Salário

09 nov13:50

Antecipação do pagamento do décimo terceiro salário anima lojistas

O pagamento antecipado da primeira parcela do décimo terceiro salário deixa os lojistas chapecoenses animados por incentivar o consumo e proporcionar a quitação de eventuais débitos nos estabelecimentos comerciais. Aliado a este cenário, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL) promove, neste sábado, dia 10, a segunda edição do mês de novembro do “DIA D”, com horário livre de atendimento das lojas.

- Este período é ideal para as famílias que desejam pesquisar preços de presente de Natal e das compras de fim de ano, para aproveitar as promoções e conferir as novidades que os lojistas prepararam para os consumidores de Chapecó e da região – realça o presidente da CDL Chapecó, Gilberto João Gilberto.

De acordo com o dirigente lojista, muitos trabalhadores utilizarão a primeira parcela do décimo terceiro salário para saldar dívidas no comércio do município. A previsão é que, aproximadamente, 30% do benefício seja utilizado para pagamento de contas.

- A tendência é que os inadimplentes busquem regularizar sua situação, principalmente para ter crédito e poder comprar novamente – analisa.


Orientação

Para esclarecer dúvidas dos consumidores e transmitir orientações, a CDL Chapecó e a UCEFF Faculdades promovem neste sábado uma ação de sensibilização sobre a importância da reabilitação do crédito, das 8 às 12 horas, em dois pontos no canteiro central da avenida Getúlio Vargas, um em frente a Néri e outro em frente a Farmácia Catarinense.

A iniciativa visa estimular as pessoas a buscarem a renegociação das dívidas. Também serão entregues panfletos da campanha “Reabilite seu crédito – fique no verde”.


Comente aqui
04 jul15:37

Pai que adotar criança sozinho poderá ter licença e salário durante 120 dias

A Comissão de Assuntos Sociais aprovou nesta quarta-feira o direito a licença-paternidade de 120 dias ao homem que sozinho adotar uma criança, bem como o pagamento pela Previdência Social, no período de afastamento, do valor atualmente pago às mulheres.

A matéria foi aprovada em caráter terminativo, mas antes de seguir para a Câmara passará por uma votação suplementar. A proposta estabelece que a licença será remunerada para homens e mulheres, independentemente da idade da criança adotada, assim, acaba o escalonamento do benefício pago de acordo com a idade da criança como prevê a legislação em vigor. Também terão direito ao benefício os adotantes que ainda estiverem no período de guarda judicial.

Atualmente, pelo escalonamento do benefício pago, em decorrência licença-maternidade, os 120 dias de remuneração valem apenas às mães que adotarem crianças até um ano de idade. Entre um e quatro anos, esse período cai para 60 dias, e em relação a crianças adotadas entre quatro e oito anos de idade a licença-maternidade fica em 30 dias.


AGÊNCIA BRASIL


Comente aqui
05 mai15:08

Salário ou crescimento: o que pesa mais na hora de aceitar um emprego?

Uma pesquisa da empresa de recrutamento Michael Page mapeou o que os profissionais mais levam em conta na hora de analisar uma oferta de emprego e constatou que os brasileiros são mais valor à possibilidade de crescimento do que ao salário. Quase metade dos entrevistados disse que as chances de avançar na carreira são o fator que mais determina um sim ou não à oportunidade.

- Uma das grandes preocupações dos dois lados é saber se o profissional conseguirá fazer o trabalho a que se dispõe. O candidato deve também ter capacidade de liderança e relacionamento com os colegas. Todas essas características são avaliadas já que, para a empresa, é importante saber se além de crescer na função, ele poderá alcançar novas funções de gestão. Neste sentido, a intenção dos entrevistados está completamente alinhada com as expectativas das companhias – diz Paulo Pontes, presidente da Michael Page Brasil.

O salário e os benefícios oferecidos pela empresa ficam em segundo lugar entre os fatores que mais pesam para aceitar um trabalho. O terceiro fator apontado é a reputação da empresa no mercado.


Comente aqui
23 dez18:04

Salário mínimo passa a valer R$ 622 a partir de janeiro

A presidente Dilma Rousseff assinou hoje o decreto que determina o valor de R$ 622,00 para o salário mínimo a partir de janeiro de 2012. O reajuste representa aumento de 14,13% em relação ao valor atual, de R$ 545,00. O decreto será publicado no Diário Oficial da União de segunda-feira, dia 26.

O método de reajuste do salário mínimo foi definido no início de 2010 por meio de uma medida provisória aprovada pelo Congresso. O valor é calculado com base na inflação dos dois anos anteriores, acrescido do percentual de crescimento da economia do ano anterior de sua validade.

Pela primeira vez, o valor do reajuste obedece a esses critérios. A MP também determina que até 2015 todas as definições sobre o valor do mínimo serão feitas por meio de decreto presidencial.

AGÊNCIA BRASIL

Comente aqui