto Peneirinha Gillette está com as inscrições abertas

A história de Willian foi um pouco diferente. No último dia de testes ele calçou a chuteiras, olhou para a mãe que o acompanhava e pediu. – Mãe, não fala nada.

Willian tinha passado por duas avaliações e estava entre os 13 finalistas que concorriam para a segunda etapa de testes, em Porto Alegre.

O lateral esquerdo fã de Marcelo, da Seleção Brasileira, já tinha feito alguns testes no futsal, mas não tinha passado. Agora, estava a um passo de conseguir sua primeira aprovação. Fora do campo, a mãe estava mais ansiosa que o garoto. –Eu acompanhei com muita tensão pois o campo estava molhado no dia- afirmou a mãe. Mesmo assim estava confiante. –Algo me dizia que ele seria escolhido- lembrou.

Fã de futebol e até praticante, Lenir Oselame teve que se conter para atender o pedido do filho. Mesmo assim, quando ele pegava a bola, ela gritava: – Vai, vai-. Ela disse que sempre procurou incentivar o filho, com palavras de apoio. Mas já viu muitos pais brigarem com os filhos, o que considera errado.

Willian disse que a presença da mãe ajudou a dar segurança e nem ouviu ela gritar. Ele começou a pensar que seria um dos escolhidos quando o técnico parou duas vezes as jogadas, conversou e deu a bola para ele cruzar. –Fiquei feliz com isso- lembrou.

A mãe, de fora, ficou curiosa para saber o que estavam conversando. Ao final do teste, ela soube. Seu filho estava entre os sete escolhidos. No dia 17 de setembro ele viaja para Porto Alegre, para o teste final. A mãe vai junto. Mas já sabe a regra do filho. Pode torcer, mas sem atrapalhar.


Comente aqui
22 jul13:18

Grupo RBS lança projeto Peneirinha Gillette em Santa Catarina

Com a presença de craques do passado como Oberdan, Adilson Heleno, Albeneir, Almir, Balduíno, Flávio Roberto e Agnaldo, o Grupo RBS e a P&G lançaram o Peneirinha Gillette, em Santa Catarina, no final da manhã da sexta-feira, dia 20 de julho.

O projeto, realizado também no Rio Grande do Sul, vai garimpar novos de talentos e oferecer oportunidades para criança de 8 a 12 anos em seletivas regionais. Os melhores serão premiados com um ano de treinamento em uma escolinha de futebol de seu município e duas semanas em um centro de preparação de um clube de ponta da Europa.

As inscrições se iniciam no dia 8 de agosto, quando estará disponível o site do projeto. As peneiras em Santa Catarina, onde serão realizadas seis seletivas regionais, começam no dia 22 e 23 de setembro, em Joinville e Blumenau.

Para participar, é preciso preencher a ficha de inscrição até a terça-feira anterior à data da seletiva em que o candidato se apresentará. Caso perca esse prazo, a criança também poderá se inscrever no dia da peneira, indo ao local onde ela se realiza.

— O projeto busca identificar e selecionar talentos e a gente acredita que possa ter um impacto relevante preparando as crianças para um desafio no futuro, além de levar uma perspectiva nova, inclusive para as famílias — explica o diretor de planejamento e markentig do Grupo RBS em Santa Catarina, Eduardo Gerchman.

Não há limite para o número de participações, o que significa que, caso seja reprovado, o menino poderá fazer uma nova tentativa em uma seletiva de outra cidade. Os candidatos serão divididos em duas categorias: 8 e 9 anos e 10 a 12 anos.

— Queremos fortalecer a ideia de que todo mundo pode ter um campeão em casa. E, com isso, envolver as famílias no processo das peneiras, incentivar as crianças a estarem no esporte e testemunhar a realização de alguns sonhos — diz Fernando Souza, gerente de marketing da Gillette.

As peneiras em cada região classificam 180 garotos em Santa Catarina e 270 no Rio Grande do Sul, que participam de dois dias de jogos para definir os campeões. As seletivas finais se realizarão em Florianópolis, onde dois garotos serão escolhidos, e em Porto Alegre, onde quatro meninos serão os vencedores.

Para participar das peneiras, a criança deverá estar acompanhada de um responsável e apresentar um comprovante de matrícula, de qualquer escola de seu Estado. O Peneirinha Gillette é uma realização da P&G em parceria com o Grupo RBS. O projeto tem o apoio das federações Gaúcha e Catarinense de futebol.


O projeto:

SC: seis seletivas regionais + uma seletiva final

RS: nove seletivas regionais + uma seletiva final

Categorias:

_ 8 e 9 anos

_ 10 a 12 anos


Cada seletiva tem a duração de dois dias (sábado e domingo)

_ Inscrições:

A partir de 8 de agosto


_ Pelo site (disponível em 8 de agosto)

O candidato deve preencher a ficha de inscrição até a terça-feira anterior à seletiva da qual deseja participar e identificar em qual cidade se apresentará.

_ Pelo formulário impresso

Os formulários de inscrição impressos estão disponíveis nas escolas e nas sedes do Grupo RBS em Florianópolis e no interior. O candidato deve preencher e entregar pessoalmente na RBS, enviar via fax ou pelo correio, no máximo a 10 dias da seletiva.

_ No dia da peneira

Caso o candidato tenha perdido o prazo de inscrição para a seletiva em sua cidade, pode se apresentar no dia e realizá-la no local.


Documentação necessária:

1. Comprovante de matrícula e frequência escolar;

2. Comprovante de inscrição;

3. Assinatura do responsável.

* Cada candidato deve estar acompanhado de seu responsável durante os dois dias de seletiva. A organização do Peneirinha Gilette não fornecerá ajuda de custo para as despesas do candidato durante o período de seleção.


Calendário de peneiras:


Santa Catarina:

_ 22 e 23 de setembro: Joinville e Blumenau

_ 13 e 14 de outubro: Florianópolis e Criciúma

_ 27 e 28 de outubro: Lages

_ 3 e 4 de novembro: São José

Classificam 180 jogadores no sábado.

No domingo, saem 60 finalistas (30 em cada categoria)


Rio Grande do Sul:

_ 8 e 9 de setembro: Caxias do Sul

_ 15 e 16 de setembro: Santa Rosa e São Leopoldo

_ 29 e 30 de setembro: Santa Maria e Santa Cruz

_ 20 e 21 de outubro: Pelotas e Santana do Livramento

_ 27 e 28 de outubro: Passo Fundo

_ 3 e 4 de novembro: Porto Alegre

Classificam 270 jogadores no sábado.

No domingo, saem 60 finalistas (30 em cada categoria)


Seletivas finais:

_ Santa Catarina: 10 e 11 de novembro – 2 vencedores

_ Rio Grande do Sul: 17 e 18 de novembro – 4 vencedores


Premiação:

_ 1 ano em uma escolinha de futebol de sua cidade

_ 15 dias de oficina esportiva em um clube europeu

_ Brindes do patrocinador


DIÁRIO CATARINENSE



1 comentário