São Miguel do Oeste

18 mar14:21

Senai abre vagas em cursos do Pronatec no Oeste

O Senai oferece 1,1 mil vagas, em 17 turmas nas cidades de Chapecó, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste, Xanxerê, Xaxim, Concórdia, Seara e Irani, em cursos de qualificação, no âmbito Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), iniciativa do governo federal. Os cursos são destinados a estudantes do ensino médio da rede pública (preferencialmente do 3º ano). Em todo o Estado, são 7,5 mil vagas, em 264 turmas, que atendem demandas de todos os segmentos industriais.

Os cursos oferecidos pelo Senai tem carga horária de 160 a 400 horas. Os estudantes recebem material escolar e ajuda de custo para lanche e transporte. O estudante interessado deve procurar mais informações na escola em que esteja cursando o ensino médio ou a unidade do Senai, locais onde também efetivará a inscrição. Em fevereiro e no início de março, a entidade formalizou mais de 3 mil matrículas em cursos técnicos, também em parceria com a Secretaria de Estado da Educação e para alunos do ensino médio da rede pública.

Veja abaixo os cursos oferecidos na região Oeste e em algumas cidades do Meio Oeste no primeiro semestre (com carga horária e período de realização).


OESTE

Chapecó

Instalador e Reparador de Redes de Computadores – 160 horas-aula – vespertino

Programador WEB – 160 horas-aula – vespertino


São Lourenço do Oeste

Montagem e Manutenção de Computadores – 160 horas-aula – vespertino


São Miguel do Oeste

Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão – 300 horas-aula – matutino

Padeiro – 300 horas-aula – noturno


Xanxerê

Eletricista Industrial – 300 horas-aula – noturno

Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão – 300 horas-aula – matutino

Mecânico de Usinagem – 300 horas-aula – matutino


Xaxim

Eletricista Industrial – 300 horas-aula – noturno

Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão – 300 horas-aula – noturno

Operador de Computador – 160 horas-aula – noturno


MEIO OESTE

Concórdia

Desenhista da construção civil – 200 horas-aula – matutino

Instalador de Acessórios Automotivos – 160 horas-aula – noturno

Instalador e Reparador de Redes de Computadortes – 160 horas-aula – matutino e vespertino

Mecânico de Manutenção de Freios, Suspensão e Direção Automotivos – 320 horas-aula – vespertino

Mecânico de Manutenção de Máquinas Industriais – 300 horas-aula – noturno

Mecânico de Manutenção e Instalação de Aparelhos de Climatização e Refrigeração – 200 horas-aula – matutino e vespertino

Mecânico de Usinagem – 300 horas-aula – matutino

Montagem e Manutenção de Computadores – 160 horas-aula – matutino e vespertino


Irani

Desenhista da construção civil – 200 horas-aula – vespertino


Seara

Montagem e Manutenção de Computadores – 160 horas-aula – noturno


Comente aqui
15 mar19:05

Auxílio contra a estiagem

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Cerca de mil agricultores familiares do Oeste de Santa Catarina realizaram nesta quinta-feira atos em Chapecó e São Miguel do Oeste, em frente ao Banco do Brasil e secretarias regionais, para reivindicar mais apoio dos Governos Federal e Estadual no combate à estiagem. Também nesta quinta-feira o número de cidades em emergência aumentou para 102, com os decretos Luzerna e Rio das Antas.

De acordo com as lideranças da agricultura familiar os recursos liberados até agora são insuficientes e são medidas que não resolvem a perda de renda do agricultor. O coordenador estadual da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul), Alexandre Bergamin, disse que cerca de 60 mil famílias de agricultores foram prejudicados pela estiagem. No entanto apenas 6% deles solicitaram o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), pela demora, burocracia e medo de não conseguir o benefício e ainda ter que pagar o laudo, que custa R$ 190 em caso de negativa. Bergamin informou que em Maravilha cerca de 30% dos pedidos foram negados.

O motivo é que o Proagro beneficia apenas os agricultores que não tiverem renda suficiente para pagar os financiamentos. Como o preço do milho e da soja estão altos, em muitos casos, mesmo colhendo pouco, o valor acaba cobrindo o financiamento. No entanto os produtores ficarão sem renda para o restante do ano.

Um dos casos é do produtor Neri Antonio Pianesola, de União do Oeste. Ele plantou 28 hectares de soja onde esperava colher cerca de 70 sacas por hectare. Ele solicitou o Proagro pois a estimativa é de perda de até 90%. Mas ainda não teve resposta oficial. Pianesola tem um financiamento de R$ 24 mil da lavoura e mais uma parcela de R$ 16 mil da compra do trator.

Mesmo que consiga pagar o financiamento ele não vai ter dinheiro para se manter até a próxima safra. –Vou ficar sem capital de giro- disse. Outro agricultor, Hermes Milani, de Coronel Freitas, perdeu quase todo o investimento que fez nos quatro hectares de milho. –Uma parte fiz silagem pois estava secando e vou colher apenas 80 sacas- explicou. Ele estima a quebra entre 40 e 60%. Com isso terá que comprar alimento para as vacas, que diminuíram a produção de leite de dois mil litros por mês para 1,5 mil litros.

Os agricultores estão pedindo um salário mínimo mensal durante seis meses, anistia do programa troca-troca e desconto de 30% nas dívidas. Alexandre Bergamin disse que não adianta o Governo Federal prorrogar dívidas por seis meses pois isso não resolve o problema dos agricultores. Os prefeitos também aguardam a liberação de R$ 10 milhões do Ministério da Integração Nacional, que antes viria para o Estado perfurar poços e agora deve ser liberado diretamente para os municípios. Algumas cidades já gastaram entre R$ 200 mil e R$ 300 mil só com o transporte de água.

Nesta quinta houve uma reunião em Brasília onde foi formado um grupo de trabalho para tratar sobre possíveis medidas de auxílio aos agricultores.

Em relação ao Governo do Estado disse que os manifestantes consideram insuficientes os R$ 10 milhões do Programa Juro Zero, cerca de R$ 3 milhões anunciados para compra de insumos e outros R$ 3 milhões para as prefeituras. Isso porque os prejuízos já chegam a R$ 550 milhões e o dinheiro não recupera as perdas do produtor. Uma audiência deve ser agendada com o governador Raimundo Colombo na próxima semana.


Comente aqui
15 mar15:54

1° Feira Artesanal de Páscoa em São Miguel do Oeste

Interessados em participar da 1° Feira Artesanal de Páscoa em São Miguel do Oeste podem realizar inscrições até a sexta-feira, dia 16 de março. A inscrição pode ser feita na Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo.

A Feira acontece no sábado, dia 24 de março, a partir das 9h e encerra na tarde do domingo dia 25, às 18h. Além da exposição e vendas, haverá também apresentações artísticas com artistas locais.


Comente aqui
15 mar15:32

Seminário Eleições 2012 no Oeste do Estado

O Ministério Público de Santa Catarina – MPSC, com o apoio da Procuradoria Regional Eleitoral, inicia pelo Oeste o ciclo de seminários Eleições 2012. Serão realizados eventos regionais em 13 municípios catarinenses, entre março e julho deste ano, como preparação para as eleições para Prefeito e Vereadores. Os primeiros três eventos acontecem em São Miguel do Oeste, no dia 20 de março, dia 21 em Chapecó e depois segue, no dia 22 para Joaçaba.

Em cada encontro, o Promotor de Justiça Pedro Robero Decomain, e o Procurador Regional Eleitoral, André Stefani Bertuol, abordarão aspectos práticos e esclarecerão dúvidas sobre legislação eleitoral. O objetivo do ciclo de seminários é unificar o entendimento da legislação entre os operadores da Justiça Eleitoral e orientar partidos e seus filiados, mídia e sociedade de modo a prevenir a ocorrência de irregularidades nas eleições 2012.


Programação

No período matutino, voltado a Promotores, Juízes e Chefes de Cartórios Eleitorais, haverá exposição de experiências de atuação na Justiça Eleitoral e da atuação da Procuradoria Regional Eleitoral e sua interação com as Promotorias Eleitorais. Também serão apresentados posicionamentos do TRE e esclarecimentos quanto à aplicação da Lei da Ficha Limpa. O evento tem início às 9h.

Durante a tarde, a partir das 14h, o seminário será dedicado à orientação de representantes de partidos políticos, integrantes dos meios de comunicação e comunidade em geral. Entre os temas propostos estão condições de elegibilidade, abuso do poder econômico e político, propaganda intrapartidária e propaganda eleitoral, prestação de contas, aplicação da lei da ficha limpa e crimes eleitorais. Os palestrantes estarão disponíveis para entrevista das 15h20às 15h40.

As incrições poderão ser feitas no dia do evento, no próprio local, ou pelo e-mail ceaf@mp.sc.gov.br. Mais informações pelo telefone (48) 3229-9226.


Confira as datas e locais dos eventos:


20/03 – São Miguel do Oeste

Local: Unoesc [Rua Oiapoc, n. 211, Bairro Agostini]


21/03 – Chapecó

Local: Unochapecó [Avenida Senador Atílio Fontana, n. 591-E, Bairro Efapi]

22/03 – Joaçaba

Local: Unoesc [Rua Getúlio Vargas, n. 2125, Bairro Flor da Serra]


Comente aqui
15 mar09:36

Mobilizações em SC nesta quinta-feira

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul – Fetraf-Sul, Via Campesina e os prefeitos dos municípios assolados pela estiagem realizam na manhã desta quinta-feira uma mobilização em Chapecó, Xanxerê e São Miguel do Oeste.

Segundo o coordenador Estadual da Federação em SC, Alexandre Bergamin, os recursos dos governos do Estado e Federal são considerados insuficientes e irrisórios em comparação com os prejuízos dos agricultores familiares com as safras.

- A Fetraf-Sul, Via Campesina e as prefeituras da região estão juntos. Unificamos a nossa pauta para ganharmos força nas medidas e nas mobilizações. Queremos uma solução para a Agricultura Familiar – disse.


Entre os pontos de reivindicação estão:


Pauta Nacional

•Endividamento Rural;

•Garantia da renda pelo período de seis meses, através do pagamento de um salário mínimo mensal;

•Transformar o Pronaf Eco nos moldes do Pronaf A garantindo subsídio para financiamento de cisternas e irrigação;

•Melhorias no Seguro Agrícola e Proagro Mais;

•Liberação de uma retro escavadeira por município;

•Garantia de milho subsidiado aos agricultores (800 mil toneladas) e locais de armazenamento deste milho;

•Recursos do governo Federal devem ser liberados diretamente aos municípios afetados pela estiagem.


Pauta Estadual

•Anistia no Programa “Troca –troca” de sementes 2011/2012;

•Subsídio de 50% no Troca-troca para a safra 2012/2013;

•Reposição das perdas com a estiagem;

•Subsídio de 50% para construção de cisternas.


O coordenador disse ainda que após as reuniões com os secretários e ministros, as medidas não avançaram. – Mais de 60 mil famílias estão sofrendo por conta da estiagem e os recursos anunciados só beneficiam 16 mil – salientou Bergamin.

Paralelamente ás mobilizações acontece uma reunião com os ministérios em Brasília e que também tem como tema principal a estiagem.

Prefeitos que apoiam o movimento: Abelardo Luz, São Domingos, Pinhalzinho, Coronel Freitas, Jupiá, Coronel Martins, Maravilha, Dionísio Cerqueira, Cunhataí, Seara e Itá.



Mobilização em São Miguel do Oeste – SC

Local: Praça Walnir Bottaro Daniel

Horário: 9h30


Mobilização em Chapecó – SC

Local: Praça Coronel Bertaso

Horário: 9h30


Mobilização em Xanxerê – SC

Local: Praça Tiradentes

Horário: 9h30



Comente aqui
12 mar15:35

São Miguel do Oeste na Luta contra a Dengue

A Dengue tem sido uma das maiores preocupações para a saúde da população Migueloestina, isso se explica devido ao fato de que janeiro à março deste ano, já foram registrados 32 focos da dengue, sendo 23 deles no Centro da cidade, outros três no Bairro Sagrado Coração de Jesus, dois no Bairro São Gotardo, um no Bairro Salete, um no Bairro Jardim Peperi, um no Bairro Agostini e um no Bairro Progresso. Em razão desses focos, a secretaria de Saúde tem intensificado as visitas nas residências. Nesta semana, um fato novo surgiu através de uma atitude pessoal para contribuir com esta causa em busca da prevenção do mosquito transmissor da dengue.

A secretaria de Saúde em parceria com a Constrounião vai disponibilizar areia a toda a população de São Miguel do Oeste para preenchimento dos vasos de flor que normalmente são atrativos para o surgimento do mosquito.

De acordo com a secretária de saúde, Beatriz Soares, essa é mais uma prevenção que esta sendo realizada em parceria para evitar mais casos do foco da dengue no município, – São atitudes como essa, que fazem toda a diferença. A areia estará disponível para toda a população, orientamos que cada pessoa traga uma vasilha para levar a areia até sua casa e realizar os procedimentos nos vasos de flores, prevenindo o acúmulo de água e consequentemente, o foco do mosquito – ressalta.

O gerente da Constrounião, Ronaldo Rothmann, acrescenta que a ideia é amenizar a situação da dengue no município realizando a prevenção em todos os bairros e centros.

A distribuição da areia, para toda a população, será na loja a partir do dia 15 de março.


Comente aqui
09 mar16:50

14º Motocão em São Miguel do Oeste

O 14º Encontro Internacional de Motociclistas (Motocão), inicia nesta sexta-feira, dia 9 em São Miguel do Oeste e segue até o domingo, dia 11. Mais de 20 mil pessoas e mais de 2 mil motociclistas da América do Sul devem participar do evento.

As principais atividades do encontro vão ser realizadas na Praça Walnir Bottaro Daniel. A programação inclui outros eventos como a 4ª Trilha Internacional de Motos, 3º Encontro de Jeep Clubes de São Miguel do Oeste (Jeepcão) e 3º Festival de Bandas Regionais de Rock.


1 comentário
09 mar09:19

Mostra literária no Hospital Regional de São Miguel do Oeste

Está em exposição no saguão do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste, a mostra literária: “Emília no país da gramática”, exposição em banners que conjugam texto e imagem. Ação é promovida pelo Sesc de São Miguel do Oeste.

A exposição proposta tem por objetivo proporcionar momentos diferenciados no ambiente de aguardo para atendimento ao paciente.

Além da mostra de banners o espaço conta, também, com exposição de livros para leitura, poesias para a semana que envolve o dia da mulher e atendimento pela personagem Emília.

A exposição segue até o dia 13 de março.


Comente aqui
08 mar19:43

Três casos de dengue foram confirmados em São Miguel do Oeste

Sirli Freitas | sirli.freitas@diario.com.br

Três casos de dengue importada, ou seja, a doença foi contraída em outro estado, foram confirmados em São Miguel do Oeste, no Extremo Oeste Catarinense.

Segundo a secretaria de saúde do município, Beatriz Soares, as três pessoas da mesma família se mudaram no mês de fevereiro para a cidade, que tem 38 mil habitantes. Eles moravam em Guarantã do Norte, Mato Grosso. Dois dias depois que chegaram em São Miguel do Oeste procuraram o posto de saúde. Silvio, Tatiane e Géssica da Silva apresentavam sintomas típicos da doença e após a realização de exame de sangue os casos foram confirmados.

O pai, mãe e filha receberam tratamento e passam bem. Silvio disse que essa foi a terceira vez que contraiu a doença. – Já fiquei 20 dias internado, dessa vez foi mais leve – contou o marceneiro.

O trabalho de monitoramento e eliminação de focos e criadouros de mosquitos será intensificado na cidade. Foram instaladas 153 armadilhas pelo município e 11 agentes realizam visitas. – A preocupação maior é com as pessoas que armazenam água da chuva, devido a estiagem. – disse Célio Silva, supervisor do programa de combate a dengue.

São Miguel do Oeste é terceiro município do estado em número de focos, com 31 registros até o início de março. Joinville está em segundo com 36 e Chapecó em primeiro lugar com 106 focos, no mesmo período.



Casos importados confirmados no Estado

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive)foram registrados, somente em 2012, 21 casos confirmados de dengue em Santa Catarina. Todos são importados. Segundo a Dive a procedência desses casos são estados como Acre, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rio de Janeiro, Rondônia e São Paulo.

Desses casos 10 foram adquiridos por homens e 11 e por mulheres.



Casos confirmados em municípios catarinenses:

São Miguel do Oeste – 3

Florianópolis – 3

Joinville – 2

Pomerode – 2

São José – 2

Vargeão – 2

São José do Cedro – 1

Porto União – 1

Lages – 1

Caçador – 1

Caibi – 1

Descanso – 1

Itajaí – 1


Fonte: Dive


Comente aqui
08 mar12:48

Três casos de dengue foram confirmados em São Miguel do Oeste

Três casos de dengue foram confirmados em São Miguel do Oeste. Segundo a secretaria de saúde do município, Beatriz Soares, as três pessoas da mesma família se mudaram recentemente do Mato Grosso para a cidade. Após exame de sangue os casos foram confirmados. As três estão recebendo tratamento e segundo a secretária estão bem.

O trabalho de monitoramento e eliminação de focos e criadouros será intensificado na cidade. São Miguel do Oeste é o município do extremo-oeste que tem registrado o maior número de focos do mosquito. Até o momento, foram 29 registros.


Comente aqui