Saúde

03 mai12:02

Sábado inicia a campanha de vacinação em São Carlos

Neste sábado, dia 5 de maio, tem início a campanha de vacinação contra a gripe em todo o país. Em São Carlos o posto de saúde ficará aberto das 8h às 17h sem fechar ao meio-dia.

Segundo a técnica de enfermagem da secretaria de saúde, Medianeira Chiesa, além do dia nacional de vacinação contra a gripe no sábado, o município terá ainda um roteiro de atendimento pelas comunidades do interior e bairros a partir do dia 7 até 23 de maio.

Devem ser vacinadas 1745 pessoas em 2012. A maioria são idosos acima de 60 anos. Além dos idosos, crianças com idade entre 6 meses e 2 anos, gestantes, indígenas e profissionais da saúde também serão vacinados contra os tipos H1N1, H2N3 e sazonal.

De acordo com Medianeira, a meta é vacinar pelo menos 80% das pessoas que estão neste grupo. Do dia 7 a 31 de Maio a unidade de saúde do centro também estará realizando a vacinação das 9h às 11h e das 15h às 16h 30.


Roteiro de vacinação do município de São Carlos:

Dia 7 de Maio

13h Linha Chapecó

14h Linha Navegantes

15h 30 Vila Brasil


Dia 8 de Maio

13h 30 Baixo Aguinhas

14h 30 Centro Aguinhas

16h Alto Aguinhas


Dia 9 de Maio

13h Linha Moraes

14h São João

16h Linha Massing


Dia 10 de Maio

13h 30 Bela Vista

14h 30 São Sebastião

16h Jacutinga


Dia 11 de Maio

13h 30 São José

14h 30 São Pedro

15h 30 Alto São Pedro


Dia 15 de Maio

13h Tia Lalá

15h Balneário Pratas


Dia 16 de Maio

13h Bairro Olaria

14h 30 Tancredo Neves


Dia 23 de Maio

13h 30 Bairro Cristo Rei


Comente aqui
02 mai12:26

Mastigação correta ajuda a controlar o peso

Você dá atenção à mastigação? Saiba que a forma como você come pode influenciar no seu peso. Comer rápido demais, dando mordidas grandes e mastigando pouco, faz com o que o corpo não se sinta facilmente saciado, levando a comer mais e mais.

O processo digestivo tem início na mastigação. A saliva tem várias enzimas digestivas que auxiliam o estômago a fazer seu trabalho. A boa digestão é fundamental para o emagrecimento saudável e para a absorção dos nutrientes.

O ideal é que os alimentos sejam mastigados por, no mínimo, 30 vezes, número que depende da consistência do alimento. Quanto mais eficiente for a mastigação, melhor funcionará o intestino. Sem a quantidade adequada de estímulos ele fica preguiçoso, sem força para funcionar e produzir os movimentos gástricos.

- Uma dica para que não consegue comer devagar, é repousar os talheres no prato a cada bocada. Assim, a pessoa tem tempo para mastigar bem e ver o que está comendo e como está fazendo isso – aconselha Juarez Köhler, especialista em ortodontia e ortopedia facial.


Comente aqui
29 abr12:17

Saiba como enfrentar a rotina sem estresse e aumentar a produtividade no trabalho

O que é o trabalho para você? Longe de ser apenas uma forma de subsistência, eles dizem muito sobre sua personalidade. Não importa qual seu talento: médico, engenheiro, professor, publicitário ou psicólogo. Cada vez mais, o mundo corporativo valoriza pessoas que sabem o que querem, têm autonomia para agir e são peças-chave para o sucesso de qualquer negócio. Porém, para produzir bem, é necessário se sentir bem no ambiente de trabalho.

A qualidade de vida depende muito da satisfação que as pessoas têm em sua vida profissional. Muitas vezes, não se trata de um trabalho remunerado. O engajamento num projeto social, por exemplo, é tão válido quanto o empenho de um executivo de multinacional. Ser valorizado pelo que você faz é importante, mas hoje, muito mais do que dinheiro, as pessoas querem ser capazes de decidir seus rumos e de enfrentar seus problemas. E este conceito de qualidade de vida — que apresenta tantas variações, muitas vezes divergentes — têm muito a ver com felicidade e auto-realização, com independência e estado de satisfação ou, ainda, com as condições sociais e econômicas.

Os aspectos físico, emocional, social, profissional, intelectual e espiritual devem funcionar em plena harmonia. Ao longo do ano, falaremos um pouco sobre todos estes temas, entre outros valores responsáveis pelo nosso bem-estar. Assim como já abordamos Cultura e Lazer, neste especial, vamos abordar a Relação com o Trabalho e Autonomia e Liberdade, duas dimensões avaliadas na edição 2011 do Índice de Bem-Estar (IBE), pesquisa realizada pela Unimed Porto Alegre. Até sexta-feira, dicas e informações de especialistas serão publicadas para servir como um guia para ajudá-lo a levar uma vida mais leve, prazerosa e saudável, tanto no aspecto pessoal quanto profissional. Também falamos com profissionais de diferentes perfis, que contam suas dicas de como ter satisfação no trabalho — e também como fugir do estresse e do sedentarismo.


Esgotamento físico e mental leva ao desenvolvimento de doenças

Para muitas pessoas, o local que deveria ser sinônimo de satisfação profissional e financeira acaba se transformando em fonte de problemas físicos e emocionais. As doenças do trabalho são inúmeras e estão relacionadas, muitas vezes, ao estresse. Esse problema coloca em risco a saúde dos trabalhadores e gera doenças de fundo psicossomático. O estresse leva o indivíduo a ter um desempenho ruim, baixa moral e absenteísm. Segundo especialistas, o problema pode gerar até mesmo depressão.

De acordo com a presidente do Instituto Brasileiro de Qualidade de Vida, Elizabet Garcia Campos, as consequências para o funcionário são inúmeras. Vão da queda de produtividade ao esgotamento físico e mental. Daí para o desenvolvimento de doenças é um pulo.

— As empresas precisam detectar a forma de adequar os profissionais aos cargos, medir o nível de satisfação dos trabalhadores, verificar o grau de comunicação e integração de equipes, desenvolver políticas de benefícios e observar as condições ambientais — ensina Elizabet.

Ela conta que até a poluição sonora e o tempo gasto pelo trabalhador para chegar à empresa são fatores que podem levar ao estresse. Do ponto de vista ergonômico, as condições ambientais inadequadas podem provocar os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort) que, de acordo com um cruzamento de dados feito pelo Ministério da Previdência, lideram, juntamente com os transtornos mentais, os motivos de afastamento do trabalho.

As LER/Dort são síndromes que atacam os nervos, músculos e tendões, e que atingem principalmente os membros superiores e o pescoço. São degenerativas e acompanhadas de dor, não só por causa da intensidade do trabalho, mas também devido a atividades desempenhadas sob estresse intenso. Os prejuízos vão para o funcionário e para a empresa: segundo o Instituto Nacional de Prevenção às LER/Dort, as companhias gastam mais de R$ 90 milhões por ano devido ao afastamento dos trabalhadores afetados pelas síndromes correlatas.


Alerta para as dores

A fisioterapeuta Heloísa Guimarães explica que a dor não significa, necessariamente, uma patologia. É, porém, o alerta do corpo para que a pessoa verifique se há algo de errado com ela. Muitas vezes, porém, o trabalhador subestima a sensação e, sem mudar os hábitos, contribui para o surgimento de problemas musculares e circulatórios.

— No início, a pessoa sente uma pressão na nuca. Muda a postura, sente alívio. Depois, a dor vai se intensificando e ela nota que só melhora depois de uma noite de sono. A dor fica cada vez mais grave e pode se tornar crônica — alerta.

Segundo Heloísa, o corpo desenvolve um mecanismo de proteção para “esconder” a dor. E a tendência é que a musculatura e os tendões encurtem ou atrofiem. A fisioterapeuta explica que, além dos cuidados necessários com a postura, é preciso estimular o organismo com exercícios físicos, que podem ser caminhadas, sessões de dança ou musculação. E a diversidade de atividades ajuda o corpo a ficar mais dinâmico. Quem é sedentário sofre mais.

Além dos problemas ergonômicos, os funcionários devem ficar atentos aos males respiratórios provocados pelo ar-condicionado. Mudanças bruscas de temperatura podem diminuir a resistência do organismo e torná-lo alvo fácil para infecções.

— Mas o maior problema é a higienização. No ar-condicionado, a umidade fica presa na tubulação, o que favorece a proliferação de ácaros e fungos. A pessoa pode ter desde infecções fúngicas a sinusite — diz a alergista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, de São Paulo, Iara Mello. Segundo a médica, o ideal é que a manutenção do aparelho seja feita a cada seis meses.


BEM-ESTAR



Comente aqui
27 abr13:25

Cerveja não é a única vilã, mas contribui para aumentar a "barriga de chope"

Motivo de piada entre os homens que estão fora de forma, a “barriga de chope”, do ponto de vista médico, não tem nada de engraçado. Pelo contrário: ela pode ser o principal sintoma de uma doença séria, a obesidade visceral.

O cirurgião Luiz Vicente Berti, diretor do Centro de Cirurgia Obesidade e Metabólica, alerta para os riscos de um abdômen com circunferência acima da média.

— Além de mascarar doenças metabólicas, a gordura visceral tem taxa de mortalidade alta entre os homens, porque é o tipo de excesso de peso que oferece maior chance de problemas cardíacos — afirma Luiz Vicente Berti, diretor do Centro de Cirurgia Obesidade e Metabólica, que alerta para os riscos de um abdômen com circunferência acima da média.

Existe um nível de gordura visceral (que se acumula nas vísceras) que cumpre uma função importante de proteger os órgãos do aparelho digestivo, mas o problema se instala quando esse nível passa dos limites. A obesidade visceral é diagnosticada quando a gordura não está armazenada somente na região subcutânea, mas também nos órgãos internos, como estômago, intestino e fígado.

— Estatisticamente, há duas mulheres obesas para cada homem. No entanto, são eles as principais vítimas desse problema. Ao contrário delas, que acumulam gordura na região do quadril, os homens armazenam esses excessos diretamente na região abdominal — explica o cirurgião.

Fatores como má alimentação, comer fora de hora e consumir alimentos gordurosos em excesso são outros aspectos dos maus hábitos da vida moderna que também influenciam no desenvolvimento da obesidade visceral que, além de prejudicar a saúde, interfere no contorno corporal.

Pegue uma fita métrica

Para ficar no limite do saudável, o máximo de circunferência na região abdominal deve ser de 102cm para homens e 88cm para mulheres. Quem estiver acima deste limite deve procurar ajuda médica.


Como evitar

:: Conjugue exercícios aeróbios como ciclismo, caminhada ou corrida com musculação, que aumentam o gasto energético e evitam o acúmulo de gorduras, além de fortalecerem o corpo como um todo.


:: É imprescindível controlar a alimentação. Adote uma dieta com menos gordura, álcool, doces e mais proteínas, verduras, legumes e cereais integrais.


:: Fique longe de queijos e embutido gordurosos. Evite frituras e prefira carnes magras, como peixe e filé de frango. O álcool também deve ser ingerido com moderação.


VIDA E SAÚDE

Comente aqui
19 abr17:31

Dieta de baixa caloria pode tornar o organismo mais vulnerável a doenças inflamatórias intestinais

Capazes de causar inflamações desordenadas em diferentes partes do tubo digestório, área do corpo que se estende da boca até o ânus, a retocolite ulcerativa inespecífica e a doença de Crohn instigam a medicina por não terem uma causa clara. Os especialistas acreditam que os dois tipos de doença inflamatória intestinal (DII) surgem devido a uma mistura de fatores genéticos, ambientais e emocionais. Agora, um estudo com ratos de laboratório publicado recentemente pelo World Journal of Gastroenterology associa casos mais graves da doença a uma alimentação insuficiente.

Na pesquisa, especialistas da Universidade Michigan perceberam que camundongos submetidos a uma dieta de baixa caloria morreram mais rápido que outras cobaias depois de todos terem sido contaminados por uma bactéria que ataca o cólon e provoca um quadro semelhante ao da retocolite ulcerativa.

— O estudo revelou que uma pessoa que segue uma dieta com calorias restritas pode impedir o sistema imunológico de responder a uma infecção desse tipo — esclarece Jenifer Fenton, professora do Departamento de Ciência Alimentícia e Nutrição Humana da universidade norte-americana.

Segundo ela, estudos futuros devem examinar melhor a associação entre a porcentagem de gordura e as respostas do sistema imunológico.

— Entender como a dieta de baixa caloria aumenta a mortalidade pode nos levar a novos tratamentos da doença em humanos — observa.


Segredo (sempre) é o equilíbrio

Para Paulo Gonçalves de Oliveira, vice-presidente nacional da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBC), os resultados abrem novas possibilidades de pesquisa, mas devem ser vistos com cuidado. Além de o estudo ter sido realizado em camundongos, que em grande parte das vezes reagem de maneira diferente do homem, há a chance de a restrição de calorias ter levado os animais à desnutrição, que pode tornar o organismo fragilizado e mais sujeito à ação de bactérias.

Oliveira, que também é chefe do Serviço de Coloproctologia do Hospital Universitário de Brasília (HUB), lembra que outros estudos mostraram aumento nas mortes de animais com restrição calórica e submetidos a infecção pelo vírus da gripe (influenza).

— A lição que deve ficar talvez seja que uma dieta equilibrada, sem exageros tanto nas restrições quanto nos abusos, represente o melhor caminho para uma vida saudável — ressalta.

Décio Chinzon, gastroenterologista, comenta que o artigo americano é muito interessante, mas também pede cautela.

— O estudo demonstra um processo interessante, mas outras pesquisas devem ser feitas com pessoas para vermos se o resultado é semelhante em humanos. Nos últimos cinco anos, as pesquisas nessa área cresceram muito e procuraram determinar o que pode causar as DII. Nunca achamos um agente causador da doença, e, como ela é crônica, não tem cura, apenas tratamento — finaliza.


Defesa

O sistema imunológico é a capacidade do organismo de combater bactérias, vírus ou fungos invasores. Ele atua destruindo ou neutralizando os micro-organismos que o corpo reconhece como ameaça. As amígdalas, o baço e a medula óssea são alguns dos órgãos vitais que ajudam nesse tipo de defesa. Problemas como a deficiência de nutrientes, a baixa acidez do estômago, a falta de células brancas no sangue e males podem baixar a imunidade do corpo, deixando-o vulnerável.


VIDA | ZERO HORA

Comente aqui
16 abr11:26

Itá assina convênio para construção de Núcleo de Apoio a Estratégia Saúde da Família

O município de Itá assinou na noite desta quinta-feira, dia 12, um convênio com o governo estadual no valor de R$ 200 mil que prevê a construção de uma unidade do Núcleo de Apoio a Estratégia Saúde da Família (NASF).

O núcleo terá uma área de 321,35 metros quadrados e ficará localizado no bairro Natureza. A verba para obra teve intermediação do deputado estadual Marcos Vieira. Do valor total R$ 33.334,00 são contrapartida município.

O NASF realizará ações multiprofissionais e transdiciplinares, induzindo maior envolvimento e responsabilidade entre as equipes do NASF e dos ESFs. – Para que o programa funcione de forma adequada precisa-se de estrutura física que comporte aos atendimentos prestados pela equipe de saúde do NASF, como ampliação dos atendimentos dos grupos – disse o prefeito Egídio Gritti.

Nos próximos dias o município deve assinar mais dois convênios com o governo estadual, um no valor de R$ 150 mil para construção de calçamento na linha Simon e outro de R$ 103.000,00 para serem investidos me passeios públicos.


Comente aqui
13 abr14:48

Dia Mundial da Saúde em Chapecó

[Atualizado 17h40]

Em função da previsão de chuva para este sábado, o mutirão da saúde será transferido para outra data. Durante a semana você acompanha no site a nova data.

Acompanhe a programação completa do evento promovido pelo Grupo RBS com a parceira da Unochapecó, Aurora, Fundação Aury Bodanese, Unimed Chapecó, Luciano Vieira Fonseca, Rede Feminina de Combate ao Câncer, Sesi, Hemosc, Gapa e Prefeitura de Chapecó.

O Mutirão da Saúde será neste sábado, dia 14, a partir das 8h30 até as 17h. O evento será realizado no Calçadão da Rua Benjamin Constant no centro de Chapecó.

Caso chova o mutirão será transferido para outra data.


Serviços que serão oferecidos gratuitamente a comunidade:


SESI

Estará com uma unidade móvel de odontologia, nutricionistas vão repassar orientações sobre alimentação e também será realizada verificação de pressão;


HEMOSC

Vai repassar orientações sobre a importância da doação de sangue e disponibilizar transporte gratuito para os doadores até o Hemocentro.


UNIMED

Será prestado serviços em uma unidade móvel como a verificação de pressão, além de nutricionais que vão orientar e falar sobre obesidade infantil e testes de IMC.


REDE FEMININA DE COMBATE AO CÂNCER

Vai repassar informações sobre a importância de conhecer, prevenir e tratar a doença.


GAPA

Dará informações sobre as doenças sexualmente transmissíveis e sobre o AIDS/HIV.


UNOCHAPECÓ

Acadêmicos dos cursos de Medicina, Odontologia, Nutrição, Psicologia, Farmácia, Enfermagem e Educação Física vão repassar orientações para a população.


SECRETARIA DE SAÚDE DE CHAPECÓ

Vai apresentar diversas ações referentes à saúde como:

Orientações para atividades físicas;

Orientação e entrega de material sobre obesidade;

Saúde Bucal;

Saúde do Trabalhador;

Orientação sobre o calendário de vacinação;

Informações sobre Hepatite, Tuberculose, Hanseníase, Diabetes;

Prevenção a Dengue;

Segurança alimentar e em salões de beleza;

Saúde do Homem;



Comente aqui
10 abr11:07

Dia Mundial da Saúde

Visando melhoria na qualidade de vida e na saúde dos funcionários empresas realizam atividades de Ginástica na Empresa. Confira alguns exemplos de Chapecó e região que participam.

Se a sua empresa também tem aulas de Ginástica encaminhe uma foto para o email participe@clicrbschapeco.com.br. Não esqueça de colocar o nome da empresa, desde quando praticam e qual a periodicidade das atividades.

>> Acompanhe a programação completa do Evento.

Comente aqui
07 abr10:08

A importância do Teste da Orelhinha

Em comemoração ao dia mundial da saúde, 07 de abril, o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, alerta para a importância do Exame de Emissões Otoacústicas Evocadas, mais conhecido como teste da orelhinha. O teste da orelhinha é o método mais moderno para constatar problemas auditivos nos recém-nascidos. O exame consiste na produção de um estímulo sonoro e na captação do seu retorno, através de uma delicada sonda introduzida na orelha do bebê.

De acordo com a fonoaudióloga, Bruna Cecin Grzebieluchas, o exame é feito com o bebê dormindo, em sono natural, a partir de 48 horas de vida, preferencialmente ainda no primeiro mês. – No Hospital Regional, solicitamos que os pais agendem o exame até sete dias após o nascimento, o teste é rápido, seguro e não provoca dores – disse.

Ao receber alta hospitalar os pais do bebê podem realizar o agendamento na recepção do hospital, ou telefonar para (49) 3631-1832 ou 3631-1843.

Bruna explica ainda, que a audição é fundamental para a aquisição e o desenvolvimento da fala e da linguagem. – Qualquer problema auditivo deve ser detectado precocemente, antes dos três meses de idade, com intervenção clínica e educacional, visando aproveitar o período crítico de estimulação – salienta.

A prevalência de perda auditiva neonatal no Brasil situa-se entre dois e seis casos para mil recém-nascidos vivos..




Comente aqui
12 mar14:44

Secretaria da Saúde de Chapecó realizou Mutirão de Saúde

No sábado, dia 10, foi realizado em todos os Centros de Saúde da Família de Chapecó, um Mutirão de Saúde. Durante todo o dia foram realizados exames de Preventivo de Preventivo de Câncer Uterino, Mutirão de Preventivo de Saúde Bucal, e ainda, o Mutirão de Combate a Dengue.

De acordo com a secretária de Saúde de Chapecó, Jeane Carla Morh de Oliveira, durante os mutirões são atendidos cerca de 1500 pessoas. O objetivo dos mutirões realizados nos sábados é atender principalmente as pessoas que trabalham durante a semana e não conseguem realizar os exames nos horários de atendimentos dos Centros de Saúde dos bairros.

- São horários alternativos para que todos os chapecoenses tenham acesso aos serviços de saúde, pois trabalhamos com foco na prevenção das doenças e promoção da saúde – enfatizou.


Dengue

O clima do verão aliando calor e chuva, o acumulo de lixo em terrenos, casas e os entulhos, aliado a falta de cuidados das pessoas tem contribuído para o aparecimento de focos do mosquito Aedes Aegypti no município de Chapecó. No ano de 2011 foram registrados 155 focos do mosquito e em 2012, até o dia 09 de março já foram registrados 130 focos.

Também no sábado, dia 10, iniciou em Chapecó uma Força Tarefa contra a dengue. As Agentes Comunitárias de Saúde, as Agentes de Combate a Endemias e inúmeros outros profissionais da Secretaria de Saúde estarão nas ruas realizando visita, eliminação e tratamento de criadouros e repassando orientação à população.

Junir Lutisnski, biólogo da Secretaria Municipal de Saúde, explica que nas próximas duas semanas, entre os dias 12 e 23 de março, serão intensificados os trabalhos de combate aos focos da dengue em Chapecó. Ele comenta que a Força Tarefa terá como objetivo atender os bairros da região norte da cidade, aonde cresceu assustadoramente o número de focos mosquito. Segundo ele, 49% dos imóveis de Chapecó estão localizados nas áreas em que apresentaram maior número de focos, na região dos bairros São Cristovão, Cristo Rei, Passo dos Fortes, Santa Luzia, Bela Vista e Líder.


Unidades sentinelas contra a dengue

Nos Centros de Saúde da Família dos bairros Vila Real, Bela Vista, Norte e Oeste, estão funcionando as Unidades Sentinelas contra a dengue. Nesses locais, todos os pacientes que apresentarem sintomas de dengue: dor de cabeça, febre, sintomas de gripe, dor nas articulações e dor atrás dos olhos, serão encaminhados para exames.


Comente aqui