Prostituição

27 jan18:47

Mãe que aliciava as filhas para prostituição é presa em Maravilha

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Foi presa na final tarde da quinta-feira, dia 26, em Maravilha, uma mulher de 43 anos, suspeita de favorecimento a prostituição. Ela aliciava as duas filhas, uma de 11 e outra de 12 anos. A Polícia Civil prendeu também um homem de 36 anos, suspeito de tentativa de estupro.

O fato ocorreu em uma residência localizada no bairro Progresso. No local Policiais Militares, Civis e duas Conselheiras Tutelares, encontraram o homem seminu, na companhia da adolescente de 12 anos, que vestia apenas uma camiseta. No quarto foram encontrados preservativos masculinos, peças de roupas íntimas e R$ 100 em dinheiro. Valor, que possivelmente seria repassado à adolescente como pagamento pela relação sexual.

Após a prisão em flagrante, os policiais dirigiram-se até a Rodoviária da cidade, onde estava a mãe das meninas. Ela estava na companhia da outra filha, de 11 anos, a qual também era aliciada para a prostituição. A mulher foi presa em flagrante.

O estupro da adolescente foi evitado pelos policiais através de denúncia anônima, feita por uma pessoa que teria visto a mulher oferecer a filha para praticar relações sexuais, pelo valor de R$ 50.

As duas meninas foram encaminhadas para realização do exame pericial de conjunção carnal. A perícia constatou que não houve lesão.

O homem e a mãe das crianças foram levados à Delegacia para os procedimentos policiais. Após prestar depoimento os dois foram conduzidos à Cadeia Pública de Maravilha, onde permanecem à disposição da Justiça.

Segundo o Delegado Wagner Meirelles a mãe, se condenada, pode pegar uma pena de dois a 10 anos de prisão. Já o homem, de três a 15 anos de reclusão.

As meninas estão sob a guarda do Conselho Tutelar de Maravilha.


Comente aqui
14 nov13:40

Polícia Civil prende autor de favorecimento da prostituição em Xanxerê

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Xanxerê, prendeu em flagrante, por favorecimento da prostituição, Alex Sandro da Luz Fernandes, 24 anos, na noite da sexta-feira,11, em Xanxerê.

O flagrante foi possível, pois Fernandes se deslocou à Delegacia com a adolescente de 17 anos com o intuito de forjar que a menina era maior de idade. Ele foi registrar um Boletim de Ocorrência de perda de documentos de identificação, auxiliando a adolescente a se passar por outra pessoa maior de idade.

Ao suspeitarem da situação, os policiais civis, após questionarem a adolescente, descobriram que ela foi orientada por Fernandes a registrar o Boletim para poder trabalhar em uma casa de prostituição gerenciada pelo acusado, localizada na Linha Invernada Grande, interior de Xanxerê.

Fernandes foi autuado em flagrante pelo crime de Favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável (art. 218 B do Código Penal) e, em seguida, foi conduzido ao Presídio Regional de Xanxerê, onde permanece à disposição da Justiça.


Comente aqui
09 nov16:47

Mulher é presa em Pinhalzinho

A Polícia Civil de Pinhalzinho, iniciou na segunda-feira, 7, uma Operação de combate à exploração de prostituição, no município. Até agora, foram constatados irregularidades em três estabelecimentos.


No primeiro dia foram vistoriados e fechados dois estabelecimentos comerciais – nos Bairros Bela Vista e Efacip – onde se constatou indícios da prática de rufianismo (tirar proveito de prostituição alheia) e de manutenção de estabelecimento destinado à prática de prostituição.

No segundo dia da Operação, terça, dia 8, em outro dos locais fiscalizados, onde havia denúncias que funcionava como casa de prostituição, houve a constatação flagrancial desses crimes. Neste bar, denominado São José, localizado em zona residencial, no Centro de Pinhalzinho, os policiais civis encontraram em um quarto um homem e uma mulher em ato sexual. A proprietária do bar, Lucia Gomes, 58 anos, foi presa em flagrante e aguarda vaga no Presídio de Chapecó.


1 comentário
09 out11:56

Três pessoas são indiciadas pelo crime de favorecimento da prostituição de vulnerável em São Miguel do Oeste

A Polícia Civil de São Miguel do Oeste, através da Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso -DPCAMI, concluiu, na sexta-feira, dia sete, operação voltada ao combate de exploração sexual juvenil. As investigações comprovaram que adolescentes da cidade estavam envolvidas com prostituição.

Segundo a delegada Lisiane Junges, a equipe policial da DPCAMI identificou as adolescentes e descobriu o local onde se prostituíam.

- Nos finais de semana elas iam de São Miguel para uma boate em Nova Itaberaba onde faziam “programas” – disse.

Com as investigações foi possível identificar a proprietária da boate, bem como o homem que atraía e encaminhava as adolescentes para a prostituição. A mulher foi presa na sexta-feira, dia 30 de setembro, e homem na sexta-feira dia sete de outubro.

O homem aliciava mulheres adultas e adolescentes para se prostituírem em boates da região. A mulher, de Nova Itaberaba, recebia em sua boate as adolescentes vindas de São Miguel do Oeste.

O inquérito policial foi encaminhado ao Poder Judiciário, com indiciamento das duas pessoas presas e do companheiro da proprietária da boate, que auxiliava no gerenciamento da casa. Eles foram indiciados pela prática do crime de favorecimento da prostituição de vulnerável, que prevê penas de quatro a 10 anos de reclusão, além de multa.

As adolescentes serão encaminhadas para atendimento psicológico no CREAS de São Miguel do Oeste.


Comente aqui