Sandro Pallaoro

29 nov10:17

Sandro Pallaoro segue na presidência da Chapecoense

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Cerca de 80 conselheiros, dos 159 com direito ao voto, dispensaram a votação e por aclamação aprovaram a reeleição do presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, para o biênio 2013/14. Ivan Tozzo e Jandir Bordignon assumem como vice-presidentes. A solenidade foi realizada na noite da quarta-feira, dia 28, em Chapecó.

Gelson Dalla Costa, que estava na vice-presidência da diretoria executiva, assume como presidente do Conselho Deliberativo. Plínio David de Nes Filho, Eliandro Baldissera e Osvino de Souza (Chico), integram a diretoria do Conselho.

Para 2013 uma das metas da diretoria é reformular o setor administrativo, e profissionalizar juridicamente o clube, além de aumentar o número de sócios.

- Estamos com cinco mil e queremos chegar a oito até o início da Série B – destacou Pallaoro. O presidente ressaltou que 28% do valor arrecadado no clube vêm do pagamento do Sócio-Torcedor e por isso é importante que o sócio colabore com a equipe mesmo nos meses que não tem jogos.

- Nosso principal objetivo é ficar entre os quatro no Campeonato Catarinense e se manter na B – destacou Pallaoro.

A posse da diretoria está marcada para o dia 18 de dezembro no Clube Recreativo Chapecoense.


Comente aqui
20 nov16:10

Pallaoro segue na presidência do Verdão

Darci Debona|darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense terá apenas uma chapa de situação concorrendo na eleição marcada para o dia 28 de novembro. Na tarde da terça-feira, dia 20, a chapa de oposição encaminhou uma carta de desistência ao presidente do Conselho Deliberativo, Gilson Vivian.

Na carta o grupo encabeçado pelo candidato a presidente, Moacir Tiecher, e pelo candidato a vice, João Artur Etz Júnior, esclarecem que a decisão foi tomada em reunião realizada na segunda-feira à noite.

Consta na carta o seguinte motivo para a desistência:

“Entendemos que a atual diretoria atingiu seus objetivos conquistando um campeonato Catarinense, um terceiro lugar e a tão sonhada vaga para a Série “B” e a nominata apresentada para nova Diretoria tem todas as condições de continuar administrando o destino da Chapecoense para os dois anos”

Com isso o atual presidente, Sandro Pallaoro, seguirá no comando do clube por mais dois anos.

- Foi um ato de grandeza – disse Pallaoro.


Comente aqui
20 jun14:48

Chapecoense prepara ação indenizatória

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Sem confirmação de início da Série C até o início da noite de ontem o presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, disse que o clube deve entrar hoje com uma ação judicial pedindo indenização.

- Chega de palhaçada- disse Pallaoro. Ele estima em R$ 400 mil os prejuízos. Cerca de dois mil dos cinco mil sócios estão atrasados. E novos patrocínios de placas e camisa não foram fechados por não haver jogo.

Isso sem contar os salários que estão sendo pagos sem competição. –Se pagaram o que estamos perdendo podem ficar três meses sem jogo- irritou-se o presidente.

A competição era para iniciar no dia 26 de maio mas foi suspensa devido a ações do Brasil de Pelotas e Treze da Paraíba, que buscavam as vagas de Santo André e Rio Branco. O Santo André também entrou com uma ação para suspender a Série C, enquanto não definisse a situação. A CBF até conseguiu derrubar que o Brasil de Pelotas conseguiu na Justiça Comum do Rio Grande do Sul, para ingressar na Série C. Mas até ontem o Treze continuava batendo o pé. O Santo André até se comprometeu a retirar sua ação. Com isso haveria a possibilidade do campeonato iniciar já no próximo sábado.

Neste caso a Chapecoense iria jogar contra o Santo André, em Araras. A logística de deslocamento já foi definida. –Já conversei com o Schulle e o time está pronto- disse o diretor de futebol, Mauro Stumpf.

No entanto o clube do Oeste aguardava uma definição oficial da CBF.


Comente aqui
27 mar19:27

Presidente da Chapecoense divulgou nota de indignação

Abaixo a nota de indignação encaminhada pelo presidente Associação Chapecoense de Futebol, Sandro Pallaoro:

O Presidente da Associação Chapecoense de Futebol, Sandro Pallaoro em nome da Diretoria e Colaboradores vem a público externar a indignação de forma como o clube vem sendo tratado por parte da imprensa da capital, no caso envolvendo o zagueiro Souza. Notadamente é uma forma de desestabilizar o grupo da Chapecoense em benefícios de adversários.

O atleta não teve a mínima intenção no lance em questão de machucar seu colega de profissão, tanto que não foi anotada nem falta por parte da arbitragem. Estão se utilizando deste expediente para mascarar os erros grosseiros da arbitragem contra a Chapecoense, como foi o caso do jogo diante do Figueirense x Chapecoense, pênalti absurdo e na sequencia expulsão do atleta da Chapecoense.

Erro maior ainda aconteceu no jogo entre Atlético de Ibirama x Chapecoense, quando foi validado gol de mão, expulsão injusta, penalidades não marcadas e gol anulado da Chapecoense.

Nas estatísticas dos jogos, a Chapecoense recebeu 18 cartões amarelos antes dos 20 minutos do 1º tempo e 06 expulsões no campeonato. Além disso foram marcadas 06 penalidades contra e nenhuma a favor.

Contra a equipe do Metropolitano, o árbitro Ronan Marques da Rosa não marcou penalidade clara sobre Gustavo no final do jogo quando o goleiro saiu no carrinho, uma agressão, inclusive à imprensa neste caso se manifestou a nosso favor e o mesmo árbitro vai apitar o jogo de amanha entre Chapecoense x Joinville.

Não incentivamos maldade no futebol, nossos atletas são cobrados pela lealdade e conduta dentro e fora do campo. A entidade trabalha sério para o crescimento do futebol de Santa Catarina. Queremos que se pratique a justiça para todos os clubes.


Sandro Pallaoro – Presidente da Associação Chapecoense de Futebol


2 comentários
25 nov09:13

Gramado da Arena Condá não será trocado

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, anunciou na tarde de quinta-feira, dia 24, que a troca do gramado da Arena Condá não será viável, por questões burocráticas.

O clube tenta um comodato de 20 anos com os donos do Centro de Treinamento da Água Amarela, para construir no local vestiários, restaurante e alojamentos.

Comente aqui
28 out16:33

Mauro Ovelha renova por mais um ano

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Mauro Ovelha renovou com a Chapecoense por mais um ano. A informação foi confirmada há pouco pelo presidente do clube, Sandro Pallaoro.

–O que pesou foi o planejamento para o ano que vem- explicou Pallaoro, sobre a continuidade no trabalho. Ovelha deve comandar o time no Catarinense, Copa do Brasil e Série C do Brasileiro.

Ele afirmou que o valor do salário do treinador não sofreu alteração. A discussão ficou mais no orçamento para o ano que vem. Ovelha queria mais investimento para formar um time competitivo, já que a Chapecoense, como atual campeã estadual, não pode fazer feio. Pallaoro disse que a ideia é uma folha de pelo menos R$ 250 mil por mês, 25% a mais do que no catarinense de 2011.



Comente aqui
18 out14:44

Groli faz exames médicos no Grêmio

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O zagueiro Groli, da Chapecoense, está em Porto Alegre fazendo exames médicos no Estádio Olímpico. A informação foi confirmado no início da tarde de hoje pelo presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro. O atleta foi acompanhado do diretor de futebol do time do Oeste, Cadu Gaúcho.

Pallaoro afirmou que, caso o zagueiro seja aprovado, o Grêmio passa o contrato para a Chapecoense assinar.

-Nós só vamos anunciar quando assinarmos o contrato e recebermos o dinheiro- disse o presidente.

O Grêmio vai pagar R$ 700 mil por 70% do passe do atleta. A Chapecoense vai receber R$ 600 mil. Outros R$ 100 mil ficarão para o grupo de empresários de Porto Alegre, que viabilizou o negócio.

Groli deve retornar para Chapecó após os exames, mas não deve mais jogar pelo time do Oeste. Primeiro porque está suspenso do próximo jogo, contra o Joinville. E não deve ficar para o último jogo, contra o Brasiliense. Como a Chapecoense está eliminada, joga apenas para cumprir tabela.

Groli tem 22 anos e se destacou no Campeonato Catarinense, onde levou o troféu de Prata na categoria revelação e zagueiro.



Comente aqui