Própria

14 jul09:37

Gapa de Chapecó terá sede própria

Com o propósito de incentivar o consumo de carne suína, a cada ano é realizado o edital em uma região de Santa Catarina. Desta vez foi em Chapecó. Será feito um livro de receitas culinárias intitulado Delícias de Chapecó. A Aurora Alimentos vende este livro para seus fornecedores e assim arrecada verbas que são destinadas às organizações sociais. 11 inscrições foram recebidas para o edital de seleção de projetos.

O do Gapa previa a compra de uma sede própria, em local acessível, para usuários dos serviços da organização que após 23 anos na ativa ainda precisa pagar aluguel.

O valor de R$ 70 mil contemplará parte da negociação de uma sala comercial.


Comente aqui
17 jun11:49

Encerram neste domingo o Salão do Imóvel e Feirão Caixa em Chapecó

Como saber se o imóvel atende a expectativa? Como identificar a qualidade do material utilizado na construção? Quais os cuidados que devem ser tomados antes de comprar produtos imobiliários? Essas e outras dúvidas que envolvem materiais de construção e contratos habitacionais podem ser esclarecidas no 7º Salão do Imóvel e no 8º Feirão Caixa da Casa Própria. Os eventos encerram neste domingo, dia 17, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes.

Neste ano acadêmicos do curso de Arquitetura e Urbanismo, da Unochapecó vão auxiliar os visitantes dos eventos sobre as possibilidades e novidades na área dos materiais de construção. Também estão previstos esclarecimentos com universitários do curso de Direito sobre a compra e venda, condomínios e código de defesa do consumidor.


Eventos

O 7º Salão do Imóvel e o 8º Feirão Caixa da Casa Própria é uma promoção do Sindicado do Mercado Imobiliário (Secovi/Oeste) com apoio da Caixa Econômica Federal, Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), Prefeitura de Chapecó e Unochapecó.

Os eventos reunem 15 imobiliárias e atraem mais de 10 mil visitantes/compradores. Os cerca de 9 mil imóveis ofertados têm um valor de mercado da ordem de R$ 1 bilhão e 500 milhões de reais.

O Secovi/Oeste estima que aproximadamente 12% serão comercializados durante o período e até 90 dias após, o que deve atingir 1.100 imóveis. O valor médio será de R$ 140 mil reais por imóvel, o que totalizará R$ 160 milhões de reais.

Integram o evento as imobiliárias: ABBA Imóveis, Base Sul, Casa Imóveis, Cauduro Imóveis, Empreender, Fênix Imobiliária, Katedral, Mapa Imóveis, Markize Imobiliária, MKZ, Padra, Tucumã, Santa Maria, Sim! Imóveis e Viver Imóveis.

Em relação ao Salão e ao Feirão de 2011, o Secovi/Oeste prevê que o desempenho deste ano terá um incremento de 51% no número de visitantes/compradores, de 50% no número de imóveis vendidos e de 40% no valor das transações totais. Em 2011, foram ofertados 5.000 imóveis e comercializados 730 (130 na feira e mais 600 após o evento) no montante de R$ 115 milhões de reais.


Comente aqui
23 mai15:31

Salão do Imóvel será lançado no dia 31 em Chapecó

O sonho da moradia própria pode estar mais próximo: o Sindicato do Mercado Imobiliário (Secovi/Oeste) lança na próxima quinta-feira, dia 31, o 7º Salão do Imóvel e o 8º Feirão Caixa da Casa Própria. O evento, que tem apoio da Caixa Econômica Federal, Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) e Prefeitura de Chapecó, será lançado num café da manhã no Lang Palace Hotel.

O Salão e o Feirão serão realizados no período de 15 a 17 de junho, no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nes. O número total de imóveis que os expositores oferecerão é de aproximadamente 9 mil unidades. O Secovi estima que pelo menos 1.100 serão vendidos, em transações que somarão cerca de R$ 160 milhões de reais.

O coordenador geral Paulo Roberto Benites realça que os eventos imobiliários traduzem a posição de Chapecó no cenário sulbrasileiro, com 200 mil habitantes, um dos maiores parques agroindustriais do país e centro educacional superior com mais de 20 mil universitários. Lembra que o município contabiliza um déficit de aproximadamente 10 mil habitações em todos os níveis, sendo 7 mil somente na faixa de moradias de até R$ 100 mil reais.

O Salão do Imóvel reunirá 16 imobiliárias e atrairá cerca de 10 mil visitantes/compradores. Os cerca de 9 mil imóveis ofertados tem um valor de mercado da ordem de R$ 1 bilhão e 500 milhões de reais. Cerca de 12% serão vendidos durante o período e até 90 dias após, o que deve atingir 1.100 imóveis. O valor médio situar-se-á em R$ 140 mil reais por imóvel, totalizando R$ 160 milhões de reais.

Em relação ao Salão e ao Feirão de 2011, o desempenho deste ano terá um incremento de 51% no número de visitantes/compradores, de 50% no número de imóveis vendidos e de 40% no valor das transações totais.

A integração, em um mesmo local, de todos os envolvidos no processo de compra de um imóvel é um dos objetivos do Salão/Feirão, enfatiza o presidente do Secovi/Oeste, Altir Paludo. Ele antecipa que as imobiliárias estão preparando projetos e lançamentos que podem ser financiados ou adquiridos através de diversas formas de pagamento. Os compradores que fecharem negócios durante o evento serão beneficiados com condições diferenciadas.

Em 2011 foram ofertados 5 mil imóveis e comercializados 730 (130 na feira mais 600 após o evento) no montante de R$ 115 milhões de reais.



Comente aqui
28 mar16:39

Famílias realizam o sonho da casa própria em Xanxerê

Nem a primeira onda de frio do ano afastou as famílias xanxerenses do sonho da casa própria. Na noite desta terça-feira, dia 27, foi realizado o sorteio para as 64 unidades apartamentos do Residencial Fênix, que será construído no bairro São Jorge.

Das 184 famílias que fizeram a pré-entrevista, 121 foram habilitadas através de pré-entrevista para o sorteio. No rosto de cada pessoa que esteve no Ginásio Municipal Ivo Sguissardi para o sorteio, era possível ver a ansiedade em ter o número de sua senha sorteado para que seu sonho pudesse se transformar em realidade.

De acordo com o diretor de Habitação da Prefeitura de Xanxerê, Evandro Berto, foram levadas em conta a renda bruta e a capacidade de endividamento de cada família para a pré-seleção, uma vez que o valor da prestação não pode ultrapassar 30% da renda bruta. – Buscamos famílias com salários entre R$ 1.400 até R$ 1.600 para que as mesmas possam ser beneficiadas com o subsídio de R$ 17 mil – enfatiza Berto.

Os apartamentos tem uma área útil de 43 m², mais de área comum com playground, área de garagem, salão de festas, chegando a52 m².

A secretária de Desenvolvimento Social, Neusa Moscon, frisou que a administração municipal é comprometida com o povo xanxerense, sempre buscando proporcionar o melhor para a população.

Em breve as famílias serão chamadas para a assinatura do contrato. O diretor de Habitação destacou que após a assinatura do contrato, a empresa vencedora da licitação, JBW Construções Ltda, de Chapecó, terá prazo de 18 meses para entrega do imóvel.


Comente aqui