Robôs

28 mar17:42

Robôs vão invadir a EXPEN 2012 em Chapecó

Não é ficção científica. Os robôs invadirão a EXPEN 2012 – Feira de Multissoluções em Gestão, Serviços e Tecnologia que a Associação Comercial e Industrial (ACIC) promove nos dias 29, 30 e 31, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó.

A equipe de Competições Tecnológicas Araranguá Intruders, ligada ao Campus Araranguá da Universidade Federal de Santa Catarina, apresentará, durante a feira, um time de futebol de robôs.

O objetivo é demonstrar como diversas tecnologias de ponta, aliando hardware e software, podem ser usadas no controle de processos, nas indústrias e em todas as máquinas presentes no cotidiano das pessoas, explica o coordenador geral Francis Marcel Post.

A construção de um time de futebol de robôs não é brincadeira – é trabalho, pesquisa e estudo porque envolve a integração de diversas tecnologias: como projeto de agentes autônomos, cooperação em sistemas multiagentes, estratégias de aquisição de conhecimento, engenharia de sistemas de tempo real, sistemas distribuídos, reconhecimento de padrões, aprendizagem, controle de processos, projeto de hardware etc.

Para incentivar a pesquisa nestas áreas foi criada a RoboCup Robot World Cup, uma iniciativa de um grupo internacional de pesquisadores em Inteligência Artificial e Robótica que propõe um problema padrão a ser solucionado: uma partida de futebol de robôs. Esta iniciativa permite que diversas técnicas destas áreas sejam testadas e, principalmente, comparadas em termos de eficiência. Trata-se de uma ação conjunta da Sociedade Brasileira de Automática, da Sociedade Brasileira de Computação e do instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos com RoboCup para divulgar e promover os avanços tecnológicos na área de Robótica Móvel Inteligente.

A equipe de competições tecnológicas Araranguá Intruders é composta por alunos e professores dos cursos de Tecnologia da Informação e Comunicação, Engenharia de Computação e Engenharia de Energia. Participa da categoria F180 Small-Size especificada pela Robocup, que limita o tamanho dos robôs a 18cm de diâmetro por aproximadamente 15cm de altura. Está organizada em subequipe técnica, responsável pelo desenvolvimento dos robôs e o sistema de controle e subequipe administrativa, responsável pela gestão e captação de recursos.


Cooperação

A EXPEN é uma iniciativa da ACIC através dos Núcleos das Empresas de Base Tecnológica, do Jovem Empreendedor e de Consultorias. Integra as áreas de soluções em software, hardware, consultoria empresarial, gestão de processos, gestão de recursos humanos, terceirização, gestão de marketing e capacitação profissional.

A feira integra diferentes atividades econômicas e apresenta soluções referentes ao planejamento, abertura e estruturação de novas empresas, empreendedorismo, crédito, legalização, tributação, uso e aplicações de ferramentas tecnológicas, entre outros serviços fundamentais para as empresas.

O programa estabelece palestra com o professor e consultor em gestão empresarial Waldez Luiz Ludwig, com o presidente da Vonpar Ricardo Vontobel e apresentação do grupo de teatro Seu Chico. Também estão previstos oito workshops e sessão de negócios em parceria com o Sebrae.

A entrada para visitação é gratuita, mediante credenciamento que está disponível através do site www.feiraexpen.com.br.


Comente aqui
11 nov13:09

"Gigantes de Aço" tenta reabilitar o boxe usando robôs

– Desta vez é real, e não videogame – avisa Charlie (Hugh Jackman).

– E que diferença faz? – retruca seu filho, Max (Dakota Goyo).

O diálogo acima resume o espírito de Gigantes de Aço, longa do diretor Shawn Levy (de Uma Noite no Museu 1 e 2) que estreia hoje em Chapecó.  Se você for mais velho – cresceu nos anos 1980, digamos –, dá pra dizer que é uma mistura de Rocky com Falcão para as novas gerações, ou seja, Sylvester Stallone nunca esteve tão vivo e com tanto para dizer. Quem diria.

A parte Rocky: num futuro próximo, o boxe foi banido e agora são robôs (comandados por controle remoto) que divertem a audiência trocando sopapos, em competições oficiais ou no submundo das lutas. O bambambã do pedaço é meio russo e meio chinês.

A parte Falcão: enquanto o pau come no ringue, pai (Jackman) e filho (Goyo) vão tentando se acertar apesar das diferenças e adversidades – como o fato de Charlie ter “vendido” Max para a cunhada num primeiro momento. Depois, não haverá dinheiro que pague.

>> Confira a programação completa do Cinema dentro do clicRBS Chapecó.

Quer dizer, daqui a 10 anos Gigantes de Aço será reprisado até gastar na Sessão da Tarde – e isso não é um demérito. Apesar de toda a obviedade do roteiro, a direção não abusa da pieguice (e há oportunidades de sobra, acredite), encontrando o tom certo entre humor, drama e ação. A trinca formada por Jackman, Goyo e o robô Atom – protagonista do momento mais Rocky do filme – também não decepciona.

E com um pouco mais de vontade, é possível enxergar em Gigantes de Aço uma tentativa de resgate do boxe, hoje sem representantes de peso, ofuscado pelas competições de vale-tudo e praticamente desconhecido pela gurizada. É para essa audiência, que se liga em jogos eletrônicos e nunca viu os grandes mestres do Esporte dos Reis lutando (incluindo Rocky Balboa…), que o filme fala mais forte.

ZERO HORA


Comente aqui